William Lee - doente e precisando de ajuda

    Autor Mensagem
    Ismah
    Veterano
    # 31/mai/17 08:15


    William Lee, um guitarrista relativamente popular na internet, e músico de rua, está passando por uma situação difícil. Está com câncer no pâncreas, passa por dificuldade de saúde, e financeira.

    Sou partido que não podemos salvar o mundo, como também que não é ele o único com câncer, mas aí ajudar ou não, já é uma questão individual.

    Há a opção da compra dos discos dele:

    http://produto.mercadolivre.com.br/MLB-867640812-cd-willian-lee-classi cos-do-rock-v-l-1-v-l-2-promoco-_JM

    Quem quiser doar algum valor ele deixa dados bancários.

    Banco: Itaú /Agencia: 0176
    Conta Corrente: 06251-1
    Titular: Saionara Soares da Silva

    FONTE: Post do Facebook, com vídeo explicando o que está acontecendo. https://www.facebook.com/WILLIANLEE01/posts/1692450427431930

    Recebi do Távio "T." Miranda, via Facebook.

    JJJ
    Veterano
    # 31/mai/17 20:44
    · votar


    Na torcida.

    Julia Hardy
    Veterano
    # 04/jun/17 13:05
    · votar


    Vi o vídeo dele.

    Buja
    Veterano
    # 04/jul/17 13:58
    · votar


    Estou vendo noticias de que ele nao resistiu. Mais alguem ta a par?

    Buja
    Veterano
    # 04/jul/17 14:00
    · votar


    A pagina do face dele confirma. Mas um dos excelentes musicos, que por muitos passará pelo anonimato, que deixa somente os acordes e a boa musica pra tras. #RIP xará.

    JJJ
    Veterano
    # 04/jul/17 14:02
    · votar


    Buja

    Faleceu. Dureza... doença filha da puta...

    RIP

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # 04/jul/17 14:20
    · votar


    Não deu nem tempo de eu ajudar =/
    Ainda assim vou conferir o trabalho do cara. O indivíduo se vai, mas o legado fica gravado.

    Ismah
    Veterano
    # 04/jul/17 14:43
    · votar


    :'( RIP man!

    Acho que acima de tudo agora é hora de ajudar galera! As dívidas da tentativa de tratamento ainda existem, ainda tem o funeral... A família precisa seguir, quem puder ao menos comprar o CD, já vai ajudar.

    LeandroP
    Moderador
    # 04/jul/17 14:52
    · votar


    Triste :(

    eric bluesman
    Veterano
    # 04/jul/17 15:10
    · votar


    triste demais isso , nosso país está no fim da linha em que diz respeito com seu legado, o cara sofrendo em casa pedindo ajuda em redes sociais pra ser atendido decentemente , coisa que ele passou a vida pagando impostos ...

    precisamos devolver tudo isso pros índios e pedir desculpas...

    Lelo Mig
    Membro
    # 04/jul/17 15:12 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Um dos mais icônicos Músicos de Rua do Brasil....(pelo menos aqui em Sampa) para quem cruzava aquele pedaço da Rua do Seminário, junto ao Viaduto Santa Ifigênia e arredores do Centrão de SP.

    Era gente boa, simples, humilde, simpático e tocava bastante bem.

    É triste, mas é a vida...

    Ismah
    Veterano
    # 04/jul/17 15:17
    · votar


    eric bluesman
    precisamos devolver tudo isso pros índios e pedir desculpas...

    Agora que tá uma merda, não é hora de jogar a bomba pros índios que não tem nada a ver com o pato...

    renatocaster
    Moderador
    # 04/jul/17 15:26
    · votar


    Rapaz, que coisa...RIP.

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 04/jul/17 21:35
    · votar


    Muito triste...
    R.I.P

    makumbator
    Veterano
    # 05/jul/17 06:50 · Editado por: makumbator
    · votar


    O Kiko Loureiro colocou à venda a guitarra protótipo n.1 que a Ibanez desenvolveu com ele (para repassar o dinheiro obtido para o William Lee).

    Infelizmente o resultado do leilão chegou tarde demais para o Lee, mas com certeza os fundos vão ajudar a família. Aqui um pequeno vídeo (improvisado) com ele entregando a guitarra para o ganhador do leilão virtual:

    https://www.youtube.com/watch?v=W6a9YZSiBIU

    Buja
    Veterano
    # 05/jul/17 11:41
    · votar


    makumbator
    Eu vi ontem. Bom, a iniciativa foi boa.

    Mas pelo que parece, (nao sei dos fatos, nao sei de nada), ele estava com cancer no pancreas, e pelo tempo que levou até o diagnostico e o fim dele, 3 meses no maximo, o cancer ja estava em estagio beeeeem avancado.

    Minha tia, a 20 anos atras, morreu de cancer de mama.
    Bom, a familia disse que era cancer de mama, mas quando foi diagnosticado, era cancer de mama, de pulmao, de coracao, de figado de estomago, de rim e tudo que tinha na barriga e no torax dela.
    Entre o diagnostico e a morte, foram 3 meses tambem. Um susto completo e deixou a familia desolada.

    No caso do meu xara ai, acredito que dinheiro nao o salvaria. Nem vendendo todos os CDs, nem leiloando todas as guitarras do kiko.
    Um diagnostico precoce sim poderia salva-lo.
    Acho que ele se foi rapido demais pra quem estava com cancer.
    No face dele diz que dia 16 de abril, ele estava se preparando pra tocar na Av Paulista. Logo, nao tinha sido diagnosticado (certo?). Acho que quando ele sentiu o cancer mesmo, ja era muito tarde.

    Esse dinheiro vai sim, ajudar a familia. Nao sei se ele tinha filhos, ou esposa. So sei que tinha irmã. Nao sei se tinha dependentes. Mas com certeza tinha gente que o amava e vai ter que seguir sozinhos. Se tinha dependentes, esse dinheiro agora é inestimavel. Por que, é provavel que ele nao tinha uma apolice de seg de vida. Quem morre, foi descansar. Está melhor que os vivos, que ainda ficam sofrendo aqui, emocionalmente e financeiramente tambem.

    Lelo Mig
    Membro
    # 05/jul/17 11:59 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Buja

    "acredito que dinheiro não o salvaria..."

    Cara, você esta certo, muitas vezes a coisa é feroz mesmo.

    Meu falecido pai, entre o descobrimento do câncer (um adenocarcinoma no esôfago) e seu óbito foram menos de 6 meses.

    Na época toda a família encontrava-se bastante próspera financeiramente, podemos oferecer o que havia de mais top entre hospitais e médicos, o maior especialista do País no assunto, os melhores exames... mas não havia o que ser feito.

    Creio que o do Wilian Lee foi um adenocarcinoma também, são super agressivos, são de rápida progressão e tendem a dar metástases com facilidade... quase sempre letais.

    makumbator
    Veterano
    # 05/jul/17 12:41
    · votar


    Buja
    Lelo Mig

    É, muitas vezes nem se tiver um diagnóstico precoce há muita esperança. Um primo meu morreu há muitos anos de leucemia mielóide aguda (que é a mais agressiva e a mais comum em adultos) mesmo se tratando e descobrindo a doença cedo. Na época eu até pesquisei que o índice de mortalidade dela em 5 anos era de 85%. Esse meu primo morreu poucos meses após o tratamento ser inciado.

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # 05/jul/17 12:57
    · votar


    Tem um cara aqui na empresa que teve leucemia, se recuperou, e hoje ele é suuuper saudável.

    Pior é que o cara mesmo depois de ter leucemia, fuma que nem uma disgrama, é sedentário, só come porcaria, e mesmo assim corre mais que todo mundo no futebol da empresa que é só uma vez por mês.

    makumbator
    Veterano
    # 05/jul/17 13:06
    · votar


    acabaramosnicks
    Pior é que o cara mesmo depois de ter leucemia, fuma que nem uma disgrama, é sedentário, só come porcaria

    O cara tem que aproveitar a vida né? Heheh!

    Buja
    Veterano
    # 05/jul/17 13:14
    · votar


    acabaramosnicks
    Pior é que o cara mesmo depois de ter leucemia, fuma que nem uma disgrama, é sedentário, só come porcaria, e mesmo assim corre mais que todo mundo no futebol da empresa que é só uma vez por mês.

    E ele se chama Bruce Willis, né?

    Lelo Mig
    Membro
    # 05/jul/17 13:39
    · votar


    acabaramosnicks

    "Tem um cara aqui na empresa ..."

    Achei a ficha cadastral dele...

    Docs Top Secret

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 05/jul/17 14:11
    · votar


    Lelo Mig
    Câncer no pâncreas mata em pouco tempo e nada adianta.
    Perdi um amigo com isso. Morreu em 8 meses em um tratamento brabo e um sofrimento atroz.
    Abç

    EduBluesMan
    Veterano
    # 05/jul/17 14:20
    · votar


    Lamentável.
    Andando pelas ruas de sampa, já tive o prazer de parar e assistir ao espetáculo que ele proporcionava.
    Gente do bem.
    As ruas de SP amanheceram mais tristes hoje

    Buja
    Veterano
    # 05/jul/17 16:34
    · votar


    Sabe o que o xara me ensinou:

    A ter coragem. A gente fica achando ai que nao sabe tocar nada, que pra ter reconhecimento tem que ter equipamentos Xs e Zs, que tem que ter um empresario montado na grana pra investir, que o governo nao abre espacos, etc etc.
    Quando vemos um video de alguem tocando na rua, e bem, pensamos, ahhh isso é la na inglaterra, na australia, gringo, la tem espaco pra isso, e tal.

    Poooo o cara pegava uma strato e sentava o dedo, na Av paulista bicho. Isso é como alguem pegar comecar a mandar uns cover anos 80 aqui no meio da praça 7 de bh ou na rodoviaria.
    Nao tem, simplesmente nao se ve.

    Mas o xara teve coragem, deu a cara a tapa, saia de casa com sua guitarra, mic e amp na mao, e sentava bronca.

    Esse era corajoso. Eu o admiro muito por isso.

    Na verdade, eu nao sou paulista. E nao conheci o trabalho dele pelo forum. Conheci pelo youtube mesmo. Aba Recomendacoes.
    Mas, gente corajosa assim deveria existir mais. Ou alias, existe sim. So precisam sair de casa.

    Bem, eu nunca fiz isso, e falar é muito facil ne. Eu nao faço isso, pois tenho outras coisas que nao me permitem. Trabalho, faculdade, esposa, construcao, enfim. Mas a proxima vez que eu ver um cara desses por aqui ou ali, mandando um som no meio da rua na raça assim, faço questão de chegar perto, apreciar, ajudar com o que puder, e comprar um cd do cara.
    Isso é bom so pro cara nao, é bom pra mim tambem, pra todos.

    É muito ruim reconhecer o trabalho e homenagiar so depois que o cara bate as botas. Ele mesmo nao ve e nem sabe =(

    Lelo Mig
    Membro
    # 05/jul/17 17:16 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Buja

    "Esse era corajoso. Eu o admiro muito por isso. "

    Sim, sem dúvida. Eu também admiro...

    No Brasil, não temos muita tradição de músico de rua, o povo tem cultura "Lei de Gerson", então, mesmo quando curte o trabalho, acha maneiro ver e ouvir de graça... almoça ou faz um lanche curtindo bons músicos ao vivo e não são capazes de jogar uma moeda.

    Temos poucos que se destacaram, Willian Lee foi um deles, teve um garoto que tocava flauta, Charles, (principalmente num quarteto de choro) que ficou relativamente famosos nos anos 80, ficava ali na rua 24 de maio, SP, considerado prodígio na época, apareceu em vários programas de TV, foi até para o exterior, mas pelas últimas notícias que soube havia caído no crack.



    Tem um guitarrista no Rio, bem conceituado também, toca (ou tocava) muito blues lá no Largo da Carioca, se chama Sérgio Bap.




    Mas são poucos "heróis da resistência".....

    Ismah
    Veterano
    # 05/jul/17 17:17
    · votar


    Buja
    No caso do meu xara ai, acredito que dinheiro nao o salvaria. Nem vendendo todos os CDs, nem leiloando todas as guitarras do kiko.

    Salvar não salva, mas ao menos permite uma morte mais decente e deixa a família com um pouco de conforto nos primeiros tempos. Funeral é caro, o empresário do ramo se aproveita da fragilidade dos clientes naquele momento. Ninguém pesquisa preço de funeral, faz e paga depois... E assim a vida segue...

    makumbator
    O Kiko Loureiro colocou à venda a guitarra protótipo n.1 que a Ibanez desenvolveu com ele (para repassar o dinheiro obtido para o William Lee).

    O Kiko, o Távio "T" Miranda, e mais uma penca de gente se mobilizando...

    Julia Hardy
    Veterano
    # 08/jul/17 17:30
    · votar


    Meu avô materno morreu de câncer no pâncreas em 2008. Entre o diagnóstico e a morte passaram dois meses. 3 meses após a morte, ligaram pra marcar a biópsia. É essa a realidade de quem não pode se internar num Sírio Libânes da vida.

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 08/jul/17 17:46
    · votar


    Julia Hardy
    Lamento profundamente.
    Abç

    boblau
    Veterano
    # 08/jul/17 21:34
    · votar


    Julia Hardy

    sei que nada pode mudar o sentimento de perda de um ente querido.

    Só para informação, câncer de cabeça de pâncreas, nem no Sírio, nem em lugar algum. Tenho dois ex-conhecidos milionários que se foram sendo tratados no Sírio. E foi muito rápido.

    Meus sentimentos

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a William Lee - doente e precisando de ajuda