Idolatria da mediocridade

Autor Mensagem
entamoeba
Membro Novato
# 18/fev/21 18:43
· votar


Rebuke

Cara, pense num ator, ok? O ator, como o músico, faz arte e não engenharia, onde a precisão é importante.

Um ator pode se considerar um grande ator porque ele decora os textos na primeira leitura? Não, né? Essa habilidade é útil para o trabalho no estúdio, mas está longe de ser suficiente.

Um ator pode se considerar um grande ator porque tem a dicção perfeita, projeta bem a voz e é capaz de falar "esse medicamento é contraindicado no caso de suspeita de dengue" em tempo real? Também não, né?

Um ator pode se considerar um grande ator porque ele conhece as produções literárias mais importantes dos últimos séculos de cabo a rabo, tendo feito análises estruturais do discurso baseado nas mais diversas teorias linguísticas e semióticas? Nem a pau, né?!

Um ator pode se considerar um grande ator porque reproduz o texto com perfeição, caprichando na impostação vocal e no uso das mais variadas técnicas teatrais, ainda que ele não toque o público? Penso que não!

Alguém da área pode até admirar muito essas qualidades, como os músicos admiram os virtuosos. Mas os grandes atores são aqueles que são capazes de tocar o público, mesmo quando o fazem por meio de atuações sofríveis.

Tudo bem. Muitas das vezes, solos são coisas meio patéticas! Puro exibicionismo técnico, com pouca ou nenhuma função expressiva. O John Entwistle esboçou um solo! Ele quis 'se mostrar' e isso pode ter soado ridículo aos olhos de um músico. Mas você pode interpretar que ele estava se divertindo junto ao público, que estava brincando com as notas e os ritmos e que isso obteve sucesso, uma vez que a plateia reagiu!

Rebuke
Membro Novato
# 18/fev/21 19:23 · Editado por: Rebuke
· votar


Calime
Se sou eu quem está omitindo a opinião, obviamente é meu gosto,rs...achei que isso era óbvio.

Não ficou óbvio. Você fez uma afirmação, como se fosse um fato.

ThiRPG
Cara, público não tem que ter critério técnico pra avaliar músico e fã é fã e nunca vai ter coerência lógica, porque opina com emoção e não com razão. Aceita que dói menos e a vida fica mais leve.


Que não tem critério é óbvio kkk

Além disso, você abriu um tópico pra criticar quem não aceita crítica, mas tá aqui há mais de um mês sem conseguir aceitar nenhuma crítica sobre sua própria opinião.

Acho que você não leu direito. Abri o tópico pra mostrar a falta de noção das pessoas.

Pra concluir, me desculpe, mas eu prefiro uma pessoa idolatrando alguém que eu acho uma merda, do que uma cagando regra sobre quem pode ou não ser idolatrado.


Como se eu tivesse algum poder de decidir uma coisa dessas. Só apontei um fato.


entamoeba
kkkkk bem observado! Mas é isso aí, ninguém é obrigado a se sentir convencido. Quem quiser convencer o Rebuke vai ter que trabalhar mais!


Convencer de quê?

Rebuke
Membro Novato
# 18/fev/21 19:41 · Editado por: Rebuke
· votar


entamoeba

Tá se esforçando, hein? Vamos lá.

Cara, pense num ator, ok? O ator, como o músico, faz arte e não engenharia, onde a precisão é importante.


Tocar no tempo e não tocar um monte de nota aleatória não é importante? Álias, tempo e dinâmica são importantíssimos para atuação tb.

Um ator pode se considerar um grande ator porque ele decora os textos na primeira leitura? Não, né? Essa habilidade é útil para o trabalho no estúdio, mas está longe de ser suficiente.


É melhor ter essa habilidade do que não a tê-la. Mas, quem disse que apenas isso é suficiente?

Um ator pode se considerar um grande ator porque ele conhece as produções literárias mais importantes dos últimos séculos de cabo a rabo, tendo feito análises estruturais do discurso baseado nas mais diversas teorias linguísticas e semióticas? Nem a pau, né?!


É melhor conhecê-las que não conhecê-las. De qualquer forma, você está falando de um ator ou de um professor de literatura ou linguística?

Alguém da área pode até admirar muito essas qualidades, como os músicos admiram os virtuosos. Mas os grandes atores são aqueles que são capazes de tocar o público, mesmo quando o fazem por meio de atuações sofríveis.


De novo, apelo ao senso comum. E, quem disse que o público não admira músicos virtuosos(seja lá o que isso seja pra você)? Quem disse que músicos virtuosos não são capazes de tocar o público? Desde quando isso é privilégio de músicos medianos?

entamoeba
Membro Novato
# 18/fev/21 20:06
· votar


Rebuke
De novo, apelo ao senso comum.

Usar analogias para tentar explicar um ponto de vista é apelo ao senso comum? Cadê a ciência de fazer música? Cadê as bases epistemológicas que atestam a superioridade de tocar no tempo certo? Você não vai encontrar porque elas não existem!! O argumento do seu tópico não funciona porque você não pode demonstrar que tocar no tempo é superior a tocar fora do tempo!


Quem disse que músicos virtuosos não são capazes de tocar o público?

Não sei. Não fui eu!

BrotherCrow
Membro Novato
# 18/fev/21 21:01
· votar


Lembro de ter visto alguém um tempo atrás falando que o estilo de atuação do Nicolas Cage está para as artes cênicas como os estilos pós-impressionismo estão para as artes plásticas: ele subverte o que seria óbvio do ponto de vista técnico porque só fugindo da reprodução exata ele consegue uma atuação mais expressiva que a realidade. Quando vi a observação do entamoeba lembrei disso. E esse cara dizia que, num filme "reto" de Hollywood o Cage vai parecer deslocado e tosco, mas no contexto certo (tipo Adaptação, Despedida em Las Vegas), ele fica muito bom.

Talvez ele faça isso sem querer, por isso depende de um bom diretor. Ninguém está dizendo que ele é um virtuoso que conseguiria atuar normal se quisesse mas prefere ser esquisito. É mais tipo uma limitação que ele consegue usar a favor.

Será que isso não se aplica ao Entwistle? Já disse que não sou tão fã dele, mas no contexto do Who ele soa super bem. Por exemplo, aquele baixo atravessadão e solado de My Generation, em cima da batera caótica do Moon, é muito mais interessante pra mim do que o DT moderno tocando cravado no metrônomo.

Schelb
Veterano
# 18/fev/21 21:33
· votar


Cara, não creio que esse tópico continua caminhando até hoje..
Fico pensando que talvez seja porque tem argumentos válidos dos dois lados ..
Porque no final das contas, pegando pelo tópico principal do tópico, realmente endeusar artistas é uma grande bobeira, ninguém está acima da crítica, ninguém vai agradar a todos e todo mundo vai ter seus dias ruins. E quando a pessoa é muito fã de algo ela muitas vezes deixa de assumir as falhas daquilo e cria uma espécie de superioridade que a torna chata pra caramba. E aí, certamente, nos vídeos ali o Entwistle não fez das melhores apresentações e acho que a maioria das pessoas concordaria com isso.
Agora, por outro lado, atacar o que outras pessoas gostam, querer dizer que um ídolo de tanta gente é medíocre, aí é outro erro. É bastante arrogante e ofensivo, então fica difícil dialogar. Começa nessas ideias de querer criar julgamento de valor nas coisas, dizer que tal coisa é melhor ou mais importante que tal outra. Isso num costuma chegar a lugar nenhum, só gera briga, quando num cria preconceito e discriminação com o gosto dos outros.
O tópico podia ter sido uma crítica bastante válida a idolatria, mais tem forma de ataque pessoal, aí é triste.

ThiRPG
Membro Novato
# 18/fev/21 21:37
· votar


Rebuke
Abri o tópico pra mostrar a falta de noção das pessoas.

Isso você conseguiu. Já notei a sua.

Que não tem critério é óbvio

Quem não tem o SEU critério, que seu ego inflado insiste em te dizer que é o único que existe.

Como se eu tivesse algum poder de decidir uma coisa dessas.

Aqui concordamos. Você não decide... Mas fica claro o butthurt que essa incapacidade te causa.

Só apontei um fato.

De novo, é só seu ego dizendo que sua opinião é um fato.

Mas enfim, se você não conseguiu entender até agora, depois de um mês e quatro páginas, não sou eu que vou ficar insistindo. Mas que tá engraçado, isso tá... Parece um monte de gente tentando ensinar física pra um terraplanista.

ThiRPG
Membro Novato
# 18/fev/21 21:44
· votar


entamoeba
quem gosta de esmero técnico é só outro tipo de fã

Só não precisa ser o fã de monóculo e cartola, chatopácaraio, dissertando sobre como ele é genial e os demais mortais são burros demais pra conseguir entender que só o que ele gosta é que presta... kkkkkkkkkkkk

Juquinhaa
Membro Novato
# 18/fev/21 22:13
· votar


gosto é gosto, acho john mayer um completo fracassado, mas tem quem goste e não posso condenar isso
lista de perdedores
cris martin
bono vox
john mayer
dado vila lobos
rogério flausino(kkkk)

Lelo Mig
Membro
# 19/fev/21 01:44 · Editado por: Lelo Mig
· votar


Rebuke

Cara, vou encerrar minha participação...

Primeiro, poderia dizer que "qualquer tipo de idolatria" é ruim e ainda assim, quem idolatra, pode achar que não idolatrar é ruim, ou seja, é um assunto altamente subjetivo, você não têm como mudar isso na cabeça da humanidade.

Segundo; idolatrar só quem é ruim? ou quem é bom também? O que é ser bom? Escalas, notas agradáveis, tempo fora, tempo dentro, acento, contraponto, tudo isso é convenção, no nosso caso, principalmente da música europeia branca. Se você ouve uma canção tradicional japonesa, vai achar que a cantora esta desafinando, mas não, semitonar é padrão na música oriental, soa estranho prá nós, prá eles é natural.

E, por último, ok, o John Entwistle é europeu, então vamos analisar sua técnica dentro do padrão europeu: Ele é tecnicamente ruim comparado a quem? Jaco Pastorius? Mas ao lado do Dee Dee Ramone, por exemplo, ele era um virtuoso! E tanto Jaco Pastorius quanto o Dee Dee têm seu público.

Você não gostou? Achou uma bosta? Um lixo? ok... você têm esse direito. Mas, no fundo, em música tudo não passa de gosto vs não gosto.

Deixa galera pagar pau pro sujeito... John Entwistle atingiu um nível em que se fizesse qualquer merda galera ia aplaudir... é assim que funciona na música pop, sempre foi assim... além do que, ele já morreu, não faz mais a mínima diferença sua técnica. O The Who entrou para história.

Esses solos de baixo dele aí, impressionam o leigo... maconheirada gosta. Jimi Hendrix, Ritchie Blackmore e etc, em alguns momentos, faziam um monte de barulho e galera ia a loucura. Paul Gilbert e Billy Sheehan tocando com furadeiras... Rock´n´Roll é circo.

Rebuke
Membro Novato
# 19/fev/21 06:45
· votar


entamoeba
Não sei. Não fui eu!


Foi, sim.

Rebuke
Membro Novato
# 19/fev/21 06:48 · Editado por: Rebuke
· votar


mas no contexto do Who ele soa super bem.

Pelo que eu ouvi, não é bem assim.

aquele baixo atravessadão e solado de My Generation, em cima da batera caótica do Moon, é muito mais interessante pra mim do que o DT moderno tocando cravado no metrônomo.

Gosto pessoal. DT não tem nada a ver com a conversa.

ThiRPG
De novo, é só seu ego dizendo que sua opinião é um fato.


Não. É a realidade. Você é surdo?

Parece um monte de gente tentando ensinar física pra um terraplanista.

Não. Só gosto de perturbar roqueirinho idiota.

Rebuke
Membro Novato
# 19/fev/21 06:53
· votar


Lelo Mig
Deixa galera pagar pau pro sujeito...

Estou impedindo alguém?

John Entwistle atingiu um nível em que se fizesse qualquer merda galera ia aplaudir...

Isso tá mais do que claro. Com esse tópico, isso ficou um pouco mais evidente.

Rebuke
Membro Novato
# 19/fev/21 07:02
· votar


Jimi Hendrix, Ritchie Blackmore e etc, em alguns momentos, faziam um monte de barulho e galera ia a loucura. Paul Gilbert e Billy Sheehan tocando com furadeiras... Rock´n´Roll é circo.

É, todos os políticos são corruptos.

ThiRPG
Membro Novato
# 19/fev/21 11:04 · Editado por: ThiRPG
· votar


Só gosto de perturbar roqueirinho idiota.

Quinta série feelings.

Isso tá mais do que claro. Com esse tópico, isso ficou um pouco mais evidente.

A única coisa que ficou clara com esse tópico é seu nível doentio de egocentrismo e complexo de superioridade ilusória. Difícil debater qualquer coisa quando a pessoa tem ego de rockstar e cérebro de quinta série... E pensando bem, talvez seja mesmo só um adolescente com síndrome de grandeza, desesperado por atenção.

Por mais que as pessoas tentem falar, argumentar, você vai apenas continuar com essa pose de superioridade (que só existe na sua cabeça), repetindo as mesmas coisas "ad eternum", achando que é o grande gênio e todos à sua volta são pobres coitados, idiotas...

Como já tô calejado de discussão na internet, sei que é melhor ignorar esse tópico. Parafraseando meu avô: "Um jegue serve pra muitas coisas. Um cavalo de corrida serve pra muitas coisas. Um jegue que se acha cavalo de corrida não serve pra nada."

Boa sorte. =)

Rebuke
Membro Novato
# 19/fev/21 12:35
· votar


ThiRPG
A única coisa que ficou clara com esse tópico é seu nível doentio de egocentrismo e complexo de superioridade ilusória

Uau, temos um psiquiatra aqui.

Por mais que as pessoas tentem falar, argumentar

Argumentar? Só vi desculpinha e xingamento.

achando que é o grande gênio e todos à sua volta são pobres coitados, idiotas...

Se você diz, quem sou eu pra discordar?

ThiRPG
Membro Novato
# 19/fev/21 13:11
· votar


Rebuke

Tá bom. Tá bom.

Beijos. =)

ProgVacas
Membro Novato
# 19/fev/21 17:46
· votar


entamoeba

Quem quiser convencer o Rebuke vai ter que trabalhar mais!

O Rebuke é assim, esse cara puto às vezes, mas é uma puta.

Rebuke
Membro Novato
# 20/fev/21 09:41
· votar


O Rebuke é assim, esse cara puto às vezes, mas é uma puta.


Gleise Hoffman na cama, mas, Dilma na sociedade.

Juquinhaa
Membro Novato
# 20/fev/21 12:36
· votar


eu passava o salame na gleise hofma

entamoeba
Membro Novato
# 20/fev/21 15:55
· votar


BrotherCrow
Por exemplo, aquele baixo atravessadão e solado de My Generation, em cima da batera caótica do Moon, é muito mais interessante pra mim do que o DT moderno tocando cravado no metrônomo.

Pois é!

Semiótica do negócio:

Solo atravessado, espontâneo: "música é vida! Tô viajando nessa bagaça e o povo pira na minha arte!"

Solo milimetricamente colocado: "sou um MIDI humano, treino 16 horas por dia e não tenho vida! Minha mãe é uma tigresa chinesa que batia com um porrete na minha cabeça sempre que eu saía do tempo".

ProgVacas
Membro Novato
# quarta às 08:30
· votar


Rebuke

Gleise Hoffman na cama, mas, Dilma na sociedade

RISOS

Calime
Veterano
# ontem às 16:07 · Editado por: Calime
· votar


Rebuke

Não ficou óbvio

Como não? Se eu estou dizendo, não é algo obvio que é uma opinião pessoal? Se pra você não é, tudo bem...afirmo agora (só pra quem não ficou óbvio, tipo você): me agradou, tá valendo. Sendo EU o emissor, agradou no caso se refere à mim somente, ou seja, não precisa te agradar. E sim, é uma afirmação e fato pra mim. se não concorda, que se lasque...não tô buscando aprovação do que acredito, somente expondo. Até!

entamoeba
Membro Novato
# ontem às 03:03
· votar


Rebuke que não gosta de Nirvana.

Era mil novecentos e noventa e poucos. Estava na casa de um amigo vendo Kliptonita. Clipes de várias bandas ok sendo tocados, um atrás do outro. De repente, começa a tocar Nirvana e me vem algo na hora: "caralho!! Que banda é essa?! Que som foda!" era pop e visceral, muito mais do que qualquer rock que eu já tinha ouvido até então. Como isso pode ser medíocre? Algo que salta do lado dos outros, sem qualquer expectativa, porque nunca tinha ouvido falar da banda; sem qualquer indução.

E aconteceu algo semelhante com muita gente, muita mesmo! Uns caras que "não tocavam nada" foram catapultados a maior fenômeno dos anos 90. Será que isso é mediocridade? Ah, mas o Dream Theater toca muito mais... cara, enfia o Dream Theater no cu!

Juquinhaa
Membro Novato
# ontem às 12:53 · Editado por: Juquinhaa
· votar


Rebuke que não gosta de Nirvana.

Era mil novecentos e noventa e poucos. Estava na casa de um amigo vendo Kliptonita. Clipes de várias bandas ok sendo tocados, um atrás do outro. De repente, começa a tocar Nirvana e me vem algo na hora: "caralho!! Que banda é essa?! Que som foda!" era pop e visceral, muito mais do que qualquer rock que eu já tinha ouvido até então. Como isso pode ser medíocre? Algo que salta do lado dos outros, sem qualquer expectativa, porque nunca tinha ouvido falar da banda; sem qualquer indução.

E aconteceu algo semelhante com muita gente, muita mesmo! Uns caras que "não tocavam nada" foram catapultados a maior fenômeno dos anos 90. Será que isso é mediocridade? Ah, mas o Dream Theater toca muito mais... cara, enfia o Dream Theater no cu!


nirvana sempre foi atitude,uma parada que mexe com os sentidos.Já dream theater sempre foi chato demais, feito pra metaleiros virgens e espinhentos, aquele cara cabeludo, meio barrigudo que anda sempre com camiseta de banda. E mais, acho dt harmonicamente uma bosta sem criatividade nenhuma, incluindo aqueles solos chatos onde o bombadão la fica subindo e descendo em linha reta kkkkk..dream theater é muito chato, fan de dt acha que é a melhor banda do mundo

Lelo Mig
Membro
# há 19 horas
· votar


entamoeba
Juquinhaa

Eu não manjo porra nenhuma de Dream Theater, nunca me seduziu.

Aí, têm um álbum deles que eu achei bacaninha... Ueba!! até que enfim!!

Só que depois eu descobri, que justo esse álbum, os fãs do DT acham uma merda!!...kkkkk

makumbator
Veterano
# há 18 horas
· votar


Lelo Mig

Qual disco do DT você gostou?

Lelo Mig
Membro
# há 16 horas
· votar


makumbator

Six Degrees of Inner Turbulence

makumbator
Veterano
# há 15 horas
· votar


Lelo Mig
Six Degrees of Inner Turbulence

Você não gosta do Awake? É o meu preferido deles.

Lelo Mig
Membro
# há 15 horas · Editado por: Lelo Mig
· votar


makumbator

"Você não gosta do Awake?"

Eu confesso que nem lembro, eu tinha uma certa birra com o DT, a banda não me agradou e os fãs chatos fizeram eu pegar uma certa antipatia.

Mas, eu sou o tipo de cara, que em música, sempre dou uma nova chance. São inúmeros os casos de bandas ou estilos que eu não gostava ou descia o pau sem conhecer direito e, um dia, eu pego a discografia toda ou os álbuns mais relevantes para ouvir e me fundamentar sem "implicâncias".


O Six Degrees foi um caso à parte, fiz uma viagem ao Rio de Janeiro a serviço e havia um pen drive (sem identificação) no porta luvas que meti no som e era este álbum. Eu nem me liguei que era DT, porque este álbum parece muito com progressivo oitentista, tipo Pallas, Marillion, Illuvatar e etc. inclusive a sonoridade. E o som caiu bem na Via Dutra, vazia, num dia bonito.

Ouvi ele novamente depois, têm umas coisas meio cansativas, mas umas partes legais.

Eu preciso dar uma nova chance para o DT. Devagar, porque eu acho a banda meio cansativa, não dá prá ouvir muitos álbuns na sequência, tem de ir de boa.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original