Estudo de violão erudito em um modelo cutway?

    Autor Mensagem
    cuma
    Veterano
    # mar/10 · Editado por: cuma


    Bom pessoal, ai está a minha duvida, estudo violão erudito a algum tempo e pretendo prestar vestibular este ano.
    Ouvi dizer que este modelo de violão não é mto bem visto no meio erudito, ( quando comprei meu professor me disse q não havia problema nenhum ) mas ouvi opiniões diferentes.

    kiki
    Moderador
    # mar/10
    · votar


    pra estudar por conta nao tem problema, mas se voce vai prestar vestibular é bom se informar direito.
    o que acontece é que os violões pra estudo de erudito precisam de mais qualidade acustica, e o cutaway "mata" um pouco isso.
    pra estudar a sério é preciso um violão bom, de preferencia de luthier.

    cuma
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    ??

    kiki
    Moderador
    # mar/10
    · votar


    ?? oq?

    nao entendeu algo?

    Alvaro Henrique
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    Olha, em princípio não tem problema algum violão com cutaway ser usado em música erudita. Na teoria, não tem um impedimento cabal.

    Só que, na prática, pra tocar bem música erudita você precisa de violões com uma certa qualidade. Uma pessoa que quer prestar vestibular de música deve ter um violão artesanal, feito à mão, mesmo dos mais baratos.

    E aí é que está o problema: os bons construtores de violão erudito não fazem cutaway.

    Se, talvez, um desses caras fizesse cutaway, beleza, daria pra usar esse violão aí. Mas violão de fábrica, pra quem quer ser profissional, não dá (inclusive música popular, quanto mais erudita). E no mercado brasileiro só existem cutaways feitos de fábrica.

    cuma
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    Alvaro Henrique

    Mas o dificil é encontrar um violão feito por luthier ( ou um bom luthier ) e td pessoal q eu conheço q prestou vestibular utilizou violoes de fabrica, mas eu vou pesquisar isso melhor

    makumbator
    Veterano
    # mar/10
    · votar


    cuma

    Vc pode até prestar o vestibular em um bom violão de fábrica(bem regulado e com boas cordas), mas já tem que pensar em comprar um de luthier logo depois(mas se tiver o dinheiro, compre logo antes). Não precisa ser um instrumento caríssimo, mas tem que ser pelo menos adequado ao gênero, e com um mínimo de qualidade.

    Pense no instrumento como um investimento na sua música, e não como um gasto qualquer. Há vários luthiers que parcelam. Peça uma indicação para o Alvaro Henrique de um modelo artesanal bom e que não custe um rim(heheh). Acho que ele já postou aqui no fórum um desse nível, mas não lembro o tópico.

    Alvaro Henrique
    Veterano
    # mar/10 · Editado por: Alvaro Henrique
    · votar


    Em www.guitanda.com há violões semi-artesanais com preços bem competitivos. Estou indicando-os há algum tempo.

    Olha, cuma, prestar com um violão de fábrica isso realmente a maioria faz. Mas você já deve ter notado que é exatamente no violão que se verifica a maior taxa de reprovação nas provas de habilidades específica, então não se fie no que a maioria faz, mas no que os que passam fazem.

    Estudei na UnB e terminei meu curso na USP. Já tive a oportunidade de ministrar aulas na UFRN, o que me permite dizer certas coisas com segurança sobre o corpo discente dessas três universidade. Além disso, pude conhecer estudantes universitários da UFRGS à UECE.

    Há uns dez anos atrás ainda vi calouros com violões de fábrica, mas há dez anos atrás era impossível comprar um violão de luthier por menos de R$ 5.000. Hoje, por R$ 1.500 já tem pelo menos umas três opções no mercado. O número de luthiers aumentou muito desde 2004. Desde então, não vi mais nenhum calouro de faculdade com violão de fábrica.

    O grande problema de você chegar na prova com um violão de fábrica nem é o violão em si, mas o preparo da concorrência. Um violão de fábrica não vai te ajudar a tocar bem o que é exigido de você. Pode ser que você consiga tocar muito bem, mas uma coisa é certa: o violão vai te atrapalhar o tempo todo. Enquanto isso, é bem provável que pelo menos seis a oito alunos estejam bem preparados, estudaram bem, têm talento, e estão com um violão que os ajuda a tocar melhor. Como, em geral, um professor pega no máximo 4 alunos novos por ano (considerando bacharelado), a chance de você figurar entre os aprovados, com um instrumento que não vai te ajudar, é pequena.

    É como estar na Fórmula 1 com a escuderia Hispania. Você pode ser o Bruno Senna, mas se você anda no pior carro de todos, é muito provável que até o Rubinho Barrichelo vá dar volta em você.

    O vestibular com certeza é uma das três audições músicais mais importantes que você fará na sua vida. Dependendo de como for sua carreira, será a mais importante de todas. Você tem de entrar na sala com a capacidade de mostrar o melhor que você pode fazer. Se possível, até mais que o seu melhor.

    Se você não encara dessa forma, lamento informar que você tem concorrentes totalmente conscientes disso.

    kiki
    Moderador
    # mar/10
    · votar


    caraca, virou guia do estudante.

    cuma
    Veterano
    # mar/10 · Editado por: cuma
    · votar


    valei pessoal, mto obrigado pela ajuda!!

    Jorginhozinho
    Veterano
    # abr/10
    · votar


    Alvaro,
    sua explanação foi muito boa, mas tenho ainda algumas dúvidas. Você comentou que um violão de fábrica impede que um músico explore toda sua potencialidade. Isso ocorre exatamente por quê? É uma questão de "tocabilidade", no sentido de os violões de luthier serem muito mais macios, permitindo assim maior agilidade com a mão esquerda? Ou se trata de uma questão de trimbre e volume?

    Grande abraço!

    Alvaro Henrique
    Veterano
    # abr/10
    · votar


    De tudo isso e mais um pouco, Jorginhozinho. Não há um só item na avaliação de um violão em que um violão de fábrica feito no Brasil se aproxima de um instrumento artesanal. Os de fábrica só são melhores em um ponto: são bem mais baratos. Fora isso, é como comparar bicicleta com moto.

    Jorginhozinho
    Veterano
    # abr/10
    · votar


    Alvaro,

    obrigado pela resposta, acho que esse assunto ficou bem claro agora!

    Perguntaria apenas o seguinte: violões de nylon com cutway seriam o ideal para tocar blues e rock, já que permitem solos em casas mais agudas? Sei que normalmente se recomenda aço para tocar rock, mas aí acho que é mais uma questão de gosto pessoal mesmo.

    Abraço!!

    Gus dz
    Veterano
    # abr/10
    · votar


    Blues normalmente tambem é em aço!

    Alvaro Henrique
    Veterano
    # abr/10
    · votar


    Pois é, também acho que está mais pra aço, Jorginhozinho. Cedo ou tarde você vai querer usar scordaturas (o termo certo para dizer "afinações alternativas") que só caem bem em violão de aço, vai querer amplificar e usar algum efeito, vai querer testar a sonoridade de um bottleneck, enfim, vai querer fazer coisas que um violão de aço faz melhor que um violão de nylon.

    Pessoalmente, esse negócio de acesso a região aguda do violão que o cutaway oferece é meio lenda. Se comparado com um violão tradicional, realmente é melhor. Mas tem um negócio que já tem uns 20 anos chamado "escala elevada" que é melhor que um cutaway pra acessar a região aguda, e não oferece nenhuma perda no som.

    http://www.violaobrasil.com.br/wp-content/violao_munhoz_2.jpg

    No cutaway o pulso fica numa posição mais confortável que num violão normal, mas o polegar da mão esquerda ainda fica numa posição ruim. Com um violão em escala elevada, o pulso fica ainda menos quebrado que no cutaway, e o polegar fica bem mais próximo da posição ideal.

    Jorginhozinho
    Veterano
    # abr/10
    · votar


    Alvaro Henrique

    Eu já tinha visto esses modelos de escala elevada na internet, mas acho que eles são raros no mercado, não? Você acha então cutway não combina muito com nylon? Ou, definitivamente isso é uma questão muito pessoal? Gostei muito de um modelo da Tagima chamado Ventura. Ele é flat, cutway mas tem tempo maciço o que lhe garante um som bem interessante. Claro que não é um modelo apropriado pra audições de música erudita, mas para aquele emprego "caseiro" acho que ele serve muito bem!

    Mais uma vez agradeço a todos, incluindo o Gus dz!

    Alvaro Henrique
    Veterano
    # abr/10
    · votar


    Não conheço nenhuma fábrica que faça violões com escala elevada. Em princípio esse projeto foi patenteado por um luthier dos EUA que libera, na boa, pra outros luthiers usarem, mas não libera pra nenhuma fábrica. No Brasil pelo menos uns dez luthiers fazem violões com escala elevada.

    Na minha opinião pessoal, o custo de ter um cutaway (desvantagens sonoras) não compensa o pouco benefício que ele proporciona, especialmente quando temos uma outra opção disponível que não traz nenhuma desvantagem sonora e o benefício de conforto é ainda maior.

    Gus dz
    Veterano
    # abr/10
    · votar


    Não acho uma coisa necessária o cutaway, sei lá se é porque os solos que eu faço muitas vezes não são em casas mais agudas ou se mesmo eles sendo em casas agudas eu nao tenho dificuldade em alcançar elas.
    Uso violão de aço de "14 trastes".

    dom de Deus
    Veterano
    # abr/10 · Editado por: dom de Deus
    · votar


    Alvaro Henrique


    gostei da foto! parabêns!


    outra pessoa que tem um maneira legal de explica com foto as coisa é o `´usuario MMJr´´ e está de parabens, pra tudo ele tem uma foto! e explica de maneira humilde. parece ser uma pessoa hulmilde e isso é uma qualidade boa! digo isto porque pelo tópicos que vi as dica que o MMJr deu foi de muita sabedoria!



    enquanto isso outro que sabem um pouquinho e são grande fanfarrões
    que não tem hulmidade alguma e muita pouca sabedoria!

    Fernando Faria
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Em www.guitanda.com há violões semi-artesanais com preços bem competitivos. Estou indicando-os há algum tempo.
    Faz muito tempo que não frequento esse fórum, não conhecia esse site, achei sensacional, não sabia que poderia encontrar violões de luthier nesses preços, na casa dos dois mil. Vou fuçar sempre.
    Valeu!

    Alvaro Henrique
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Um site bom pra ficar por dentro do violão erudito é o www.violao.org . O dono da guitanda é um dos moderadores de lá.

    BMB
    Veterano
    # jun/10 · Editado por: BMB
    · votar


    Alvaro Henrique

    eu sou meio novato ainda no violão e eu não entedi o que a escala elevada melhora em alcançar as casas mais agudas, e vc disse que o pulso fica menos quebrado que no cutway, mais não da pra chegar nas casas mais agudas com tanta facilidade quanto no cutway da?

    qualquer um que souber responder eu agradeço.

    Alvaro Henrique
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    BMB, não adianta eu explicar, você precisa testar.

    Aonde você mora?

    cuma
    Veterano
    # jun/10
    · votar


    Alvaro Henrique

    Vi um vide seu interpretando o choro nº do villa lobos, mto bom. Interpretação fiel ao estilo.

    cuma
    Veterano
    # jul/10
    · votar


    Alvaro Henrique

    Bom desculpem ressucitar o topico após tanto tempo, mas alvaro, perguntei sobre essa questão da perda sonora que o violão com cutway possui ao meu professor de fisica ( que estuda violão tambem ) e disse que essa perda é imperceptivel ao ouvido humano, qe só causa pequenas alterações na amplitude das ondas sonoras. Ou seja, altera pouquissimo o timbre

    Alvaro Henrique
    Veterano
    # jul/10
    · votar


    cuma, releia o que disse. Pra ficar claro:

    Sim, por só fazer o violão cutaway a diferença é pequena a um violão normal com as demais características em comum.

    Mas só se encontram no mercado violões cutaway de fábrica.

    Violões de fábrica são instrumentos inadequados para um vestibulando no curso de música. Se seus concorrentes tiverem instrumentos melhores, provavelmente o fato de você tocar com cutaay vai contribuir pra você ser reprovado.

    Ou seja: compre um bom violão artesanal pra passar na prova e se dar bem no curso (caso você passe). Como você provavelmente não vai encontrar violão artesanal cutaway, você vai ter de tocar num instrumento com outra técnica de construção.

    Mais uma vez: o problema não é ser ou não ser cutaway, o problema é ser de fábrica. Cutaway ou não, recomendo que você faça a prova com um violão artesanal.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Estudo de violão erudito em um modelo cutway?