Comprar um Artura Minilab para preencher e ornamentar minhas produções

    Autor Mensagem
    MetalJames
    Membro
    # 26/abr/20 22:08


    Fala, pessoal. Boa noite!

    Seguinte, eu produzo alguns sons autorais e alguns covers, recentemente eu senti a necessidade de preencher minhas produções, sabe? Digo isso pois estou numa fase muito acústica, praticamente só toco violão e canto, faço releituras apenas com esse instrumento. Exemplo:






    Já fui mais voltado para a guitarra, especificamente pra o metal (meu nick entrega isso), mas acabei desenvolvendo uma certa preguiça pra ligar a guitarra, amplificador e pedais (mesmo eu tendo um pedalboard que facilitava as coisas). O violão me pareceu mais cômodo e prático, embora menos versátil. Larguei mão da guitarra e dos pedais e investi a grana em outro hobbie, agora penso em preencher meus sons acústicos com ambiências, pianos virtuais, baixos virtuais e afins.


    Meu setup atual é:

    Um desktop muito bom e parrudo, dá conta de tudo;
    Um Zoom H5 para gravar o violão e voz, juntos ou separadamente (ele serve como placa de áudio também);
    Um violão da Rozini RX 213, de cordas de nylon no formato clássico com tampo maciço e boas madeiras;
    Uma escaleta Dolphin

    Penso em adquirir:

    Um violão Rozini RX 320 modelo dreadought (folk) com cutway, tampo maciço e boas madeiras
    Um Controlador Arturia Minilab, a razão de eu abrir este tópico

    Os sons que quero tirar são influências como Clube da Esquina, quero fazer aquele som "cheio", com ambiências e afins. Me falta uma guitarra, mas com o Minilab eu conseguiria emular bateria, baixo, piano digital, sanfona (ou gaita) e xilofone, penso que já deixaria o som mais "cheio" e com essa sensação de ambiência. Falando de sons atuais, penso em fazer algo nesse estilo:







    -
    -

    Cês acham algo possível? O controlador Minilab seria uma boa aquisição para estes fins?

    Um forte abraço!

    Ismah
    Veterano
    # 26/abr/20 22:46
    · votar


    Sim, seria... Todavia, ele não é exatamente necessário, e não necessariamente vai ser plug'n'play, a menos que você tenha um conhecimento mínimo de teclas.

    Sou bem sincero, que acho esse som chato pra caramba. Assim, não me prestei nunca a estudar nada nesse caminho. Então, não conheço as articulações para tal.
    Também não vivo numa caverna, assando virgens em rituais macabros, de cunho satanista. Trabalho com um grupo nessa vibe, chamado "Juba Brothers", e talvez goste do autoral. Mas fui honesto com eles, ao dizer que não sei opinar nada sobre, pois é muito fora do meu conhecimento...

    Enfim... Dá para perceber, que não é qualquer coisa. São notas bem colocadas, e articuladas com sabedoria.
    Até trabalho com um grupo nessa vibe, chamado "Juba Brothers", e fui honesto com eles ao dizer que não sei opinar sobre isso.

    Os patterns (padrões) estão para as teclas, como as batidas para o violão, quando este serve de apoio harmônico. São linguagens específicas em cada instrumento. A forma de tocar um Fender Rhodes, é diferente de tocar um Hammond B3. Aí, vai de tua vontade em estudar um novo instrumento.

    E a proposta que você trás, é muito mais desenvolvida nos gêneros mais populares, usando teclados arranjadores e/ou worstations. Nada te impede de gravar tudo usando o controlador, mas exige que pense como cada músico, e encontre as maneiras de fazer as articulações.

    Como violonista, que toca coisas do tipo, já é razoavelmente avançado. Caso queira apenas complementar, pode optar por overdubs de violão, ou mesmo usar ele como controlador MIDI, e criar em cima disso. É uma outra possibilidade, explorando um instrumento que tu já conhece, de outra maneira.

    Ningen
    Veterano
    # 26/abr/20 23:04 · Editado por: Ningen
    · votar


    MetalJames

    Concordo em 100% com o Ismah.

    Segue aqui um vst pra transformar violão/guitarra em midi.

    Um de escalas pra teclado, tocar acordes com uma tecla e etc.

    Inclusive, pensando aqui agora, dá até pra gravar bateria com uma batida no violão, separando em banda, metendo uns compressores... ou substituindo notas por peças... que coisa. Por que nunca fiz isso antes? ahuahuuha

    PS: Tenho um controlador aqui. Comprei com as mesmas intenções que as suas. Porém como disse o Ismah, não é plug n' play rsrs. Faço tudo no mouse.

    Ismah
    Veterano
    # 26/abr/20 23:58
    · votar


    Ningen

    Então... Venho das teclas, onde sempre tive visão de arranjo todo, o que leva a grande maioria dos tecladistas a produção... Vi tantas vezes isso, que já perdi a conta...
    Mesmo sabendo fazer, se não é algo complexo, faço no mouse, escrevendo direto na partitura...

    Parece fácil, mas não é só saber fazer acorde pé de galinha e vai criar uma cama harmônica. Sou um grande fã das linhas de teclas que o ZZ Top e o Linkin Park usam. Basicamente, é só pra dar peso, mas é bem feito.

    O difícil é, porque guitarra tem som de guitarra, teclas tem sons diversos (ficando só nos instrumentos de teclas), e cada um com suas peculiaridades, linguagem, etc...

    Casper
    Veterano
    # 27/abr/20 07:43 · Editado por: Casper
    · votar


    Caro MetalJames:

    Já pensou em adquirir um contrabaixo, ou um baixolão?
    Como o senhor já é das cordas, seria mais simples de se adaptar para colocar mais elementos na música, e já daria aquela primeira preenchida no espectro.
    Um violão bem feito com baixo e uma percussão simples já fica excelente. Tipo isso:



    Del-Rei
    Veterano
    # 27/abr/20 12:01
    · votar


    MetalJames
    Cara, recentemente comprei um Minilab MKII. É bem interessante e ajuda sim. Eu não diria que é fundamental, já que você pode escrever toda a parte midi sem ele, com o mouse, ou ainda transformar seu teclado do computador em um teclado midi - caso queira usar teclas físicas pra escrever as partes midi.

    Não sei qual DAW você usa, mas meu Minilab veio com a versão Lite do Ableton Live. Pra criar músicas não deu muito certo pra mim porque essa versão limita o projeto em apenas 8 tracks, mas achei os instrumentos virtuais dele legais, inclusive a versão do Analog Lab que também vem.

    Eu uso o Reaper, que é bem simples, mas através do ReWire é possível utilizar os instrumentos virtuais do Live no Reaper. Bem legal.

    Um aceno de longe!!!

    Ismah
    Veterano
    # 28/abr/20 05:29
    · votar


    Esse duo, já trabalhei com ambos em outros projeto. É algo interessante, e talvez o que esteja procurando. Fica de ideia, mas é ainda assim aprender um novo instrumento.

    Curiosamente, quando conheci o percussionista, o projeto principal dele, era (e ainda é) como baterista. E no que interessa, numa banda chamada Hangar 11, cover do Megadeth.

    https://www.youtube.com/watch?v=oPvifkGxQx4


      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Comprar um Artura Minilab para preencher e ornamentar minhas produções