Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Sair com guitarra do BR

      Autor Mensagem
      Calime
      Veterano
      # 12/jan/17 13:03


      Fala pessoal, blz?

      Estou com uma dúvida: surgiu uma oportunidade de trampar nos EUA, la pro meio desse ano. Estou com uma encomenda de uma guitarra em um luthier aqui do BR, e gostaria de levar essa guitar pra lá, junto comigo. O luthier nao emite NF. Posso sair com essa guitar de boa? Teria algum entrave por nao ter nf dela? Alguma consideraçao sobre o transporte (tanto da logistica qto da burocracia)?

      Lelo Mig
      Membro
      # 12/jan/17 13:26 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Calime

      "Posso sair com essa guitar de boa?"

      Pode fazer o que quiser, documento em cartório e o escambal... mas se o fiscal no aeroporto quiser "embaçar" ele vai fazer. Nenhum documento, neste caso, servirá sobre a autoridade dele.

      Se não tiver nota brasileira corre o risco de ser taxado, não importa se está levando ou comprando lá ...

      Difícil ele embaçar... a sua alegação é que se trata de objeto de uso pessoal, e é bem provável que ele acate, isso irá gerar uma declaração que lhe servirá no retorno. Mas não é certo, nunca nada é certo com fiscalização.

      Fora isso os EUA, são paranoicos com o terrorismo, e uma guitarra pode lhe ser motivo de muita encheção de saco.

      Eu não levaria.... muito pelo contrário, traria uma de lá, na volta!

      ThigoSRR
      Membro Novato
      # 12/jan/17 13:47
      · votar


      Eu não levaria.... muito pelo contrário, traria uma de lá, na volta!

      Tem muita chance deles apreenderem uma guitarra usada trazida dos EUA ? Estou em Denver e tem uma Fender Japan muito em conta aqui, mas parece que importar coisas usadas é proibido, mas uma guitarra sendo considerada item pessoal passa ?

      MMI
      Veterano
      # 12/jan/17 14:42
      · votar


      Calime

      Como é isso? Você vai com tudo legalizado, visto de trabalho, declarando mudança no consulado, com todas tarifas pagas? Se é isso, você faz toda a declaração, bota na transportadora (container talvez?) e manda lá junto com suas coisas.

      O que você não fala, por ser causa de problema... Guitarra de luthier? Depende... Se o cara está colocando madeiras muito controladas, pode dar problema. Qualquer rosewood hoje pode embaçar, se for jacarandá brasileiro pior ainda. A rigor jacarandá da bahia teria que ser apreendido e dar processo criminal. Mas dificilmente o fiscal vai implicar com isso nem vai ter como fazer um teste para saber que tipo de rosewood é. Hoje em dia até onde eu sei só tem um cara que consegue dar certificação para se poder cruzar fronteiras com jacarandá da bahia. Caras como o Bonamassa e o Santana deixaram de viajar com suas guitarras com o Brazilian Rosewood. E também corre o risco de não poder sair de lá com ela mais por não ter o "guitar passport". Mas isso sendo muito rigoroso e não é algo que ainda estejam pegando muito no pé, mas a pressão no mundo todo está aumentando cada vez mais e por isso o rosewood atualmente praticamente se igualou ao Brazilian rosewood. É de se pensar muito, acho que hoje em dia ainda se passa de boas se não for dito nada. Mas a tendência é se aumentar o rigor. Vale ressaltar que também entra nisso o marfim, alguns tipos de conchas para inlays etc.

      Dá um google em "guitar passport".

      JJJ
      Veterano
      # 12/jan/17 14:47 · Editado por: JJJ
      · votar


      Manda o luthier colocar "Made in Brazil" ou "Feito no Brasil" atrás do headstock.

      Não garante totalmente (o fiscal de plantão pode estar de mau humor no dia), mas acho; ACHO, ok? só ACHO - fui bem claro? A.C.H.O. que produto nacional não paga para entrar no Brasil.

      Só não sei se, mesmo assim, precisa da nota fiscal...

      EDIT: viajei total. Li rápido e entendi o contrário, que era pra sair de lá e vir pra cá. Esquece...

      Calime
      Veterano
      # 12/jan/17 14:59
      · votar


      Lelo Mig

      Entendi...legal seu ponto de vista. Foi algo bem util pra mim. Sobre ter q levar, é pq caso realmente faça, vai ser algo bem específica, com madeiras excepcionais, e nao sei exatamente por qto tempo ficarei la. Penso em ate msm faze-la e deixar aqui no BR, me aguardando. Vou decidir ainda como vai ser.

      Calime
      Veterano
      # 12/jan/17 15:06
      · votar


      MMI

      Rapaz...vc bateu direto no ponto: madeiras. A guitar vai ter jacaranda pra cacete. Ainda nao fechei tudo, mas as conversas tao bem adiantadas. Tendo em vista td q vc disse, estou propenso a duas coisas: nao fazer a guitar e ir de mao vazia..e comprar algo lá(o que seria uma pena, o luthier é mto capacitado, e tem acesso a madeira de extrema qualidade), ou entao fazer ela e deixar aqui no br me aguardando(caminho mais provável e sensato...pelo que vc me disse). Pior q nem sei qto tempo ficarei por la...pode ser um ano...mas pode ser 5 tbm, nao tem nada certo.

      Calime
      Veterano
      # 12/jan/17 15:07
      · votar


      JJJ

      Entendi..vlw pela opinião, obrigado!

      MMI
      Veterano
      # 12/jan/17 16:53 · Editado por: MMI
      · votar


      Calime

      Pode colocar made in Marte atras do headstock. Sendo uma mudança legalizada, com tudo declarado, não tem imposto, não é esse o problema. Tem taxas, documentos, mas não imposto de importação se o produto é brasileiro ou não.

      Edit: minha opinião, se fosse eu? Jamais atravessaria uma fronteira com uma guitarra minha com jacarandá. Um amigo deixou de fazer uma por isso. Ainda mais nos EUA que não tem conversinha se for pego. Eu não brincaria com a lei nos EUA...

      Lelo Mig
      Membro
      # 12/jan/17 17:03 · Editado por: Lelo Mig
      · votar


      Calime

      É preciso entender que a autoridade alfandegária (a brasileira e a estrangeira) estão acima de qualquer documentação. E podem sim embargar qualquer saída ou entrada de mercadoria.

      Mesmo um container fechado, com mudança pessoal e documentado, se alguma autoridade cismar de abrir e achar um "cupim" no pé da cama, pode travar tudo.

      Se vai como legal, a trabalho como músico, com visto para tocar lá, datas e locais, a coisa muda de figura, dificilmente terá problemas.

      Se não, amigo, esquece... a chance de problemas é grande. Para os EUA, piorou, eles são muito rigorosos com tudo que entra lá.

      Calime
      Veterano
      # 12/jan/17 23:09
      · votar


      MMI
      Lelo Mig

      Vlw povo..obrigado pelas opiniões. O lance vai ser fazer e deixar ela por aqui então. VLW!

      Ismah
      Veterano
      # 13/jan/17 04:34
      · votar


      Meus 5 centavos...

      Se tiver carteira de músico a saída já é mais tranquila ao menos, mas a entrada lá de fato não... Mas talvez poderia ser útil (nem que na volta), então melhor ter, do que não ter...

      Um amigo, trouxe recentemente dos EUA uma Gibson LP Standard para a filha, e o pulo do gato foi a carteira de músico...

      Calime
      Veterano
      # 13/jan/17 09:08
      · votar


      Ismah

      Opa, vlw pela dica Ismah, obrigado!

      MMI
      Veterano
      # 13/jan/17 16:36 · Editado por: MMI
      · votar


      Calime

      Seguinte... Se você vai se mudar para lá, contratado, visto de trabalho, papelada em ordem, você vai pedir a papelada do visto e da mudança. Pode fechar um container de avião ou de navio, declarar as tralhas e mandar para lá. Tem suas burocracias, mas nada demais. Tem o porém que jacarandá tem documentação muito rígida e isso pega, mas pode ser que ninguém se dê conta (provável). Se for pego, o rolo é muito grande, mas a chance é pequena.

      Se for voltar... Você só tem direito a mudança de volta se permanecer fora por pelo menos 1 ano. Passou disso, você vai no consulado, faz a burocracia, fecha um container de volta e bota tudo de volta. Vai ter direito de trazer mais coisas de lá, inclusive guitarras. Tudo isso independe se você é músico ou não, pouco importa, não precisa de carteira da OMB ou que quer que seja, não importa se é produto brasileiro, chinês, europeu ou de Marte - tem uma legislação que te dá direito a essa mudança para cá e não depende da origem nem da profissão. Cabe também a legislação específica sobre o jacarandá... Se você ficar menos de 1 ano, não tem direito a mudança, vale a mesma regra de quem passa 1 semana como turista, 500 dólares. Neste caso vale a reza braba, a carteira de músico, o "made in Brazil", a cara de choro e sei lá o que que vão propor.

      Ou seja, em se tratando de mudança, você faz a burocracia e se muda de cá para lá e de lá para cá. Se não se enquadra nisso, vale tudo para dar a sorte de conseguir trazer até suas coisas de volta. Outra coisa, fora isso, é a legislação sobre o rosewood e o jacarandá, que precisa da documentação, ao menos teoricamente - é o "guitar passport" que falei, documento da CITES.

      Beiço de Javali
      Membro Novato
      # 19/fev/17 02:57
      · votar


      Já levei uma guitarra pro Brasil (comprada nos EUA) e já trouxe ela de volta pros EUA. As duas vezes como bagagem de mão, nunca nem falaram nada. Só abrem a bolsa para ver se tem algum objeto escondido q possa ser usado como arma. Única coisa de estranho que acontece são algumas pessoas perguntando se você é artista de alguma banda.

      Obs: não sou músico, não toco em lugar nenhum e não tenho carteirinha de nada.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Sair com guitarra do BR

      306.087 tópicos 7.902.280 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital