Como é vida de maestro-compositor?

Autor Mensagem
fabiopavan8
Membro Novato
# set/15 · Editado por: fabiopavan8


Sou compositor, queria saber como é a vida de maestro. É chato? Estressante?...

Minhas composições: www.soundcloud.com/fabiopavan2003

Filippo14
Veterano
# set/15
· votar


fabiopavan8
Cara, pelo que eu vi do seu soundcloud, você é muito novo, mas assim, depende do compositor. Pelas músicas que eu vi que você faz, é um estilo meio "fora" de moda, então sim, bem estressante pelo medo de não conseguir dinheiro, diferente de um compositor da panelinha dos caras de sertanejo hoje em dia.

AtalaBukas
Membro Novato
# set/15
· votar


fabiopavan8
Você pode se tornar um grande compositor, ainda mais porque é bem novo, e já está produzindo algo bem interessante. A questão é o quanto você pode se dedicar a esse trabalho. Procure investir em uma formação como instrumentista e como compositor, faça uma faculdade. Se é chato ou estressante, depende muito. Você gosta de música? Acredita que seu trabalho vale a pena? Porque qualquer trabalho no mundo vai ser ruim, se você não gostar dele. Dinheiro ainda é algo relativo, pra algumas pessoas não é essencialmente importante ganhar rios de dinheiro com música, apenas o indispensável. Pra ganhar dinheiro com música não precisa ser um completo vendido, ou fazer somente o que está na moda: tem de achar um meio termo. Mas somente grandes centros proporcionam um conforto maior, cidades interioranas dificilmente são ideais para um músico compor sua renda, seja com aulas, shows ou pedidos de trabalhos,.

No seu caso, como compositor, você pode trabalhar com filmes, peças de teatro, trilha sonora em geral. Ser um bom compositor nesse meio é essencial, exige um conhecimento musical bem completo. Quanto a ser maestro, não posso ajudar muito, conheço poucos exemplos, mas acredito que é um trabalho um pouco mais restrito.

fabiopavan8
Membro Novato
# set/15 · Editado por: fabiopavan8
· votar


Acham que já posso ganhar dinheiro compondo trilha sonora para games?

Sim, eu sou um compositor fora da moda. Eu não penso em fazer 'sucesso' no Brasil, mas sim em outros países, mas isso é impossível. Se não sou conhecido nem na minha cidade, como serei conhecido em outro país...
O jeito é trabalhar e juntar meu dinheiro, daí vou lá pro Reino Unido.

Edu_Afram
Veterano
# set/15
· votar


Cara, da pra você criar músicas pra bancos de áudio, o que mais o povo procura é trilha sonora. é uma outra fonte de renda.

fabiopavan8
Membro Novato
# set/15
· votar


Minhas música estão licenciadas sob licença CC 3.0, as pessoas podem usa-las de fundo em vídeos, jogos e etc.

pianoid
Veterano
# set/15
· votar


vou distribuí-las no torrent pra te catapultar ao estrelato

fabiopavan8
Membro Novato
# set/15
· votar


Ok pianoid.

Rachmaninoff
Veterano
# set/15
· votar


fabiopavan8
Sou compositor

Eu também sou compositor, mas decidi seguir outra carreira profissionalmente (me formei em Engenharia). Cheguei a estudar em conservatório: estudei violão clássico, depois regência e orquestração, fiz workshops, oficinas, cheguei a reger orquestra de verdade. No dia que fui fazer vestibular, quase fiz para Bacharelado em Música. Mas composição pra mim hoje é só um hobby. Exemplos de arranjos meus: esse e esse.


fabiopavan8
queria saber como é a vida de maestro. É chato? Estressante?...

Um maestro é o total responsável por uma orquestra ou grupo coral, o trabalho dele é definir um repertório, ensaiar e se apresentar, resolver os problemas, e possivelmente dar aulas. Um maestro é, acima de tudo, um educador. Geralmente é meio estressante sim, porque há muita gente atrapalhando, e várias pessoas criando confusão para tomar o seu lugar. Já um compositor depende do estilo, entrar no mercado de trilhas para games é difícil, porque já há muitos profissionais bem estabelecidos, você precisa ser muito bom e ter muitos contatos. E todo compositor é pobre, em qualquer lugar do mundo (salvo os consagrados, como o John Williams).


fabiopavan8
O jeito é trabalhar e juntar meu dinheiro, daí vou lá pro Reino Unido.

Você acha que ir para o Reino Unido vai te ajudar? Lá você vai ser mais um imigrante latino lavando pratos em cozinha de restaurante, sem ter quem lhe ajude. Se você quer compor para games, comece entrando em contato com estúdios nacionais: veja como eles funcionam, como um game é feito, quais são as etapas, quais os profissionais envolvidos, e onde começa e termina o trabalho de um compositor. Entenda como a indústria funciona.


fabiopavan8
Minhas composições

Vou te dar um choque de realidade aqui: suas composições são bonitinhas pra mostrar pra mãe e pro pai, mas no mundo profissional o buraco é mais embaixo. Tecnicamente, você ainda vai ter que melhorar muito: suas composições são muito básicas e sua produção é muito amadora, não dá para usar em nada profissional porque não tem qualidade suficiente. Se você tem 12 anos, não se apresse em ganhar dinheiro com música agora, aproveite o tempo para estudar. Estude tudo relacionado a música, tudo. Teoria e prática. Composição e produção. Instrumentos e programas de computador. Gravação e execução. Recomendo entrar numa escola de música, vai acelerar seu aprendizado. Boa sorte.

Adler3x3
Veterano
# set/15 · Editado por: Adler3x3
· votar


fabiopavan8

Olha o Rachmaninoff fez comentários muito bons.
É muito bom ter pessoas do nível dele aqui no fórum.

Em um post anterior eu já tinha te recomendado adentrar ao mundo do home studio, para usar Vsts e aumentar a qualidade da instrumentação.
Você já deve fazer isto parcialmente, e deve aqui se aprofundar, mesmo como limitações de software e hardware.
Já ser um maestro de verdade é mais complicado, não é só aqui mas lá no exterior também, não se encontra orquestras completas facilmente, e muito menos se consegue o direito de reger, mesmo com bom estudo e qualificação, pois existem poucas orquestras.

Quanto a questão de ir para o exterior, é relativo, hoje estamos sentindo que a Globalização veio para ficar.
E hoje em dia estar fisicamente em algum lugar não importa tanto, muito do trabalho do músico em fazer composições, arranjos e gravações independente disto.
Mas pense o seguinte o teu lugar é aqui.
Aqui é a sua terra, o seu corpo foi formado com os nutrientes da nossa terra, por isto se chama de Pátria mãe.
Aos poucos o Brasil esta se desenvolvendo, e temos um potencial muito grande.
E do jeito que a tecnologia esta evoluindo, daqui 9 ou 10 anos como é que vai ficar? só imaginamos.
Porque aqui é mais importante?, ora é o seu lugar, a sua comunidade é o lugar onde vive, o lugar de seus antepassados, dos seus pais, dos seus irmãos, dos seus amigos.
Estude, pratique e ame a sua terra.
Tenha sonhos sim, mas alterne e encare a realidade com os pés no chão, com os pés na sua terra.

fernando tecladista
Veterano
# set/15 · Editado por: fernando tecladista
· votar


Adler3x3
Quanto a questão de ir para o exterior, é relativo, hoje estamos sentindo que a Globalização veio para ficar.
E hoje em dia estar fisicamente em algum lugar não importa tanto, muito do trabalho do músico em fazer composições, arranjos e gravações independente disto.


só pra acrescentar, nem a gravação em sí
eu tenho alguns CDs do ERA e só começar a ler a ficha tecnica tem coisas do tipo, a bateria foi gravada em Londres o coral já foi gravado nos EUA, a tecladeira foi gravada na propria casa do compositor...
se você for bom... mas bom mesmo.... você grava ou arranja coisas no conforto do seu lar e manda para o mundo todo

e reforçando o que já foi comentado pelo Rachmaninoff
tem que tomar mais toddynho
tá interessante pode estar evoluindo mas o buraco é mais embaixo
eu comecei aprender com 11 anos
quando eu tinha uns 14 achava que tocava pra carai... achava que eu podia entrar em qualquer banda e seguir uma turnê internacional sem problemas, mas depois fui crescendo e amadurecendo e me senti uma ameba musical, quase parei com música, mais a frente você se entende seu nivel, entende que seu aprendizado é uma escada então ao invés de colocar metas absurdas (com 12 aos eu achava que seria o proximo jean michel jarre e iria morar no japão) você se propõe a subir um degrau de cada vez

o bom é enxergar isso pra conseguir evoluir
já vi muita gente que poderia ser um ótimo músico
mas não aceitava os que os outros falavam, não aceitavam dicas, não entravam em aulas porque pra ele todo professor era ruim
ai o cara para de tocar e diz que o mundo não estava preparado para ele

fabiopavan8
Membro Novato
# set/15
· votar


Eu odeio o Brasil.

Adler3x3
Veterano
# set/15
· votar


fabiopavan8

sem comentários.

entamoeba
Membro Novato
# set/15
· votar


fabiopavan8
O ódio não deixa a gente pensar direito. Cultive suas paixões, não o seu ódio!

fernando tecladista
Veterano
# set/15 · Editado por: fernando tecladista
· votar


fabiopavan8
Eu odeio o Brasil.
eu, tu, ele, nós, vós eles....

o interessante é que quando gringo vem pra cá ele ama o brasil e quer morar aqui
o brasil é o mesmo, talvez o lance é ponto de vista, onde a grama do vizinho é sempre mais bonita que a nossa
ou ter grana pra carai, entupido de grana o sujeito vai até morar na faixa de gaza e acho bonito


você tem algumas formas de sair daqui
1) uma é ser fodão, ralar pra caramba por aqui, fazer seu nome e depois fazer como o Kiko Loureiro que foi tocar com o Megadeth

2) outra forma é ir fazer faxina, ser lavador de prato, pedreiro, trabalhar em linha de montagem...., que são geralmente as profissões que aparecem para estrangeiros, que pelo que vejo em depoimentos e filmes... é um treco onde você rala muito, não tem muito horário, turno indefinido, não tem mesmos direitos trabalhistas, se mora com um monte de gente junta pra economizar dinheiro então nessa hora seu sonho musical você enterra

3) se tiver sorte de ter contatos musicais por aqui que foram pra fora e se deram bem com música por lá, e se eles lembrarem de você porque precisam de mais um pra trabalhar com eles por lá, mas você precisa fazer tudo do item 1 (só não precisa tocar com o megadeth)
ser músico de navio de cruzeiro pode ser o primeiro passo

BrotherCrow
Membro Novato
# set/15
· votar


fabiopavan8
Eu odeio o Brasil.
O Brasil é um lugar incrível. Tem seus defeitos sim, mas quanto mais eu conheço o mundo mais eu gosto daqui. Curiosamente, um dos maiores problemas do Brasil são os brasileiros que odeiam o Brasil.

Sou compositor, queria saber como é a vida de maestro. É chato? Estressante?...
Música é muito legal, mas pra ganhar a vida com isso tem que levar a sério. É TRABALHO, na acepção mais pesada do termo. Por exemplo, guitarrista quer ganhar a vida com música fazendo dois shows por semana e coçando o saco o resto do tempo? Claro que não vai dar certo. Não entendo da vida de maestro, mas imagino que a rotina de estudos aliada à parte de botar a mão na massa deve ser tão puxada quanto qualquer trampo de 44 horas semanais.

O jeito é trabalhar e juntar meu dinheiro, daí vou lá pro Reino Unido.
Olha, quando eu era adolescente eu pegava meu violão, minha gaita de boca e ia pra rua tocar e cantar. Sentava lá no Largo da Ordem em Curitiba, o pessoal dava um dinheirinho e eu gastava tudo em vinho e amendoim japonês. Eu achava que se eu fosse fazer busking em Londres ou Paris algum empresário ia me "descobrir" e eu ia deslanchar. Quando finalmente, já mais velho, conheci melhor a Europa, vi que o nível dos músicos lá gera uma competitividade muito maior. Tinha coisa tipo quarteto de cordas tocando composições próprias excelentes no metrô de Paris! Ou caras monstruosamente talentosos que trabalhavam como músicos de estúdio e tocavam na rua "só de zua" em Londres. Acho sinceramente que rola mais chance aqui do que lá. A competição é cruel.

Tenta achar um nicho. Faz música eletrônica pra itnercalar com um trampo de DJ em baladas. Um amigo meu fazia isso: era DJ, mas misturava o som mecânico com umas paradas sequenciadas ou tocadas ao vivo no teclado. Era super requisitado.

Rachmaninoff
Veterano
# set/15
· votar


fabiopavan8
Eu odeio o Brasil.

Não existe nada mais brasileiro do que dizer que "odeia o Brasil". Sabe porque brasileiro odeia o Brasil? Porque brasileiro não quer pegar no pesado, brasileiro quer moleza... ao invés de ficar aqui e trabalhar para fazer um país melhor, quer ir para a Europa com a ideia de que lá vai ter que ralar menos.

fabiopavan8
Membro Novato
# set/15
· votar


Eu odeio pelo próprio povo, que é ignorante, sem vontade de estudar (ou até mesmo burro), mau educado, preguiçoso. E além disso adora assistir e escutar merda.

Flipe J.
Membro Novato
# set/15
· votar


fabiopavan8

Pow Odion mais um fake?

Casper
Veterano
# set/15
· votar


Caro Flipe J.:

Não. O Odion é muito mais legítimo.

fabiopavan8
Membro Novato
# set/15
· votar


Quem é Odion?

Gutovysk
Veterano
# set/15 · Editado por: Gutovysk
· votar


fabiopavan8

Fabio!

Gostei do que ouvi (composição)! Não desista não, cara. Me lembrei tb qdo eu tinha sua idade já com algumas músicas compostas: rocks e instrumentais. Pena não ter tido alguém para me orientar naquela idade, como todos aqui já deram.

Mesmo que não vá ser um profissional, continue evoluindo.

A propósito, quer um professor à distância? Já tem um! Posso te dar algumas dicas iniciais para vc evoluir. ok?! Se te interessar: gutovysk@yahoo.com.br

Qual tipo de música vc tem interesse? Qual estilo?

abraços,
Carlos Correia
http://www.tecnicasdecomposicao.com.br

pianoid
Veterano
# set/15 · Editado por: pianoid
· votar


tirando Mozart, o único outro menino gênio musical que já encontrei foi o que criou essas músicas:

http://modarchive.org/index.php?request=view_artist_modules&query=6900 4

https://en.wikipedia.org/wiki/Elwood_(Finnish_musician)

ele compôs esses MODs nos anos 90 com trackers bem modestos perto da tecnologia de hoje e as músicas ainda são criativas, enérgicas e poderosas até hoje, tirando a qualidade dos samples... acho que realmente algo único surgiu da demoscene da época... recomendo Sick on Monday, Sweet Dreams e Into the Shadow...

dá pra ouvir online, mas recomendo baixar um tracker e o arquivo

ele tinha 11 anos na época. Que seja uma inspiração

entamoeba
Membro Novato
# set/15
· votar


pianoid
Muito bom!

Me fez lembrar da época que baixava os MODs nas BBS.

makumbator
Veterano
# set/15
· votar


pianoid
tirando Mozart, o único outro menino gênio musical que já encontrei foi o que criou essas músicas:


Mendelssohn também foi menino prodígio na composição e execução. E no fim das contas teve uma carreira até certo ponto com mais sucesso que Mozart (além de um legado forte de ensino e a redescoberta de Bach).

pianoid
Veterano
# set/15
· votar


bom, Mozart é o exemplo padrão, faço dele um apanhado geral daquela molecada clássica, incluindo Chopin e o Felix, claro

BrotherCrow
Membro Novato
# set/15
· votar


fabiopavan8
Eu odeio pelo próprio povo, que é ignorante, sem vontade de estudar (ou até mesmo burro), mau educado, preguiçoso. E além disso adora assistir e escutar merda.
Que generalização, hein? Você deve ser um floco de neve especial que, apesar de ter nascido no Brasil, não compartilha de nenhuma das características inatas desse povo!

Acho que você não faz ideia de quão preguiçoso é o americano médio. Sério, conheci muita gente nos EUA que simplesmente optava por não trabalhar porque achava que os cheques de welfare eram o suficiente e que não valia a pena se esforçar pra ganhar mais.

Apesar de não aprovar a tua atitude (que imagino que seja coisa da idade), as músicas têm potencial, cara. Podem te levar longe se continuar praticando. Boa sorte!

Casper
Veterano
# set/15
· votar


Caro fabiopavan8:

Eu odeio o Brasil.

Imagino que o senhor não tenha uma profissão que o sustente.
Tem comida, estudo, acesso a instrumentos musicais e meios
de gravação. Com sua idade, imagino que sua experiência morando
no exterior é baixa, e se ela existe, é baseada em percepções de
turista. Então, como é possível o senhor odiar um lugar que
proporciona tudo isso? Deixe de ser arrogante enquanto é tempo,
porque essa atitude só trás sofrimento.

Na sua idade, acho que o senhor tem potencial. Claro que
musicalmente ainda é imaturo, e nem poderia ser de outra
forma. Pés no chão, porque mesmo que o senhor fosse um
gênio musical (e eu não estou dizendo isso), com essa
arrogância vai ter problemas profissionais graves. Estou
cansado de ver, em minha profissão, pessoas tecnicamente
mais competentes que eu, que só se f*d&m porque não tem
inteligência emocional para manter relações pessoais.

Tirando isso, devo complementar que adoro esse país.
Não trocaria-o por nenhum outro.

pianoid
Veterano
# set/15
· votar


Casper
pessoas tecnicamente
mais competentes que eu, que só se f*d&m porque não tem
inteligência emocional para manter relações pessoais


descreveu Bach

e olha que nem tinha essa viadagem de inteligência emocional na época kkkkk

Ken Himura
Veterano
# set/15
· votar


Sim, é estressante pra cacete. Mas não me vejo fazendo outra coisa.

O resto, o Rachmaninoff contou!

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Como é vida de maestro-compositor?