Na busca do timbre strateiro perfeito - Pt. 2

Autor Mensagem
Buja
Veterano
# 19/set/19 14:28
· votar


Sobre ebano nem consigo dizer tambem;.

A unica guitarra com escala de ebano que toquei, pra comecar tinha humbucker EMG ativos. A madeira era mogno. So por ai já passou uns 4 multiversos de distancia do timbre de uma strato.

T-Rodman
Veterano
# 19/set/19 14:54
· votar


Eu tenho uma strato G&L Commanche. Uma das coisas que é diferente nela é que ela tem a escala em ébano. É bem mais estridente pelo que me parece. Captadores também são diferenets (os em S da G&L), mas do que pouco toco nela me soa mais estridente.
Aparentemente tô começando agora a me acostumar com o raio a 12º. Definitivamente o que mais me atraia nas guitarras até então é o spec velho das strato, com a escala padrão e raio de 9,5º. Maple eu curtia mais pelo aspecto visual (tanto quanto me atraia o ébano).
mas notando sonoridade, hum, o rosewood tá me atraindo mais.

Mas acho que a guitarra 'perfeita' na minha cabeça hoje é uma telecaster modelo custom 72 com escala em rosewood e 2 humbuckers - quase uma gibson LP, mas ainda com raio a 9,5º.

MatheusMX
Veterano
# 19/set/19 15:23
· votar


T-Rodman
Eu tenho uma strato G&L Commanche. Uma das coisas que é diferente nela é que ela tem a escala em ébano. É bem mais estridente pelo que me parece.

Pois é. É exatamente o que tenho receio em relação à escala de ébano, pois ela traz maior definição, e no caso da strato, deve acabar pronunciando demais os agudos.
Aliás, não conhecia essa Commanche. Que captadores doidos são aqueles? kkk

Sub_Zero
Veterano
# 19/set/19 19:47
· votar


Além de tocar alto, que a galera já postou, outra coisa essencial pra quem toca com strato é usar bastante os controles de tone e volume da guitarra. Geralmente, o melhor timbre que consigo nunca é com o volume e os tones da strato no máximo.

MatheusMX
Veterano
# 20/set/19 14:30
· votar


Esse lance timbre é realmente muito pessoal.
Aqui no tópico mesmo dá pra ver que mesmo quando se delimita "timbre de strato", as opiniões são bem diversificadas, haha

Sub_Zero
Além de tocar alto, que a galera já postou, outra coisa essencial pra quem toca com strato é usar bastante os controles de tone e volume da guitarra. Geralmente, o melhor timbre que consigo nunca é com o volume e os tones da strato no máximo.

O de tone eu costumo usar bastante, ali na faixa do 5 ao 10.
Já o de volume, geralmente fico entre o 8 e o 10.
Mas maioria das vezes eu deixo tudo no 10 mesmo.

MMI
Veterano
# 20/set/19 22:45
· votar


Penso que ti/mora de strato é muito genérico, difícil de definir. Tenho minhas idealizações...

Conheci 2 stratos “pre-production”. Eram guitarras bem específicas, agudas, características próprias. Das pre-CBS de produção as escalas claras eram diferentes das escalas escuras, das quais tenho especial encanto na 62, diferente de qualquer guitarra atual (apesar que quase todas as antigas são...). Depois talvez as bacanas sejam as 67-69, diferentes destas, mas minha impressão é que estas CBS em diante são mais fáceis de se encontrar similaridade nas novas. Eu pensaria em cada uma destas como um timbre ideal, não exatamente iguais, perfeitas no seu modo de soar, mas diferente uma da outra.

É neste ponto que entra a questão de como tirar som de cada maneira. O amplificador conta muito. Os falantes e gabinetes também. Talvez eventualmente um ou outro pedal. Mas são tantos timbres perfeitos...

Ramsay
Veterano
# 21/set/19 00:49
· votar


Tudo se resume naquilo que o Buja falou anteriormente no início do tópico.
O Mark Knopler em "Sultans of Swim" sempre toca sem usar palheta (antigamente e atualmente) e só dessa forma ele pode puxar as cordas e produzir aquele lindo som estalado de strato.

MatheusMX
Veterano
# 23/set/19 13:56
· votar


MMI
Pelos comentários que já vi dessa sua 62, parece realmente bem fora da curva.
Tem alguma coisa gravada com ela? Tenho a curiosidade de ouví-la, rs

MatheusMX
Veterano
# 23/set/19 14:00
· votar


Ramsay
O Mark Knopler em "Sultans of Swim" sempre toca sem usar palheta (antigamente e atualmente) e só dessa forma ele pode puxar as cordas e produzir aquele lindo som estalado de strato.


Eu gosto do timbre do MK em Sultans, mas essa lance de som estalado não é exatamente o motivo de eu gostar tanto das stratos. Muitas vezes tenho preferência por timbres mais quentes/fechados, na linha do John Mayer.

MMI
Veterano
# 23/set/19 20:49 · Editado por: MMI
· votar


MatheusMX

Tem muita coisa gravada, mas que na verdade não diz nada. Numa gravação, uma guitarra excepcional parece um som bacana que o guitarrista fez o mínimo necessário: soou bem. Não vejo muito sentido em gravações, o mojo é com a guitarra na mão. Nunca vai ser perfeito na gravação... (obs.: nenhuma com o set que penso o melhor)

Hoje é uma relíquia, um pouco afastada do combate. Já excursionou nos EUA, com nomes famosos. Veio para o Brasil gravou muita coisa em estúdios com gente famosa, a última vez foi com uma banda gospel (Voz da Verdade - Família Moisés). Esteve em muitos palcos, inclusive no maior da história nacional. Se for um pouco mais roots, estilo FCC, tem uma demo em linha no Guitar Rig com BT. kkkkkkkk

Edit: mexendo ali achei um timbre imperfeito da strato Dunamiz direto no amp Fender. Funcionou, dentro das limitações.

MatheusMX
Veterano
# 23/set/19 22:28 · Editado por: MatheusMX
· votar


MMI
Numa gravação, uma guitarra excepcional parece um som bacana que o guitarrista fez o mínimo necessário: soou bem. Não vejo muito sentido em gravações, o mojo é com a guitarra na mão. Nunca vai ser perfeito na gravação...

Entendo perfeitamente.
Ao vivo é outro esquema! Ainda mais quando rola um side by side, a verdade vem à tona! haha.

Hoje é uma relíquia, um pouco afastada do combate. Já excursionou nos EUA, com nomes famosos. Veio para o Brasil gravou muita coisa em estúdios com gente famosa, a última vez foi com uma banda gospel (Voz da Verdade - Família Moisés). Esteve em muitos palcos, inclusive no maior da história nacional. Se for um pouco mais roots, estilo FCC, tem uma demo em linha no Guitar Rig com BT. kkkkkkkk

Cara, show de bola! Essa tem bastante história!
Parece que esse som dela no rock in rio tava animal!

_deep_
Veterano
# 24/set/19 07:35
· votar


Alem de tudo que se já se falou aqui, na minha opinião, além das madeiras tradicionais, dois fatores são essenciais p esse timbre clássico de strato:
. Ponte de bloco pesado
. Captadores alnico “vintage” - de baixo ganho.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 24/set/19 09:12
· votar


MMI
Concordo plenamente.
Muitas vezes em meu trabalho de luthiería eu topo com garotos que confundem o som gravado dos discos com o som real do instrumento em uma situação normal. Eles ingenuamente querem obter no mundo real aquilo que só se ouve nos discos.
Isso é possível? Até é, desde que se gaste MUITO dinheiro, coisa que, vía-de-regra as pessoas comuns não podem fazer...
Abç

MatheusMX
Veterano
# 24/set/19 10:59
· votar


Mauricio Luiz Bertola
No caso de gravações de discos é bem complicado mesmo.
Primeiro porque o som geralmente passa por bastante processamento.
Segundo porque nem sempre o timbre que soa bem na mix soará bem sozinho, e vice versa. Costumo ouvir algumas tracks isoladas de guitarra de músicas que gosto, e a diferença de percepção em estar dentro ou fora da mix é absurda.

MMI
Veterano
# 24/set/19 11:01
· votar


Mauricio Luiz Bertola

Sim. Soar bem numa gravação, num palco enorme na frente de milhares de pessoas, na verdade não é nada mais que a obrigação. Até porque se o cara é profissional, está sendo bem pago (na época era), que soe profissional, né? O complicado é o plug & play, soar sem pontas e excessos no quarto, num computador ou num amp, só espetando em qualquer lugar.

MMI
Veterano
# 24/set/19 11:01
· votar


Mauricio Luiz Bertola

Sim. Soar bem numa gravação, num palco enorme na frente de milhares de pessoas, na verdade não é nada mais que a obrigação. Até porque se o cara é profissional, está sendo bem pago (na época era), que soe profissional, né? O complicado é o plug & play, soar sem pontas e excessos no quarto, num computador ou num amp, só espetando em qualquer lugar.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 24/set/19 11:20
· votar


MMI
Cara, profissional é outra história...
Mesmo assim, já ví (ouví) alguns que...
Abç

MMI
Veterano
# 24/set/19 13:29
· votar


Mauricio Luiz Bertola

Bertola, um dos maiores timbres de strato que já vi, ao vivo na minha frente, foi do Faíska. Impressionante. Profissional do timbre de strato...

Por outro lado, adianto que me recuso a falar o nome... Tem um monstro mitológico da guitarra brasileira, que merece todas as honras mesmo... Só que ele mesmo sabe, se sente "rebaixado", tem um mau estar de como ele timbra. Porque o timbre dele nunca foi isso tudo mesmo, na verdade. O cara se transforma na hora de tocar em público, na hora da "palhinha", quer saber se o timbre está bom, se soa razoável, fica transtornado com os botões. Acho que um "guitar tech" como os gringos têm faria muita diferença na vida e na carreira do cara, só que por aqui nunca foi algo muito sério, profissional e acessível mesmo aos grandes. Ele é de um perfil onde o ideal seria apenas entregar o instrumento na mão dele e falar: destrói porque o timbre está garantido.

Só não é tão raro assim. Já vi guitarrista gringo famoso, com toda a estrutura, grana e patrocínios, soando mal pra caramba, mesmo em músicas de estúdio.

T-Rodman
Veterano
# 24/set/19 13:40
· votar


tone em 7, posição 2 ou 4 dos captadores - geralmente é a fórmula mais básica daquele sonzinho de tec tec tec das strato mais clássicas.

dentro de um quartinho, pignose e danelectro honeytone soam interessantes.

MMI
me lembrou o Beto Guedes isso. Uns 2 anos atrás, ele veio aqui onde moro e tocou ao vivo.
Daí o prefeito da cidade emprestou uma guitarra pra ele, e ele falou que a guitarra era de boa marca, mas não soava uma boa guitarra pra ele, lol.
Tocou uma ou duas músicas com a guitara,e voltou a tocar com a guitarra dele mesmo. Isso ao vivo, parou pra discursar sobre guitarra uns 5 minutos no meio do show, lol.
eu ri, rs. mas ao mesmo tempo, putz, senti vergonha alheia do prefeito, do próprio Beto que nem tava tocando assim tãaao bem (apesar de que gosto muito do trabalho dele, já acompanho ele tocando já uns 20 anos e tal).

amplexos

T.

Mauricio Luiz Bertola
Veterano
# 24/set/19 13:43
· votar


MMI
Verdade...
T-Rodman
Cara... Beto Guedes é um grande compositor...
Se é que você me entende...
Abçs

T-Rodman
Veterano
# 27/set/19 13:28
· votar


sobre madeiras no braço da guitarra


NeoRamza
Veterano
# 27/set/19 20:47
· votar


O mais foda do timbre de uma strato é a pegada do strateiro.

tiguitar
Membro Novato
# quarta às 10:58
· votar


Já tive 2 memphis strato e gostava não eram guitarras profissionais mas para estudar estava de bom tamanho. Gosto do som das stratos pq elas gritam é um som meio gritado e a maioria dos guitarristas q eu admiro usam strato.
Questão de regulagem vc não pode deixar ela muito aguda isso às vezes acontece quando é só single coil

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Na busca do timbre strateiro perfeito - Pt. 2