Indicação de material histórico sobre o ramo de estúdios.

    Autor Mensagem
    Wade
    Membro Novato
    # mai/16


    Gostaria de saber se alguém aí tem conhecimento de algum material bom sobre a história do segmento de estúdios musicais.

    No geral mesmo. O surgimento do ramo, os primeiros estúdios, os grandes estúdios durante as décadas, etc...

    Valeu!

    Wade
    Membro Novato
    # mai/16
    · votar


    Ups

    Wade
    Membro Novato
    # mai/16
    · votar


    Ups 2

    Ismah
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Bem complicado de achar material sobre. É uma indústria que surgiu junto com o desenvolvimento de formas de gravação. A história corre junta.

    Começou com a polarização magnética de um fio em 1800 e guaraná com rolha, evolui na mão da alemanha para rolos de fita com óxido de ferro (ferrugem)... A Sony em algum momento entra na história e quase que monopoliza a fabricação de fitas magnéticas... A Wikipédia e o GoogleScholar/GoogleAcademics tem muita coisa, começaria a treinar inglês e alemão rs

    makumbator
    Veterano
    # mai/16 · Editado por: makumbator
    · votar


    Wade

    Tem muito material em inglês sobre esse assunto editado no Reino Unido e EUA. Aqui um exemplo muito bom (tenho esse livro digital):

    https://www.amazon.com.br/Great-British-Recording-Studios-ebook/dp/B01 C1TH3M0/ref=sr_1_15?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1462580746&sr=1-15&keyw ords=recording+history

    Aqui um excelente sob o prisma da música erudita (é mais sobre os impactos das gravações na música do que a história da gravação de música erudita):

    https://www.amazon.com.br/Recording-Classics-Maestros-Music-Technology -ebook/dp/B009P7PGZS/ref=sr_1_31?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1462581313 &sr=1-31&keywords=recording+history

    Esse aqui é das origens mesmo (não li):

    https://www.amazon.com.br/History-Recorded-Sound-1857-2006-English-ebo ok/dp/B00J90Z944/ref=sr_1_17?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1462581260&sr= 1-17&keywords=recording+history

    Aqui outro(também nunca li):

    https://www.amazon.com.br/History-Music-Production-Richard-Burgess-ebo ok/dp/B00KPRTR8O/ref=sr_1_23?s=digital-text&ie=UTF8&qid=1462581313&sr= 1-23&keywords=recording+history

    E por fim mais um:

    https://www.amazon.com.br/Cowboys-Indies-History-Record-Industry-ebook /dp/B00HBQ2D56/ref=pd_sim_351_3?ie=UTF8&refRID=PEJ7NYTD2C8Q8Q5AYABM

    Eventualmente pode-se ler um pouco sobre isso em livros que levantam os aspectos sociais do ambiente musical, mas nesses casos são trechos das obras. Em português o livro do Hobsbawn (a história social do jazz) toca nesse ponto (da indústria de gravação em seu início)

    Wade
    Membro Novato
    # mai/16
    · votar


    makumbator
    Boa.

    Achei umas obras legais em Inglês (uma das que citou, inclusive), li todas já, mas todas focam no ato de gravar em si. O que eu estava procurando era algo mais focado nos estúdios. Ou seja, a história dos estúdios, não da gravação, sacou?

    Mas vou dar uma olhada nesses que indicou. Aqui ou ali eles tem um pouco do que procuro.

    Ismah
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Novamente, lembre-se que as histórias se cruzam!
    Se tu se refere as histórias das salas, elas são meio que escolhas aleatórias, tu aprende a gostar de tal coisa na sala. Se adaptar as dificuldades, e solucionar problemas diversos com posicionamento, aplicação de defletores, espumas etc para solucionar problemas...

    mgustavo72
    Membro Novato
    # mai/16
    · votar


    Bom dia, não sei se auxilia mas na revista Sound on Sound foram publicadas reportagens sobre estúdios que funcionam desde o começo do sec. XX.
    Na seção Arquivos de Estúdio, entre 2014 e 2015, com estúdios da América do Sul, EUA e Europa.
    Também têm reportagens com engenheiros que trabalharam em discos clássicos, etc.

    Wade
    Membro Novato
    # mai/16 · Editado por: Wade
    · votar


    Ismah
    Man, é pra um trabalho acadêmico. Não posso pinçar qualquer coisa de qualquer lugar. Muito menos dar minha opinião sem referenciar bibliograficamente a alguma fonte relevante.

    mgustavo72
    É exatamente algo assim que procuro. E uma revista já tem relevância suficiente pra entrar como referência. Vou dar uma olhada nisso. Muito obrigado!

    Ismah
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Poxa vivente, mas como tu não pode pinçar e precisa dar referências? Não é contraditório isso?

    Rafael Tune
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Poxa vivente, mas como tu não pode pinçar e precisa dar referências? Não é contraditório isso?

    não pode, pois ele precisa de referências bibliográficas.
    pesquisa acadêmica é assim mesmo.

    Wade
    Membro Novato
    # mai/16
    · votar


    Não posso pinçar qualquer coisa de qualquer lugar.

    Ismah
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Ah entendi, é preciso certo renome pra falar bobagem e os outros acreditarem kkkk

    Posso te colocar em contato com alguns engenheiros de som, eles te ajudarem é outra história. Acha que iria te ajudar? (Ter face é pré-requisito)

    Wade
    Membro Novato
    # mai/16 · Editado por: Wade
    · votar


    Não é assim que funciona. Não é ter renome, é veicular a informação em fonte relevante, oficial e verificável.

    Não posso citar uma frase de alguém vinda de uma conversa informal no Facebook. Mesmo que esse alguém seja o Chris Lord-Alge em pessoa e essa frase seja a mais pura verdade.

    Melhor do que eu tentar explicar: pesquise, mesmo que superficialmente, sobre método científico.

    renatocaster
    Moderador
    # mai/16 · Editado por: renatocaster
    · votar


    Ismah

    Cara, ele precisa de material com referências bibliográficas, as fontes de pesquisas devem ser oriundas de material didático com algum registro oficial. Ele não pode fazer referência a um artigo postado no Facebook, por exemplo, num trabalho acadêmico.

    Posso te colocar em contato com alguns engenheiros de som, eles te ajudarem é outra história. Acha que iria te ajudar?

    Só vai ajudar se eles tiverem algum material publicado (com os devidos registros...ISBN, etc...). Pois assim, ele vai mencionar um determinado assunto fazendo a referência bibliográfica deste material.

    Ismah
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Wade
    renatocaster

    Senhores, estou perguntando se ajudaria os contatos. Acredito que caras como nosso ex-colega Carlos Adolphs, e Walter Ullmann, Renan Lopes, etc como engenheiros de áudio, podem até não dispor do material, mas podem dar direcionamento para eles.

    Por exemplo... Acabou de ser postado esse PDF num dos grupos da extinta AudioList.

    Jabijirous
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    SNão posso citar uma frase de alguém vinda de uma conversa informal no Facebook. Mesmo que esse alguém seja o Chris Lord-Alge em pessoa e essa frase seja a mais pura verdade.

    Senhores, estou perguntando se ajudaria os contatos. Acredito que caras como nosso ex-colega Carlos Adolphs, e Walter Ullmann, Renan Lopes, etc como engenheiros de áudio, podem até não dispor do material, mas podem dar direcionamento para eles.

    Cara, ele precisa de material com referências bibliográficas, as fontes de pesquisas devem ser oriundas de material didático com algum registro oficial. Ele não pode fazer referência a um artigo postado no Facebook, por exemplo, num trabalho acadêmico.

    Posso te colocar em contato com alguns engenheiros de som, eles te ajudarem é outra história. Acha que iria te ajudar?

    Só vai ajudar se eles tiverem algum material publicado (com os devidos registros...ISBN, etc...). Pois assim, ele vai mencionar um determinado assunto fazendo a referência bibliográfica deste material.


    Ok, vamos por partes!

    Trabalho acadêmico significa pesquisa. Quanto mais pesquisa você fizer, melhor. Essas pesquisas podem ser:

    1. Livro - O mais comum
    2. Teses e dissertações - o segundo mais comum
    3. Sites
    4. Pesquisa de campo
    5. Mídias sociais
    6. Outros


    Se o Chris Lord-Alge responder tuas perguntas, considere como entrevista.

    Entrevista pode ser com qualquer um, o sujeito não precisa ter artigo acadêmico, ou qualquer coisa do gênero. O importante é que o material que você está pesquisando ajude no teu projeto.

    Se você usar citação, aí o material tem que estar disponível. Por exemplo:

    No site do Jabijirous ele diz o seguinte: bla bla bla bla bla bla bla

    Aí você vai pegar o link do site e colocar nas referências. Assim, se a banca resolver pesquisar tua referência, ela vai achar e vai ver que você não está inventando nada!

    Para entrevista, eu aconselho deixar na nuvem ou publicar em blog. Assim, você tem um link e um registro da entrevista! Se a entrevista for em áudio ou vídeo, aí você pode usar o youtube ou soundcloud.

    Wade

    O teu trabalho pode ser grandioso. Não conheço um livro que fale sobre história dos estúdios aqui no Brasil. Como tem pouco material, tu vai ter que fazer muita pesquisa de campo e isso só vai enriquecer tua pesquisa.

    Wade
    Membro Novato
    # mai/16
    · votar


    Jabijirous
    Sim. É que estou procurando, nesse caso, por referencial estritamente bibliográfico. E mesmo que eu abrangesse outras formas de referência, ainda assim uma conversa no chat do Facebook não iria agradar em nada a banca rsrsrs.

    Enfim. Realmente é um assunto MUITO escasso. Até em Inglês é difícil. Em BR é praticamente inexistente.

    Eu to meio que redirecionando o trabalho, pois não era o objetivo dele fazer algo tão a fundo e com tanto ineditismo.

    O trabalho que daria pra fazer uma pesquisa desse nível estaria desproporcionalmente acima dos objetivos desse trabalho atual.

    Quem sabe mais pra frente :D

    Vlw o/

    Jabijirous
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Wade

    Facebook é uma grande ferramente de trabalho!! Uma entrevista pelo face é a mesma coisa que uma entrevista no Email. É datado, ou seja, é documento.
    Cansei de orientar trabalho de aluno onde entrevistaram tanto pelo email quanto pelo face.

    A banca não quer saber se é face, zapzap, google plus e etc. Ela quer saber o quanto tua pesquisa foi grandiosa e enriquecedora para o teu trabalho. Teu tcc tem que ter conteúdo de todas as formas, só assim que você vai enriquecer tem projeto.

    Até material daqui do fórum é válido é pra pesquisa. Por isso que no meu blog eu chamo de artigo e não "post".

    makumbator
    Veterano
    # mai/16 · Editado por: makumbator
    · votar


    Wade

    Concordo totalmente com o Jabijirous. Principalmente em um campo específico em que não há muita bibliografia tradicional torna-se ainda mais importante fazer entrevistas e levantar fontes não convencionais.

    Qualquer manual sobre edição de trabalhos acadêmicos demonstra como colocar diferentes tipos de fontes como bibliografia. Todos esses recursos são plenamente aceitos. No meu trabalho de conclusão de curso uma parte das fontes era de internet (e também entrevista por e-mail). E isso foi em 2003. Hoje isso é ainda mais corriqueiro. Não pense que só um livro editado comercialmente possa ser tido como fonte. O importante é a relevância da informação, não o formato da mesma.

    Wade
    Membro Novato
    # mai/16
    · votar


    Jabijirous
    makumbator
    Sim, to ligado que pode. Inclusive uso muito referências a blogs e entrevistas. É que essa parte, em específico, queria referências estritamente bibliográficas, pela forma como estava estruturando o trabalho.

    Sobre a banca, é só que alguns são caretas e fazem cara feia para algumas fontes que não consideram tão relevantes como outras. Não que iriam invalidar. E nem poderiam. Só torceriam a cara. Mas caso eu seguisse com a ideia original do trabalho usaria sim referências menos comuns, até porque, como vocês bem disseram, é uma área pouquíssimo explorada e não tem muito material publicado.

    Aliás, é uma ótima área para se publicar aqui no Brasil. Prato cheio pra uma tese.

    makumbator
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Wade

    Sobre a banca, é só que alguns são caretas e fazem cara feia para algumas fontes que não consideram tão relevantes como outras.

    Coloque o livro do Eric Hobsbawm como fonte que eles adoram e nem vão ligar pro resto. Hahaha! É um autor amado (e marxista, portanto bem aceito no meio acadêmico brasileiro), e esse livro dele sobre o jazz é realmente muito bom.

    Ismah
    Veterano
    # mai/16
    · votar


    Wade
    Realmente é um assunto MUITO escasso. Até em Inglês é difícil.

    Não acho tão raro assim, lá na gringa não se retém informação, mas sem duvida é restrito.

    Google Patentes e Scholar estão a teu serviço?

    De resto, eu realmente não tenho muita informação sobre estúdio, poderia te ajudar mais sobre live sound.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Indicação de material histórico sobre o ramo de estúdios.