Positive Grid bias- impressões iniciais!

Autor Mensagem
rhoadsvsvai
Veterano
# dez/14


Feliz natal!

Venho usando o amplitude 3 a muitos anos, estava seriamente atrás de uma nova tecnologia e ai descubro o positive grid bias



Testei o bias com minha les paul traditional 2011 ligada direto na interface de som,considero minha guitarra mais versátil (sim,eu acho les paul mais versatil q strato) alem de ser a unica q se encontrar com cordas decentes esse feriado!

o programa tem cerca de 300 mbs ,não é nenhum pouco pesado para os dias de hoje.

a primeira diferença é que ele não tem simulação de pedais,apenas dos amps e cabinetes.

Na primeira janelinha vc tem o painel, sempre com eq(graves,medios agudo e presença),gain e master.Achei isso negativo, seria mais bacana se a simulação tenta-se se comportar como os amps que procura simular,por exemplo eu não quero controle de Gain no me plexi.

Logo depois vc pode customizar o pré amp, power amp ,valvulas, tonestack, e transformador, tudo no minimo detalhe, des de o estagio das valvulas até o ajuste de quente e frio do bias.... pra ser sincero, no meu caso, que não entendo nada de eletronica, não faço a minima ideia do que cada botãozinho ali faz, mas de fato o som muda a cada mexida e os controles respondem muito bem.

Alem disso tem um cab e mic simulator(a diferença pros demais que eu vi, é que nesse vc pode alem de mover o mic pra traz e pra frente vc pode mover pra cima e pra baixo) bem basicos, reverb, eq e noise gate integrados.

Os amps se dividem em sessões,clean, cristalino , blues, crunch, hi gain, metal, insane, acoustic e bass. em cada sessão se pode escolher entre 4 amps,ontem de madrugada eu testei algums amps do clean até o metal.

As amps cleans, são limpos mesmo, sem graça como todo amp limpo (ja estou vendo pedras vindo dos jazzistas). Não os explorei muito,até por achar sem graça e não ser bem meu tipo de som,mas são legais quando se quer algo bem neutro.

Os cristalinos me atraíram muito, é uma coisa muito texas,muito SRV, os amps são; O classico twin reverb (sem reverb cof cof), o vibro verb (sem vibrato), o vox 30 (sem tone cut e sem top boost) e o famoso e procurado Dumble 67.Independente da falta dessas caracteristicas essenciais desses amps,são algums dos melhores soms virtuais de fender que ja ouvi (pro vox ainda prefiro o vintage amp room).

Os blues é onde eu me encontrei, tem o fender bassman, o deluxe e mais um outro que não sei qual é alem de um marshall j45. Soam muito mais vivos e responsivos que as simualações dos mesmos amps no amplitube fender,nesse ponto me parece que o tipo de engenharia usada no amplitube esta ficando obsoleta.

Nos amps crunch eu testei o plexi e o jcm 800, o jcm me soa bem, mas como toda simulação q ja vi desse amp, continua muito generico,muito com cara de plugin,não achei melhor nem pior que dos outros plugins, simplesmente diferente, como se o jcm do amplitube tivesse gosto de morango, o do guitar rig gosto de cereja e o bias gosto de qualquer outra pseudofruta vermelha.O plexi me lembrou MUITO o plexi do amplitube,mas me soa muito hard rock ainda, bem longe daquele som do hendrix, tenho que pegar uma strato pra conferir com mais certeza,por outro lado se teu negocio é mandar um acdc vc não vai encontrar melhor simualação de plexi.


no hi gain não me aprofundei muito,mandei alguma coisa do van halen no VH deles e me soou bem proximo, menos ganho que o vh do amplitube e menos abelhas tb e ums licks no soldano e curti.

metal tb não é muito minha area,mas curti muito mais o mesa boogie do bias que o do amplitube.

essas impressões foram tomadas em uma madrugada durante poucas horas,não são julgamentos finais sobre o produto.

link para donwload gratuito- comprem no site oficial :D

em breve eu gravo algum improviso mostrando pelo menos um dos amps.

makumbator
Veterano
# dez/14
· votar


rhoadsvsvai

Eu tenho usado recentemente a versão para Ipad. É bem legal, e custou só U$ 4,99 na promoção de natal. E dá para abrir o amp escolhindo no jam up para IOS (ou jam up pro) e usar efeitos com eles (pedais virtuais diversos).

SkyHawk
Membro
# dez/14
· votar


makumbator
Idem, e tenho conseguido timbres excelentes com essa dupla (Bias e JamUp Pro).

Lelo Mig
Membro
# dez/14
· votar


rhoadsvsvai

Ao contrário dos amigos acima, não conhecia.

Vou conhecer... obrigado pela dica!

longlivetheking
Veterano
# dez/14
· votar


Muito bom, pra ajudar o post mais um vídeo.



rhoadsvsvai
Veterano
# dez/14
· votar


makumbator
tou gostando bastante dele

Lelo Mig
eu curti muito ele,vale a pena tentares!

---------------------------------------------------------------------- -------------
nesse video eu descidi tentar improvisar com a simulaçao de fender tweed deluxe.. procurei usar varias configurações de tone,volume,tudo usando o mesmo amp. no final do video improviso um pouquinho sem bt,pra dar uma ideia do som da simulação desse amp sem nada a mais.




ogner
Veterano
# dez/14
· votar


rhoadsvsvai
Muito bom o timbre!!!

rhoadsvsvai
Veterano
# dez/14
· votar


ogner
pow obrigado, vale a pena tentar esse plugin

ogner
Veterano
# dez/14
· votar


rhoadsvsvai
To no processo!! Mas nao me achando muito fácil nele.

Vc ta montando tudo, ou usando os présets dele?? Não consigo um crunch bacana pra strat. Só usando um VST pedal de TS antes.... Mas ainda nao consegui um timbrão!! :)

GuitarristaDoNickEstranho
Veterano
# dez/14
· votar


Eu vi uns caras postando em um grupo no Facebook que usaram pra "copiar" ou "clonar" para o amp o timbre de seus próprios amplificadores.

Alguém por aqui já testou isso?

Ao que parece, é algo mais ou menos como o profiling do Kemper...


Eu hein... A tecnologia tá cada vez mais surpreendente!

SkyHawk
Membro
# dez/14
· votar


GuitarristaDoNickEstranho
A versão iPad não faz clonagem de amp, mas a versão desktop (windows e mac) tem um módulo que faz exatamente isso. Funciona igual ao Kemper, vc microfona o amp e ele clona o timbre. Ainda não comprei a versão desktop mas estou na maior GAS.

makumbator
Veterano
# dez/14
· votar


SkyHawk

Exatamente. Mas só a versão desktop "pro" é que vem com esse recurso. A básica vem sem isso.

rhoadsvsvai
Veterano
# dez/14 · Editado por: rhoadsvsvai
· votar


ogner
cara esse timbre ai eu usei duas trilhas, uma de cada lado, do lado direito simulei o microfone bem longe e usei o simulador de reverb dele.

mexi tb algumas coisas como estagio de saturação do pré, e nivel de distorção, mas tudo que fiz foi a partir do preset normal do tweed, não testei com strato ainda.... mas vai fuçando q uma hora sai som, e do bom xD

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


como funcionam as regulagens nesse programa? São aqueles knobs virtuais ou é como adicionar vsts no reaper?

makumbator
Veterano
# dez/14
· votar


daimon blackfire

Não sei como é no Reaper, mas isso independe, pois dentro da interface do plugin o controle é tanto por knobs e botões virtuais quanto menus.

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


mas eu posso optar por usar só menus, por exemplo?

makumbator
Veterano
# dez/14
· votar


daimon blackfire

Não sei. Tem plugins que permitem serem abertos sem a GUI normal, usando para isso uma janela padrão do host (dispensado a interface nativa). Não sei se é o caso do Positive. Tem anos que não uso um efeito dessa forma que você pretende.

Qual o motivo de não poder usar os knobs e botões virtuais?

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


makumbator Porque eu sou cego, daí mexer com knobs virtuais é impossível pra mim, pelomenos por enquanto.

rhoadsvsvai
Veterano
# dez/14
· votar


daimon blackfire
desculpe a ignorancia,mas por curiosidade, como vc le os textos daqui do forum?

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


rhoadsvsvai Leitores de tela.

makumbator
Veterano
# dez/14
· votar


daimon blackfire

Certo. Mas até onde sei tem programas que fazem a conversão de valores dos knobs para fala (além de ser possível selecionar cada um deles). Quando a gente gira um knob no Bias, aparece o valor numérico em uma janelinha. Por isso acredito que seja possível acionar todos os controles através de midi ou desses programas para cegos.

Aqui um exemplo de usuário antigo do Cubase (Ross McGregor), que é totalmente cego, e usa o programa sem problemas (através de um programa que fala tudo o que está na tela e controladores físicos):

https://www.youtube.com/watch?v=uoEPsmHt7Wk

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


nunca usei o cubase. Vou tentar. E eu disse que é impossível porque pra mexer no knob eu teria que usar o mouse, certo?

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


Outra coisa. Não to entendendo bem o que ele diz, mas ele ta mexendo com midi, certo?

makumbator
Veterano
# dez/14 · Editado por: makumbator
· votar


daimon blackfire
nunca usei o cubase. Vou tentar.

Mas nada do que ele usou vem no Cubase. Ele meramente adaptou um programa de reconhecimento de comandos de tela para ler os comandos e menus do Cubase (e do sistema operacional como um todo, além de outros programas instalados). Pode ser qualquer DAW.

eu disse que é impossível porque pra mexer no knob eu teria que usar o mouse, certo?

Não necessariamente. Deve ser possível editar via midi, e então nesse caso não precisaria de mouse. Penso que você pode fazer uso da automação que foi planejada para editar e operar o plugin com pedaleiras midi, mas no seu caso é por causa da visão. No fim daria no mesmo. Mas precisa saber se o plugin permite acesso aos knobs através de midi ou programas de reconhecimento de tela.

Outra coisa. Não to entendendo bem o que ele diz, mas ele ta mexendo com midi, certo?

Ele tá mexendo com tudo. Operando o programa normalmente como uma pessoa com visão faria (selecionando pista, gravando, colocando efeito, posicionando o cursor em determinados pontos). A única coisa mais diferente que ele possui é uma espécie de caneta que apita para mostrar o "estado" de um botão luminoso (ele faz um som se estiver acesso). Fora isso ele usa o teclado normal de computador (com um monte de atalhos pré programados), um controlador normal para o Cubase (CC 121) e o programa de voz no computador.

Obviamente ele nem tem o mouse conectado no computador, uma vez que é totalmente inútil para ele. Quando você ouve a voz computadorizada é que ele está ou acionando atalhos no teclado de computador (e o programa de voz lê a informação) ou mexendo no controlador CC121. Dá para operar o programa completo só com isso.

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


acho que vou tentar usar esse cubase. Ele é pago né?

makumbator
Veterano
# dez/14
· votar


daimon blackfire

Sim, é pago. Editei a mensagem anterior para te explicar algumas coisas que ele fez no vídeo.

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


makumbator O que eu não entendi direito é essa tal caneta. Deve ser algo que não chegou no brasil.

makumbator
Veterano
# dez/14
· votar


daimon blackfire

Na verdade é algo até idiota. É meramente um sensor de luz ligado a motorzinho que faz barulho. Quando o sensor capta luz (de um botão de algum aparelho) o motor gira e faz o barulho característico mais forte, informando para a pessoa que aquele botão encontra-se acesso. Se estiver apagado o som é diferente. Quanto mais forte a luz mais intenso é o barulho.

Esse sensor fica meio que encapsulado, para proteger da luz do ambiente, e poder pegar mais a luz do botão que se deseja saber o estado.

daimon blackfire
Membro Novato
# dez/14
· votar


makumbator Entendi. OUtra dúvida, quanto custa o cubase? Baixei uma versão trial, mas são só 30 dias de teste.

makumbator
Veterano
# dez/14 · Editado por: makumbator
· votar


daimon blackfire

A versão completa custa aqui no Brasil custa R$ 1.813 á vista nessa loja (que é revendedor autorizado Yamaha/Steinberg, que é onde comprei o meu há muitos anos):

http://ateliedosom.lojaintegrada.com.br/produto/cubase-75-completo.htm l

O completo só é vendido em caixa, pois vem com a chave física de ativação USB (Steinberg key). Depois os upgrades futuros podem ser comprados via download direto da loja online da Steinberg.

Mas reitero que qualquer DAW pode ser programada para operar como no vídeo do Ross McGregor. Basta ter o software para cegos integrado aos comandos do software de gravação.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Positive Grid bias- impressões iniciais!