Cauê Cury, De Ros e Roberto Torao - Tecniforte Jam Animal

Autor Mensagem
Filippo14
Veterano
# nov/14
· votar


Cara, o Torao não é ruim, ele é médio. A questão é que ele se coloca como um guitarrista foda, que não aceita críticas sobre o mode dele de tocar e se acha o maior entendedor. Atualmente ele pega diversos equipamentos normais e quer colocá-los como fodas por endorsement, o que é nojento vindo de uma pessoa que não é profissional, não usa o equipo e não tem a necessidade de mentir, sendo que o canal dele influencia muita gente, inclusive eu.

Se ele deseja se fazer parecer um guitarrista profissional e mega entendedor de equipamento de estudio e guitarra, o meu julgamento muda, vou tratá-lo como guitarrista profissional.

Sendo assim ele comete erros feios que um profissional não pode. Bends muito errados, mascarar equipamento, ser muito limitado musicalmente, fazendo as mesmas frases entre outros fatores. Se ele se colocasse de uma forma mais humilde e no seu verdadeiro lugar, as críticas não seriam tão duras, mas ele que quer ser tratado dessa forma.

O Cauê Cury e o De Ros não cometem os mesmos errinhos que ele comete nessa jam, de bends e tal, eles não podem errar, eles são profissionais, essa é a diferença que ele não entende

Abração

De Ros
Veterano
# nov/14
· votar


Filippo14

Cara, tu me deu uma ideia de fazer um video sobre guitarrista profissional e guitarrista amador que vai ser bem diferente do usual, hehehehehehe!!!

makumbator
Veterano
# nov/14
· votar


De Ros
O pior é que ninguém, mas ninguém mesmo (inclusive eu) toca blues. É muito estranho. Quem toca se diverte, mas para o publico é um tédio...

Nas próximas jams com outros guitarristas em feiras e eventos semelhantes, puxe uma levada brasileira só pra variar, um baião nervoso, uma bossa envenenada, um choro, qualquer coisa menos blues...acho que vai atrair mais atenção e sair da mesmice.

Lelo Mig
Membro
# nov/14
· votar


De Ros

Gostei dos 3, acho que todos mandaram bem e não fizeram feio, duvido que metade que esta "reclamando" faria algo melhor, ao vivo, num palco, improvisando em "duelo". Desculpem, mas alguns "mimimi" me soam como papo de músico de quarto, pouco habituados as agruras e alegrias de um palco.

Apenas, opinião pessoal, achei que o Cauê estava um pouco mais confortável no estilo, incluindo o timbre, do que você e o Torao.

Este tipo de jam, como você disse é bem gostoso de tocar, mas já se tornou um pouco clichezão e sonoramente bem previsível.

Você já esta num patamar bem a frente disso, pelo que podemos ver nos seus trabalhos solos.

Mas, improviso, jam, duelo é diversão, é isso aí, que vocês mostraram, prazer em tocar e alegria... ainda que sempre hajam os críticos de plantão!

INNARELLI
Membro Novato
# nov/14
· votar


De Ros
ainda que sempre hajam os críticos de plantão!
pow cara tu é muito fominha!

Alex guitar man
Veterano
# nov/14
· votar


Lelo Mig
De Ros

Vocês estão falando que o blues deixa o publico enjoado, mas que jam aconselhariam ao vivo? Uma hard rock? Fiquei curioso, pois tambem acho que o blues é mais gostoso pra quem esta tocando.

Filippo14
Veterano
# nov/14
· votar


De Ros

De nada ahahahaah.

Mas, é como eu disse, não são críticas que eu faço direcionadas apenas ao Torao, mas à esse tipo de pessoa que se acha mais do que é e não aceita as críticas, que fazem parte dessa vida e são detalhes a serem melhorados.

Christhian
Moderador
Prêmio FCC 2007
# nov/14 · Editado por: Christhian
· votar


Lelo Mig
duvido que metade que esta "reclamando" faria algo melhor, ao vivo, num palco, improvisando em "duelo".

Ai eu preciso discordar de você. :)

Por que senão o que eu faço com a voz estaria acima de qualquer crítica, pois 99% 'dos que criticam' não teriam condições técnicas de fazer o que eu faço - não pela 'perfeição' da coisa, mas por questão de estudo mesmo, de técnica. Entretanto eu já aprendi muito com críticas de pessoas que opinavam sem nenhum argumento técnico, mas como meros ouvintes. Pessoas que provavelmente jamais sonhariam em estar um palco ou sequer com uma banda em um estúdio pra brincar, mas que deram suas opiniões (em geral negativas) e eu prestei atenção e assimilei o que foi dito.

Enfim, tanto o Cauê (que eu também não faço ideia de quem seja) quanto o De Ros (que eu só conheço do fórum) me prenderam a atenção, pela diversão e pela fluência, mesmo com alguns errinhos. O japa parecia mais preocupado em 'parecer' que tocava do que em tocar de verdade. Foi uma repetição de frases cadenciadas que não faziam um sentido melódico, propriamente, ou sequer de resolução do fraseado, especialmente do segundo solo em diante.

Abraço!

PS: E fui ver de novo pra ter certeza de que não foi só uma primeira 'má impressão'... e fiquei ainda mais impressionado (negativamente) com aquele dedinho tenso...

Lelo Mig
Membro
# nov/14 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Christhian

Você não deixa de ter razão, sob sua ótica. Esta correto sim!

Contudo, escrevi pensando diretamente nas críticas feitas por guitarristas e pela implicância explícita contidas nas críticas ao Torao. Você não gostou e não gostar é legítimo, mas muita gente não gostou porque é o Torao.

E eu, apesar de conhecer e gostar do trabalho de nosso amigo De Ross, conhecer sua capacidade técnica muito acima da média e sua versatilidade, não acho que ele se saiu tão melhor que o Torao, então, simplesmente não vou usar 2 pesos e 2 medidas super avaliando o De Ross e criticando o japonês, que eu nem sei se toca muito ou não, porque nunca o vi tocar.

Eu, analisei praticamente, só com "audição" técnica, porque prá ser sincero, gostar mesmo, (tirando o lado lúdico e divertido de uma jam) gostar de verdade, não gostei de nenhum dos 3, não pelos guitarristas, mas pelo lugar comum do "sobe desce escalas", sem intenção, deste tipo de jam.

Obs: É pessoal, estou falando de minha avaliação, de minha visão de julgamento, não estou questionando a sua, ok?

Abç!

De Ros
Veterano
# nov/14
· votar


makumbator

Eu teria que preparar uma backing track assim, mas o problema é que para a galera é muito mais confortável tocar nesse estilo já consagrado. Se é confortável para mim mas não é para os outros, aí já fica chato pra caramba.

Lelo Mig

Pois é, concordo, o Cauê arrebentou!

INNARELLI

Mas não fui eu quem escreveu isso...

Alex guitar man

Pro meu gosto, qualquer coisa que não seja blues.

Christhian

Também aprendo muito com criticas de quase leigos!

Lelo Mig
Membro
# nov/14 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Alex guitar man

"que jam aconselhariam ao vivo?"

Cara, não sei se é bem o "estilo"... e não sei se há muito o que fazer, neste tipo de jam, com improviso real (não pré ensaiado) e "duelagem".

Só sei que o velho padrão formato Blues e o velho standard Jazz, já se tornaram bem previsíveis e não há muito o que se esperar. Todo guitarrista tem uma carta na manga para se sair bem nestes formatos.

Creio que numa "roda" específica, haveria alta seletividade. Imagine uma Jam Speed Metal, Mambo ou Choro, por exemplo? Se o cara não for do "métier" ele não vai entrar, não vai botar as caras na parada.

Só não sei se isso seria bom ou ruim!

MauricioBahia
Moderador
# nov/14
· votar


Até que o De Ros se saiu bem. Pra quem tá aprendendo, deu pro gasto hein. Kkkk!

Abs!

ps. deve ter sido divertida essa Jam!

Alex guitar man
Veterano
# nov/14
· votar


Concordo com o pessoal, achei que o DE ROS ia fazer caca nesse estilo, mas ele se saiu muito melhor do que era pra ter feito! KKKK
O De ros mostrando seus poderes adaptáveis ocultos.

Parabéns De ros!!

De Ros
Veterano
# nov/14
· votar


Lelo Mig

Jam speed metal promete ser bem chatinha, agora, uma "Mambo Jam" pode chegar a ser hilária! Anotado....

MauricioBahia

Dei pro Gasto?
Sai pra lá jacaré, nem sei quem é essa tal de Gasto, isso é tudo intriga da oposição!

Alex guitar man

Existe até a chance de ser a primeira vez que alguém me viu usando uma pentatônica, hein?!?!

Lelo Mig
Membro
# nov/14
· votar


De Ros

"Dei pro Gasto?"

Lembrei um amigo baterista que dizia: "Dar prô Gasto?? Sai prá lá, se um dia eu resolver dar vai ser prô Brad Pitt!"

clebergf
Veterano
# nov/14 · Editado por: clebergf
· votar


De Ros

Bacana jam...os três mandaram bem...
Eu acho jam de blues um tesão de tocar e assistir, mas tudo depende de como ela é conduzida tbm... :D

De Ros
Veterano
# nov/14
· votar


Lelo Mig

Uuhauhuahuhauhahua!!!

clebergf

Valeu amigo!!!

PguitarMaxx
Veterano
# nov/14
· votar


Os tres mandaram bem demais!! SHow!

INNARELLI
Membro Novato
# nov/14 · Editado por: INNARELLI
· votar


pra mim o Torao se deu muito bem nessa jam
Edit - é muito bom esses tipo de jam, um dia pretendo fazer uma jam

MauricioBahia
Moderador
# nov/14
· votar


De Ros: Dei pro Gasto?

Quem botou o "G" maiúsculo foi você! haha :D

Abs!

Alex guitar man
Veterano
# nov/14 · Editado por: Alex guitar man
· votar


Dar prô Gasto?? Sai prá lá, se um dia eu resolver dar vai ser prô Brad Pitt!"

Depende, o caue cury é gatinho...





Brincadeira pessoal!

Rednef2
Veterano
# nov/14 · Editado por: Rednef2
· votar


Filippo14
Sendo assim ele comete erros feios que um profissional não pode. Bends muito errados, mascarar equipamento, ser muito limitado musicalmente, fazendo as mesmas frases entre outros fatores.

Page e Cobain, mandaram um abraço.

Alex guitar man
Veterano
# nov/14
· votar


Page e Cobain, mandaram um abraço.

Cobain
Cobain
Cobain
Cobain

Mandei um abraço e boa viagem de volta.....

De Ros
Veterano
# nov/14
· votar


PguitarMaxx

Valeu amigo!!!

INNARELLI

É tri divertido mesmo!

MauricioBahia

Nem maiúsculo, nem minusculo, não dei, não dou e nem darei para ninguém, uhauhauhauhauhauhauha!!!

Alex guitar man

Uuhauhauhauhuhauhauhauhahua!!!

Rednef2

Bah, lançada a polêmica, hehehehehhehe!!!

Filippo14
Veterano
# nov/14
· votar


Rednef2

O Jimmy Page realmente comete muitos erros ao vivo, e todo mundo detona ele por isso. O Led Zeppelin plagio diversas bandas, e todo mundo o critica por isso. Todo mundo diz que ele é uma merda ao vivo, fazendo um monte de bosta, salvo alguns shows que foram muito bons. Todos dizem que ele dentro do estúdio era foda, criava músicas maravilhosas lá dentro, sempre com ideias incríveis. Todo mundo fala que ele faz merda ao vivo, ele não está isento de críticas.

O Cobain eu já não conheço tanto assim, mas todos sabemos que ele era um guitarrista limitado. A diferença era que ele sabia o que ele conseguia e o que ele não conseguia fazer, então, para a música dele estava bom, ele criou músicas muito boas assim, mas a limitação dele sempre é criticada, ele não era, e sua imagem continua sendo criticada pelas limitações.

Por que o Torao que adora se por ao lado de músicos profissionais, odeia críticas e mascara equipamento tem que estar fora dessas críticas?

Realmente o Page e o Cobain mandaram um abraço..... para você.

Alex guitar man
Veterano
# nov/14
· votar


Cobain nem fazia musica ao vivo, era barulho é uma vergonha ao nosso mundo

Lelo Mig
Membro
# nov/14 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Filippo14
Alex guitar man

Hehehehe.... ambos de certa forma estão corretos, mas, me permitam diferenciar algumas coisas, as vezes é preciso colocar as coisas, cada qual em seu lugar.

1- Jimmy Page é o mais puro exemplo de guitarrista dos anos 70 (não TODOS, mas uma boa parcela): Autodidata, criativo, inventivo, grande harmonista e compositor. Mas, não treinava, não estudava, não ficava com a guitarra 12 horas por dia, não ensaiava; enchia o caneco de álcool e MMs coloridinhos tarja preta. Por isso errava tanto, por isso esquecia os solos e improvisava "qualquer nota", e etc.

2- Kurt Cobain não era guitarrista. Era um band leader, que segurava uma guitarra na mão e fazia alguns acordes. Apesar de fraco, nunca posou de guitar hero, nem nunca se intitulou como um. Tocava o que sua música simples pedia, quando não estava chapado. Como estava chapado sempre, então nem o que a música simples pedia, ele conseguia tocar.....kkkkk.

Nosso amigo De Ross, apenas com uma mão e com tendinite, toca mais que o Jimmy Page e o Kurt Cobain juntos.

O que de forma alguma desmerece Cobain e Page. Ou seja, cada um no seu "quadrado".

Desta feita, visto no "quadrado" apresentado neste vídeo, se estivessem na Jam, Cobain se sairia pior que todos. Page se estivesse "são" e tocando direitinho pela vivência bluesy, seria mais criativo e provavelmente se sairia melhor de todos, inclusive do Cauê o do De Ross. E se estivesse chapado e só fazendo merda, todo mundo iria dizer que foi o melhor também, afinal, ele é Jimmy Page, se peidar neguinho aplaude.

Vixe, me perdi.......quem é o melhor mesmo?

Ou seja, tudo isso para dizer que: Falar não gostei de fulano, é gosto pessoal, portanto válido. Mas falar que fulano é melhor que ciclano?

Tá na hora de guitarrista, principalmente, parar com este tipo de comparação.

PguitarMaxx
Veterano
# nov/14
· votar


Sei la, acho que as pessoas tem que parar com esse negócio de fulano é melhor que ciclano, mais fraco, mais forte. Os caras nem ao menos estavam disputando nada, apenas curtindo!

Filippo14
Veterano
# nov/14
· votar


Lelo Mig

Concordo com o que você colocou, combinamos nas nossas ideias.

As minhas críticas feitas ao Torao foram as seguintes:

1- Fez mais barulho que solo, usou frases meio sem nexo e não criou um solo, uma brincadeira que durasse a jam inteira, fez mais firula que música. Realmente não errou técnicamente dessa vez, como sempre erra nos vídeos dele, mas o solo continuou sem pegada, vida, intenção, características próprias. Continuou sendo mediocre.

2- Ele fica muito ofendido com críticas pessoais, tanto que muitos vídeos dele as mensagens são bloqueadas. O Face dele já houve vários prints feitos por ele para esculachar quem desceu críticas para ele. Se ele que se diz médico quer ser tratado como guitarrista profissional, os pesos da balança para mim devem mudar. Ele não pode errar bends como ele erra, ele tem que ter uma marca sonora própria, características próprias, esse bululu sem nexo e sem a técnica tão apurada como a do Petrucci ou a do próprio De Ros não cola. Se ele que antes dava dicas de homestudio na sinceridade passou a dar dicas que vendessem mais o peixe dele com patrocinadores ( Santo Angelo, Tecniforte, TMiranda, entre outros), ele como músico profissional tem que ser ético de falar as coisas boas, e não ser um mercenário.

Essas marcas são boas, tenho tecniforte para ligar caixas no meu estúdio, estou negociando um amp de baixo do TMiranda e outros do Pedrone, dou um grande apoio para as marcas nacionais, mas que sejam ditos os prós e contras de tudo, assim as empresas tem a obrigação de buscar melhorar e o consumidor pode escolher o que melhor serve para ele. Agora vim dizer que pedaleirazinha simples da Zoom é nivel de Fractal é foda.


Acompanho o Torao e continuo acompanhando ele, sou inscrito no canal dele, mas já não assisto como assistia seus vídeos por causa disso, pelo gênio dele e por começar a querer se vender demais, sendo que ele é médico, não precisa disso, sempre comprou seu equipo com o dinheiro da profissão dele.


Realmente o Jimmy Page errava demais, não treinava tanto assim e tinha aquela cultura ruim de tocar de qualquer jeito, que ainda conquista vários caras que acham "maneiro" tocar de qualquer jeito (conheço vários que acham que sujeira no som é legal. Não entendem que sujeira no som é legal quando é bem aplicada, tomara que vcs entendam o que eu quero dizer ahahha).

O Cobain realmente tocava bem mal, muita gente crítica isso dele, tanto que a posição dele na Rolling Stones como um dos 100 melhores guitarristas gerou discussões, assim como outras posições lá.


Eu não quis comparar o Torao com os outros dois, mas se ele deseja ser guitarrista profissional ele vai ser críticado nesse nível.

Não fiquei falando quue o Caue Cury era melhor que o De Ros, para mim cada um tem um estilo, não existe melhor ou pior entre eles, mas o Torao sim é pior, técnicamente, criativamente e pelo sentimento tambem.

Abraços

Mamedio
Veterano
# mar/15
· votar


Bom, ressuscitando o tópico (rs).

Vi essa jam por esses dias e me deparei com ela aqui hoje e li todos os posts quase.

A BT foi chata (não sou fã de blues), mas o Cauê tocou muito bem, De Ros mais ou menos, mas nem era a pegada dele, e o Torao... Ah o Torao...

Bom, acho o seguinte: O Torao de algum modo se destacou dos demais e hoje toca com vários guitarristas tops, logo será automaticamente comparado aos mesmos e é aí que ele se lasca. Se ele fizesse uma jam com caras fracos essa rejeição não aconteceria, e na minha opinião o Torao é um baita guerreiro, pois medicina já toma todo o tempo do mundo com estudos e etc e o cara ainda toca guitarra. Mas convenhamos, música é gosto e tal mas ele como guitarrista é fraco. Essa ainda ele foi razoável, vi uma que ele estava com o Gilney Parson Satriani e o Maycon Priorato que doeu os ouvidos, os três PÉSSIMOS. Enfim, ele entrou num time que não dá pra ele jogar, em todos os ramos funciona assim, se não agrada a maioria é que talvez tenha algo errado.

E eu acho que blues é um saco!

De Ros você não usa penta ou foi irônia?

Abraços!

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Cauê Cury, De Ros e Roberto Torao - Tecniforte Jam Animal