Tópico de perguntas sobre Captadores Malagoli/Sound

Autor Mensagem
Rguitar777
Membro Novato
# jan/17
· votar


Bom dia galera, alguém pode me indicar um trio de captadores versáteis para a minha jackson JDR 94? Procuro um bom clean, mas o toco de tudo um pouco.

Aislanvga
Membro Novato
# jun/17 · Editado por: Aislanvga
· votar


Bom dia galera tenho uma Hurricane Strato HSS , gostaria de saber tbm se alguém pode me ajudar com um set versátil de captadores, pra ir de um bom clean até um som mais pesado, exemplo, blues/hard rock/ heavy metal.

Junior Van Halen
Membro Novato
# jul/17 · Editado por: Junior Van Halen
· votar


Fala galera.
Tô precisando de ajuda.

Comprei captadores alnico blues da malagoli, porém achei o som do braço muito gordo e com poucos agudos. Como faço muita base clean, gostaria de saber qual desses captadores para o braço me oferecem um som mais cristalino e agudo. Uso também para solos com ganhos moderados, bem estilo classic rock, tipo Deep purple, Led e Pink Floyd como exemplos.

Pelo que vi no site da malagoli seria o custom 57/62 ou o custom 69 para minha guitarra strato?

Estou nessa dúvida. Quem puder me ajudar, fico grato desde já.

San_Gilbert
Veterano
# 15/ago/17 15:38
· votar


Boa tarde Galera

Tenho os captadores da Malagoli Custom II, fiz um vídeo rápido...
Queria um som / timbre do Slash ( E para tocar Hard Rock em geral)...
Estou feliz com eles XD!!

Da uma conferida:


bruno_novatorj
Membro Novato
# 15/ago/17 16:15
· votar


Pessoal,

qual seriam os captadores malagoli mais proxmios do som do John frusciante?
No caso de um som mais pesado, qual little deles fica legal na ponte?

Obrigado,

ogner
Veterano
# 15/ago/17 18:31
· votar


Os 54 q pega muitos timbres de strat ou 57/62 q sao mais quack porem mais brilhantes e saiba bem baixa. Eu iria de 54.

Ja usei esses 2 sets.

Independente do set, regule eles mais pra baixo!

Buja
Veterano
# 15/ago/17 19:29
· votar


bruno_novatorj
qual seriam os captadores malagoli mais proxmios do som do John frusciante

Nao sei qual os nomes dos capts, mas pra servir de referencia, os timbres mais antigos, dos primeirissimos albuns, nao tem nada de 57/62, nem agudos, nem quacks.
Sao de saida bem mais forte e gorda.
O timbre do frusciante dos albuns do blood sugar pra frente sao sim mais quacks.
Ja desses ultimos albuns, do stadium pra frente, acho que rola uma mistura de guitas em cada musica. Tem musica bem gorda, que nao sai nem a porrete com guita single. Muito estranho rss. Ja tem musica bem straladinha.

Acho que pra chegar la nesse timbre, o amp manda beeeeem mais que o cap.

ogner
Veterano
# 15/ago/17 23:49
· votar


Buja
Mas ao vivo ele usa 95% do tempo strat e tele, certo?! E desde
Sempre q me lembro. Sei q palco ele usa as vezes umas semis.. no estudio ele dece usar de tudo! Hehe

ogner
Veterano
# 15/ago/17 23:50
· votar


Ele usa bigmuff pra caramba.. isso as vezes descaracteriza muito a referencia de temos de som strat...mas é strat com muff, hehehe

Buja
Veterano
# 16/ago/17 08:41
· votar


ogner
Mas ao vivo ele usa 95% do tempo strat e tele, certo?! E desde
Sim, é verdade. Normalmente numa frase onde entra frusciante, entra strat tambem.

no estudio ele dece usar de tudo! Hehe
Ai é que eu nao sei. Acho que todo mundo faz isso né. O baixista mesmo, flea, nao qusa quase nada do rig que ele usa ao vivo. Tem cada gravacao que ele usa uns baixos bem diferentes. Acho que o frusciante é a mesma coisa.

Ele usa bigmuff pra caramba
Bem lembrado. Sentar o fuzz em cima de uma strat faz ela soar gorda como les paul facil facil. Mas é strat.

Mas o que tava querendo dizer é que nos albuns velhos, o frusciante nao usava tanto strato assim. Usava muito ibanez, ja usou jackson até. E tinha um misto de tinha ardido umas horas, e gordo em outras. Gosto muito dessas musicas antigas. E nao me lembra nada uma strat.

Da epoca mais conhecida, assim, 1998 pra cá, por ai, ai sim, ele nao desgrudava de uma strat. Uma semi, tele, jaguar, eram esporadicos.
Era som de strat mesmo. Classico. 57/62. Bem funky. E ora muffy.

O ultimo que ele tocou, stadium arcadium, tinha sim strat, com muita experimentacao. Nao sei se no studio foi strat o tempo todo. Tem coisa la que está bem a moda les paul. Inclusive tem uns solos que nao creio terem sido com singles.

Os dois ultimos albuns lancados, ja nao eram com frusciante, e sim com josh. Dai sim, nao sei mesmo, porque nao curto essa epoca nova. De 2 albuns nao tirei mais que 3 musicas boas.
E olha que era fã incondicional hein. Como as coisas mudam.

bruno_novatorj
Membro Novato
# 16/ago/17 17:08
· votar


Buja
ogner

Vi uma matéria que diz que a partir do californication ele usou um strat 62 que o kieds deu pra ele. ele mandou colocar uns seymour duncan que ele tinha na strat 55 dos álbuns anteriores, mas o técnico dele não trocou, deixou os 62 e ele usava achando que era SD. Não sei se é verdade....

Buja
Veterano
# 16/ago/17 17:16
· votar


bruno_novatorj
Essa historia da strat 62 é um boato bem difundido mesmo. Acredito que seja verdade.
Segundo a historia que sei, ele ganhou porque durante o tempo que ficou fora por conta das drogas (dave navarro dentro), ele se afundou tanto que vendeu a maioria das guitas, e uma situacao financeira dificil.
Pra celebrar a volta ao rhcp, ele ganhou essa 62 do kiedis de presente.

Agora sobre o tecnico de som trocar ou nao o cap, realmente nao sei. Mas faz sentido. Ja reparou como a maioria dos SD vem escrito seymour duncan na capinha deles, e no caso da strat dele nao tem?

bruno_novatorj
Membro Novato
# 16/ago/17 17:37
· votar


Buja

segue trechos da matéria:

"O problema principal era que John não tinha sequer uma guitarra. Então fomos ao Guitar Center e comprei-lhe uma excelente Stratocaster 1962."
- Anthony Kiedis, Scar Tissue - 2004

A guitarra mantida é quase toda original, a não ser pelas modificações listadas abaixo:

- Captadores Fender American
Quando comprada ela tinha os captadores originais, entretanto, Frusciante os substituiu em 1998 ou 1999. Frusciante acreditava que os novo seram Seymour Duncan SSL1 - inspirado pela descoberta do uso deles na sua Fender Stratocaster 1955 - entretando, Dave Lee (técnico de guitarra de Frusciante na época) revelou a John Frusciante effects que na verdade eram captadores Fender os mesmo usados nas guitarras American da época.

Ele falou numa entrevista que tinha substituído os captadores da sua Strat de ’62 por Seymour Duncans SSL-1 (como em sua Strat de ’55). Exista alguma coisa além disso? Quando isso ocorreu?
"Eu me lembro de ler isso e de perceber que o John estava errado nessa entrevista (eu nunca disse isso a ele). Nós estávamos experimentando com um número de captadores diferentes na época. E ele deve ter se confundido. Os captadores que colocamos (e John nunca soube disso) eram captadores Fender de Stratocaster, novos e originais de fábrica. Os mesmos que a Fender estavam colocando em suas novas American Fender Strats, na época (aposto que você não estava esperando isso)."
-Dave Lee, John Frusciante effects - Dezembro de 2016

Citações sobre a Fender Stratocaster de 1962:

"[Usei a] '62 Stratocaster Sunburst no álbum Californication."
- Guitar One (USA), Setembro de 1999

"A guitarra que mais usei no By The Way foi a minha Stratocaster 62'."
- Tonal Telepathy, Agosto de 2002


a matéria é um pouco grande, mas esse trechos que eu falei.

Buja
Veterano
# 17/ago/17 08:48
· votar


bruno_novatorj
Éhhh...é isso mesmo.
Ele usava uma strat 62 com caps fender mesmo, aquela 'relicada', relicada nao, ralada, nestes albuns mais pops.

pedronagasawa
Membro Novato
# 22/nov/17 02:54
· votar


Comprarei uma Tagima t635 das antigas final do ano (Preciso compra-la pois o vendedor esta para vende-la para outro e não quero perder a oportunidade), e estava pensando em um trio Malagoli, por ser mais barato e manter uma ótima qualidade, etc etc. Pensei em usar um Phantom (Baseado no EMG 81), pois gosto de um timbre pesado e gordo, porém tenho receios de perder a dinâmica e não conseguir mais tocar outros estilos, ou seja, limitar demais minha guitarra... A questão é: Vale a pena fazer o UP em uma strato ou é melhor esperar pra colocar em uma Les paul (Pretendo adquirir uma futuramente) ou uma guitarra apropriada para timbres mais gordos? (Lembrando que além de gostar muito dos graves, sou extremamente fã dos estalados e agudos da Fender, que inclusive toco praticamente semanalmente em uma). Sei que é impossível ter uma dinâmica tão abrangente pra tocar tudo tudo em um instrumento, mas preciso saber o que é melhor: Engordar minha strato ou esperar pra tunar uma LP que é mais apropriada pra isso. Se não for um captador tão pesado, ainda vale a pena colocar um humbucker com menos grave? Como um HH777 ou um Hot Blade? (Estudei minha vida toda em uma guitarra HSS).

Obrigado desde já!

Ismah
Veterano
# 22/nov/17 04:07
· votar


Comi uma pera, e amanhã fará sol... Essa frase fez o mesmo sentido que seu texto...

Que rumos quer dar para a guitarra?

Não encaro que seja limitante a troca que tu propõe, mas é uma escolha e que dá novos rumos. Não vai soar mais como uma strato com singles... Esqueça isso... Ela terá som de uma strato com EMG81. É possível splitar o captador e aproximar as coisas, ainda não é o mesmo.
O que não quer dizer que não dê para tocar Hendrix, tampouco que se tocar, seu pinto irá cair...

Os dois caminhos são viáveis, e "dá para voltar atrás" com recursos de maneiras diferentes... Se sobra grave, dá para atenuar... Se falta o "estalado", dá para resolver com compressor e puxando no agudo... Por aí vai...

Penso que se a ideia é uma guitarra de sonoridade genérica, não dá para ir muito pros extremos. Aí é melhor ficar na sonoridade clássica, logo corte a ideia do Phantom / EMG81...

Perder dinâmica? Só se usar um compressor, um amp valvulado com muito SAG, ou seu amp tiver um compressor no pré (alguns SS tem)... Nada que baixando o volume do instrumento não se resolva...

Guitarra apropriada para timbres mais gordos?
Acho que esqueceram de me avisar disso, pois tenho uma LP em E, com sonoridade mais aguda que a strato afinada em D... Também não avisaram o Iron Mainden, Hammerfall, Rata Blanca e mais uns... Pois os caras tocam metal, com strato e singles...
Baita bobagem isso, são apenas duas coisas diferentes. O que mais teve foi guitarra naturalmente aguda, com captador grave, nos anos 80.

Só que, assim... Grave não tem muito na guitarra de 6 cordas afinada em E.
No contexto de uma banda, isso fica uma bosta. Mas ok, isso é outro papo... Mesmo assim tenho algumas considerações sobre...

Talvez seja uma guitarra de 7 ou 8 cordas o que tu quer... Talvez uma barítona?

Que amp tu tem? Que caixa tu tem? Marshall e Vox tradicionalmente não tem graves pronunciados. Se tocar com 1x10", nem querendo tem peso no som...

O que tu vai tocar com isso? Para tocar death metal, precisa de coisas diferentes que para tocar pagode baiano, que precisa de coisas diferentes para tocar na igreja. E ainda assim, dá para inovar.
Indiferente a isso, pareceu-me que tu quer é uma 4x12" e uma LP...

Só que... Veja bem, tu está comprando um instrumento, pensando em fuçar ele todo. Não era negócio comprar logo um, que seria naturalmente isso tudo?

Ismah
Veterano
# 22/nov/17 04:10
· votar


Mais uma... Tu estás comprando Malagoli, sonhando com o que? Dois palitos para isso te frustrar...

pedronagasawa
Membro Novato
# 22/nov/17 10:32
· votar


Primeiramente, obrigado por me responder, acho que o seu texto ajudou a entender o que eu quero de equipamento pra mim, vou começar explicando minhas prioridades:

•Igreja: Toco regularmente na igreja, mas não é problema, uma vez que la tem equipamento suficiente para tocar sem me preocupar.
•Banda: Toco com alguns amigos algumas músicas autorais e covers, não é nada tão sério mas acho interessante ter um equipamento adequado para tocar, ja que fazemos a prática em conjunto regularmente.
•Profissional: Já tive algumas oportunidades pra tocar de forma remunerada e provavelmente continuarei sendo chamado, e as vezes equipamento já me foi problema nesse quesito de timbres.

Acredito que o profissional caminhe junto com a banda, e acho que conseguimos perceber que toco de tudo e preciso da tal versatilidade que falei.

Entendi o que quis dizer que não existe "guitarra apropriada" pra tal timbre, mas por exemplo, toquei a minha vida toda em uma guitarra HSS e prefiro a saída com mais ganho do que os singles tradicionais, porém também gosto da configuração mais pesada HH (Como ja disse aqui blablabla) mas eu não queria estragar a dinâmica que a minha strato pode trazer colocando dois humbuckers nela e acabando com a essência... Mas entendi sobre isso, pensei no Van Halen com sua "Frankenstrat" e compreendi melhor o que tu quis dizer e que não existe uma regra padronizada pra isso.

Uso um Fender Deluxe 90 (90W 1x12)//(Sei que não é pra tocar nada de peso) e pretendia adquirir daqueles Pedrone para tocar algo mais pesado (Me recomendaram isso e eu toquei em um cabeçote da marca, achei bem interessante)

Meus planos seriam estes: Adquirir e "tunar" a Tagima t635 (Usando HSS sem uma saída tão grave e gorda, somente ganho), e comprar a les paul que ja pretendia ter e ai sim pensar em algo mais pesado (Juntamente com um amp)

Iria pedir ajuda pra amps mas aqui não é o lugar apropriado, faço a pergunta no outro tópico.

Ismah
Veterano
# 23/nov/17 04:36
· votar


Se tem grana entrando, prioriza de onde ela vem... A igreja e a banda com os amigos, a princípio é só gasto, sem retorno direto.

E salvo se tu toca por alguma exceção, como side man de um cantor de heavy metal, tu não precisa nada absurdo... A configuração SSS já te atende, HSS seria um luxo mais do que uma necessidade.

Falando abertamente, as marcas tem peso... Eu pensaria duas vezes antes de investir milão (pra mais) numa Tagima. Não que seja ruim, mas como freelancer, chegar com um equipamento de marca, impressiona... E algumas vezes é o equipamento que coloca ele na banda.

EU ainda acho tola a ideia de querer captação com mais ganho... Ainda mais se teu uso como "free la" dispensar isso...
Basicamente, podes comprar um pedal que sirva para dar gás, deixar ele sempre ativo quando for tocar algo mais pesado, e ser feliz...
Iria num EQ gráfico para booster, pois abre um leque de opções, mas um booster tradicional já resolve...

Mas... Ainda pensando na questão de ser sub, vale a pena considerar uma multiFX invés de uma pedaleira, pela versatilidade da coisa toda... Em dois pisões, tu vai de um timbre country, para um death metal... Manda um sinal em linha pro PA, e um para o amp como monitor... Sem problemas, toda vez com o mesmo timbre...

Schelb
Veterano
# 20/abr/19 11:55
· votar


Pessoal, recentemente fiz uma compra da dupla de hh777 pra colocar na minha ibanez rg220. Eu curto timbres no estilo prog metal e também na vibe do metallica, mas ultimamente tenho tocado muito pink floyd tbm, e tirado uns blues, por isso queria algo com um clean bonito e definido mas também aquele peso pra usar drive.
Os caps já chegaram e eu to pra deixar a guita no luthier para a troca.
Acontece que depois da compra vi muitos comentários de que a dupla hh777 ponte com custom 59 braço se sai melhor do que a dupla hh777. Na vdd até vi que o hh777 do braço não casa bem com o da ponte.
Fiquei bem inseguro da minha compra agora, até pensei de pedir troca do realbucker (braço) antes de instala-lo, alguém sabe opinar no assunto?

Schelb
Veterano
# 27/abr/19 18:37
· votar


Bom, instalei os captadores e, após um curto período de adaptação, estou apaixonado pelo timbre deles. O interessante é que eles tem vibes um pouco diferentes, o que eu estranhei no início, mas agora percebo que isso só me trouxe mais possibilidades de sonoridades e estilos. Sendo que o hellbucker trás mais ganho e agressividade, e o realbucker traz um som mais calmo, macio e encorpado. Outra coisa interessante é que os captadores são muito equilibrados, podendo usar em qualquer região da guitarra, qualquer um dos dois, sem soar grave/embolado demais (no caso no hh do neck) ou estridente demais (no caso do hh da ponte), o que dá muito mais versatilidade à guitarra. Fora que ficaram lindos instalados! Enfim, parabéns ao pessoal da Malagoli.
Agora, a curiosidade que me fica é: alguém já testou tanto o realcker (hh777 braço) quanto o custon59 (braço) pra dizer qual é a diferença?

Raphaelbrandao
Membro Novato
# 16/mai/19 17:59
· votar


Boa tarde a todos, alguém tem uma comparação do custom blues e do custom dallas?

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Tópico de perguntas sobre Captadores Malagoli/Sound