Zakk Wylde lança própria marca de guitarras e amps

Autor Mensagem
e_merson
Veterano
# jan/15
· votar


Eu gostei das V. Mas não nas cores apresentadas. Com outras cores e acabamentos (e uma floyd rose), ficaria legal.

Ismah
Veterano
# jan/15
· votar


e_merson

Ponde fixa é o que liga!

Xeper
Veterano
# jan/15
· votar


Basta a gibson pegar um bamboo, tacar cordas, pintada com certificado do tom murphy e dizer que apenas 20 foram feitas que nego larga facilmente 20 pau nela

E geral vai falar que ela tem o verdadeiro timbre que só o mogno de uma Gibson pode proporcionar... e vai pagar feliz os 30k

Headstock invertido
Veterano
# jan/15
· votar


As guitarras que ele pedia pra empresas alheias já eram abomináveis, imagine agora com a própria marca...

Desses modelos inciais, gostei apenas daquele filhote de SG com V.

O bang mesmo é o amp ali. Este sim tá lindão.

Die Kunst der Fuge
Veterano
# jan/15
· votar


Headstock invertido
As guitarras que ele pedia pra empresas alheias já eram abomináveis, imagine agora com a própria marca...

Pois é, não foi ele que lançou há um tempo atrás ae uma guitarra medonha em formato de caixão? Jesus.

Fugitivo
Veterano
# jan/15
· votar


Tipo, são guitarras feitas para tocar rock/metal e fritar como se não houvesse amanhã, então elas tem um braço mais confortavel como as Eclipse/EC da ESP? Ou tem aquele braço da largura de um poste de luz das Gibson tradicioanis?

Tem uma característica das signature dele é que o acesso as ultimas casas são facilitados, eh como se fosse "lixado" aquela parte que o braço é colado no corpo. Espero que ele continue com essa peculiaridade que facilita muito.

Headstock invertido
Veterano
# jan/15
· votar


Die Kunst der Fuge
Sim.

O case ali eu acho formidável. Mas a guitarra...

Hitman
Veterano
# jan/15
· votar


Headstock invertido
Desses modelos inciais, gostei apenas daquele filhote de SG com V.
Esse modelo, o "ZV" eh antigo, lembro quando ele mandou fazer pela gibson e era um plagio descarado da DEAN

Headstock invertido
Veterano
# jan/15
· votar


Hitman
Já conhecia o modelo da Dean, que inclusive o Zakk já usou por um tempo. Mas essa dele tem um corte a mais que ficou interessante e casou a junção onde termina a SG e começa a V, que no modelo da Dean fica meio estranho.

Hitman
Veterano
# jan/15
· votar


Headstock invertido
Realmente, nao tinha reparado que ela era um pouco diferente!

Lelo Mig
Membro
# jan/15
· votar


O bom dessas guitas do Zakk, é que se não der grana com a música, dá prá conseguir assaltando um banco com elas!

makumbator
Veterano
# jan/15
· votar


Headstock invertido
Hitman

Nossa, quanta guitarra feia...hsahsah! O Zakk é mesmo um brega incurável.

Mas eu quero saber mesmo é se ele vai lançar aquele violão com distorção embutida, pra poder fazer muito shred!

Ismah
Veterano
# jan/15
· votar


makumbator

Errrr.... A Ibañez tem um já... Faz algum tempo já...

Xeper
Veterano
# jan/15
· votar


Mas eu quero saber mesmo é se ele vai lançar aquele violão com distorção embutida, pra poder fazer muito shred!

Esses videos dele fritando num violão são tão engraçados quanto os do Malmsteen... esse é quase um workshop do que não fazer numa jam:



Lelo Mig
Membro
# jan/15
· votar


Xeper

Cara, não tinha visto esse video.... achei muito engraçado...kkk.

- Primeiro que a banda não têm nada a ver com ele.... é algo surreal do tipo colocar o João Gordo de crooner na Família Lima....kkkk

- E o tiozinho da outra guitarra lendo partitura prá tocar Jimi Hendrix? Com uma cara de "mas que poha eu tô fazendo aqui? Me falaram que eu ia tocar Chet Atkins!"

- E por último, não é da minha conta, mas os músculos do Zakk tão virando banha....caraca! O bicho tá parecendo a versão Yankee do gordo sueco!

E esse violão?? que poha é essa?

renatocaster
Moderador
# jan/15 · Editado por: renatocaster
· votar


Eu já fui bem fã do Zakk Wylde, especialmente "daquele" ZW dos anos 90, que gravou solos e riffs incríveis em parceria com o Ozzy. Conseguiu imprimir um estilo próprio, especialmente pela sua pegada característica, repleta de vibratos e harmônicos tocados de forma bem peculiar.

Só que depois que ele resolveu encarnar esse esteriótipo meio ogro, meio viking, ou sei lá bem o que é isso, para mim ficou sem noção em todos os sentidos. O visual mudou, o estilo mudou, e o principal mudou: O som. E na minha opinião, mudou para pior. Que me perdoem os fãs de carteirinha, mas o cara para mim virou uma máquina de fazer barulho, e a parte triste disso é que nem sempre foi assim.

Quanto às guitarras, particularmente eu não compraria nenhuma. Na verdade eu nunca fui muito fã nem dessas LP's dele com pintura personalizada e captação EMG, que dirá desses outros modelos.

Headstock invertido
Veterano
# jan/15
· votar


Zakk é meu guitarrista preferido de todos. Seguido de pertinho por Gilmour e Lifeson, pra ver a importância que dou a ele. Foi o cara que eu tava ouvindo na época que comecei a tocar guitarra. Foi o cara que me ensinou que não precisa economizar força e vontade pra tocar, que não precisa poupar as cordas. Que é possível imprimir uma força absurda sem prejudicar a tocabilidade. Os primeiros solos de guitarra de verdade que aprendi eram dele. Enfim.

É triste ver o que ele foi se tornando com o tempo. Virou um esteriótipo ambulante. Chega a ser ridículo o quanto ele força pra ser a ideia que todos tem na cabeça do que é um orgro. E não se decide se é yankee ou vicking.

Se isso tudo fosse só visual, tudo bem. Mas ele deixou essa parada de ser "badass" subir completamente à cabeça e começou a tocar de uma forma que passe apenas uma mensagem: "olhem como eu sou foda, como eu estupro a guitarra com minhas técnicas". A musicalidade que se foda. Dá até tristeza de lembrar que ele já foi aquele caipira magrelo que paria licks fantásticos sem a menor dificuldade.

Mas não é que ele ficou ruim, ele só está escondendo o Zakk foda atrás dessa carcaça. De vez em nunca ele ainda para e manda umas coisas decentes.

Mas uma coisa é certa. Ele conseguiu o que a maioria dos músicos procuram ou deveriam procurar: definir seu estilo próprio. Seja hoje ou antigamente, basta ouvir um ligado do Zakk que você saca na hora que é ele quem tá tocando. Isso é fato.

Hitman
Veterano
# jan/15
· votar


makumbator
Nossa, quanta guitarra feia...hsahsah! O Zakk é mesmo um brega incurável.

renatocaster

me doi dizer isso pois sempre fui MUITO fa do tio zakk, porem nao adimitir que ele esta numa faze decadente a um tempo (decadas para falar eh verdade)
A creatividade se foi e agora eh sempre a mesma coisa apresentada um pouco diferente, Exatamente os mesmos solos a uns 15 anos ja? Mesmissima fritacao de pentatonica, viviou tanto que nem a porra do violao escapa mais!!!! Ainda tenho a esperanca que um dia o Zakk vai pegar num violao e nao comecar a fazer blublublublblublu mas tocar algo como Dead as yesterday.

Triste ver seu idolo morrer ainda vivo...

Lipan
Veterano
# jan/15
· votar


Hmm... deem uma ouvida no UnBlackened.. tem mta coisa do Book of Shadows lá, é quase um "unplugged". É um disco de 2013 numa linha bem legal

Voltando ao tópico... saiu este video dele falando mais da Wylde Audio. O som ta uma bosta então não serve como referencia.

Eu to doido pra saber quanto vai custar aquele amp de 15w e aquele mini stack..



Xeper
Veterano
# jan/15
· votar


Eu não sei se é viagem minha, afinal não sou lá mto fã do zéqui, mas quando percebi que o som dele mudou foi na msm epoca que o Dimebag morreu e, como o Zakk vinha crescendo em popularidade, geral da imprensa (especializada ou não) quis fazer dele o "novo Dimebag", aquele que leva metal para as criancinhas, que toca tudo com a mão pesada com pose de vicking com seus cabelos esvoançantes protegido com paredes de Marshalls.
O cara parece que pegou pilha disso
E isso tudo só piorou quando a tal da New Wave of American Heavy Metal com caras fãs confessos do Wylde. Ai o cara virou de vez o messias do metal, levou um pé do Ozzy e foi ladeira abaixo

Headstock invertido
Veterano
# jan/15
· votar


Xeper
Tem muita verdade, mas em alguns pontos acho que viajou um pouco.

Ele sempre teve a postura que ele tem hoje, de tocar pesado, de se colocar no palco como um deus do Rock. isso desde o começo da carreira, muito antes do Dime morrer.

levou um pé do Ozzy e foi ladeira abaixo

Óbvio que a fama e reconhecimento nem se comparam a tocar na banda do Ozzy, mas 'ladeira a baixo' não foi nem a pau. O BLS continuou firme e forte e continua até hoje. Mais consistente, inclusive, que o próprio Ozzy.

Aliás, ele saiu justamente porquê o BLS tava se tornando tão grande na época que ele só queria saber disso e começou a transformar as músicas do Ozzy no Metal Stonerzão do BLS.

Xeper
Veterano
# jan/15
· votar


Headstock invertido

Ele sempre teve a postura que ele tem hoje, de tocar pesado, de se colocar no palco como um deus do Rock. isso desde o começo da carreira, muito antes do Dime morrer.

Sim, mas pareceu que ele deu uma exagerada nisso depois que a midia começou esse papo de novo Dimebag e o estilo de tocar foi ficando cada vez mais agressivo, fritador e sem noção.

levou um pé do Ozzy e foi ladeira abaixo

Óbvio que a fama e reconhecimento nem se comparam a tocar na banda do Ozzy, mas 'ladeira a baixo' não foi nem a pau. O BLS continuou firme e forte e continua até hoje. Mais consistente, inclusive, que o próprio Ozzy.


Falei mais no modo de tocar dele, que ficou chato e repetitivo, com algumas coisas boas aqui e ali no BLS... sobre a careira não tem mto o que falar, de bandas mais stoners o BLS é uma das poucas (se não a unica...) que ainda chama atenção.

Headstock invertido
Veterano
# jan/15
· votar


Xeper
Ah sim, entendi. Musical mente ele desceu a ladeira mesmo.

Como eu disse, ele ainda sabe fazer o que fazia, porque de vez em quando ele coloca isso pra fora. Mas parece estar escondendo. Entenda...

Lelo Mig
Membro
# jan/15 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Xeper
hitman
Headstock invertido

Apesar de nunca ter sido muito fã, no sentido musical, tenho um baita respeito por ele.

Ele toca muito......tem uma pegada animal......é boa gente... fanfarrão....isso é inegável.

Mas tá comendo feito um javali e precisa pagar isso.......tá virando rei momo do rock´n´roll, na mesma linha do "ingui maumistin".

Ele já deixou sua marca.......deve andar meio na onda de:
"Bora tocar violão com distorção e ganhar um dindin"!

PguitarMaxx
Veterano
# fev/15
· votar


o trabalho mais recente dele



Eu particularmente sou fã do Black Label, acho o som deles animal, mas ainda acho que o melhor album deles é o Mafia. De lá pra cá o negocio tem sido bem sofrido, o melhor foi o The Songs Remains Not The Same e esse agora que curti bastante.

Headstock invertido
Veterano
# fev/15
· votar


A obra prima da vida do Zakk foi o Pride & Glory.
O BLS curti feito louco até o Mafia. De lá pra cá foi só repetição de tudo que ele sempre faz. É como se cada música fosse a mistura de 2 ou três anteriores.

Essa do clipe acima, por exemplo, chata até dizer chega.
Eu sinto falta de músicas que grudam. Que te despertam alguma coisa que faz ela ficar na sua cabeça, que a torne facilmente reconhecida.

O Zakk perdeu isso há muito tempo. Tu ouve as músicas dos últimos discos e não fica aquela instiga de "esse é tal, essa é tal". Fica só um "isso é Black Label".

krixzy
Veterano
# fev/15
· votar


Não sei se é porque eu não venho acompanhando a carreira dele depois do Ozzy, mas eu não acho o trabalho dele atual ruim não, talvez esteja manjado, parecido com os anteriores, mas não é ruim, eu acho muito bom, é original, diferente das outras bandas atuais que são só mais do mesmo, o som dele tem a personalidade dele, se for pra fazer o mesmo tipo de som dos demais é melhor ficar com o som atual dele mesmo, ta valendo mais.

Das bandas atuais, eu só escuto mesmo 2 bandas, Arch Enemy, e Crucified Barbara, o resto escudo uma música ou outra, tem coisas legais, mas é muita mesmice, não tenho saco pra ouvir um CD inteiro de uma música só, Crucified Barbara escuto bastante, até mais que Arch Enemy, estou naquele estado de furar o CD com essas garotas rs....

PguitarMaxx
Veterano
# fev/15
· votar


O negócio é que o som dele é bem original mesmo, acaba caindo naquela sinuca de bico de se repetir muito. É natural você ouvir um riff o e ja pensar: Isso é Black Label

Mas ainda assim, o The Song Remains not the same dele é uma parada que quebra bastante essa mesmice, vale a pena conferir.

De banda realmente nova eu só tenho ouvido The Pretty Reckless, eles tem feito um som bem trabalhado e que foge do "Convencional". A frontman é uma garota que tem chutado a bunda de muito marmanjo por ai hehe

PguitarMaxx
Veterano
# fev/15
· votar


para a curiosidade da galera



Sr.Saul Hudson
Membro Novato
# fev/15
· votar


Lelo Mig

- E o tiozinho da outra guitarra lendo partitura prá tocar Jimi Hendrix? Com uma cara de "mas que poha eu tô fazendo aqui? Me falaram que eu ia tocar Chet Atkins!"


Aquele 'tiozinho' é Lou Pallo e ele tem uma guitarra que eu acho que tu ia gostar! http://www2.gibson.com/Products/Electric-Guitars/Les-Paul/Gibson-USA/L ou-Pallo-Signature-Les-Paul.aspx

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Zakk Wylde lança própria marca de guitarras e amps