A diferença enorme (ou talvez não) entre cordas

Autor Mensagem
BuriedAlive
Veterano
# set/15


Venho sentido a necessidade de uns tempos pra ca, de substituir as minhas 0.10 que sempre usei por 0.11.

Sendo um usuário fiel de Elixir, estava esperando que estas enferrujassem(o que não acontece facilmente) ou estourasse para ai poder comprar as 0.11 e testar.

Após meses tocando estourou, e comprei as 0.11. Porem, comprei as Ernie Ball, que sao muito bem faladas e nao tao caras quanto as Elixir. Botei, afinei e:

Extremamente LEVES! Ao invés de subir pra 0.11 parece que desci pra 0.9. Muito mais leves que Elixir 0.10 que estavam. Muito muito macias.
E isto não é um elogio.
Sinto que se tivesse comprado 0.12 da Ernie Ball, talvez chegasse perto de ser tao duras quanto as 0.10 Elixir (que pra mim estavam leves demais).

Enfim, gostaria de relatos ou talvez explicações do por que tamanha diferença entre as marcas.

Abraços!

makumbator
Veterano
# set/15 · Editado por: makumbator
· votar


BuriedAlive

A principal diferença da Elixir (e outras cordas "encapadas") é obviamente a existência de uma proteção nanométrica envolvendo toda a corda, o que altera a percepção no tato, maleabilidade e eventualmente até o timbre da mesma. Ela não enferruja rapidamente por causa da proteção.

As demais cordas também se diferenciam por não serem do mesmo fabricantes, oras! Cada marca tem um processo diferente de fabricação, matérias primas não idênticas, padrões diversos de qualidade, etc... enfim, são muitas variáveis que contribuem para as diferença entre cordas (mesmo que a princípio feitas do mesmo material e na mesma medida).

6Strings
Membro Novato
# set/15
· votar


BuriedAlive

Tenho a mesma sensação que você. Utilizei elixir por uns 4 anos, e troquei para Ernie ball há uns 2.

Sempre imaginei que o material inoxidável utilizado pela Elixir deixasse as cordas mais duras, porém também não tenho certeza do real motivo.

makumbator
Veterano
# set/15
· votar


6Strings
Sempre imaginei que o material inoxidável utilizado pela Elixir deixasse as cordas mais duras, porém também não tenho certeza do real motivo.

Ela é mais dura por causa do invólucro da corda.

BuriedAlive
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
Levando em consideração todos esses fatores, não torna as discuções meio sem propósito?
Afinal todo mundo fala que SRV usava 0.13 como se ele fossem um alien e tivese a força de 10 hulks e cada mão... talvez não seja bem assim.

6Strings
Até agora nunca tinha pensado nisso, por quando comecei a tocar, comecei com 0.9 e comprava qualquer uma. Até que resolvi experimentar 0.10 e comprei direto a Elixir.
Sempre achei que a "dureza" que eu senti na troca foi devido a ter aumentado o calibre e não por ter trocado de marca. Mas como gostei toquei apenas com esta desde entao.

makumbator
Veterano
# set/15 · Editado por: makumbator
· votar


BuriedAlive
Afinal todo mundo fala que SRV usava 0.13 como se ele fossem um alien e tivese a força de 10 hulks e cada mão... talvez não seja bem assim.

Mas a afinação era meio tom abaixo. Isso compensa parcialmente a corda ser mais espessa. Outro ponto é o músico realmente gostar do encordoamento mais rígido no instrumento e/ou com a ação elevada também (tem muita gente assim).

BuriedAlive
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
Eu tambem uso meio tom abaixo.

Gostar do encordoamento mais rígido e ações mais altas foi exatamente o motivo que me fez trocar para 0.11.
Mas aconteceu justamente o contrário, ao passar de 0.10 para 0.11 a cordas ficaram mais leves (o contrário do que eu queria).

Ismah
Veterano
# set/15
· votar


makumbator

Já que vc tocou na afinação... Tem algum jogo de cordas específico para uso com Drop tun?

sandroguiraldo
Veterano
# set/15
· votar


Gosto de 0.10 com ação alta, mas como comecei a sentir dores nas mãos, abaixei a ação, embora o calibre seja o mesmo.

Um fator que pode influenciar na sensação da "pegada" da corda: às vezes, na hora de trocar, você abaixou um pouco a ponte tune o matic e isso pode deixar a ação mais macia

makumbator
Veterano
# set/15 · Editado por: makumbator
· votar


BuriedAlive
Gostar do encordoamento mais rígido e ações mais altas foi exatamente o motivo que me fez trocar para 0.11.
Mas aconteceu justamente o contrário, ao passar de 0.10 para 0.11 a cordas ficaram mais leves (o contrário do que eu queria).


Então, mas a Elixir tem uma capa envolvendo a corda, No seu caso, você trocou cordas de mesma espessura com proteção por outras sem proteção, então me parece óbvio o motivo de ter ficado mais mole. A corda sem proteção é mesmo mais maleável que um encordoamento de mesma espessura mas com invólucro. Por isso aconteceu a diferença (além de outros fatores por serem fabricantes diferentes).

Não é apenas a bitola do encordoamento que determina sua dureza.

Ismah
Já que vc tocou na afinação... Tem algum jogo de cordas específico para uso com Drop tun?

Não me lembro. Deve até ter jogos feitos pensando nisso (afinal, usar um encordoamento comum pode gerar um desequilíbrio de tensão na corda dropada que desagrade alguns músicos).

BuriedAlive
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
Acho que é bem por ai mesmo.

O que na minha opnião não é tao legal, pois se perde um jeito facil de comparação entre os encordoamentos.
Pois o sujeito chega na loja buscando um encordoamento mais rígido, e a escolha obvia seria pegar um que tenha medidas mais grossas, mas nada garante que esse encordoamento vai ser realmente mais parrudo do que o que ele já usa (a menos que seja da mesma marca).

makumbator
Veterano
# set/15
· votar


BuriedAlive

Outro detalhe em relação aos encordoamentos da Elixir é que existem as versões de invólucro mais fino (Nanoweb) e outra mais espessa(Polyweb), sendo que essa última dá mais diferença na maleabilidade que a primeira.

Em geral, a Nanoweb é mais parecida com uma corda não encapada (mas mesmo assim dá diferença na dureza e tato). Você usava polyweb?

BuriedAlive
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
Usava Nanoweb.
Não cheguei a testar as Polywebs por que eu gostava do brilho característico das Nano. E pelo que eu li as Polys são mais aveludadas, pra quem nao curte esse brilho em excesso.

axleWs
Veterano
# set/15
· votar


BuriedAlive
Essa diferença é notável. Para gosto pessoal eu trato a Elixir como 1,5 calibre acima.

Assim, pra mim em "maleabilidade" as 0.10 dela, seriam 0.115.

Pode até ser frescura, mas pra mim, de longe, de muito longe, as Ernie Ball são as melhores cordas que já toquei (não as uso), elas são macias, correspondem muito bem ao meu tipo de ataque de cordas.

JJJ
Veterano
# set/15
· votar


Hard finger detected! hehehe

Pra mim, passou de 011 (na afinação padrão), é pra tocar só uma música e fim...

Ismah
Veterano
# set/15
· votar


makumbator
usar um encordoamento comum pode gerar um desequilíbrio de tensão na corda dropada que desagrade alguns músicos

É o meu caso, ainda mais com uso do slide :'(
Dá aquele som de lata batendo, e se apertar na hora de arrastar bate nos trastes...

murilo97
Veterano
# set/15
· votar


Uso elixir e quando troquei as "outras marcas" por elixir 010 deu bastante diferença, ficou mais pesado. E pra piorar, a corda estava escorregadia e ficava escapando do dedo nos bends de mais expressão, acho q o luthier passou aquelas porcarias de óleo de conservar a corda (sem necessidade).
Atualmente uso 011 e to pensando em testar uma 012.

BuriedAlive
Veterano
# set/15
· votar


axleWs
Acho que é bem por ai mesmo.
Sorte tua que as tuas preferidas são Ernie Ball, as minhas continuam sendo Elixir que custam o dobro kkkk

JJJ
Mais ou menos kkkk
Uso meio tom abaixo, pra mim abaixo de 0.10 vira guitarra de brinquedo.
Gosto de cordas que quando bato nelas, elas "batem de volta" kkk

murilo97
0.11 já é pra cabra macho hein, 0.12 entao.. kkkkk
Usa afinação padrão??

makumbator
Veterano
# set/15
· votar


BuriedAlive
as minhas continuam sendo Elixir que custam o dobro kkkk

No fundo, a Elixir é o encordoamento decente mais barato que existe, uma vez que há menos trocas por ano que cordas comuns (por conta da maior durabilidade devido ao invólucro).

Ismah
Veterano
# set/15
· votar


makumbator

Pra estrada eu recomendo abertamente as Solez DE CAIXA. Elas realmente não oxidam.

murilo97
Veterano
# set/15
· votar


BuriedAlive
Sim, uso afinação padrão na maior parte do tempo e as vezes um tom abaixo para tocar umas musicas que ouço e são assim. Já cheguei a usar 012 d'addario e ficou meio desconfortável pra tocar, mas na época eu tbm não tinha muita força. meio q pedreiro na guitarra hehe

Drinho
Veterano
# set/15 · Editado por: Drinho
· votar


boa parte da minha vida fui teimoso com relação a cordas.....

sempre usei 9 42 ou 9 46.....

mas definitivamente depois que passei a estudar com violao em condições ruins a melhora da minha técnica foi significativa.... principalmente no sentido de clareza no som, o guitarrista tem um problema muito grave de não ser muito sincero consigo mesmo (nao generalizando pelo amor de deus), então as vezes você acha que você é uma coisa que você não é ou você acha que você soa de uma forma que você não soa..... Uma coisa é que você quer dizer e outra coisa é o que ouvem... com isso a minha preocupação com a qualidade do som enviado se tornou muito grande... isso envolve primeiramente eu como o piloto do carro e em segundo o melhor equipamento possível para que ele seja simpático a mim como guitarrista...

Hoje, com a mão mais forte (por ter estudado bastante com violao) vi que as cordas .10 ou até .11 se encaixaram muito bem para mim por alguns motivos.....

1 - Eu não sei se é uma regra, mas essas cordas são muito melhores de se manterem afinadas do que as fininhas, a perda de afinação com boas tarraxas é quase zero ou zero....
2 - muita gente diz que cordas mais grossas tem um som mais cheio, eu nao tenho posição sobre isso, o que eu tenho certeza é que pelo fato de serem mais duras e mais grossas exigem que eu toque com muito mais firmeza e atenção nos detalhes do contrário é cagada na certa, inevitavelmente o som melhora....

Com relação á marcas.....
Minha predileta é a Dean Markley Blue Steel, nao costumo usar elixir embora saiba de sua boa fama, mais pelo fator de custo mesmo....
E existe uma nacional chamada solez que eu comparo sem medo á uma daddario... Não é o ideal pra mim, mas pelo custo é mais do que ótima....
NIG é bem tenso....

Rachmaninoff
Veterano
# set/15
· votar


BuriedAlive
Extremamente LEVES! Ao invés de subir pra 0.11 parece que desci pra 0.9. Muito mais leves que Elixir 0.10 que estavam. Muito muito macias.
E isto não é um elogio.


Enquanto isso, eu uso .007...

Ismah
Veterano
# out/15
· votar


Drinho

Eu falei das Solez. Estou com 009 e não percebo estes problemas de afinação que vc relata.

Rachmaninoff

Ainda chego aí! Só mesmo é a preguiça de catar essas cordas e regular os instrumentos rsrsrs

Iversonfr
Veterano
# out/15
· votar


Ismah

Cara, essa solez é legal msm? Não conheço. Minha caixa de blue steel ta acabando e não to empolgado pra encomendar outra com esse dólar. Valeu!

erico.ascencao
Veterano
# out/15
· votar


BuriedAlive

Como usuário de Elixir, ratifico o que o pessoal acima disse: o revestimento da Nanoweb dá uma maior rigidez para as cordas. De maneira simplista, como um revestimento aumenta diâmetro da corda, faz sentido esta conclusão.

Além da questão da tensão das cordas, elas são menos brilhosas do que cordas não revestidas - meu principal parâmetro de comparação neste sentido são as D'Addario XL.

Drinho
Veterano
# out/15 · Editado por: Drinho
· votar


Cara, essa solez é legal msm?

é legal sim, nem compara com nig e etc....
é tipo daddario, da pra usar sem frescura.....

mas vasculhei no mercado livre a solez ta batendo 30 pau cara....
a ultima vez que comprei a solez era 15 mango, que desgraça nosso pais....
ai eu pago 40 na blue steel....

Ismah

vai entender...

BuriedAlive
Veterano
# out/15 · Editado por: BuriedAlive
· votar


makumbator
No fundo, a Elixir é o encordoamento decente mais barato que existe
Concordo.

murilo97
Se eu fosse obrigado a usar Ernie Ball o resto da vida, com certeza usaria 0.12. Já as D'adario eu não sei..

Drinho
pelo fato de serem mais duras e mais grossas exigem que eu toque com muito mais firmeza
Exato. Quanto mais a corda oferece resistencia, mais ela me incentiva e palhetar com firmeza e pegada.

Rachmaninoff
Ótimo que existam musicos com gostos completamente diferentes.
Eu não consigo usar cordas tão leves assim. Me sinto tocando um brinquedo.
Mas no fim, corda é corda, o que vale é cada um usar o que gosta pra tirar o seu som =)

erico.ascencao
Pois é. E provavelmente o revestimento foi criado apenas para durabilidade. A dureza maior das cordas deve ter sido apenas uma consequencia.
Mas pra mim está ótimo, me agrada demais.


Editando por que não tinha visto o comentário do sandroguiraldo

Na verdade eu uso strato, então o que poderia ter acontecido é a corda mais pesada forçar um pouco o braço e deixar as cordas mais altas.
Mas a questão é que as cordas ficaram realmente mais leves mesmo, como se eu tivesse diminuido a grossura ao invés de aumentado

Iversonfr
Veterano
# out/15
· votar


Drinho
mas vasculhei no mercado livre a solez ta batendo 30 pau cara....

Nem tinha visto que estava esse preço, aí não compensa mesmo. Tem no ML por R$36 a Blue Steel que eu uso. Achei que fosse beeem mais barato, tipo uns 15 a 20 conto mesmo.

Ismah
Veterano
# out/15
· votar


Iversonfr

Eu toco pouco mesmo, e ainda depois de junho divido o tempo entre LP e strato. Na strato, as cordas estão desde abril se não me engano. Dois meses elas ficaram paradas (cirurgia), e tão aí, pra guerra.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a A diferença enorme (ou talvez não) entre cordas