Cubo Behringer K900FX

    Autor Mensagem
    Keyboardman2
    Veterano
    # jun/10


    PROCURANDO UM CUBO PARA TECLADO DE ATÉ R$1100,00, ACHEI O BEHRINGER K900FX, ALGUEM JA AVALIOU A QUALIDADE DESSE CUBO?

    90 Watts
    4 canais estéreos
    Woofer BUGERAT 12"
    Processador de efeitos integrado com 100 presets
    Feedback Detection System (FBQ) revela instantaneamente freqüências criticas.
    Equalização de 5 bandas
    XLR DI balanceado com chave Ground Lift para conexão direta com seu mixer.
    Saída para subwoofer
    Saída separada para fones de ouvido
    Entrada para CD
    Entrada adicional XLR para mic no canal 1 para conexão direta com seu mic dinâmico.

    Em contra partida tive a oportunidade de tocar com uma caixa amplificada multiuso que me surpreendeu pela potencia e qualidade do som, muito realístico, que foi a Ciclotron NPRC 700 Super de 175 Watts RMS, que esta na mesma faixa de preço.

    Keyboardman2
    Veterano
    # jul/10
    · votar


    Será que ninguem usou esse cubo?????????????????????????

    bony2_22
    Veterano
    # set/10 · Editado por: bony2_22
    · votar


    Eu já usei.
    Na verdade eu pedi para o pessoal de uma igreja, que está em fase inicial, comprar um

    roland KC-150, mas quando cheguei na igreja...lá estava o tal do K900FX. heheh

    Quando liguei ele pela primeira vez..... nossa..senti muito bem os graves do SP2X e

    também os agudos. Me surpreendeu(Não sei se gostei do som porque em minha igreja eu

    ouço direto do PA-que não tem muita qualidade...não o da minha igreja-, já que não

    tenho cubo.
    Bem... Me amarrei no som..mas ainda precisava testar outras coisinhas...

    Bem..alguns dias depois conseguir testar quase tudo ou tudo ehheeh..aí veio os prós e

    contras....


    Prós:

    Liguei o Kurzweil SP2X da igreja e um Controlador(conectado a um notebook com Órgãos,

    efeitos, strings).

    O som realmente ficou muito bom..não tive problema algum e, apesar de ter apenas 90W

    RMS, o cubinho fala bem para um evento de até 200/300 pessoas....era a quantidade

    aproximada de pessoas aonde eu toquei.

    Tivemos um atraso do cara do som e ligamos um microfone à saída XLR. Deu para levar o

    culto numa boa até o rapaz chegar. Tocando, apenas piano, e usando o microfone na

    caixa.

    ...Cheguei lá um dia e o cara da guitarra estava usando a K900FX, pois a caixa dele não tinha muitos efeitos...o som da guitarra até que ficou legal, mas não parei para

    analisar minunciosamente.

    Contras:

    Coloquei o meu mp3 numa das saída(p10)...e cadê que o som saía do jeito que eu

    queria...era uma sujeira só..não dava para entender quase nada do que estava rondando

    no mp3. Bem...aí pensei...nossa agora vou utilizar esta fantástica

    equalização..heheh....................

    Aquele monte de firulas(Equalização de 5 bandas) não serve pra nada...você mexe de um

    lado para o outro e não sente quase diferença alguma. Parece até que cada slider só tem três regulagens e que ainda não funcionam de forma satisfatória.

    Testei nas outras saídas P10 e nada. Ocorreu o mesmo problema.

    É claro que esse problema foi na hora de rodar o MP3...e não era o cabo porque na

    minha igreja eu coloco no PA, direto na entrada P10, e sai muito bem o som.

    OBS: Só faltou eu testar nas saídas específicas para áudio, pois não tinha nenhum

    radio/dvd na hora para testar. Fiquei na dúvida se sairá bem nestas

    saídas...bem....ainda não testei.




    Conclusão:

    A caixa se saiu bem com o piano parrudão do kurzweil SP2X e vários outros timbres VST

    (Órgãos, String, Efeitos) sendo tocados simultaneamente.
    A saída XLR é muito útil em ensaios e também em emergências de última hora.
    Não tenho a dizer sobres os efeitos, pois não os uso atualmente, mas consegui perceber claramente os efeitos quando o rapaz ligou a guitarra.

    Os único problema, foram:

    Das saídas P10, que não me permitiram ouvir, adequadamente, as musicas do mp3(Fica a

    dica de que não testei as saídas específicas para áudio);

    E a equalização de 5 bandas. Como eu disse acima, quando você tenta regular, parece

    que cada slider possui apenas três opções(tipo: nível 1,2 e 3). E isso é o que todo

    mundo fala sobre equipamentos que tem vários sliders de equalização e não são como aos de algumas marcas(roland,peavey) que tem apenas três ou dois e funcionam muito bem.

    Bem...acho que é isso. Qualquer dúvida: bony2_22@hotmal.com

    marcusVinicius
    Veterano
    # set/10
    · votar


    bony2_22
    No seu texto: saídas seriam as entradas?

    Porque você não tentou o seu mp3 na entrada de CD?

    Provavelmente o que aconteceu quando você ligou o seu mp3 na entrada P10 foi um descasamento de impedância e ruidera total por distorção no pré-amplificador. Acredito que ligando ele na entrada do CD o problema estaria resolvido...

    Keyboardman2
    Veterano
    # set/10
    · votar


    Ja até comprei outro, comprei o Meteoro QX200 que apesar da simplicidade e poucas entradas, tem uma ótima qualidade de som, estou gostando muito. Obrigado pelas respostas.

    bony2_22
    Veterano
    # set/10
    · votar


    rsssss É verdade...entradas e não saídas..eu sempre confundo. Então..em relação à entrada específica para áudio..eu não testei, pois não tinha um cabo específico e não quis pegar o DVD da Igreja para testar. Bem..espero que seja isso, pois talvez eu peça ao meu pastor para que a minha igreja compre esta caixa.

    Joteclas
    Membro Novato
    # dez/14
    · votar


    Olá, Tenho um Behringer ULTRATONE K900FX uso em um Kurzweil SP76II e ja usei no yamaha s710 e uso em um controlador behringer também, sou muito satisfeito atende bem o grave é de muita pressão e os efeitos do equalizador e o canal FX são excelentes, eu recomendo

    bony2_22
    Veterano
    # 08/out/19 20:57
    · votar


    Fala galera! Depois de Muiiiitos anos.. rsss

    Passei pela stanner Ks 150 , Roland KC 350 , KC 550, K1800FX, K3000FX, Peavey Kb3, Pavey Kb4...e Hoje na minha atual igreja tem uma Roland Kc 600 (lançada recentemente).
    Bem..depois de ter tido a oportunidade de tocar com todas essas caixas cheguei em algumas conclusões. A melhor (na minha opinião) é a Peavey KB4. Apesar de que tem apenas 75w RMS. Então... ou se tem duas(2) dela ou se pega um KB5 (essa não tive a oportunidade de ter, mas como o Jordam Rudess usava ela, então acredito que seja top). A Peavey KB4 tem uma qualidade e limpeza de som tão absurda que quando você sai de uma stanner Ks150 ou mesmo as Kxxx da Behringer você sente como se faltasse algo. Falta os ruídos e sujeiras que as outras emitem. A KB4 tem o som muito limpo, lhe proporcionando a melhor qualidade de som em um cubo. Essa foi a minha conclusão
    A Roland KC350 é top, mas não segura em lugares amplos (mesmo com 120W). Alias nem em lugares pequenos. Se colocar uma bateria ao lado, esquece. Você não se ouvirá. Se tiivesse um alto falante de 15" talvez o cenário fosse outro.
    A solução é a Roland KC 550. Essa é top. Ótimo som e mais potencia que a peavy kb4 e KC350. Muito mais, pois são 180w. Mas acho a Peavey com todas(ou a maioria) as faixas de frequência bem mais definidas. Os graves são muito bons. O que pecaram na KB4 foi justamente a potência. Entendo que para uma qualidade soberba com muita potência reflita de forma exponencial no preço. Acredito que por isso eles não coloquem muita potencia nas Peavey.
    Toquei com a Peavey KB4 numa igreja grande e não rolou. Os 75w não dá para igreja com mais de 100 pessoas. Tive que usar a stanner ks 150 (150w) + a KB4. Ae rolou. Ficou bom. Outra configuração nesta mesma igreja numa outra vez quando eu tinha a Roland kc 350 foi a seguinte:
    Roland kc350 + OUT SUB na stanner ks150. Ficou top, pois a kc350 tem saída dedicada para SUB e a Stanner KS150 tem graves embolados, mas que ajudaram muito, tendo em vista a plena definição sonora da KC350 nos médios e agudos...
    A roland kc600 achei muito jogada para o medio e agudo. Senti muita falta de um grave. Lembro que a Kc550 tinha bons graves. Não tanto, mas tinha.
    As Behringers são muitos boas. As vejo como séries intermediárias. Hoje existem os novos modelos KXD12 e KXD15. Nos reviews gringos a galera fala muito bem. AS k900, K1800 e K3000 são todas bem parecidas. A diferença é a potência.
    Passei um tempo sem usá-las. Eu estava usando Peavey e Roland nessa época. Quando fui tocar na K3000FX senti demora na resposta (um tipo de latência para ouvir o que se está executando) e graves embolados, mas no geral são ótimas.

    Bem galera desculpe o texto longo. Tava dando uma limpa no meu e-mail e me deparei com um e-mail de resposta de um dos meus comentários.
    Estou aproveitando rapidamente para compartilhar minha experiência com todos esses equipamentos.
    Podemos perceber que cada um tem sua peculiaridade. Uns são bons, outros excelentes e outros razoáveis. E até podemos combinar algo não tão bom com algo topo de linha e fazer uma combinação perfeita.
    Qualidade sonora vai muito além de equipamentos. Tem que se ter a estrutura do local trabalhado de forma a se ter a melhor propagação sonora e tudo mais (se for local interno como uma igreja). E ainda tem o gosto pessoal. Tem pessoas que são muito exigentes com som, outras nem tanto.
    Enfim.É isso..
    Obrigado
    Um forte abraço
    Fiquem com Deus

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Cubo Behringer K900FX