Amplificador para Violão

Autor Mensagem
Bog
Veterano
# dez/11
· votar


Adair Neto

Eu realmente estou curioso para saber quais lugares são esses "todo lugar" que você já viu.

Pelo menos não está de acordo nem com a minha experiência e nem com o "todo lugar" que EU já vi. Como dito, os sistemas da AER e da Bose são muito mais bem cotados - inclusive em termos de preço. Fender e Marshall podem ser marcas com força e tradição em amps para guitarra, mas estão bem longe de serem líderes de venda no segmento acústico, dominado por marcas como Roland e Fishman.

Você conhece os amps da AER? E os sistemas tipo line array da Bose?

Sah.
Veterano
# dez/11
· votar


Bog

Por quanto sai esse AER ou Arrays da Bose??
Tem algum modelo que já venha com entrada para microfone
e equalização dos canais diferentes??

Bog
Veterano
# dez/11
· votar


Sah.

São caros. Não sei o preço no Brasil, mas no Japão o AER mais baratinho (o Alpha, tem entrada para mic mas equalização global) custa uns 700 dólares. Como no Brasil tudo custa no mínimo o dobro, coloque aí pelo menos uns 3000 dinheiros. Um Bose L1 já vai para lá dos 1400 dólares, e no Brasil deve custar uma fortuna.

Mas é este o ponto. Esses equipamentos são caros porque são high end, são realmente 'os melhores'. Marcas como Fishman e Roland (e Fender, para o colega lá não ficar triste) podem não ser o que há de melhor, mas têm coisas perfeitamente usáveis por um preço mais humanamente pagável. O amp top da Roland (AC-90) custa pouco mais que o AER mais pelado!

Agora, vale sempre lembrar que amplfiicadores acústicos são basicamente mini-PAs com algumas funções úteis (reverb, filtro notch, etc). Quem pode dispensar a praticidade normalmente consegue equipamentos com bem menos funções mas com qualidade de áudio melhor. Eu costumava usar um Yamaha Stagepas. É outro universo, se comparado com qualquer amp acústico da mesma faixa de preço, especialmente porque eu já tinha um violão com captação ótima (sistemas que não mascaram tanto o som dependem mais de uma boa captação).

Sah.
Veterano
# dez/11
· votar


Bog

Já imaginava que estaria nessa faixa de preço, realmente é muito caro.
Pensei na questão de um PA também, mas o problema é o peso, a praticidade dos amps para violão é o que está me atraindo.Esses PAs da yamaha são bons mesmo.

Mas que dica você me daria ?Cmprar algum que me agrade na faixa de R$ 600,00 ou juntar mais e pegar um mais decente.(Roland, ou outro )

Bog
Veterano
# dez/11
· votar


Sah.

Infelizmente, eu não conheço direito os preços praticados no Brasil, nem sei direito as marcas que são vendidas... =P

Sah.
Veterano
# dez/11
· votar


Então obrigada, as suas outras dicas já ajudaram muito =D

Adair Neto
Veterano
# dez/11
· votar


Bog
Eu vi em vários lugares, mas pelo jeito estava errado.

Sah.
Tem gente que com amp de guita mesmo tira um belo som, geralmente usando um pedal de pré-amp. Jack Johnson faz isso.
Bandas que utilizam bastante guitarra e usam violão em uma ou outra música ligam o violão nos pedais e mandam pro amp, como se fosse guitarra, mas lógico que com os efeitos desligados ou com efeito de leve.

Sah.
Veterano
# dez/11
· votar


Estava olhando nesse Laney, que é mais potente que o Roland A60 pelas especificações,mas não enquanto a qualidade!
Qual é a opinião de vocês???
http://www.thomann.de/pt/laney_a1_akustikcombo.htm

Bog
Veterano
# dez/11
· votar


Sah.

EU não conheço este amp, mas um detalhe: a diferença de potência de 60w para 65w NÃO reflete uma diferença perceptível no volume. Mantidas todas as demais variáveis, um amp de 60w produz 98% do volume de um de 65w. Dependendo de outros fatores, como a sensibilidade dos falantes, o amp de 60w pode até ter mais volume que o de 65w.

Sah.
Veterano
# dez/11
· votar


Hummm, pelo jeito vou ter me mudar minha pergunta...
Porque já percebi que por R$ 600,00 não vou conseguir um
bom amp que me agrade, andei pesquisando e cheguei a conclusão
que se eu comprar um nessa faixa de preço vou jogar meu dinheiro
no lixo.Então, decidi esperar mais um pouquinho e comprar um na faixa
dos R$1.000, e agora o que vocês me indicam.
Com 60w, e é claro o mais importante um som limpo, com entrada para microfone e bons reverbs.

O meteoro é só marca mesmo ou em alguns casos valem a pena?

Heriell
Membro Novato
# 21/mai/21 17:57
· votar


Agora... uma dúvida: Um amplificador de 15w de qualidade, não vai responder tão bem quanto um amp de 60w de qualidade CONSIDERANDO os 2 sendo tocados na mesma altura em volume. É um pensamento certo? O 60w vai ter a tendência de ser muito mais presente e preenchido do que um de 15w. Ou não é bem por aí?

ejames
Membro Novato
# 21/mai/21 18:19
· votar


Heriell
É um pensamento certo?
Tem diversas variantes que implicam em som "mais presente e preenchido". Mas considerando dois amplificadores com as mesmas especificações, não faz sentido esse pensamento.

Heriell
Membro Novato
# 21/mai/21 19:26 · Editado por: Heriell
· votar


Não são 2 amp com as mesmas especificações. É um de 15W e um de 60w, porém, imaginando os 2 tocando em um mesmo volume, de certa forma, baixos, o de 60w terá uma presença melhor que o de 15, né?


Digo isso baseado em som de carro. O som original de um carro é sem presença... sem bons graves... vc equaliza mas não fica aquele som maravilhoso. Agora... quando botei um amplificador de carro e e troquei as caixas dele, nas portas, ouvindo no mesmo volume que ouvia antes, quando tinha o som original... com as mudanças tinha ficado outra coisa. Mesmo sem estar alto... tinha um grave bonito e bem definido... ouvia melhor os instrumentos e vozes... mudava tudo.. era uma outra coisa. Isso... em volumes baixos. Em carro isso acontece de fato, pois eu vivi isso.

Transportei essa teoria pros amplificadores para violão, pois, toco em lugar pequeno para poucas pessoas mas os amps de 15 - 20... são meio xoxos.... se eu comprar um de 60, não será para ter mais volume e sim para ter melhor definição.


Alguém compreendeu?

Djrafahh
Membro Novato
# 22/mai/21 08:58
· votar


Heriell
Mudase muito na construção de ambos, o 15w e o 60w vão ter curvas de equalização diferentes pois os falantes usadoa também serão diferentes e na maioria dos casos tamanhos diferentes, o cubo de 15 pode ter falante de 6,8 as vezes raras 10 polegadas, ja o de 60 se inicia em 2x8, 1x10, 1x12.
A curva do equalizador é moldada para esse tipo de falante, o som de carro, os modulos são de resposta plana, e quem se da o equalizador é o rádio, sendo assim se altera o equalizador para satisfazer o seu ouvido e o modulo sendo plano ele empura. Nos cubos de instrumentos eles ja levam a linha eq pré definida e você faz ajustes mais básicos.

sidguitar1
Veterano
# 22/mai/21 21:11
· votar


Heriell
Agora... uma dúvida: Um amplificador de 15w de qualidade, não vai responder tão bem quanto um amp de 60w de qualidade CONSIDERANDO os 2 sendo tocados na mesma altura em volume. É um pensamento certo? O 60w vai ter a tendência de ser muito mais presente e preenchido do que um de 15w. Ou não é bem por aí?
vai minha humilde opiniao,no som de guitarra,violao e afins,nao sei se pq o falante acaba nao trabalhando bem e empurrando o som,mas se vc usa amp de maior potencia e nao abre o som,ai ele fica xoxo hehe, claro q tem q ter o bom senso ,em amp valvulado se vc tiver indo pra usar no talo na maioria das vezes vem o crunch, e nos transistor me parece q vem so a sujeira e embolacao se vc usar no talo, claro q ainda acho vantagem tem sobra de potencia pq se vc toca hj em um lugar q tem q usar o 1,5 do volume vc fica frustrado mas quando precisa de muito mais volume vc tem,toco com um transistorzinho 30w nas gigs e passo muito raiva hehe,mas so tenho esse e uma 2x12 com cabecote valvulado 50W q desanima carregar o carro,ficar montando e depois desmontar pra nao conseguir usar quase nada da potencia pq esses barzinhos o povo detesta som de guitarra alto hehe,abracao

ejames
Membro Novato
# 23/mai/21 17:04 · Editado por: ejames
· votar


Heriell
Cara, não faz sentido isso. O amplificador pode entregar um resultado melhor por ter falantes diferentes, circuito diferente, gabinete diferente, mas a causa da diferença não vai ser simples e puramente por causa da diferença de potência. Os amplificadores de 15, 20w costumam ser equipamentos de entrada, de baixo custo e consequentemente com componentes inferiores e geralmente falantes pequenos, de 8 polegadas. Então se você comparar um desses com um equipamento de melhor qualidade, com falante de 12pol o som vai realmente parecer mais cheio, mas a maior qualidade tem pouco a ver com a potência em si.

Em suma, tem uma porrada de variante envolvida e não é por subutilizar um amplificador que o resultado será necessariamente melhor. Como bem disse o sidguitar1, ainda existe esse fenômeno de se perder dinâmica e brilho do som quando não se "empurra" o falante.

Você tá complicando demais uma coisa que é bem simples e enxergando sob a ótica errada:
1. Amplificadores pequenos costumam (não é regra) ser equipamentos de entrada, para estudo, dentro de casa e em volumes mais baixos;
2. Amplificadores maiores costumam (também não é regra, tem muito amplificador grande que é uma porcaria) ser voltados para uso profissional, portanto possuem componentes de maior qualidade e dimensionados para maior projeção;
3. Um equipamento de melhor qualidade tem tendência a entregar um resultado melhor, ponto.

anderson_gesteira
Membro Novato
# 24/mai/21 08:48
· votar


No meu caso tinha um amp pra baixo de 20w e um precision bass. Além de sempre sentir falta do amp tratar bem os graves (soava rasoavelmente bem nas cordas mais agudas, nas graves via q era limitado chegando até a distorcer no E solto). E então depois comprei uma caixa com 200W, e mudou tudo. Tá certo q é uma mudança da agua pro vinho, e ainda por levar em conta todos os motivos q o amp pequeno ser d entrada (Nem tem volume master, só tem uma entrada para instrumento, eq com grave, médio e agudo, ganho e saída para fone) e o outro mais profissional (com entrada de instrumento passivo e outra para ativo, eq com 4 bandas, ganho, volume master, botão d eq facil q tem umas eq já previas para por exemplo uso em slap, sáida de linha e saída para caixa externa, além de ter tomada com terra e um sub fora o autofalante normal). Comprei pensando em ter sobra de potencia, e já toquei uma vez pra mais d 300 pessoas, sem ligar em linha e sem precisar abusar do volume, chegando na metade e sem o som tbm ficar xoxo. Foi justamente por isso q quis isso, pois a pequena preciso para ensaios forçar e nunca fica bom.

Heriell
Membro Novato
# 25/mai/21 12:40
· votar


Entendi. Muito boa a opinião de vocês e deu pra compreender claramente. Agradeço

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Amplificador para Violão