Diferenças entre madeira laminada e peça unic

Autor Mensagem
Guitar_Man
Veterano
# out/04


Diferenças entre madeira laminada e peça unica...

Queria saber se influencia muito no som ser laminada, pois minha squier é, ouvi dizer q fazem algumas assim pra nao ter perigo do corpo empenar com o tempo. Alguem sabe algo sobre?

rafaeljs
Veterano
# out/04
· votar


Guitar_Man
porra nunca vi corpo de guita empennar véi

Guitar_Man
Veterano
# out/04
· votar


tipo, ja ouvi falar, nao empenar tanto como o braço, mas pode ceder um pouco, e isso seria fatal pra guitar

rafaeljs
Veterano
# out/04
· votar


Guitar_Man
no meu caso isso seria um pouco dificil de acontecer comigo mesmo porque a les paul tem um corpo grosso pra caraius dói as costas só de olhar pra ela mas ela não deve ser toda laminada

oak
Veterano
# out/04
· votar


nunca vi les paul (de verdade) laminada, no maximo com uma camada de maple

HaKaN
Veterano
# out/04
· votar


conheço maderite,sei que pode quebrar....

maggie
Veterana
# out/04
· votar


isso de influenciar no som é polêmico.

mas com certeza madeira laminada é menos resistente. o que empena é o braço, o corpo empenar eu nunca tive conhecimento.

The Hellraiser
Veterano
# out/04
· votar


Já ouvi falar que o corpo empena sim... Se vc olhar bem, até as Gibson tem um "risco" vertical na frente... Num sei se é isso madeira laminada...

oak
Veterano
# out/04
· votar


akele risco sao 2 peças de maple, eh soh pra dar estilo...

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# out/04
· votar


A expressão madeira laminada pode significar duas ou tres peças coladas em sanduiche, que é uma forma de construção interessante pois combina o timbre destas madeiras (caso da Les Paul, que é de mogno com um tampo de maple). Mas pode também significar "laminated wood" que traduzindo do inglês quer dizer COMPENSADO. Fuja destas guitarras, não prestam!
Abç

PetersonGV
Veterano
# abr/10
· votar


Maurício,

existe diferença entre os termos Plywood e Laminated wood? Ou são a mesma coisa? Seria o caso de uma ser o "sanduíche" combinando timbres e a outra ser simplesmente um compensado?

Eu tenho essa dúvida com relação à violão, mas vi esse tópico aqui e sua resposta acima e achei que seria melhor perguntar aqui, até pra galera que não sabe ficar sabendo.

[]'s.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# abr/10
· votar


PetersonGV
São a mesma coisa.
Abç

luquinhas12
Veterano
# abr/10
· votar


Mauricio Luiz Bertola

e no caso das gibsons,que tem o top com uma ''camada'' de maple,isto seria um termo que se refira ao ''laminado'' de guitarras de baixo custo?ou as gibsons é só pra dar mais no visual,e nao influencia na sonoridade?

e quanto as chambered body e as non chambered?o que é isto?

valeu e desculpa por tantas perguntas cara

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# abr/10
· votar


luquinhas12
Não, o caso da Gibson é a adição de um tampo, isso soma à sonoridade da madeira original (mogno), à do tampo (maple).
Chambered é um tipo de construção no qual há câmaras internas na guitarra, isso muda a sonoridade (além de reduzir o peso, óbvio).
Abç

luquinhas12
Veterano
# abr/10
· votar


Mauricio Luiz Bertola

Muito obrigado por esclarecer as duvidas que eu tinha.

PetersonGV
Veterano
# abr/10
· votar


Estou em Bom Jesus do Norte - ES, em um projeto do seminário onde estudo e dentro do meu ônibus tem uma mineira que tem um Strinberg. É o AF-65C, de aço, na cor redsunburst. Na época, 2 anos atrás, ela pagou uns 690 reais. É um modelo Folk, mas tirou bem minhas dúvidas quanto ao assunto da madeira laminada. O timbre é lindo, som encorpoado. As cordas não sei dizer ao certo, mas parece que eram D'addario 0.10. Agora que tirei minhas dúvidas, vou na loja e vou comparar o som com os Hofma. Toquei o Strinberg dentro do ônibus, vindo pra cá. Mesmo com a barulheira do motor e talz, deu pra bem os dedilhados e solos, com e sem palheta. O problema é que tenho um flat e tocar em um Folk grandão é estranho, vc se arruma todo na cadeira e não se acha em uma boa posição pra tocar uhahuauhauauha.

É isso, aí. Espero que seja útil a informação. Alguém quer que eu grave um video ou um áudio e poste na net pra conferir? Se quiserem é só falar.

[]'s,
Peterson

Delson
Veterano
# abr/10
· votar


Aproveitando o tópico.

Estou de olho nessa Epiphone: http://www.x5music.com.br/lojavirtualx5/siteAgosto2008/abreDetalhes.as p?ref=11552

No site diz que ela tem "corpo e tampo em Mogno, ao invés do Maple tradicional, com acabamento acetinado, o que causa um efeito incrível."

O tampo de maple deixa o timbre mais tradicional? Quais vantagens/desvantagens do corpo e tampo em mahogany?

Me interessei porque além de eu ter achado bonita, ela é mais barata que uma Epi LP Std normal.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# abr/10
· votar


Delson
O tampo de maple deixa o timbre mais tradicional? Quais vantagens/desvantagens do corpo e tampo em mahogany?
Sim, acrescenta um "toque" de agudos.
Não há desvantagem nenhuma.
Abç

Sir.Paulo
Veterano
# abr/10
· votar


A expressão madeira laminada pode significar duas ou tres peças coladas em sanduiche, que é uma forma de construção interessante pois combina o timbre destas madeira

Bertola seria o caso da Red Special do Braian May?

Ela é feita com bloco central de Carvalho e tampo e fundo de compensado e revestida de mogno.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# abr/10
· votar


Sir.Paulo
Não.
A forma de construção da Red Special é análoga à das Danelectros, mas com mais presença de madeira.
Abç

Sir.Paulo
Veterano
# abr/10
· votar


Valew Bertola...legal!!!

rister
Veterano
# jan/12
· votar


Olá, queria saber se tem tanta diferença em madeira laminada e única em violão, se a estrutura dele pode ceder ou trincar. Violão michael vm921 tem as faixas e fundo em mogno mas creio que seja laminado (pelo preço 365,00 com capa), o tampo dele é em spruce. Teria risco laminado em violão?

W.e
Membro Novato
# 08/ago/19 16:42 · Editado por: W.e
· votar


Estou em 2019 com minha epiphone LP sepcial 1 "laminada" fabricada em 1997, em excelente estado de conservação.

Pra vista de que muitos dizem que não presta, ela tá prestando até hoje, nunca deu nenhum defeito, se o material não presta e durou esse tempo todo, imagine se prestasse ein?!

ejames
Membro Novato
# 08/ago/19 18:57
· votar


W.e
Estou em 2019 com minha epiphone LP sepcial 1 "laminada" fabricada em 1997, em excelente estado de conservação.

Pra vista de que muitos dizem que não presta, ela tá prestando até hoje, nunca deu nenhum defeito, se o material não presta e durou esse tempo todo, imagine se prestasse ein?!


Cara, é óbvio que nenhum fabricante que zele o mínimo por sua reputação iria comercializar em escala global um produto que desmanchasse com o tempo... Além disso, essas guitarras vêm com uma camada tão grossa de PU que praticamente "blinda" a madeira de qualquer interação com o ambiente.

Agora, é um fato que madeira laminada (ao menos do jeito que era usada nessas guitarras) é sim inferior a peças sólidas, não tem o que se discutir nisso. O problema é que esses instrumentos custavam caro para o que ofereciam. Era uma solução porca, visando maximizar os lucros e quem saía prejudicado era o consumidor.

Se você tá feliz com ela, é isso que importa. Não há nada muito produtivo em ficar rebatendo comentários da década passada.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 08/ago/19 19:53 · Editado por: Mauricio Luiz Bertola
· votar


W.e
Isso é questão sua cara.
É um instrumento de má qualidade, caro, construído com materiais duvidosos. Era assim nessa época.
Os modelos recentes da série Special da Epiphone tem o corpo confeccionado em álamo (choupo) e/ou Okoume (madeira africana leve e barata).
Se você está satisfeito com ela, bom pra você...
Aliás, tem uma banda de blues aqui em Niterói, formada por excelentes músicos, que o guitarrista usa uma guitarra dessas (o baixista toca com um SX SJB75 - muito bom baixo pelo que se paga por ele...)
O cara sabe tocar e tira um ótimo som ligando-a direto à um Peavey Banditt (com um pedal overdrive).
Abç

Ramsay
Veterano
# 10/ago/19 01:09
· votar


W.e
O Bertola já falou tudo, mas, se vc gosta de merda, então não há o que fazer, simples assim...

Ismah
Veterano
# 13/ago/19 00:41
· votar


O que dá para discutir é o histórico do instrumento.
Se ele ficou mais no case ou no pedestal, que na estrada, é evidentemente mais difícil algum problema por fator externo. E tem alguns anos que estou convencido que bem antes da sonoridade, se optava por materiais nobres, para visar durabilidade.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 13/ago/19 08:12
· votar


Ismah
No caso de guitarras e baixos, não tem essa de "madeira nobre"...
Amieiro, frêixo, álamo, tília, bôrdo e etc são madeiras comuns, que crescem em muitos lugares (essas no hemisfério norte) e em grande quantidade. Se você for em uma loja de materiais de construção e/ou bricolagem nos EUA encontra peças e mais peças dessas madeiras e bem barato.
Abç

Drinho
Veterano
# 13/ago/19 12:17 · Editado por: Drinho
· votar


W.e

cara independente do instrumento ser bom ou ruim, as especificações dele realmente não são muito convidativas segundo as diretrizes vigentes, não posso falar por mim pois nunca tive uma, porém, todavia, entretanto, se todos tivessem a sua cabeça de ficar feliz de verdade com um instrumento como este a internet estaria cheia de guitarristas surreais que só se preocupam em evoluir....

Parabéns!

Ismah
Veterano
# 20/ago/19 13:12
· votar


Mauricio Luiz Bertola

Eu sei que tu não começou ontem, mas o termo não é amarrado ao preço ou disponibilidade, e sim as propriedades da madeira... Logo, são madeiras populares, baratas, e nobres...

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Diferenças entre madeira laminada e peça unic