(off) Guitarra é para ricos!

Autor Mensagem
Robinson
Veterano
# jun/08



A música, e a arte de modo geral, é uma atividade considerada com "lazer", "hobby", "terapia", etc, e geralmente associada a uma "elite".

E não é para menos:
- Os custos com instrumentos são altos, e mesmo com produtos de baixo custo (e geralmente baixa qualidade tmb) nem todos podem pagar.
- Desde um ponto de vista profissional... Não há garantias de retorno ou ao menos de um retorno imediato. Muitos o fazem "por amor à arte" e cobrar pelo "trabalho" muitas vzs gera expressões de estranheza (como se músico não precisasse comer, sustentar família ou pagar as contas)
- Há tmb o "consumo" da arte que geralmente está no último patamar numa escala de necessidades e é tido como um item "supérfluo" ou, novamente, algo para "ricos".

Observando a trajetória de muitos músicos, sobre todo aqui no Brasil, a origem de grande parte dos nossos músicos é, digamos assim... "abastada", ou pelo menos freqüentaram um círculo social de pessoas com condições seja por pertencerem a uma elite aristocrática ou intelectual.
É claro que músicos de origem humilde e as exceções à regra estão por aí, sempre estiveram, mas são uma minoria.

Eu não estão fechando a questão numa sentença não, ok?
Estou mesmo é propondo o debate para saber a opinião de vcs.
Outra: Foi vendo a nossa "galeria de guitarristas" (não importa o estilo com tal de que sejam guitarristas) como Pepeu Gomes, Lulú Santos, Wander Taffo, Robertinho de Recife, etc, etc. que se me ocorreu o tópico. Ou seja: somando os músicos guitarristas cuja reputação, fama e exito tenham lhes consagrado.

A minha pergunta então é:
A música é a "voz" e a "mensagem" de quem tem dinheiro ou nasceu em "berço privilegiado"?


Henrique S.
Veterano
# jun/08
· votar


Robinson

tu é o mesmo robinson que cria os Offs da Efeitos? eahuhuaehuea

Robinson
Veterano
# jun/08
· votar


Sim!
HUÁHUÁHUÁHUÁHUÁHUÁHUÁHUÁ!!!

CaioPrimo
Veterano
# jun/08
· votar


Robinson
eu nao acho coisa de rico, pq com 300R$ vc consegue tocar 1 guitarra com 1 amplificador, isso é 1 grande passo, da mesma forma que 1 rico tem 1 refeição completa com tudo do bom e do melhor, o pobre se pegar 60 latinhas e vender por 3R$ em 1 dia consegue almoçar e jantar no ''BOM PRATO'' aki em SP, por tanto os 2 comeram e vao sobreviver certo?
guitarra tbm 1guita foda Gibson, Fender qualquer uma dessas plugados em 1 Amp valvulado vao dar 1 som do caralho e fazer 1 linda nota RÉ
e 1 guitarra Jenifer plugada em 1 watson vao fazer da mesma forma 1 nota ré reconhecivel, e da pra tocar musicas que ficarão reconheciveis tbm.

Sobre o retorno pra mim é a felicidade de fazer algo prazeroso como Tocar guitarra.

Kllaw
Veterano
# jun/08
· votar


"coisa de rico" pra mim é comprar celular com camera, mp3, cafeteira, etc etc! que normalmente custam bem mais que uma guitarra razoavel (paguei 350 na minha condor RX-30 e ela NÃO é ruim) enquanto muita gente paga bem mais que isso em celulares, tennis, roupas de marca. Nota, nem sempre gente com renda alta. Cansei de ver em onibus faxineiras e garçonetes com celulares como os que eu descrevi ;)

Alem de que, existem as "casas bahia" e etc, onde as pessoas de renda baixam compram todo o tipo de porcaria contando que dê pra pagar a "parcela" (já vi, do meu lado, uma senhora perguntar quantos aia "por mês" uma tv de plasma) e essas lojas tem instrumentos musicais, ruins é verdade ,mas pra quem não em opção é melhor que nada.

Existem tambem projetos sociais que ensinam crianças de renda baixa a tocar instrumentos variados, inclusive emprestam os instrumentos.


Conclusão: quem tme dinheiro pra comprar um "celular de ultimo tipo" e ainda pagar a conta ou por credtios, tem sim dinheiro pra comrpar uma guitarra. Não tão boa como os privilegiados e não tão rápido tambem, mas a condição EXISTE.

Naõ tô dizendo que seja justo a distribuição de renda no Brasil e muito menos o preço de instrumentos musicais, mas acho que dizer que "só rico toca guitarra" é extremamente errado.

MatheusMX
Veterano
# jun/08
· votar


Classe média, não ricos.

lula_molusco
Veterano
# jun/08
· votar


Guitarra é extremamente barato se comparada com piano, metais, bateria, etc...

lula_molusco
Veterano
# jun/08
· votar


com os 3,5k de um piano de armário meia-boca você pega uma fender american standard.

makumbator
Veterano
# jun/08 · Editado por: makumbator
· votar


Robinson

Há inúmeros exemplos que contrariam essa tese exposta por vc. E em instrumentos muito mais caros que guitarra(piano, contrabaixo acústico, cello, trompa, tuba, etc...). Vou dar o exemplo do contrabaixo acústico, instrumento que eu toco. Pois bem, um modelo fuleiro dele(de compensado) não sai por menos de 2000 reais. Só o encordoamento de boa qualidade custa mais de 300 reais.Um instrumento bom fica entre uns 5000 a 8000 reais, e para terem uma noção, uma ex-professora minha tem um baixo de 70.000!!!! Mas apesar disso, há vários contrabaixistas de origem humilde(o professor da minha ex-professora era originalmente faxineiro, antes de se tornar músico, virtuose e professor universitário!).
Em diversos estilos isso se repete. Por exemplo, no Choro há e sempre houve muitos instrumentistas de origem financeiramente baixa(a maioria, inclusive), e isso sempre foi superado por essas pessoas.

Kllaw


Existem tambem projetos sociais que ensinam crianças de renda baixa a tocar instrumentos variados, inclusive emprestam os instrumentos.


Exato. aqui em Juiz de Fora, há alguns programas assim, e em alguns deles há empréstimo de instrumentos de milhares de reais, bancados pela Companhia Belgo. São violinos, violas, cellos, contrabaixo, trombone, trompa, trompete, flauta, clarinete, fagote, etc, enfim orquestra completa.


lula_molusco

Guitarra é extremamente barato se comparada com piano, metais, bateria, etc...

Verdade, e a manutenção é bem barata também, até pela difusão de luthiers que controem e consertam o instrumento. Agora, vai ver o preço para arrumar um fagote? Uma trompa dupla? recuperar um piano? Por isso que eu concordo contigo, guitarra nem é tão cara.


com os 3,5k de um piano de armário meia-boca você pega uma fender american standard.

Pois é, isso em certos instrumentos é troco...

Ch4p0L1N
Veterano
# jun/08
· votar


claro, a gentalha não deve ter esse tipo de direitos!

Invalid User
Veterano
# jun/08
· votar


Kllaw
Nota, nem sempre gente com renda alta. Cansei de ver em onibus faxineiras e garçonetes com celulares como os que eu descrevi ;)

Santa inocência, tudo comprado roubado...

J. Luiz
Veterano
# jun/08
· votar


Meu celular é um Nókia 1100, do tipo sem nada com visor "sem cor", e ainda serve de afinador eletrônico com o "composer".
Meu violão é um Tagima Dallas de uns $350,00 muito bom, tanto que até me pedem emprestado para "tocadas".
Tenho ainda uma clarineta Weril que eu acho que eu paguei uns $650,00 na época, e que não deve nada a outras marcas.
E sou feliz!
Abraços.

Kllaw
Veterano
# jun/08
· votar


invalid user
então todo mundo com renda baixa é bandido? bom saber.
(sim, comprar produtos roubados É crime)

marcioguita
Veterano
# jun/08
· votar


guitarra não é prá rico, é pra milhonário, haja grana prá essa
gas de adquirir pedalzinhos,carai! :)

DotCom
Veterano
# jun/08
· votar


Pobre não pode ter GAS, mas pode ter guitarra sim.

Snakepit
Veterano
# jun/08 · Editado por: Snakepit
· votar


Só digo uma coisa: arranje um emprego!

A maioria acha que os pais tem que pagar tudo, daí e sacanagem tmb...

DENNYSRENGIER
Veterano
# jun/08
· votar


Robinson
Acho pessoalmente que musica não é para privilegiado, até ocorre o contrário, na minha época (já fazem alguns séculos) de jovem, não via moleke falar que pedal tal era ruim porque era de plástico, ou porque não era true bypass, ou que guitarra boa tem que ser de madeiras top's, nem pensar usar de compensado! naquele tempo as opçoes de guitarras eram: jenifer, dolphin, giannini etc...importado era muito caro trazer era foda e a chiezada ainda não estava por aqui...mesmo assim nós fazíamos musica! levava a aparelhagem numa brasília velha e carregava tudo do ensaio para os shows...lembro de um colega contando como que viu o pessoal dos novos baianos irem ao estudio...ele contou que as guitarras do Pepeu Gomes davam medo!!!cada Bomba!Ele mesmo modificava elas para dar uma melhorada no som e na tocabilidade...mas mesmo assim o disco é considerado um dos melhores do mundo...
Hoje...bem.... hoje pobre, rico, preto, branco, fritador, dedo lento tem aquilo que quiser, financia, importadora traz o que pedir etc e talz...ainda vejo a garotada falar que este ou aquele equipo é vagabundo e que é um absurdo alguém que toca ter...tem gente que mal toca e já tem um equipo de foder...acho que temos mais acesso aos produtos de consumo, se não é aquela marca, ainda haverá uma genérica que fará aquilo que precisa (e muito bem)...então não vejo hoje música como um produto de elite, ao contrário, a música virou uma espécie de negócio de giro alto, destinado a um povo que pode gastar... fui na expomusic deste ano passado e me assustei com o tanto de opçoes que o mercado traz e tem! E quanto mais o mercado traz, mais as pessoas consomem! A coisa tomou proporçôes de grandes negócios!mesmo assim tem opçôes para gostos e bolsos!Resumindo o campo tá farto e o leque de opçôes é gigantesco!
Abraços;

BaNdAiD
Veterano
# jun/08
· votar


Robinson

Acredito que vc esteja com razão!
Pra mim, a questão é semelhante a todas as outras: O rico tem acesso, e o pobre tem talento!

-O rico (talentoso ou não) tem acesso a instituições de ensino, equipamentos de boa qualidade (caros, por sinal), transporte, saude, moradia, etc...
-O pobre, como não tem acesso a essas coisas, quando tem talento acaba tendo que se sobressair com ele. Utiliza de qualquer oportunidades que tiver pra mostrar o que sabe.

Existem ricos e pobres talentosos e que venceram no ramo da arte, mas por caminhos diferentes!!

Hoje, está mais facil para o pobre ter acesso (estudios mais abundantes e baratos, internet, home studio, youtube, etc...) mas o numero de "ricos" ainda é muito maior no meio artistico!!

Qual o problema disso? Num país onde a grande maioria da população é pobre, as artes (e tudo mais) são representadas pela minoria rica.

E assim a desigualdade cresce...

Pimenta_1
Veterano
# jun/08
· votar


bem, já vimos que guitarra dá pra comprar...uma de 300 paus te serve se vc não puder comprar uma de 1000 (que tb é um quebra-galho comparado a algumas guitarras)...

pedais...se vc compra pedal onner, newel, nig...sei lá....baratos, meio-caros, plugados num meteoro lá...da pra conseguir sons interessantes, nada de excepcional como um tubescreamer num fender ou marshall jcm800, mas dá pra tocar muito bem

então, se o cara não é rico, mas quer aprender, ele vai começar com uma guitarra de 300...ou uma usada de 150,00 e vai comprar um ampzinho e um pedal meia boca...durante um tempo, daí se o interesse continuar, vai vender e comprar algo melhor...

MAS, PRA MIM, O MAIS IMPORTANTE É TER VONTADE, DETERMINAÇÃO, E BUSCAR INFORMAÇÃO, PRA NÃO ACHAR QUE SÓ UM POD E UM FENDER PODE RESOLVER A VIDA DO CARA...

pega sua guita furreca, seu pedalzinho sem marca e vai tentar timbrar....

dinheiro não faz diferença qdo o cara tem ouvido e vontade...

EduJazz
Veterano
# jun/08
· votar


É igual tdo na vida...

se vc tiver um certo padrão financeiro, vc come, dirige carro e toca guitarra (mesmo que coma carne de terceira com arroz de ontem, dirija um chevette e toque uma tonante)

Se vc tiver um outro padrão, vc tb come, dirige carro e toca guitarra (mas ai ja come badejo com camarão, dirige um civic e toca uma gibson)


PRA TUDO tem que ter um certo padrão, e não só pra música. Se voce quiser ser profissional, como em QUALQUER outra profissao, tem que investir. Agora, o hobby é aquela coisa que tem q sobrar dinheiro pra fazer... se sobrar faz, agora, se nao sobrar....

Koisa
Veterano
# jun/08 · Editado por: Koisa
· votar


Guitarra não é somente para ricos, e sim classe média pra cima.. Acredito que a classe baixa (bem baixa) não tem condições mesmo de aprender guitarra.. Alias, por voce esta postando aqui, isso te torna alguem suficiente ($$) pra aprender guitarra..

mineirimho
Veterano
# jun/08
· votar


acho que rico ou pobre nao importa o que importa e a vontade de tocar,se o cara tem vontadade ele pode trabalhar ou pedir pros pais comprar.ser ricoou pobre nao diz nda.

Naka-man
Veterano
# jun/08
· votar


Pixinguinha era um verdadeiro burgues né ?

Robinson
Veterano
# jun/08
· votar


makumbator:
Brother, caso você não tenha reparado, eu não estou expondo tése nenhuma. Eu mesmo fuí cuidadoso neste sentido e escreví "...
Eu não estão fechando a questão numa sentença não, ok?
Estou mesmo é propondo o debate para saber a opinião de vcs..."


Naka-man:
Pixinguinha não era guitarrista, só para nortear a questão.

Galera:
Basicamente eu não me referí à capacidade ou condição para "se comprar uma guitarra", embora ache difícil o pessoal que reside em favelas andar comprando guitarras e o resto dos apetrechos.
Eu estou propondo a reflexão em cima daqueles que obtiveram sucesso e consagração como músicos guitarristas no nosso meio musical, aqueles que gravaram e/ou gravam discos, que possuem uma discografia.
Tocar guitarra... acredito que qualquer um possa fazer isto nem que seja por alguns minutos com um instrumento emprestado durante o culto numa igreja, por dar um exemplo.
Mas eu penso nos nossos "guitarristas", os consagrados, os que aparecem nas capas de revistas, nos outdoors das cidades anunciando shows, os que triunfaram mesmo!
Penso nestes e não nos ilustres desconhecidos ou naqueles que irão morrer no anonimato.
Estes "monstros consagrados" tiveram qual orígem social na sua maioria? É a "voz do pôvo" se manifestando ou a "voz de uma elite"?

Pergunto pela opinião de vcs, se eu tivesse a resposta... não estaria perguntando... rsrsrsrsrsrsrsrsrs

makumbator
Veterano
# jun/08 · Editado por: makumbator
· votar


Robinson
Brother, caso você não tenha reparado, eu não estou expondo tése nenhuma. Eu mesmo fuí cuidadoso neste sentido e escreví

Eu reparei que vc deixou em aberto, mas propôs uma tese, mesmo que não fosse sua opinião e nem estando fechada, não deixa de ser uma tese.

Pixinguinha não era guitarrista, só para nortear a questão

Mas ele tocava sax(instrumento não muito barato), e também compunha ao piano(ele possuía um), fora a flauta(em que era virtuose). No choro também se usa certos instrumentos também caros, como oficleide, flugelhorn, bombardino, clarone, além do piano, flauta e clarinete. Não é apenas violão de 6 e 7, cavaquinho, bandolim, pandeiro.

Robinson
Veterano
# jun/08
· votar


makumbator:

Bem, sendo assim então estariamos dentro de uma "hipótese" e não uma tése visto que o rigor desta exige dados referenciais quantificados ao menos.

Volto a repetir: estou focando a questão dentro do universo da guitarra dado que é o nosso tema e interesse comum.

É claro que podemos enveredar pelo caminho do chorinho e vermos a orígem dos seus represententantes, principalmente no séc XIX, mas créio que estariamos fugindo da questão.

Naka-man
Veterano
# jun/08
· votar


Hendrix ? BB.King ? Tony Iommi ? Faiska ? Albert King ? Charlie Christian ? Baden Powell ?

Esses burgueses malditos.

Bendsup
Veterano
# jun/08
· votar


Naka-man

esqueceu o Joe Pass... aprendeu a tocar na cadeia...

Robinson
Veterano
# jun/08
· votar


Naka-man:

Bom... eu restringí a questão dentro do contexto do nosso país.

marcioguita
Veterano
# jun/08
· votar


João pernanbuco tocava (muito ) com pixinginha e era analfa!!!

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a (off) Guitarra é para ricos!