Oque vocês acham dos DJs?

Autor Mensagem
xmarhunterx
Membro Novato
# 21/out/17 14:48


Atualmente está acontecendo um boom da música eletrónica (até que tem algumas músicas bacanas) e tá todo mundo querendo virar DJ. Bom, é uma profissão digna como qualquer outra, mas em uma conversa com um amigo sobre o assunto, ele me disse quatro motivos para odiar os DJs.
1- Em geral eles nem sequer compõe a música, só colocam uma batida nela e ganham quase todo o crédito.
2- Não entendem porra nenhuma de música, e ainda são chamados de "músicos".
3- Estão tirando o espaço dos instrumentos músicais para colocarem computadores que fazem tudo sozinhos.
4- simplesmente colocam uma música para tocar e ainda dizem que tem "feeling".

Qual é a opinião de vocês?

Filippo14
Veterano
# 21/out/17 15:08
· votar


Acho que seu amigo e voce nao entendem nada de musica electronica, apenas isso.

Lelo Mig
Membro
# 21/out/17 15:25
· votar


Acho que seu amigo e voce nao entendem nada de musica electronica, apenas isso. (2)

metal_ofender
Membro Novato
# 21/out/17 15:53
· votar


Nem sempre música eletrônica é somente um cara numa mesa com um fone de ouvido que muda as batidas das músicas, mas se vc está se referindo a esse tipo de cara, eu acho uma merda.

Casper
Veterano
# 21/out/17 16:40
· votar


Acho que seu amigo e voce nao entendem nada de musica eletrônica, apenas isso. (3)

Os items de 1 a 4 são tão equivocados
que até fico com preguiça de comentar.

The Man Who Sold The World
Veterano
# 21/out/17 17:13
· votar


vou fazer o trabalho duro aqui
1- Em geral eles nem sequer compõe a música, só colocam uma batida nela e ganham quase todo o crédito.
samples, remixes, covers, tudo isso é arte, cada estilo musical tem por base usar alguns desses "artificios"
2- Não entendem porra nenhuma de música, e ainda são chamados de "músicos".
você realmente já ouviu bons DJs? conhece ao menos o Armin van Buuren? muitos desses caras, além de Djs são Produtores, aposto que eles conhecem 1000 vezes mais sobre musica do que voce e o seu amigo juntos

3- Estão tirando o espaço dos instrumentos músicais para colocarem computadores que fazem tudo sozinhos.
eles n tem culpa se a piazada hoje em dia prefere passar o tempo no banheiro (rsrs) e no celular, ao invés de tocar um instrumento, além do que... nego acha que usar um ableton, controladores e tudo mais é a coisa mais facil do mundo (só apertar uns botão)

4- simplesmente colocam uma música para tocar e ainda dizem que tem "feeling".
sim, a musica ja tava la pronta, o cara ficou dormindo em casa ligaram pra ele e falaram "venha aqui fingir que ta tocando" e a musica surgiu sozinha, ninguem teve nenhum trabalho pra compor, ter ideias e produzir

Julia Hardy
Veterano
# 21/out/17 17:45
· votar


Há djs e djs no mundo.

É que como tudo que dá dinheiro, tem picareta no meio. Aí, os bons levam a fama pelos ruins.

Synth-Men
Veterano
# 21/out/17 22:41
· votar


xmarhunterx

Olha, os fragmentos de música eletrônica que eu aprendi, foram com Djs.

Não sei a categoria de DJ do qual o amigo se refere. ,mais de 80% dos DJS profissionais que conheci e conheço, fazem música.

Tem controladores, sintetizadores, baterias eletrônicas, contrabaixos, guitarras, teclados sampler, softwares diversos, conectores midi e muitos equipamentos musicais e de vídeo também.

Os tempos mudaram. Até aquela galera dos anos 80, das pick-ups de disco de vinil hoje sabe tocar algum instrumento e o básico de música.

Se o amigo estiver falando dos profissionais que animam festas ou ainda daqueles profissionais que fazem montagens a pedido de rádios, emissoras de tv e casas de eventos, as colocações do vosso amigo também está equivocada. Pois este trabalho exige técnicas apuradas e feeling também.

Agora caso estejam falando do carinha, de bermuda, chinelo e camiseta, que coloca uma mesinha de som em cima de uma caixa multiuso, cheia de luzes, com um falante de 15, com um pendrive conectado e mais uns dois encostado no espacinho que sobrou, com um microfone para dar boa noite e reunir o pessoal na hora de cantar parabéns, enquanto o churrasco torra e as asinhas de frango queimam, os comentários do seu amigo não se aplica.

Nem os Djs de quarto e sala de hoje em dia, são iguais aos que seu amigo pensa.

xmarhunterx
Membro Novato
# 21/out/17 23:27
· votar


Synth-Men
Também achei que ele foi meio exagerado, mas é como a Julia Hardy disse, existem djs e djs.

Ismah
Veterano
# 21/out/17 23:51
· votar


Synth-Men

E até o Dj Jukbox (só que esse não pode chutar rsrs), tem uns bem colocados... Vi um que tava sempre abusando de remix, efeito, scratch, overdub... O cachê do cara não é doce, pra menos de 900 pila e um camarim com cerveja, ele não sai de casa...

Mas o que mais tem é o primeiro tipo, que põe uma música de fundo e já eras... Faz o que o tecladista de churrascaria fazia nos anos 90...

Lelo Mig
Membro
# 22/out/17 00:48
· votar


Ismah
Synth-Men

Conheço vários, por conta dos tempos que eu fazia técnica para empresas de som e iluminação aqui em Sampa.

Posso afirmar, mesmo os que são "tocadores de musica", fazem uns puta remixes ao vivo, colocam batidas e promovem interações de muito bom gosto e criatividade e manter uma festa bombando requer muita percepção das reações do público e senso de improviso.

Não é facil operar as pick ups da forma como eles operam.... Tem cara que é virtuose na bagaça!

Synth-Men
Veterano
# 22/out/17 01:52
· votar


Lelo Mig
Ismah
xmarhunterx


Mas o que mais tem é o primeiro tipo, que põe uma música de fundo e já eras... Faz o que o tecladista de churrascaria fazia nos anos 90...


Posso afirmar, mesmo os que são "tocadores de musica",

Esse é o supra sumo desta profissão. É nisso que eles se deliciam $$, mas não é nada fácil.

Meu irmão começou assim. Ele chegou fazer o "scratch" nos discos de vinil. Kkk! Hoje ele trabalha com comunicação visual e as vezes coloca nas propagandas as próprias musicas ou montagens.

Ismah
Veterano
# 22/out/17 02:12
· votar


Tem cara que é virtuose, até sem pick up, só no tape deck rsrs

https://www.youtube.com/watch?v=X6qRkUai5WM


Filippo14
Veterano
# 22/out/17 10:26
· votar


xmarhunterx

Assim como tem músicos e músicos, engenheiros e engenheiros, advogados e advogados.....

renatocaster
Moderador
# 22/out/17 16:36
· votar


A minha opinião é que um bom DJ que se preze tem que ter noção de estrutura musical para fazer as batidas, né? Tempo, BPM's, contagem de compassos, etc...Isso aí para mim já é música.

Casper
Veterano
# 22/out/17 16:51 · Editado por: Casper
· votar


A técnica do Prime Cuts, por exemplo,
beira a insanidade.



xmarhunterx
Membro Novato
# 23/out/17 17:22
· votar


undefinedIsmah
Casper
Pô, mas esses caras são fodas, é que nem vocês compararem Jimi Hendrix à um guitarristazinho 3 acordes. Eu estou falando dos DJs meia boca

acabaramosnicks
Membro Novato
# 23/out/17 17:36
· votar


xmarhunterx
Eu estou falando dos DJs meia boca


Seu pecado foi generalizar. Você disse, arbitrariamente, que DJ é isso e aquilo. O povo aí te deu inúmeras provas de que DJ é, no mínimo, um tipo de músico ou profissão que deve ser respeitado. Se vc trombar alguém por aí que não faz essas paradas ele não é um DJ, se ele bota o pen drive pra tocar no xurrasco e se diz DJ, ele é além de uma farsa, um cuz** que quer goz** com o p** dos outros, ou melhor, com um p** que ele nem tem. É pior do que o guitarristazinho 3 acordes.

Insufferable Bear
Membro
# 23/out/17 17:38
· votar


Meu DJ preferido é Stockhausen.



Casper
Veterano
# 23/out/17 18:32
· votar


Richie Hawtin é um excelente exemplo
de DJ contemporâneo, que cria e manipula
em tempo real suas próprias músicas:



entamoeba
Membro Novato
# 23/out/17 18:51
· votar


Homenagem à profissão:



Wade
Membro Novato
# 23/out/17 19:00
· votar


Hey, Mister DJ,
Eu não vou te desprezar:
Você é um talento!
Não toca ou canta
E nunca teve que ensaiar
Só liga o equipamento,
Bota o seu fone,
Dança um pouco,
Aperta o play do CD,
Só! E pagam pau pra você!
A gente ensaia pra caralho
E ainda divide o cachê!
É, mas o que é que eu vou fazer?
Se acho a coisa mais bizarra
Qualquer balada sem guitarra

Deixa eu te mostrar, Mister DJ,
Meu velho rock and roll...
Não sei se é bom, mas é isso aí que eu sou!
Não é rave, trance, nem hip-hop
É o velho rock and roll
É pouco, eu sei, mas é isso aí que eu sou...

Hey, Mister DJ
Não é nada pessoal
Eu não tenho preconceito:
Ouço de tudo
E por um tempo acho legal,
Mas depois, não tem jeito:
Chega uma hora em que eu não agüento
Mais ouvir gravação
É! Parece que falta emoção!
Até prefiro nota errada e improvisação
É, quando se toca com tesão
Uma Fender afinada
numa Marshall valvulada!


https://www.youtube.com/watch?v=4KP1qZ9COwk

Casper
Veterano
# 23/out/17 20:25
· votar


Hey Mister DJ

xmarhunterx
Membro Novato
# 23/out/17 21:10
· votar


acabaramosnicks
É... você tem razão.

Ismah
Veterano
# 23/out/17 21:30
· votar


Eu nunca falei, porque isso é um soco no ego de muita gente, mas acho que é hora de dar uma visão realista da coisa...
Como jovem fã de rock, e inserido no meio musical, posso falar um pouco...

xmarhunterx
Aqui o fórum, o rock domina, talvez por isso tu tenha manifestado essa visão negativa. O Dj está atrelado a música eletrônica mas nem sempre foi assim,

Eu estou falando dos DJs meia boca

Tu colocou todo mundo no mesmo balaio... Isso que complica as coisas...
Alok, é muito mais que um simples nome na cena eletrônica, o cara é filho de um casal pioneiro das festas rave, regadas a psy trance - com altas doses, extra oficialmente, de ácido lisérgico... Ou seja, não é um mero acaso de Dj que se destacou...

Realmente, o " Dj pendrive " é o que tem, e aos montes... É o cara que cobra 100 pila, pra botar música a noite toda, enche o cu de trago e não sabe onde tá...
Dj precisa (deveria ter) um domínio de repertório, e um acervo de repertório, mas SIM, A GRANDE MAIORIA baixa música do u2b, de algum outro Dj, e ainda caga pela boca se denominando Dj só disso ou daquilo... Mas quando for ver, ele toca a mesma bosta que uma penca de outros...

A ideia inicial do Dj, é exatamente isso que tu fala. E o rock tem bastante culpa! Quando o rock foi "proibido" por uma lei moral, após vários incidentes* os Dj's que continuaram a cena, geralmente em rádios ilegais e amadoras, transmitindo em AM...

* Elvis servindo no exército, o escândalo do casamento de Jerry Lee com Myra Gale Brown, um acidente que matou vários jovens, etc etc etc

Só que... Nessa época quem tinha 30 discos, era rei! O rádio ainda era mui importante, e ali que nasceu a profissão de tocador de discos... Literalmente, era o que o cara fazia: procurar por um disco, e colocar na música desejada...

Hoje isso soa ridículo, porque eu monto uma play list no u2b, no "ispóti fái", etc etc etc... Tal qual computador, a profissão de Dj, perdeu o sentido e foi superada pela tecnologia...

Nesse meio tempo, os caras se reinventaram, principalmente na década de 70, onde se passou a ter um uso maior de efeitos... É nessa época que o Dj como se conhece hoje surgiu. Nascia ali o hip hop, o rap, o dub reggae, a disco e a dance music, etc etc etc...

Da disco e da dance, que vem a ideia de sincar as músicas, porque isso fazia as pessoas continuar dançando. Pois as pausas quebram clima total - e é uma coisa que muita banda ainda não se toca.
Uma banda internacional pode fazer um intervalo de 1h, que o pessoal vai ficar lá assistindo, mas uma banda cover ou sem nome na praça... Putz, se parar mais que 7 segundos o show, perdeu a atenção de mais da metade do público (tem estudos sobre isso)...
Outro ponto, é que as pessoas estão menos receptivas ao novo dentro do rock... E pra piorar, o jovem que gosta de rock, não tende a sair tanto quanto o "velho" que gosta de rock... O que mais vejo, é rockeiro indo dar um role na praça, beber uma cerveja por aí, e ir pra uma balada de outra coisa - quando não volta pra casa, jogar, assistir uma série e etc...

Pro Dj, sair da cena eletrônica, é quase uma rua sem saída, porque não tem como um Dj tocar clássicos do rock, e produzir algo em cima disso... As chance de por um scratch numa música do Sabbath, e levar uma pedrada na hora é grande.

Aqui em PoA, a Dj Karine Larré, fez a abertura pro show do Guns'n'roses e pro Aerosmith (não lembro se nessa ordem), existe uma lei estadual, que todo show internacional precisa de uma atração local de abertura - ou não tem show.
Parece que as produções quiseram inovar, e puseram um Dj. Parece que deu certo, porque o Dj pode mudar de rumo muito fácil se começar a voar tomate... E tá bem na cara pelo vídeo, que todo mundo gostou, porque ela conseguiu atingir uma gama muito maior de gostos que qualquer banda...

https://www.youtube.com/watch?v=6-mzk_IjdyE


MAS... Tem muito cara produzindo versões, e ainda mais importante, compilando playlists! Pode parecer estranho, mas com a inundação de bandas gravando e lançando material, fica difícil filtrar por qualquer coisa em comum...
E isso é importante, porque não dá para ouvir tudo, tem muita banda que só acertou uma ou outra música, mas que é memorável... Algumas até acertaram um disco inteiro, mas agora como saber qual banda, qual música? Ficou a cargo dos Dj's filtrar isso...

Essa é uma tendência, principalmente dentro do metal mais moderno, e pessoalmente, EU uso pra ver como tendência de mercado - querendo ou não, só vai sobreviver quem se reinventar...
Clássico de hoje, os que estiverem vivos, estarão fora de campo pela idade... Caras dos anos 80 / 90...
Os que estiverem vivos, estarão como os dos 60 / 70 hoje... Não sei se Bon Jovi, G'n'R e Metallica duram esse tempo todo... Será como lembrar de Ramones, CCR, Elvis, etc...
Quem vai ser os grandes da vez será a turma de 90 / 00... A7X, Linkin Park (se continuar ou não), Audioslave, Lamb of God, Epica, Rammstein, Eisbrecher, Unheilig, System of a down, 5FDP...

O rockabilly, o psycodélico, o surf, etc ainda hoje existem, e não deixarão de existir, mas é um caso particular, meio que tocada como um momento flash back... E toda a cena 70/80 deve ser lembrada assim nesse futuro - e o choro é livre... Isso é a sucessão natural das coisas...

Não quer dizer que deva-se deixar de ouvir e gostar disso, mas que tentar ser o novo AC/DC, o novo Slayer, o novo Megadeth, o novo Ozzy ou o novo Hendrix, é ridículo...

Novamente... Querendo ou não, só vai sobreviver quem se reinventar! Analisando algumas das bandas odiadas dos anos 2000, nenhuma banda é mais do mesmo, todas tem um PUTA DIFERENCIAL, mesmo que subjetivo...
Andei produzindo algumas trilhas de Linkin Park e A7X, e os caras são monstruosos. Analisando o que fizeram nos discos iniciais, os grandes nomes do brasil que vieram a tona no mesmo período, parecem banda de garagem...
As ideias do rock BR atual, são medíocres, e apenas mais do mesmo. Aquela bosta de 4 acordes em strumming que tem em qualquer outro gênero. Aquela mesmice, da banda tentando ser legião urbana...

Raimundos e Velhas Virgens, são as únicas bandas dos anos 90 na ativa, que conseguiram inovar um pouco. Dos anos 2000, só consigo lembrar de CPM22...

É osso admitir, mas o sertanejo dito universitário, por mais simplista que seja, tem se desenvolvido mais que o rock, que continua igual desde 30 anos atrás... E o resultado tá traduzido em números..

Deixando das predições...

Dentro dessa cena rock / metal, gosto pra caramba do Jeder Draht Musik, to inclusive ouvindo ele ao vivo pelo u2b no momento...

https://www.youtube.com/watch?v=V0g8a3HopxM

Gêneros como o arrocha, pisadinha, reggae, rap... São muito mais receptivos a remixagens/versões de sucessos de outros gêneros, para o seu gênero... O rock é muito fechado, acompanho caras como o Leo Moracchioli (Frog Leap Studios) desde que ele tinha menos de 10 vídeos... Já mostrei som pra muitos amigos, e achavam legal, até saber que era um cover de outro gênero...
A maioria trata como se isso fosse um pecado imperdoável, e querem queimar a pessoa em praça pública. Quando isso é uma coisa que aconteceu o tempo todo... Um exemplo clichê:

https://www.youtube.com/watch?v=hcQyFtHMfbs


E uma playlist do cara
https://www.youtube.com/watch?v=LtQUJMBH8uE&list=PLEEX8g2XtzsGv61U11Hp oWt5JP18NHeve

Casper
Veterano
# 12/nov/17 06:48
· votar


Esse abaixo tem coragem:



hdab
Membro Novato
# 30/nov/17 10:16
· votar


Casper

olha... 1h de tech/house/trance com sintetizadores modulares não é pra qualquer um. "sinisshtro"! (e muito bom!)

deixo outros três caras aqui:

kink ao vivo


burg - ollilaboratories


LSB @ mixmag (esse camarada também produz suas faixas. nessa apresentação ele mescla conteúdo autoral com outros caras.)


Julia Hardy
Veterano
# 01/dez/17 16:06
· votar


É osso admitir, mas o sertanejo dito universitário, por mais simplista que seja, tem se desenvolvido mais que o rock, que continua igual desde 30 anos atrás...

Sertanejo vive de "meter a mão" nos outros. Principalmente, no rock. Pra mim, isso que se faz atualmente é pop com sotaque caipira. Horrível.

Andei produzindo algumas trilhas de Linkin Park e A7X, e os caras são monstruosos. Analisando o que fizeram nos discos iniciais, os grandes nomes do brasil que vieram a tona no mesmo período, parecem banda de garagem...

Sempre foi assim. Lobão fala muito disso. As bandas de rock sempre foram sabotadas aqui. É sempre aquele som de teclado de churrascaria. Quando não é assim, a banda tem que fazer uma versãozinha acústica pra tocar no rádio, senão não toca. É o sistema que é errado. As bandas atuais, com raras exceções, são uma bosta. Acho que o metal está muito melhor.

sandroguiraldo
Veterano
# 01/dez/17 16:19
· votar


Julia Hardy
Julia, tem alguma banda nacional de rock (atual) que você acha que faz um trampo inovador / diferente / legal?

NINO_D.BOB
Membro Novato
# 01/dez/17 16:29
· votar


Acho que seu amigo e voce nao entendem nada de musica electronica, apenas isso. 4




Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Oque vocês acham dos DJs?