Polaridade invertida queima o pedal ou a fonte?

    Autor Mensagem
    maquiro
    Veterano
    # jun/06


    Desculpem a dúvida tão básica, mas não sei mesmo.
    Tenho um pedal BLE-100 da Behringer que uso com bateria 9V. Tenho também em casa uma fonte 9V 300mA estabilizada que uso em outro tipo de aparelho mas que não consigo saber a polaridade, nem olhando na fonte nem no outro aparelho.
    Pensei em ligar no pedal e arriscar, mas fiquei na dúvida: polaridade invertida queimaria o pedal, a fonte ou nenhum dos dois?

    lula_molusco
    Veterano
    # jun/06
    · votar


    normalmente nem um nem outro...se não tiver diodo de proteção no circuito do pedal queima o pedal

    maquiro
    Veterano
    # jun/06
    · votar


    Alguém sabe se os pedais da Behringer têm o tal diodo de proteção?

    maquiro
    Veterano
    # jun/06
    · votar


    lula_molusco
    Obrigado pela resposta. Abç.

    maquiro
    Veterano
    # jun/06
    · votar


    UP

    SuperGeo
    Veterano
    # jun/06
    · votar


    testa c/ multimetro

    nobre
    Veterano
    # jun/06
    · votar


    se for um pedal que se preze nao queima nao cara, soh ligar a fonte, se o pedal nao funcionar abre o conector da fonte e inverte a posição dos fios

    diego_d
    Veterano
    # jul/06
    · votar


    Olha cara, eu tenho um GDI da Behringer e qdo liguei a primeira vez a fonte, liguei invertida e queimou, então tome cuidado e verifique primeiro. Blz

    rodolforibas
    Veterano
    # 15/jan/20 16:05
    · votar


    Vão me chamar de coveiro, whatever, é pra deixar registrado na NET.
    Se ligar a fonte do Blackstar Fly3 com polaridade invertida vai queimar.
    Isso nem é pra responder dúvida, é mais pra deixar registrado caso algum abobado feito eu faça a mesma coisa e fique se perguntando o que houve de errado.
    A propósito, o plug da Fly 3 não é padrão Boss, o pino interno é um pouco mais grosso. Com uma furadeira fina eu consegui alargar um pouco (pois era todo de metal internamente) mas liguei como no padrão boss (negativo no centro) e queimou o ampzinho. Crianças, usem o multímetro.

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # 15/jan/20 16:28
    · votar


    Todo pedal que se preze deveria ter o diodo de proteção, e toda fonte que se preze deveria ter proteção contra sobrecarga e sobretemperatura. Desta maneira, se lugar errado, o máximo que vai acontecer é desligar a fonte e abrir o diodo de proteção.

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 15/jan/20 16:51
    · votar


    acabaramosnicks
    deveria ter
    Devería... Mas não tem...
    E tantas outras coisas "deveríam"...
    A dica do rodolforibas é válida.
    Abç

    Luiz_RibeiroSP
    Veterano
    # 16/jan/20 03:33 · Editado por: Luiz_RibeiroSP
    · votar


    Depende muito do pedal e da fonte. Muito pedal não tem proteção nenhuma, nem de polaridade nem de sobretenção. No RAT, segundo dos circuitos encontrados na net, tem uma proteção de inversão de polaridade, mas pode queimar um resistor de 47.
    Fonte porcaria pode queima com a inversão, se o pedal danificar algum componente e puxar muita corrente, e com consumo maior do que ela aguenta. Liga 10 pedais vai pro saco mesmo.

    rodolforibas
    Veterano
    # 09/mar/21 16:54
    · votar


    Pessoal, atualizando meu problema, resolvi abrir pra descobrir se tinha alguma proteção, e com o multímetro descobri que o primeiro componente SMD após a alimentação estava aberto. Olhando a placa,demorei pra identificar que está escrito "F1" na placa - um fusível. Olhando o código na peça, está escrito "K" apenas, o que provavelmente significa por esse conjunto de informações http://www.farnell.com/datasheets/1693108.pdf que é um fusível de 1,5A (mesma informação que consta na entrada da alimentação - 6,5V, 1,5A. Testei com um fio "jumpear" aquele SMD e o amp funcionou!! Então tenho 90% de certeza de que apenas o fusível queimou, quando liguei a fonte invertida. Alguém tem ideia de por que ele queimaria com a polaridade invertida?

    Ramsay
    Veterano
    # 09/mar/21 18:47 · Editado por: Ramsay
    · votar


    rodolforibas
    Porque o fusível, conforme diz o nome, foi feito para fundir e abrir em condições anormais de uso, tais como a queima de um semicondutor, ou um capacitor entrar em curto ou mesmo ligar com a polaridade invertida, etc, e ao abrir o fusível protege e impede a queima de outros componentes do circuito.

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # 10/mar/21 08:44
    · votar


    Rodolfo,
    Um esquema comum de proteção é o seguinte.

    Vc coloca um diodo em paralelo à entrada de energia com o positivo no catodo e o negativo no anodo. Desta maneira, quando vc liga a entrada de energia DC corretamente, o diodo não faz nada porque está inversamente polarizado, mas quando vc coloca a fonte ao contrário, o diodo fica polarizado na direção certa e causa um curto circuito proposital ANTES do circuito do pedal. Geralmente coloca-se o fusível antes de chegar o diodo, então este curto circuito é muito breve, porque o fusível abre num instante.
    Se tudo der certo, nem a fonte e nem o pedal sofrem danos permanentes. Mas nem sempre da tudo certo rsrsrs

    Ora, mas por quê então se faz um fusível smd, desses que o usuário geralmente não tem acesso ou não manja mexer? É pra tentar te forçar a levar pra um técnico, porque dependendo do caso pode ser que mais algum outro componente tenha ficado comprometido. As vezes o equipamento até funciona, mas não está totalmente confiável ou não funciona exatamente como deveria. No caso de um pedal ou ampli, o que isso significa na prática é perda de frequências, alteração no timbre, equipo desligando sozinho, controles instáveis, ou redução da vida útil (a próxima manutenção chega mais rápido).
    Quando se trata de circuitos mais simples como é geralmente no caso de um pedal, não é raro o técnico revisar todos os componentes do circuito. Ele literalmente testa e mede TODOS os componentes da placa, um por um.
    Nossa Renan, sério mesmo que o técnico faz isso? Nem fodendo, só acredito vendo... Meu bom, eu tô escrevendo isso enquanto cago, daqui a pouco estou voltando pra minha bancada pra mais um reparo deste tipo, revisão geral, que a depender do circuito pode levar qualquer coisa entre uma hora e 12 horas de trabalho.

    Quer dizer então Renan, que eu deveria levar meu equipo pro técnico revisar mesmo estando funcionando? Ah cara, se tu não é profissional nem nada, bate o olho no resto dos componentes aí e já era. Sai tocando e seja o que Deus quiser. Uuummm diiiaaa lá na frente vc pensa em mandar revisar essa bagaça junto com alguma outra coisa que estiver precisando de manutenção. Ou não também, provavelmente não foi nada. Mas olha com atenção os componentes, veja se não tem capacitor estufado (se for capacitor smd de alumínio ele engana), veja se não tem alguma parte da placa chamuscada ou escurecida indicando componente que esquentou, e já era.

    j_laverc
    Membro Novato
    # 03/abr/21 20:50
    · votar


    Também estou com uma questão aqui que tem a ver com polaridade de fonte. Tenho uma fonte sem indicação de polaridade, vendida para uso com pedaleiras da Line 6, como a MM4. Segundo consta, a MM4 é centro positivo ("polaridade invertida", segundo o site da marca), enquanto um outro pedal que também tenho, o Dr. Distorto, é centro negativo. Porém, a fonte funciona normal com ambos... Existe algum detalhe extra que não estou entendendo? Algum de meus equipamentos está em risco com uso dessa fonte?

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Polaridade invertida queima o pedal ou a fonte?