Copyright vs Youtubers

Autor Mensagem
MatheusMX
Veterano
# 13/abr/19 22:01
· votar


Del-Rei
Também fiquei nessa curiosidade, rs

T-Rodman
Veterano
# 13/abr/19 22:50
· votar


esse deu um jeito de não tomar strike, lol


Delson
Veterano
# 15/abr/19 08:59
· votar


Vamos todos para o IGTV (enquanto não ocupam por lá)

JJJ
Veterano
# 15/abr/19 09:16
· votar


T-Rodman

7/10 o/

JJJ
Veterano
# 15/abr/19 09:24 · Editado por: JJJ
· votar


Entrando no papo...

Já contei aqui, mas vou contar de novo: fiz um coverzinho de Saint Tropez (Pink Floyd) uma vez.

Não monetizei; afinal de contas, a música não é minha... o que me pareceu bem óbvio e a coisa certa a fazer. Mesmo assim, fiquei meio cabreiro com o que eles podiam fazer (tipo, me repreender por postar um cover... Metallica feelings... hehehe)

No entanto, o YouTube reconheceu a música e não só não me repreendeu, como "sugeriu" que eu monetizasse, desde que eu topasse dividir a imensa fortuna gerada com os donos dos direitos autorais.

Assim, me tornei sócio do Pink Floyd... hehehe

Só que isso foi antes do famigerado artigo 13... Acabei de subir um outro cover; dessa vez foi Many Too Many, do Genesis (sim, sim... só faço cover de "lado b"...).

Estou aguardando pra ver o que rola. Até agora (subi ontem e deixei privado) não falaram nada.

Filippo14
Veterano
# 15/abr/19 11:46
· votar


Mauricio Luiz Bertola

Na boa, você sempre mostra nos seus posts o quanto você não sabe nada de economia, mas assim, nada. Parece até que você nunca nem comprou um pão na padaria ou abasteceu o carro. Eu sempre tenho preguiça de voltar nesse papo, mas é que você sempre solta o mesmo argumento de monopolio = capitalismo e afins e ai fica dificil me segurar, mas pode deixar, na próxima eu me seguro. Mas na boa, leia o paper que o criador do bitcoin fez na época, estude sobre a moeda e a relação que as crises economicas globais tem em conjunto com a produção de moeda pelo Estado. Sei la, usa o exemplo do Macri agora, imprimindo dinheiro a rodo na Argentina, altos deficits e agora controle de preços, mas tenta ler de forma mais racional. Eu já concordei com tudo que você defende cara, só que não faz sentido.

Abs,

entamoeba
Membro Novato
# 15/abr/19 12:27
· votar


Parece até que você nunca nem comprou um pão na padaria ou abasteceu o carro.

Preciso de investidores para comprar um pão na padaria, será que a bolsa me ajuda?

Filippo14
Veterano
# 15/abr/19 12:31
· votar


entamoeba

Quem falou isso? Dei esse exemplo justamente para exemplificar o mal da inflação. Quem falou de investidor, cara?

entamoeba
Membro Novato
# 15/abr/19 12:40
· votar


Filippo14
Blockchain e criptomoedas surgiram justamente para democratizar o dinheiro e tirar essa produção monetária da mão do Estado.

Democratizar é tirar da mão do Estado? E deixar na mão do capital? Estou confuso.


Liberalismo em muitas vertentes é contra propriedade intelectual

Curioso. E como faz para remunerar o trabalho intelectual?


Sério mesmo que você acha que a aposentadoria hoje funciona?

Funciona. Mal, mas funciona!

Melhor manter funcionando mal do que destruir, substituindo por nada ou "deixando na mão das pessoas, para que elas façam escolhas racionais de como aplicar o seu dinheiro, resguardando o próprio futuro".

entamoeba
Membro Novato
# 15/abr/19 12:41
· votar


Filippo14
Quem falou isso? Dei esse exemplo justamente para exemplificar o mal da inflação.

Achei a frase engraçada, nem me preocupei com o contexto.

O que é inflação?

Del-Rei
Veterano
# 15/abr/19 13:08
· votar


entamoeba
Democratizar é tirar da mão do Estado? E deixar na mão do capital? Estou confuso.

Creio que a intenção dele foi dizer "retirar do controle do Estado". As ações do Estado nem sempre são no sentido de democratizar, mas sim atender a grandes corporações por meio de leis - vide a tal lei na Europa. Parece que um dos conceitos dessas criptomoedas foi justamente não sofrer interferência do controle Estatal.

Um aceno de longe!!!

Lelo Mig
Membro
# 15/abr/19 13:53
· votar


JJJ

"Assim, me tornei sócio do Pink Floyd... hehehe"

Alguém tem que trampar prá sustentar aquela cambada de maconheiro vagabundo.

entamoeba
Membro Novato
# 15/abr/19 14:39
· votar


Del-Rei
Creio que a intenção dele foi dizer "retirar do controle do Estado".

Foi o que eu entendi.


As ações do Estado nem sempre são no sentido de democratizar, mas sim atender a grandes corporações por meio de leis

É verdade! Características de democracias que funcionam mal.

Mas a solução não é retirar do controle do Estado, até porque isso não dificulta em nada a ação das grandes corporações. O que dificulta é a democracia! É ter um Estado que não está a venda!


Parece que um dos conceitos dessas criptomoedas foi justamente não sofrer interferência do controle Estatal.

O que é péssimo para a democracia.

Del-Rei
Veterano
# 15/abr/19 16:07
· votar


entamoeba
Debater democracia é complicado.
Democracia é um sistema que exige da população um grau de responsabilidade e consciência que estamos longe de alcançar. O conteúdo da CF, "Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente" soa clichê e na prática não funciona muito pra nós, mas numa sociedade minimamente esclarecida e empenhada em progredir, é a ferramenta perfeita.

Não tem como esperar resultados positivos da democracia com tanta concentração de riquezas e disparidade entre classes sociais/econômicas/intelectuais. Sequer conhecemos nossos direitos básicos.

Nossa relação de convivência social é ridícula. Ridícula!
Coisas que pra nós soa como "coisa de otário", pra outros países é o básico, já que eles não partem do princípio que alguém está querendo se dar bem. Exemplo: Num evento de teatro, os primeiros que chegam de carro no estacionamento vão colocando seus carros mais afastados da entrada, pra que os atrasados que chegarem em cima da hora possam estacionar perto da entrada e perder menos tempo pra entrar no teatro. Isso soa bizarro, mas é completamente normal em vários países.

Na real, acho que a gente chove no molhado com tantos debates entre esquerda/direita, porque não temos os requisitos básicos de uma sociedade. Seja o governo que for, vamos continuar engatinhando. Se fôssemos uma sociedade desenvolvida, fosse o governo que fosse, caminharíamos pra frente.

Um aceno de longe!!!

JJJ
Veterano
# 15/abr/19 16:59
· votar


Lelo Mig

Acho que as próximas 10 gerações deles já estão garantidas...

HortaRates
Membro
# 15/abr/19 17:24
· votar


Na boa, você sempre mostra nos seus posts o quanto você não sabe nada de economia, mas assim, nada. Parece até que você nunca nem comprou um pão na padaria ou abasteceu o carro,
Diz Filippo14, (supostamente) 23 anos, para Mauricio Luiz Bertola, mestre em História Econômica pela UFF, formado em história há 29 anos.
(Foi mal Mauricio Luiz Bertola, pesquisei seu Lattes na internet).

É impressionante como a internet proporciona colocar em igualdade a opinião de pessoas com um background tão distinto. Acho que isso é uma ótima explicação de como um imbecil daquele porte foi parar na Presidência da República com a ajuda das redes sociais.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 15/abr/19 22:17
· votar


HortaRates
Sou Mestre em História Econômica pela USP. Na UFF fiz a graduação à 29 anos atrás e defendo meu Doutorado na mesma área e sou Pesquisador Associado e Professor Substituto.
Cara, o Plataforma Lattes está aí para ser pesquisada por todos e é democrática e evita a mentira (entende?).
Obrigado por sua pesquisa.
Abçs

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 15/abr/19 22:17 · Editado por: Mauricio Luiz Bertola
· votar


post duplo

Filippo14
Veterano
# 16/abr/19 08:39
· votar


Del-Rei

Exatamente isso, a ideia das criptomoedas é tirar a produção de moeda da mão do estado e tentar não sofrer interferência política na produção da mesma.

JJJ
Veterano
# 16/abr/19 08:44
· votar


tirar a produção de moeda da mão do estado

e colocar na mão de uns espertalhões que fizeram milhões do nada...

Filippo14
Veterano
# 16/abr/19 08:50
· votar


HortaRates

Distinto? Isso porque eu não falo onde estudei. O que você sabe da minha vida, trabalho com o que? Li oque? E outra, título agora é o que vale?

Se liga cara, bater carteira assim é a coisa mais tosca do mundo e a mais arrogante, porque você desconsidera todas as pessoas com menos títulos que você, coisa triste demais.

Outro ponto, economia tem diversos pontos de vista e opiniões. O Mauricio Luiz Bertola fez Mestrado na USP, uma escola naturalmente mais voltada para intervencionismos econômicos e sociais. Claramente ele acaba seguindo essa linha de pensamento e estudou sobre temas nesse sentido. Tenho amigos que se formaram a pouco tempo na USP em economia e eles assumem que estudaram pouco sobre temas mais "liberais", tanto que gostam de economistas como Keynes, Schumpeter e Amartya Sen.

Onde eu estudei, por mais que ainda tivesse uma cabeça bem keynesiana, ainda abordava, principalmente em microeconomia pautas mais liberais, defendidas por Milton Friedman, Adam Smith e Hayek.

Outro exemplo, os professores de Harvard são mais a favor de Keynes, enquanto que os de Chicago são mais a favor de Milton Friedman. Que escola está certa? Ambas tem PHDs que tem 300x mais títulos que todos nós. Quer dizer que todos estão certos ou vêem as coisas da forma certa?

Enfim, acho esse papo restrito ao grupinho dos cheios de títulos arrogante e quase preconceituoso por excluir outras pessoas, mas enfim.

Abs,

Filippo14
Veterano
# 16/abr/19 09:14
· votar


entamoeba

Então, as principais vertentes econômicas/sociais defendem princípios totalmente diferentes: coletivismo x individualismo

Pessoas mais ligadas ao liberalismo tem entre seus princípios uma questão mais individualista na busca da felicidade, dizendo que todos deveriam ser livres de forma que possam maximizar sua felicidade ao longo de suas vidas. Exemplos: Milton Friedman, Adam Smith, Paulo Guedes, boa parte dos hippies dos anos 60/70

Pessoas mais ligadas a sistemas econômicos mais intervencionistas entendem que a força vem do grupo, e que é preciso buscar algo que maximize a felicidade das maiorias, muitas vezes em detrimento das minorias, pois entendem que dessa forma se forma uma nação/povo forte. Exemplos: Bolsonaro, Macri, Marx, Hitler, Keynes

Em nenhum desses eu falei de esquerda x direita e nem de propostas efetivas, apenas princípios.

Quando você diz que retirar da mão do Estado não é ruim, eu como um defensor de individualidades discordo, pois entendo que o Estado não defende os interesses da população como um todo, e sim de sua maioria nos melhores casos e apenas do Estado nos piores casos (situação bem parecida com a brasileira)

Além disso, inflação, caso você não saiba é uma expansão monetária que como consequência leva a um aumento geral dos preços da economia. Essa expansão de moeda hoje está nas mãos do governo brasileiro e é muito usada para aquecer a economia de forma artificial, gerando bolhas. O bitcoin, especificamente, nasceu de uma ideia de tirar essa produção de moeda do Estado, para essa produção não ser usada para fins políticos (entrar no governo-> produzir dinheiro do nada + manter/aumentar gastos governamentais -> aquecer a economia de forma artificial -> se reeleger -> continuar a produzir dinheiro do nada -> continuar a aquecer a economia de forma artificial -> entrada de novo governante -> estouro das bolhas econômicas -> recessão).

Dessa forma, a moeda, a meu ver, não é usada a favor da população e sofre interferências políticas diárias e isso não é positivo para a população

Quanto a interferência do Estado não ser prejudicial para as grandes corporações, eu concordo, na verdade ela auxilia essas mesmas grandes corporações através de regulações. O governo negocia constantemente com as grandes corporações e cria regulações a favor das mesmas, criando barreiras de entrada para as menores, mantendo as grandes corporações cada vez maiores e inibindo a entrada das pequenas nesse mercado. Vide Odebrecht e Camargo Correa, que faziam conchavos com o governo, Petrobras, que detém mais de 90% do refino de petróleo no país e sofre problemas e interferências políticas até hoje (na verdade semana passada com o Bolso, dando uma dilmada), os grandes bancos brasileiros, que possuem um oligopólio no país, da mesma forma que as empresas de telecom e mídia.

A ideia é justamente tirar essa regulação proibitiva e facilitar assim, a entrada de novos produtores/servidores, aumentando a competição e naturalmente reduzindo preços e aumentando a qualidade. Na minha concepção isso faria com que mais pessoas tivessem sucesso e todos teriam serviços e produtos melhores e mais baratos, sendo essa uma política que de fato fosse a favor da população. Dessa forma, o governo se meter, na grandíssima maioria das vezes, gerou e gera mais desigualdades, concentração de renda e problemas a população.

JJJ

Espertalhões que fazem conchavo com os governos e fazem diversos esquemas com o Estado ou o trabalhador médio que nada tem a ver com isso e muitas vezes sofre na mão da corrupção intrínseca da organização do Estado atual?

Abs,

HortaRates
Membro
# 16/abr/19 10:10 · Editado por: HortaRates
· votar


Filippo14
Se liga cara, bater carteira assim é a coisa mais tosca do mundo e a mais arrogante, porque você desconsidera todas as pessoas com menos títulos que você, coisa triste demais.

Você poderia começar a reconsiderar sua técnica de discussão então. Eu não estou batendo carteira, tanto que a carteira não é minha. Eu só comentei como é engraçado a sua incrível arrogância, falando que o Bertola "não sabe nada e provavelmente nunca nem comprou um pão na padaria".

Você poderia ser pós-doutor em Havard, isso não te daria o direito de chegar falando que fulano de tal não sabe nada sobre algum assunto. Principalmente se o citado colega é um acadêmico a vários anos no assunto.
Mas quis ressaltar a ironia que é alguém que provavelmente tem apenas 23 anos apontando que "este cara não sabe nada", sendo que "este cara" estuda sobre isso a mais tempo que o tal crítico vive.

Se você tivesse alguma qualificação provavelmente seria mais humilde.

Delson
Veterano
# 16/abr/19 10:42
· votar


Criptomoedas são etéreas.
CHANGE MY MIND.

entamoeba
Membro Novato
# 16/abr/19 11:14
· votar


Filippo14
os professores de Harvard são mais a favor de Keynes, enquanto que os de Chicago são mais a favor de Milton Friedman. Que escola está certa?

Nenhuma. Economia está longe de ser ciência. Discutir isso é o mesmo que discutir se seu time deve jogar em 4-4-2 ou 4-3-3.


eu como um defensor de individualidades discordo

Você está errado por ser um defensor das individualidades. É quase a mesma coisa de ser terraplanista! Tem que dar um mergulho em outras áreas do conhecimento para você descobrir o quanto está errado! O papo de economista costuma ser fraco porque economista é bitolado!


Dessa forma, a moeda, a meu ver, não é usada a favor da população e sofre interferências políticas diárias e isso não é positivo para a população

Não tem sido usada a favor da população, mas isso não tem nada a ver com o Estado. E as interferências às quais você se refere são forçadas pelo excesso de poder econômico dos grandes capitalistas. É o poder econômico comprando poder político! Para enfatizar: o problema é o grande capital, não a política ou o Estado!!


Quanto a interferência do Estado não ser prejudicial para as grandes corporações, eu concordo, na verdade ela auxilia essas mesmas grandes corporações através de regulações.

Tem sido assim, mas (de novo), isso não é algo inerente à ação do Estado na economia! O Estado é o único meio de frear as grandes corporações, só não tem sido eficiente porque as grandes corporações se tornaram tão poderosas que são capazes de comprar o Estado.

Liberdade econômica, nos termos dos liberais, é balela! É impraticável! Uma hora um cresce mais e engole os outros, começa a comprar poder! Com ou sem Estado. Só que as empresas só representam aos próprios interesses, o Estado está lá para defender os interesses democráticos! Só há democracia no Estado, exercer o consumo não basta para dizer que temos algum poder sobre as empresas! O poder das empresas é CONCORRENTE da democracia! Isso é óbvio demais!

ferraz bass
Veterano
# 16/abr/19 11:35
· votar


Assunto Original : Copyright vs Youtubers
Assunto Atual : Economia

Tava demorando pra desvirtuarem do assunto e começar os textões, kkkkkkkkkk.

Lelo Mig
Membro
# 16/abr/19 11:37 · Editado por: Lelo Mig
· votar


entamoeba

Em resumo...Liberal, via de regra, é aquele cagado que esta numa profissão ou empresa ascendente e começa a se achar brilhante.

Então, todo desempregado passa a ser vagabundo e se, por exemplo, medicina não está dando retorno, você tem de ser "ousado e empreendedor" e jogar seus 20 anos de estudo e carreira no lixo e virar design de sobrancelha de pets.

E, foda-se todo estofo e experiência, toda produção intelectual e artística que não dá dinheiro ou lucro.

Afinal, vivemos num mundo maravilhoso, onde não faltam emprego e renda e este monte de famílias morando na rua e comendo lixo é porque não querem trampar.

entamoeba
Membro Novato
# 16/abr/19 12:06
· votar


Lelo Mig
e começa a se achar brilhante.

Isso é fundamental para você defender o status quo. As vezes o sujeito ralou mesmo, se empenhou, foi criativo e contribuiu, de alguma forma, para melhorar a vida dos outros. Ele jogou o jogo e colheu os louros! Ótimo!

O problema é se recusar a enxergar que só alguns privilegiados têm acesso a esse jogo. O sujeito que achava que era o melhor entre 100.000, na verdade, era o melhor entre 100. Se o cara depende demais desse sentimento de superioridade para se afirmar, vai negar até a morte que a desigualdade de oportunidades existe. Se o mundo é desigual, as conquistas não têm tanto mérito quanto quanto aparentavam.

Mais do que o ego, esse sentimento ameaça a ideia de que o sujeito mereceu os bens materiais que possui. Isso faz dele uma espécie de ladrão, porque o jogo que ele jogou era ilegítimo.

Por isso que nossa classe média alta tende à direita. A meritocracia é uma crença necessária para sustentar que a superioridade de alguns poucos sobre outros tantos é legítima.

E tudo isso que eu disse passa longe de ser um julgamento moral. Humanos estão sujeitos a crenças enviesadas que lhes favoreçam. A religião, por exemplo, opera por mecanismos semelhantes.

leticiariel.oficial
Membro Novato
# 16/abr/19 12:18 · Editado por: leticiariel.oficial
· votar


T-Rodman

como a série que um produtor tipo o Rick Beato faz review do porquê que determinada música ser boa (na interpretação dele como produtor).

Quem é esse produtor? Fiquei interessada na série.

TendTudo
Membro Novato
# 16/abr/19 12:21
· votar


Vocês vivem em qual época?
Ninguém no mundo precisa de caridade...
Acredito que o Neymar precisa muito mais a solidariedade que um doente de câncer

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Copyright vs Youtubers