Duvidas sobre a Expomusic

    Autor Mensagem
    Thiagoham
    Veterano
    # jul/12


    Amigos, queria ir na expomusic esse ano e queria que vocês me ajudassem tirando umas duvidas se possivel. Eu quero saber o basico q é preciso pra ti, tipo, quais os dias, qual o preço aproximado dos ingressos e oq vai rolar em cada dia e etc. Se puderem me ajudar, desde ja agradeço, abraços.

    Thiagoham
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    Ajuda ae, pessoal!

    Lelo Mig
    Membro
    # jul/12
    · votar


    DATA E HORÁRIO
    Horários:
    19 a 22: 13 às 21 horas
    23/09: das 11 às 19 horas
    Dias 19 e 20: restritos a profissionais do setor portando crachá ou convite.

    Dias 21 a 23: aberto ao público mediante compra de ingresso. Entram sem pagar nesses dias somente Compradores, Músicos e Representantes Comerciais do setor que estiverem devidamente cadastrados e portando crachás.

    LOCALIZAÇÃO
    Expo Center Norte
    Rua José Bernardo Pinto, 333
    Vila Guilherme, CEP:02055-000
    São Paulo - SP - Brasil

    METRÔ: ESTAÇÃO TIETÊ

    Lelo Mig
    Membro
    # jul/12 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Preços ainda não sei...até porque eu sempre entro na faixa...kkkk

    Maiores dúvidas tira aqui ó:

    http://www.expomusic.com.br

    El_DoradoUK
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    To meio curioso pra saber as novidades que vão chegar pro mercado. Eu acho meio engraçado os Stands de várias importadoras com marcas famosas, exemplo da ESP e na loja tu não vê nem sequer uma LTD, digo nas lojas revendedoras. Pelo menos no Rio, pela zona oeste. Centro e proximidades, não posso afirmar.

    gucrispim
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    El_DoradoUK
    O engraçado é você não procurar em todas as lojas da sua cidade e não encontrar e achar isso engraçado.

    O lance é seguir a programação, mas realmente, tem muita coisa que é apresentada em feira que não chega nas lojas ou que demora muito para chegar.

    Thiagoham
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    Vcs acham que vale a pena viajar pra SP pra conferir?

    Lelo Mig
    Membro
    # jul/12
    · votar


    Thiagoham

    Thiago, na feira geralmente não vende nada...então é só para passear, ver novidades, conversar com músicos, endorsses e etc.

    Eu, geralmente, nem testo equipos, porque é uma fila ducaraleo de moleques curiosos que não sabem a diferença de uma palheta prá um bumbo de bateria...e eu não tenho saco.

    Vou para "ver" novidades, "ouvir" algumas explicações e performances de endorsses, conversar com técnicos de algumas representações, pegar catálogos e informações.

    Se tiver disposto a andar bastante, ver tudo atentamente e aguentar um bando de moleques se achando o "Steve Vai" do pedaço....vale à pena na maioria das vezes.

    gucrispim
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    Thiagoham
    Se você estiver longe e só quiser conferir, eu acho que não vale.

    Lelo Mig
    Membro
    # jul/12
    · votar


    Thiagoham

    Obs....agora que ví que você é do Maranhão...bem longe!!

    Olha os custos de viagem, hospedagem e alimentação...sei não, acho que você vai se frustrar...

    Vindo do Maranhão à São Paulo, creio que aproveitaria muito mais se passasse um dia na Rua Teodoro Sampaio........

    Ric_Rock_78
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    Venha à São Paulo, mas não limite seu passeio a ver a ExpoMusic.

    Abraço
    Ricardo

    Meu filho ouvirá Classic Rock
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    Já fui umas 3 vezes. Em 2009 foi a que eu achei mais bacana.

    Ano passado foi uma merda. Eu fui pra testar a POD HD 500, que no final das contas eu nem vi. E a Boss GT-10, que não me deixaram tocar nem por 5 minutos.

    A expo compensa pra ver workshop e pocket show. Ai você tem que se programar pra ir e tals, e saber que tem alguns que tú tem que chegar até 1 hora antes pra garantir lugar por causa da fila.

    Eu tbm não vejo a menor graça em ver instrumentos cujo eu não posso testar pendurados na parede...

    Nem sei se vou esse ano. Acho que ir na Teodoro Sampaio chega a ser bem mais produtivo...

    Meu filho ouvirá Classic Rock
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    Vir do Maranhão apenas pra ver a expo seria uma baita frustração. A não ser que você seja mega fan dos guitarristas da Tagima e dos gringos que vem pra ca e queira muito foto/autógrafo...

    Venha à São Paulo, mas não limite seu passeio a ver a ExpoMusic.
    (2)

    Thiagoham
    Veterano
    # jul/12
    · votar


    Eu fui em São Paulo em abril, tô indo morar no fim do ano. Mas valeu, como sempre vcs me ajudaram bastante. Abração

    Fugitivo
    Veterano
    # 22/mar/19 21:51
    · votar


    Vídeo interessante sobre a visão americana e a visão brasileira sobre a feira de música/negócios e o seu cancelamento em 2019



    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 25/mar/19 10:41
    · votar


    Vi esse vídeo. Aí hoje (ou ontem) ele soltou outro vídeo, dizendo que a Expomusic acabou. Pra sempre.

    renatocaster
    Moderador
    # 25/mar/19 11:54 · Editado por: renatocaster
    · votar


    Eu não consigo me acostumar com essa "pegada" de Youtuber. Não tem jeito. Silas Fernandes é um cara que já deve ter uns 50 anos na cara e fala no vídeo como se fosse um moleque de 17. Quando o cara não é "nativo" do Youtube então, pior ainda. Fica forçado demais.

    Mas enfim, falando sobre o assunto em questão. Ele não falou novidade nenhuma, principalmente no comparativo econômico entre Brasil x EUA e nas diferentes perspectivas de vida que essa diferença gera. Algumas coisas ditas são até meio óbvias.

    O único ponto interessante do que ele falou no vídeo é da visão distorcida das empresas brasileiras no que diz respeito à marketing, divulgação e propaganda. Nesse caso o empresário brasileiro no geral é bem tacanho mesmo. É o tipo de economia porca querer olhar esse aspecto como despesa e não como investimento.

    Sobre o fim da Expomusic, bom...é uma soma de fatores. Mas a economia ruim do país é o pior deles, nesse cenário não há nada que possa ser feito. Até quem trabalha bem e sério sofre, mas esses ao menos tem remotas chances de sobreviver.

    Lelo Mig
    Membro
    # 25/mar/19 12:22 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Comparar este tipo de feira "expo" com os EUA chega a ser ingênuo.

    Os americanos possuem uma puta tradição neste mercado, a força, cultura e expectativas de investidores, neste tipo de iniciativa, é monstruosa.

    Thomas Edson arrebentou numa expo destas em 1800 e pouco, enquanto aqui a gente caçava saci.

    Aqui é quarto mundo.

    Casper
    Veterano
    # 25/mar/19 12:30
    · votar


    ...enquanto aqui a gente caçava saci...

    E nem isso conseguimos. Ele continua solto.

    Buja
    Veterano
    # 25/mar/19 12:49
    · votar


    Feira aqui é só de artesanato e cachaça. O resto nao pega por muito tempo nao. Ja ouviram falar na bienal do livro? Existe, mas as capengas.

    Tanto que esse negocio de feira nao ta pegando que aqui em minas, expominas, agora tem um parque de diversoes montado. Pelamor de deus ne.

    Expomusic com lojas quebrando, e as que nao quebram, estão vendendo meia duzia de violoes de 300 reais + cigarro de palha, fone jbl falseta e um monte de capinha de celular?

    Nao tem como rolar mesmo.

    T-Rodman
    Veterano
    # 25/mar/19 16:20
    · votar


    será que vira essa?
    essa parece mais alinhada com a 'crítica' aí do youtuber acima.

    https://feiramusicshow.com.br/

    - não sei se esse ano, mas ano passado o luthier aqui da cidade foi lá apresentar as guitarras dele nessa feira.
    e em uns anos antes já foi até na NAMM, o que corrobora ai com o video também.

    Gabezorx
    Membro Novato
    # 25/mar/19 16:25
    · votar


    A culpa é do mundo que está mudando e ponto.

    Ele mesmo já fez video sobre como o consumo em geral desse nicho se modificou nos últimos tempos, vide tantas empresas falindo também nos EUA.

    Rodrigo Yoshida
    Veterano
    # 26/mar/19 23:56
    · votar


    O mercado da música mudou (e diminuiu) no mundo todo. Mas aqui foi pior. Além de praticamente extinguir a venda de mídia física na música, o brasileiro liga muito pouco pro mercado da música em si. O que existe em massa é o fã de sertanejo ou funk, que consome qualquer coisa que estiver tocando, além de serem estilos que não despertam o interesse pela música em si (aprender um instrumento, fazer aulas de música, etc). Também tem a questão da música eletrônica que raramente requer o aprendizado de um instrumento musical. Pronto, estamos onde estamos.

    renatocaster
    Moderador
    # 27/mar/19 09:24
    · votar


    Rodrigo Yoshida

    O que existe em massa é o fã de sertanejo ou funk, que consome qualquer coisa que estiver tocando, além de serem estilos que não despertam o interesse pela música em si (aprender um instrumento, fazer aulas de música, etc).

    Isso é verdade, bem observado. Há alguns anos atrás, a galera queria pelo menos aprender o básico para dar uma rabiscada no violão por causa do Legião Urbana. Agora nem isso mais.

    Buja
    Veterano
    # 27/mar/19 19:26
    · votar


    Achei meio estranho, entrei numa empresa a pouco, e ta cheio de galerinha de 18-22 anos, que compoe 80% do pessoal.
    Destes, quase todos tocam ou arranham algum instrumento, nem que seja um ukelele por curiosidade. Mas ninguem se aprofunda. Ficam satisfeitos em fazer um Am C F G e ta bom. E arrebentam geral no guitar hero (passei vergonha naquilo)

    A galerinha adolescente de agora, que daqui uns anos vai estar na faixa dos 18-22, não tem mais qualquer interesse.

    Mas não vejo isso como algo de todo ruim. Logo logo, quem toca bem algum instrumento, e é hobbysta, será apreciado.
    Os profissionais serão sempre profissionais. Digo aqueles que acompanham bandas consagradas.

    Isso daqui uns anos, hobbysta que toca instrumento, será coisa rara.

    Rodrigo Yoshida
    Veterano
    # 28/mar/19 14:04
    · votar


    Isso é verdade, bem observado. Há alguns anos atrás, a galera queria pelo menos aprender o básico para dar uma rabiscada no violão por causa do Legião Urbana. Agora nem isso mais.


    É por isso que eu sempre falava, não reclame do legião, emo ou qualquer outra banda/estilo que vocẽ não goste, ao menos eles eram uma porta de entrada, agora estamos sem esperança rs.

    Fora do Brasil agora o que virou moda foi o Greta Van Fleet. Tomara que comece a pegar aqui também e dê uma reanimada no mercado.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Duvidas sobre a Expomusic