Como lidar com a falta de apoio familiar sobre seguir música como profissão?

    Autor Mensagem
    Bola de stress
    Membro Novato
    # 12/dez/17 22:12


    Sem apoio dos pais, e praticamente sendo forçado a seguir outra coisa, como reagiriam a tal situação?

    Black Fire
    Gato OT 2011
    # 12/dez/17 22:13 · Editado por: Black Fire
    · votar


    saia de casa, se sustente, faça o que quiser da vida. causa finita est

    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 12/dez/17 22:17
    · votar


    Mete o loco...

    diogosabh
    Membro Novato
    # 12/dez/17 22:37
    · votar


    Bola de stress

    Quantos anos vc tem?

    Lelo Mig
    Membro
    # 12/dez/17 23:25 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Bola de stress

    Esse negócio de "apoio da familia" é muito bonito pra familia que pode bancar a vida toda e segurar a onda se as coisas não derem certo.

    Em familias que o dinheiro não sobra e você não tem herança pra deixar pro filho, voce sonha mesmo, que ele estude algo mais "garantido" arrume um emprego numa multinacional e ganhe para bancar seus sonhos.

    Por mais que esse "garantido" não garanta nada, não adianta, esse é o mundo capitalista, o mundo real, o mesmo que fudeu seus sonhos e que voce não quer que foda seu filho.

    Se viver de música, de skate, de artesanato é mais forte que tudo... Vá a luta, ganhe o mundo, supere, se sustente e prove a todos que esta feliz.

    Pai quer ver o filho feliz, apenas isso. De resto ele é um ser humano como outro qualquer... Comete erros.

    Buja
    Veterano
    # 12/dez/17 23:41 · Editado por: Buja
    · votar


    Lelo Mig
    Tambem penso assim mais ou menos como voce:

    Apoio dos pais? Que apoio? Financeiro? Ou so um tapinha nas costas dizendo: "filho, corre atrás dos seus sonhos!"

    No primeiro caso, financeiro, ok, ai sim voce tem apoio dos pais.
    No caso de isso nao ser possivel, como é quase em 100% dos casos, o tapinha nas costas nao é apoio coisa nenhuma. É falta de amor até...nenhum pai faria isso....mandar o filho "correr atras dos sonhos", correndo o risco de ser um adulto frustrado, desempregado, sem profissão, a margem da sociedade.

    Eu chamo de apoio dos pais, na falta do financeiro, o incentivo a educação, a formação do homem bem sucedido (financeiramente), pra ai, depois, vier o tapinha nas costas dizendo....filho, voce ja fez um pé de meia legal...vá viver!

    Mas ai vem a escolha que o filho tambem tem direito de exercer: escolher como vai levar a vida. Vai correr atras dos sonhos...tudo bem, escolha dele.
    Mas eu nao o deixaria pular da ponte pra se estrepar nao.

    Vai correr atras do sonhos...corra então, sob a minha visão e com os pés bem firmes no chão, e eu tambem correndo de cá fazendo de tudo pra que esse sonho renda alguma segurança futura, um pézinho de meia, uma poupança, uma previdencia, uma casinha pra chamar de teto, sei la.
    Se eu visse que esse sonho anda meio furado, sem retorno nem perspectiva nenhuma, eu puxaria as redeas sim sinhô...e faria o impossivel pra que esse sonho virasse um belo dum hobby, porque deixar meu filho na ribancera, nao deixaria nem a pal.

    Clar que falar é facil ne...negocio pega é dentro de quatro paredes...cada um sabe da sua realidade....mas nao da pra pedir apoio dos pais em algumas situacoes nao. Esse apoio poderia ser muito mais prejudicial do que benefico.

    The Man Who Sold The World
    Veterano
    # 13/dez/17 00:39
    · votar


    Bola de stress
    sendo sincero, confiança se conquista, mostre a eles seus objetivos, como pretende alcança-los, e acima de tudo, corra atras... apoio é importante, mas não é tudo
    acho que o pessoal ta sendo muito 8 ou 80, "ou me apoia ou eu saio de casa"
    dependendo da tua idade, mesmo apenas o apoio emocional dos pais é importante, o financeiro então, nem se fala
    não adianta falar - quero ser musico - e ficar jogado no sofá o dia inteiro, corra atrás, faça eles verem que é o teu sonho de verdade

    Synth-Men
    Veterano
    # 13/dez/17 05:54
    · votar


    Creio que esta situação é muito parecida com pessoas que querem ser astronautas e não tem apoio dos pais ou parece que não tem.

    Isso só por que o pai e a mãe não deram um foguete para ele entrar em órbita. Talvez os pais estivessem pensado: - Meu filho/filha é pikadasgalaxias mesmo!
    Está se virando sozinho/a para ser astronauta. Em pouco tempo vai comprar o próprio foguete e vai morar na lua.

    Apoio é uma coisa. Financiamento é outra.

    Quer apoio maior do que morar com os pais, não pagar luz, água, iptu, internet, telefone fixo, comida, roupa, aluguel, condomínio, viagens, perfumes, vaga na garagem, quarto com uma porta.

    Se o indivíduo tiver somente um dos privilégios acima, além do privilégio de ter pais, está bom bahgaraío.

    Comprei o meu primeiro teclado, com meu próprio dinheiro. Minha falecida avó parcelou para mim, por que nem meu pai, nem minha mãe quiseram fazer. Eu tinha 13 anos.

    Parece maldade do meu pai. Mas eu tinha mesada e ganhava uns trocado a mais, trabalhando para ele. Logo quem me apoiou?

    Depois de um tempo, meu irmão meu deu um teclado. Resultado: - Sai para tocar vida a fora com 16 anos. Depois disto, comprei todos os meus instrumentos completamente sozinho (financeiramente falando). Mas sempre humilde, para entrar com instrumento dentro de casa.

    O maior apoio que tive de meus pais, era quando eu estava treinando e eles mesmo incomodados com os ruídos, não mandavam eu parar.

    A maneira certa de lhe dar com isto é ser humilde, não culpar os pais e ninguém por isto ou aquilo e ver o mundo como um grande palco e pessoas como parceiras. Sempre temos mais o que aprender do que ensinar.

    Dai partirá a motivação, desejo, ambição, dedicação, tempo, lugar e movimentos para se obter o que deseja.

    Buja
    Veterano
    # 13/dez/17 09:23
    · votar


    Synth-Men
    Falou bem.

    xmarhunterx
    Membro Novato
    # 13/dez/17 09:52
    · votar


    Synth-Men
    Que brisa é essa? Astronauta não tem foguete não, aqueles bagulhos são da NASA eles só pilotam

    xmarhunterx
    Membro Novato
    # 13/dez/17 09:56
    · votar


    Bola de stress
    Na minha opinião a única diferença entre ter apoio ou não dos pais é que você não vai poder contar com paitrocinio, mas a maioria de nós aqui do FCC não tem isso, e bem... estamos vivos até hoje.
    E se não for pedir demais explica melhor pra gente essa história.

    brunohardrocker
    Veterano
    # 13/dez/17 10:34
    · votar


    apoio familiar sobre seguir música como profissão

    Apoie sua familia.

    sandroguiraldo
    Veterano
    # 13/dez/17 11:21
    · votar


    Bola de stress
    O que você entende por seguir a música como profissão?

    É dar aulas?
    É ter banda?
    É gravar em estúdio?
    É acompanhar artistas?
    Compor?
    É tudo isso junto?

    Creio que, alguns elementos precisam se combinar para conseguir viver de música hoje:

    -tocar bem
    -saber se comunicar e vender sua imagem
    -ser responsável e muito pontual
    -ter equipamentos ao nível do que se exige no ambiente de trabalho

    Se você não tem algum dos elementos, ou está deficiente neles, não deveria encarar a música como uma profissão no momento. Vá se adequando, se aperfeiçoando e levando a carreira musical em paralelo a uma outra atividade, que é o caso de muitos aqui no FCC.

    JJJ
    Veterano
    # 13/dez/17 11:39
    · votar


    Falta definir o tal do apoio... Eu não tive um "entusiasmo fantástico" por parte dos meus pais, mas também não me obrigaram a largar nada que eu gostasse... Inclusive me deram os primeiros equipos, sem os quais não teria nem começado. Mas eu também não peitei muito... tipo "vou só tocar guitarra e que se dane o mundo". Nunca fiz isso. Até porque eu mesmo tinha sérias dúvidas sobre a viabilidade financeira de viver de música no Brasil... e não tinha família rica que pudesse me sustentar, caso desse errado (que é - até hoje - a probabilidade maior).

    Assim sendo: faria hoje da mesma forma que fiz, décadas atrás: escolheria uma faculdade, arrumaria um jeito de pagar as contas... e continuaria tocando e com recurso pra me "apoiar" por mim mesmo...

    Adler3x3
    Veterano
    # 13/dez/17 11:47 · Editado por: Adler3x3
    · votar


    Pontos de atenção:

    - Querer fazer música e se dedicar, aqui entram e cena muitas virtudes para fazer acontecer de verdade: perseverança, constância, disciplina e muito mais;
    - Ter os instrumentos e outros equipamentos, e até um simples home studio, aqui você vai poder demonstrar aos seus pais o seu potencial, e lembre que nos dias de hoje tudo passa pelo computador;
    - Praticar e aprender,fazer cursos de música, tem que conciliar objetivos e atividades diferentes, isto faz parte da vida moderna, não é um problema exclusivo seu, é um dilema de uma geração inteira;
    - Respeitar os pais, não deixar que a diferença de ideias crie situações de desarmonia, afinal você quer ser músico, e é a harmonia que faz a diferença.
    Não crie problemas para si mesmo, tente se colocar no lugar deles, só querem o seu bem;
    - leve a vida sem stress, aproveite a sua adolescência, viva de bem com a vida, se divirta, brinque, namore, toque música, pratique esportes, nada é problema muito sério nesta fase da vida.
    Não deixe um problema ganhar uma dimensão que não tem, tudo se resolve com o passar do tempo, a maior parte dos nossos problemas na verdade não são tão relevantes assim;
    - o ser humano é multi função, isto é se adapta ao que tem que fazer e seguir carreira, em arrumar uma profissão, quem disse que tem que ter somente uma profissão?
    - aprenda a saber escutar mais do que falar, e aproveite o que tem de bom para os outros de ensinarem, mas também não se deixe influenciar negativamente, a opinião dos outros é dos outros, não sua.
    Não se deixe levar por comentários negativos, tenha personalidade e crie a sua imunidade própria, opiniões e comentários negativos, deixe o som entrar por uma orelha e sair por outra, e apague da memória, coloque estes pensamentos negativos no seu devido lugar, a lixeira e esqueça;
    - as vicissitudes fazem parte da vida para nos testar, para melhorarmos e aprendermos com os erros e transformações;
    - se aconselhe com pessoas que você acha sabias, não revele a qualquer um os seus problemas e fraquezas, procure verdadeiros amigos, e o seu pai pode ser o seu melhor amigo;
    - o certo é que quando você ficar mais velho, e chegar o momento de trabalhar, e arrumar algum emprego, ainda vai estar estudando, e aí o tempo livre para a música vai diminuir sensivelmente, se ficar só estudando, nada impede que se desenvolva mais na música, mas é importante ter um outro caminho para seguir;
    - estudar e estudar.
    - pense positivo não se transforme numa pessoa negativa, você é o que pensa.
    A começar pelo seu nickname, que tem a palavra "stress", pense num nick que tenha relação com um nome artístico, bem bolado e positivo, que vai te ajudar no futuro;

    Gabezorx
    Membro Novato
    # 13/dez/17 12:14
    · votar


    Apoie sua família.(2)

    Ismah
    Veterano
    # 13/dez/17 12:42
    · votar


    Buja
    Apoio dos pais? Que apoio?

    Então, meu pai acompanhou 7 anos da minha história como técnico. Ele podia ter ido a um show, é algo insignificante do ponto de vista objetivo, mas pesa bastante do ponto de vista subjetivo, e que nunca aconteceu...

    A mãe vai pelo mesmo rumo... E já são 4 que ele morreu...

    Isso é um tipo de apoio que só implica em aceitar que o filho é uma outra pessoa, e não pode estar eternamente subordinado a vontade dos pais.

    entamoeba
    Membro Novato
    # 13/dez/17 12:56
    · votar


    Tá explicado porque o cara é uma bola de stress: cheio de crises existenciais!

    rick.sam
    Veterano
    # 13/dez/17 15:06 · Editado por: rick.sam
    · votar


    Música não necessita de apoio , necessita de talento, vc ganha quanto por shows e you tube (você obviamente tem um canal né)? paga suas contas? Se sim, invista mais e mais. Se não, esquece isso como profissão, leva como hoby e seja feliz.

    xmarhunterx
    Membro Novato
    # 13/dez/17 15:09
    · votar


    rick.sam
    Pô cara, esse "discurso motivacional" seu me deu vontade de jogar minha guitarra fora. Todo mundo tem que começar um dia, se ele não canal no YouTube e não faz shows ainda, não quer dizer que ele nunca os terá.

    Bola de stress
    Membro Novato
    # 13/dez/17 18:30
    · votar


    pense num nick que tenha relação com um nome artístico
    Essa é minha ''conta reserva'', a minha primeira conta tem como nome: Impaciente

    LeandroP
    Moderador
    # 13/dez/17 19:03
    · votar


    Bola de stress

    Esse nickname já era!
    Cuide pra não perder o próximo também.

    JJJ
    Veterano
    # 13/dez/17 19:55
    · votar


    Bola de stress
    Essa é minha ''conta reserva'', a minha primeira conta tem como nome: Impaciente

    Logo vi que os temas eram bem semelhantes...

    Lelo Mig
    Membro
    # 13/dez/17 22:11
    · votar


    JJJ

    "Logo vi que os temas eram bem semelhantes."

    Uma coisa é fato, esse guri tem uma pressa dukarayo.

    fernando tecladista
    Veterano
    # 13/dez/17 22:44
    · votar


    o buraco é mais embaixo...

    independendo do que você faça, seus pais querem que você se sustente, saia de casa para que eles possam andar pelados pela casa, seus pais querem sussego

    faça as contas:
    - quanto é um aluguel
    - quando é a parcela de um carro e gasolina, músico precisa de um carro, nem tudo se resolve com uber, você precisa de um carro se for tocar bateria se for dono do seu próprio p.a.zinho
    um carro que ande e não te deixe na mão no dia do trampo
    - você precisa pagar suas contas, agua, luz, iptu, gas, telefone, internet
    isso sem por uma mordomia como netflix, internet fibra, uma tv assinatura....
    - se resolver casar, talvez vai ter filho, hoje você fala que não, mas um dia ele chega
    - se sua esposa perder o trampo vocês conseguem aguentar com só o que você ganha?
    ---------------------------------------------------------------------- ----------

    acha que você tira os gastos acima tocando duas noites com sua bandinha naquele bar chulerento que você pensa em tocar?
    tocando por meia portaria, por cenzinho cada um, tocando pra divulgar o trabalho...

    fora isso você já toca pra carai, ou ainda tá sonhando que vai virar a estela do rock?
    ---------------------------------------------------------------------- -

    porque você não pode ser normal e fazer como muita gente faz: tenha um trampo normal de dia e toque a noite

    o dia que você ver que você consegue pagar a lista acima só com musica, e que o trampo normal te atrapalha a ganhar mais dinheiro com música
    ter um trampo normal te atrapalha a sair em turnê com alguém, a ir tocar em locais longe, tocar no acre, nem dormir e voltar animado pra trabalhar na segunda

    então ai você pode ter certeza que pode viver de música
    ------------------------------------------------------------------------------------




    vc ganha quanto por shows e you tube
    youtube é ilusão

    alguns são felizes em ganhar dinheiro com isso
    precisa ter um monte de seguidores, milhares.... que estão afoitos para cada vídeo que você lança, do mais será mais um na multidão
    você tem que ser o pic4 das galaxias tocando guitarra

    eu fiz um canal pra tocar o que gosto, meus videos na média até agora chega a 100 visualizações, alguns caíram na graça do público
    consegui monetarizar o canal no inicio do ano,
    até hoje fiz a fortuna de 4,00 dólares, minhas projeções estimo que fecho o ano com 5 dólares...

    Ismah
    Veterano
    # 13/dez/17 23:45
    · votar


    Falta do que fazer...

    sandroguiraldo
    Veterano
    # 14/dez/17 08:40
    · votar


    Essa é minha ''conta reserva'', a minha primeira conta tem como nome: Impaciente
    Isso chama-se multi. É uma prática que não é bem vista aqui no FCC.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Como lidar com a falta de apoio familiar sobre seguir música como profissão?