notação dos instrumentos

    Autor Mensagem
    bilico
    Veterano
    # ago/13


    oi

    eu sei que cada instrumento possui notação propria com sinais especificos ja que cada um deles tem sons e forma especifica de tocar .

    alguem sabe onde eu encontro material de cada instrumento de orquestra e de banda pop sobre suas especificas notações ?

    valeu

    Ismah
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: Ismah
    · votar


    Creio que não...

    Até onde eu sei cada instrumento pertence a uma das claves, e vem indicado 1º violino, 2° violino, 1ª flauta, 3º trompete etc...

    Acho que o pessoal da música clássica vai te responder melhor.

    Ken Himura
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: Ken Himura
    · votar


    bilico
    Procure os manuais de orquestração mais modernos, tipo Adler, Blatter, Casella, Andrea Pejrolo...

    Eles abordam cada família e cada instrumento individualmente, alguns até abordam assuntos bem recentes como sintezadores, manipulações eletrônicas, instrumentos elétricos...

    Se for uma coisa mais específica, você pode procurar em métodos do instrumento em questão ou com algum instrumentista.

    Adler3x3
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: Adler3x3
    · votar


    bilico

    A melhor forma é obter as partituras e arquivos de áudio correspondentes.
    E observar como foi feita a notação pelos compositores.
    E os manuais e os livros como o Ken Kimura citou.
    E os próprios programas de notação (editores de partitura) e alguns plugins de instrumentos virtuais bem feitos tem no arquivo de ajuda bom material sobre o assunto.
    Pontos de atenção:
    - articulações possíveis (forma de tocar);
    - tessituras dos instrumentos;
    - claves;

    Na internet existem muitas partituras autênticas disponíveis.
    O problema é pegar uma partitura qualquer montada por um leigo que pode conter erros.
    Assim como arquivos midi, que em sua grande maioria contém erros.
    A maioria dos arquivos midi que estão disponíveis na Internet não prestam.
    Assim se deve começar por pequenas peças, e a medida que for evoluindo no estudo ir ampliando.
    Um quarteto de cordas é um bom começo.
    Já o som pop é mais simples e complicado ao mesmo tempo, pois os instrumentos modernos tipo teclado com várias vozes (timbres de instrumentos) muitas vezes não respeitam o alcance correto das notas e não tem todas as articulações de um instrumento real.
    E muitos instrumentos modernos tem uma forma diferente de notar, que não aparece nos manuais e livros mais consagrados e antigos.
    É um estudo que não tem fim, pois dificilmente músicos normais que tocam um ou dois instrumentos de verdade não vão ter conhecimento suficiente sobre a grande variedade que existe, com diferentes afinações, tessituras, registros, formas de tocar, principalmente os de orquestra.
    Com a evolução tecnológica das últimas décadas, de repente de uma hora para outra, passamos a ter a disposição os instrumentos virtuais, que são aos milhares, só que não temos preparo e nem conhecimento, e nunca nenhum ser humano vai dominar todos os instrumentos.
    Só numa peça para órgão de igreja com vários registros , pedais etc., já é muito difícil fazer isto.
    Num home studio usando instrumentos virtuais é muito fácil, trocar os instrumentos da track substituindo um por outro e escolhendo o que parece soar melhor, só que muitas vezes ao fazermos isto desrespeitamos o alcance correto das notas, e o instrumento virtual reproduz.
    Mas se um músico de verdade for tocar aquelas partes da partitura com o instrumento de verdade, não vai conseguir, pois podem faltar ou sobras notas, e até a partitura conter acordes que não podem ser tocados de verdade.
    E aqui entra em cena o Maestro da Orquestra, que tem o conhecimento após uma vida inteira de prática e estudos.
    E vai ter que fazer um novo arranjo da peça musical para poder atender os requisitos dos instrumentos de verdade.
    E a distância entre um músico comum e um maestro é imensa.
    E assim muitas músicas "ditas orquestrais", feitas pelos músicos de home studio, depois que o arquivo midi é transformado em notação ficam fora da realidade. (mundo virtual x mundo real).
    Principalmente os instrumentos virtuais para as músicas ditas "épicas", tão comuns nos dias de hoje, que não soam bem, pois não são reais, os instrumentos virtuais tem uma falsa força que os de verdade não tem.
    E é comum para os músicos de home studio que usam softwares virtuais, cometerem erros na edição das notas da música, colocando notas que são reproduzidas pelo instrumento virtual (com a tessitura mais ampla), mas que num instrumento real nem existem.

    bilico
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Adler3x3



    voce sugere alguma editora de livros que possua livros especificos para cada instrumento ?

    procurei na " irmãos vitale " e não gostei , os metodos de instrumentos estão mais ligados a exercicios e não contem estes esquemas de notação e sonoridade do instrumento , só possue o inicio do inicio e isso eu ja sei .



    valeu denovo

    Thiago Livgren que toca mais ou menos
    Membro Novato
    # ago/13
    · votar


    Algumas páginas sobre instrumentos no Wikipedia tem a nota mais grave e a mais aguda do instrumento, se é isso que vc queria saber. Mas o site não é 100% confiável. O melhor é fazer o que o Adler 3x3 disse.

    bilico
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Thiago Livgren que toca mais ou menos


    eu quero um conteudo mais ou menos assim :

    http://www.hornandharp.com/publications/images/andresNotations.pdf

    este é de harpa

    eu quero de outros instrumentos, quanto mais instrumentos melhor

    valeu

    Thiago Livgren que toca mais ou menos
    Membro Novato
    # ago/13 · Editado por: Thiago Livgren que toca mais ou menos
    · votar


    kkkkk
    Achei que fosse notação de NOTAS MUSICAIS e extensão de cada instrumento. Foi mal hehe

    Eu procurei um pouco por cima no Google mas nao achei... o mais interessante que eu achei foi um glossário para os termos musicais, mas eu acho q tu ja deve saber kk. mas de qualquer forma eu vou postar o link:

    [url=www.violinonline.com/glossary.htm]Glossary[/url]

    Quanto às notações, se procurar no Google Books ou algo parecido será que vc não acha?
    O problema é que seria um tiro no escuro, já que não dá pra ler o livro antes

    Adler3x3
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: Adler3x3
    · votar


    bilico

    Este exemplo da harpa parece ser um anexo de uma partitura mais moderna, que usa um outro sistema de notação não tão convencional, e usa um sistema mais exclusivo de acordo com os detalhes do instrumento e da sua forma de execução.
    E assim num editor de partituras convencional teria que importar os símbolos.
    E assim como disse anteriormente a melhor fonte de pesquisa são as partituras.
    Este exemplo usa símbolos de notação únicos como é indicado no início do texto das notas (explicações dos efeitos) e esta parte em inglês e parte em francês.
    E tudo vai depender do uso que você quer.
    Se for para um instrumento de verdade ou para um sistema de instrumento virtual.
    E demonstra muito bem a complexidade da execução do instrumento.
    Um sistema virtual seja de instrumentos ou de editor de partituras não tem todos estes símbolos.
    E o instrumento virtual não vai responder a altura pois não tem todas as articulações descritas, ou deve existir um software mais dedicado conforme o modelo da harpa.
    Ou para responder com algo parecido vai ter que se fazer uma edição da notas em midi. (tentativa de criar articulações).
    Vamos aguardar, numa desta o Makumbator dá uma passada aqui e ajuda de forma mais esclarecedora.
    E o próprio Ken Kimura deve ter condições de adicionar mais comentários.
    Você esta no caminho certo, só que não vai encontrar numa única fonte todo o material que deseja.

    makumbator
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: makumbator
    · votar


    bilico

    Procure por manuais de instrumentação (pelo menos no que tange à tessitura, efeitos, claves usadas e detalhes gerais de cada instrumento você vai estar bem servido).

    Aqui um simples:

    Curso teórico-prático de instrumentação (para orquestra e banda)
    autor: Savino De Benedictis
    editora: Ricordi

    Procure também métodos de arranjo, como os do Ian Guest e Antonio Adolfo (eles não entram em muitos detalhes em cada instrumento, mas mostram claves usadas, tessitura total e tessitura usual).

    O livro "Regras de Grafia Musical", do Osvaldo Lacerda (Irmâos Vitale) também é útil. Ele mostra a transposição de cada um deles e clave usada (não comenta sobre a tessitura).

    Ken Himura
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    bilico
    Kurt Stone - Music Notation in the Twentieth Century: A Practical Guidebook.

    O Finale e o Sibelius já têm praticamente todos os sinais deste implementados, e os que não estão são possíveis de criar dentro do sistema.

    Este livro e os já mencionados manuais de orquestração vão te servir bem.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a notação dos instrumentos