O que vocês acham do Violão Yamaha CG 122 MC Acústico?

    Autor Mensagem
    pinheiro_m
    Veterano
    # jun/12


    Existe o MC e o MS, que só muda o verniz para o fosco?

    Violão clássico acústico, cordas de nylon, tampo sólido em American Cedar, corpo em nato, braço em nato, escalas em rosewood, tarrachas douradas.

    pinheiro_m
    Veterano
    # jun/12
    · votar


    Top : Solid American Cedar
    • Back : Nato
    • Side : Nato
    • Neck : Nato
    • Fingerboard : Rosewood
    • Bridge : Rosewood
    • Body Depth : 3.7-3.94" (94-100mm)
    • Nut Width : 2.05" (52mm)
    • String Length : 25.6" (650mm)
    • Finish : Matte

    Sapopemba
    Veterano
    # jun/12
    · votar


    Eu comprei o CG 142 S e paguei R$ 648. Achei o custo x benefício excelente. Para violão clássico, nesse preço acho uma ótima opção.

    Arpeggionne
    Membro Novato
    # ago/13
    · votar


    Sei que este post é antigo, mas gostaria de deixar minha impressão a respeito do Violão Clássico Yamaha CG 122 MS.

    Há uma semana comprei-o ao valor de R$ 678,00, na loja Sonic Som, na Rua da Carioca. Eu tinha dado uma pesquisa antes de ir às compras e peguei valores como R$ 790,00 (Clave Nova, em Ipanema) ou R$ 773,00 (Studio Som João, em Niteroi). A princípio, olhei torto para ele quando cheguei na loja e o Michel, o vendedor da Sonic Som me disse que não trabalhava com Di Giorgio, pois fui à compra no intuito de levá-lo para casa .

    Qual não foi a minha surpresa ao pegar no Yamaha CG 122 MS...Achei o violão muito bom: muito macio de tocar, com um acabamento bonito (do jeito que eu queria: fosco, sem brilho!!!), sem rebarbas na boca ou nas laterais do braço e trastes. Gostei muito da cor do tampo de Spruce, amarelo bem clarinho. Uma coisa que chamou a atenção foi o peso em gramas dele: muito leve, não chegando nem a 2 kg, pelas minhas impressões. Mas ainda vou levá-lo ao luthier para dar uma revisadinha e trocar o rastilho e nut feitos de plásticos por osso.

    Em relação ao tampo, é de Spruce maciço, entretanto, percebi que tal fato já dá muito ganho no timbre, no sustain e no volume. Eu tinha um Michael VM-22 que não preciso dizer que fica no chinelo...Rsrsrs....Eu já o aposentei. Fiquei mais de uma hora testando o CG 122 MS, até que decidi levar ele pra minha casa.

    Para quem tem interesse em comprar, mas está na dúvida, vai aí um pequeno review. Lembrando que a Linha CG da Yamaha, segundo o próprio site, é a única da série com acabamento fosco, o que, por não ter as famosas e grossas camadas de vernizes ou tintas para madeira, não afeta o timbre, o volume e o sustain. A madeira contra luz brilha de um jeito muito sutil, "acetinado".

    Tampo: maciço para Spruce ( CG 122 MS, com uma coloração "amarelada pastel"ou Cedro Americano ( CG 122 MC, com uma coloração mais "alaranjada avermelhada")

    Braço, faixas laterais e fundo: Natowood

    Cavalete e escala: Rosewood (jacarandá indiano)

    Largura do braço: 52 mm

    Rastilho e Nut: plástico (o que eu aconselho a levar num luthier para trocá-los por osso, pois transmite melhor as vibrações, no caso do rastilho, para dentro da caixa).

    Bom, galera. Era isso que eu tinha para falar.

    Abraços a todos.

    Sapopemba
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Eu também gosto muito dos violões da Yamaha. Esses da série CG são superiores aos da série C, que já são bons, de ótimo custo x benefício.

    Se trocar o rastilho e o osso, sugiro que guarde os originais, por precaução.

    jessica_...
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Oi! Tenho uma dúvida sobre esse violão, espero q alguém possa me ajudar, pois não encontrei nada muito específico...

    Comprei o CG122 MC, não sei se é inferior ao MS, mas enfim... No começo achei o som dele horrível, mas depois percebi q eu é q estava acostumada a tocar em violão "três porquinhos", rsrsrsrs... Ele tem um volume muito bom! Só q as cordas estão MUITO altas, mais altas q o meu ex, o "três porquinhos"!!!! E por causa disso (eu acho) o som não é muito definido, é super embolado...

    O que eu posso fazer pra resolver? Lixar o rastilho? Acho q o problema está mesmo ali, o rastilho parece meio alto...

    Adorei o violão, mas com ele assim não dá pra tocar...aff
    Quem puder ajudar, dá uma dica aí!!!!

    Thanks!

    jessica_...
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Up!

    Sapopemba
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    jessica_..., pela nomenclatura da Yamaha, acho que o CG122 MC não é inferior ao CG122 MS, a diferença entre eles deve ser apenas o tipo de madeira empregado no tampo (no caso do MC, cedro, e no do MS, Spruce). A Não é questão de superioridade/inferioridade, mas sim de gosto pessoal. Tem gente que prefere cedro; outros, spruce.

    Quanto à altura das cordas, acho estranho que estejam super altas, pois a Yamaha costuma ter um controle de qualidade bom. Mas pode ser que estejam altas mesmo.

    O melhor a fazer é levar o violão a um luthier para verificar se o problema é o rastilho mesmo, pois há outras possibilidades, como empenamento do braço, o que seria mais grave.

    Se não for possível levá-lo a um luthier, procure alguém que entenda do assunto.

    jessica_...
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Sapopemba
    Obrigada pela ajuda!
    Pesquisei o assunto o dia inteiro no YouTube e achei bons vídeos sobre como trocar pestana e rastilho (por de osso), já q tô pensando em fazê-lo se eu levar num luthier... O brabo é q só tem gente entendida do assunto aqui na cidade vizinha, aí tô pensando em fazer um teste no meu "três porquinhos" e depois sim no outro.

    Postei umas fotos do violão pra vcs terem uma ideia da altura das cordas... (achei uma utilidade pro Facebook!!!):
    https://m.facebook.com/photo.php?fbid=430672710379108&id=1000030914775 95&set=a.427240044055708.1073741825.100003091477595&refid=17

    jessica_...
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Ah e tem outra coisa também, ele desafina muito rápido - cerca de 1/4 de tom da noite pro dia A única q não desafina é a mizinha. Já verifiquei as tarraxas, não estão frouxas...
    Acho q o problema é o rastilho mesmo, o braço não tá empenado, além do mais o violão não tem tensor pra estar muito apertado....

    Manny Ray
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    jessica_...

    O meu desafinava rápido assim, mas eu mexi no tensor e agora ele segura bastante tempo. Mas como não tem tensor, provavelmente é o rastilho mesmo, se tá alto demais deve estar fazendo a corda "escorregar".

    jessica_...
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Manny Ray
    É, é isso mesmo. Semana q vem vou comprar dois rastilhos/pestanas de osso e vou tentar fazer no violão velho, depois no novo.

    Obrigada!

    FBlues_rock
    Veterano
    # ago/13 · Editado por: FBlues_rock
    · votar


    jessica_...
    Jéssica, pessoalmente prefiro o tampo de cedro, toco mpb, bossa, etc., acho que casa muito bem. A maioria dos meus violonistas preferidos também usam mais o cedro, embora muitos também usem abeto (spruce).

    Sobre fazer a regulagem, convém algumas ressalvas: os Yamaha costumam ter bom controle de qualidade (indico bastante, pelo ótimo custo x benefício), então a ação elevada das cordas pode ser empenamento por má conservação, exposição a calor excessivo, etc.
    Se tentar baixar a ação e o braço estiver empenado (côncavo), vai provocar trastejamento, que é a corda tocar algum dos trastes entre o que segura com o dedo e a "boca" do violão. O som é bem desagradável.

    Portanto, sugiro levar em um luthier, pois também irá corrigir eventual empenamento com as ferramentas apropriadas.
    Se ainda assim quiser tentar, guarde o rastilho que possui e regule pelos novos que vai comprar, assim se der errado volta o anterior.

    Sobre desafinar sugiro também trocar as cordas. Uso Hannabach, gosto muito (Augustine também, mas tiveram lotes com problemas).

    jessica_...
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    FBlues_rock
    Ok guys! Vocês me convenceram! Vou procurar um luthier pra arrumar meu violão... Realmente é estranho as cordas estarem altas, tb já toquei em outros Yamaha q não tinham as cordas altas assim.

    Esse CG 122 MC é um violão muito bom mesmo. Alguns acordes q eu fazia no outro com dificuldade, faço nesse brincando! Mas meus dedos "nadam" entre as cordas qndo toco algumas músicas, principalmente a partir da casa 7, 8...
    Tô penando pra tocar "Pick myself up" direito... :-P Músicas com acordes simples até vai, mas jazz =[

    Tanki vai everybody!

    FBlues_rock
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    jessica_...
    Violão ou guitarra com ação alta quando comprado em loja é bem comum :)
    Depois conta do que achou de tocar nele reguladinho, vai sentir que a mão desliza e que só de tocar na corda já atinge o traste, é muito bom!
    Se já está se divertindo com acordes de Jazz, verá quando pegar umas bossas com seus trocentos acordes dissonantes... hehe
    Abs

    zimmermann
    Veterano
    # set/13
    · votar


    Fiquei maravilhado com o instrumento.Estou me referindo ao de cedro 122, terminação MC.E que som! Ainda mais considerando que é um dos mais básicos da série.
    Não gosto de violões de cedro, prefiro os de pinho, mas com esse eu abro uma exceção,digo, merecida exceção.Maravilhoso!
    Sei que vão jogar pedra em mim com a afirmaçao seguinte, mas é bem melhor que alguns violões básicos de luthier, mesmo provenientes de gente renomada e que não quero citar aqui por questões éticas e para não ferir as regras deste espaço

    Fiquei louco para comprar, melhor, estou louco para adquirir o que toquei recentemente.Não toquei, contudo, em outros do mesmo modelo para aferir se seguem o mesmo padrão de qualidade sonora.

    Aqui na minha cidade o preço está variando de 690 a 890, infelizmente é justamente na loja do de 890 reais que se encontra esse maravilho instrumento.

    Tenho vários violões em casa, Di Giorgio Romeu 3, Sevilha, Signorina 1965, bel som 36, crafter sc 75e, mas esse definitivamente é bem melhor de que esses.Fico imaginando com pestana e rastilho de osso, que maravilha não seria!

    Grande Abraço, foram essas as minhas impressões!

    OBS: Recentemente a orquestra sinfônica da minha cidade adquiriu dois yamahas de uma série superior, o cg 182.

    Lenard
    Membro Novato
    # jul/15
    · votar


    Galera eu comprei um CG 122 MS.

    Qual tensão das cordas devo comprar quando for trocá-las?

    Natanael Gama
    Veterano
    # jul/15
    · votar


    Lenard

    Geralmente se usa tensão media, não danifica o violão e tem boa sonoridade.

    Lenard
    Membro Novato
    # jul/15
    · votar


    Natanael, obrigado pela dica.
    Valeu!

    DarkMakerX
    Veterano
    # jul/15
    · votar


    Lenard
    Precisa ver qual é o encordoamento que vem nele de fábrica, para seguir a mesma tensão. Se quiser trocar a tensão, é recomendado é levar para regular.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a O que vocês acham do Violão Yamaha CG 122 MC Acústico?