Gravações de guitarra e violão microfonados em casa: como lidar com ruído?

Autor Mensagem
erico.ascencao
Veterano
# abr/15 · Editado por: erico.ascencao


Olá pessoal,

Recentemente engrenei um projeto pessoal de gravar vídeos de covers tocando guitarra e/ou violão. A priori o esquema das gravações está sendo bem simples, com captação de áudio (execução e playback) e vídeo pelo celular:



Venho pensando agora em investir em equipamentos de home studio para captar guitarra e violão com maior qualidade. A lista de equipamentos em vista é a seguinte:
- Interface de áudio: Tascam US-2x2;
- Pré: Presonus BlueTube DP V2 (posso deixar para uma segunda etapa);
- Microfones: 2 Shure SM57 (um para guitarra e outro para talk box, quando for o caso) e kit MXL 440/441;
- Fone para retorno: algum que isole bem;
- Monitores: Alesis M1 520A (já tenho).

A minha grande dúvida é qual é a dimensão do fator ruído que eu terei que enfrentar. Não vou ter um quarto com isolamento acústico, portanto fico preocupado em projetar um investimento destes pra depois me deparar com barulho de ônibus da rua nas captações. Gostaria então de pedir a opinião de vocês, principalmente de quem brinca de fazer gravações caseiras sem uma infraestrutura civil para tal.

ogner
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao
Relaxa velho..
Um mic dinamico, um condenser. Uma placa bacaninha, nada demais, com pelo menos 2 entradas, uma phanton power. Um headfone honesto e ja era!! O seu desafio vai ser o peopleweare nos erros e acertos empiricos... Se vc nao quer nada profissa mesmo, o ruido vai ser o de menos...a nao ser q vc more do lado de internacinal de guarulhos!! Hehe

Ismah
Veterano
# abr/15
· votar


Tá no caminho mano velho. O ruído externo só será problema caso vc more em beira de rodovia... Haverá dias que simplesmente é impossível gravar algo rsrsrs

Del-Rei
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao
Fala, camarada.
Penso num projeto parecido com o seu.
Mas me tire uma dúvida: pra que seria esse pré? O próprio pré da Tascam não é legal não?

Sobre guitarra, que eh o mais tenso de gravar (pelo volume), eu penso em um isobox. Mas pra voz, não vou me estressar muito não. Fecho porta e janela... E mando ver.

Um aceno de longe!!!

Ismah
Veterano
# abr/15
· votar


Pode desconsiderar a isobox, ainda mais se vc tem um amp maior que 15W com volume aberto.

erico.ascencao
Veterano
# abr/15
· votar


Del-Rei
O pré da Tascam parece legal, mas eu queria um valvulado, daí o BlueTube. Se bem que descobri uma interface da ART com pré valvulado embutido, só que sem a MIDI da Tascam.

erico.ascencao
Veterano
# abr/15 · Editado por: erico.ascencao
· votar


Ismah
Em princípio, não vou ter problemas com volume do amplificador, posso tocar alto que não tem galho. Tocando com valvulado de 40 W no volume 2~3, tá de bom tamanho?

MMI
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao

Se me permite... Válvula é muito legal num amplificador valvulado de guitarra, em alguns microfones (num U47, por exemplo) e em raros prés. Quero dizer com isso é que um pré valvulado é para se bem pensar bem, geralmente não vale a pena ou não faz a diferença. Não invista num pré por enquanto até você dominar e realmente se sentir limitado pelo pré da interface, o que nessas condições de gravação que você descreveu você não vai sentir. Se você quiser um pré melhor, pegue uma interface melhor como as da Apogee, UA ou RME, que já são melhores em praticamente tudo. Mesmo assim, provavelmente vai demorar para você notar diferença em gravações caseiras. Na maioria das situações o que há de melhor são os prés SS, transparentes e fiéis, o som quente, os harmônicos ricos do som das válvulas só fazem a diferença em caros e raros prés que nem vem ao caso aqui.

Vai na do ogner:
Um mic dinamico, um condenser. Uma placa bacaninha, nada demais, com pelo menos 2 entradas, uma phanton power. Um headfone honesto e ja era!! O seu desafio vai ser o peopleweare nos erros e acertos empiricos... Se vc nao quer nada profissa mesmo, o ruido vai ser o de menos...

No máximo um vocal booth ou umas mantas, muito estudo com tentativas e erros vão resolver seu caso.

Ismah
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao

Cara, 40W vai render som pra vc acionar um redutor de ganha rsrs

Vc tem ótimos conselhos aqui. E o K.I.S.S. - Keep It Simple Stupid é o mais eficiente.

erico.ascencao
Veterano
# abr/15
· votar


MMI
Ismah

Valeu pelos conselhos. Realmente o pré valvulado é uma coisa que eu não terei discernimento pra achar melhor ou pior que SS no nível de aprendizado. A ART que eu achei tem prés valvulados, porém grava em 24 bits só pela SPDIF.

MMI
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao

A ART que eu achei tem prés valvulados, porém grava em 24 bits só pela SPDIF.

Não, não é por aí.

Del-Rei
Veterano
# abr/15
· votar


MMI
No máximo um vocal booth ou umas mantas

Fala, grande guru!
Outro dia estava vendo sobre essas cabines. Deve ser um calor brabo ali dentro, deve não?

Um aceno de longe!!!

erico.ascencao
Veterano
# abr/15
· votar


MMI

Esta informação eu li no manual.

MMI
Veterano
# abr/15
· votar


Del-Rei

Fala Del!

As cabines precisam ser sem ventilação elétrica, obviamente, então é desumano trancar alguém por muito tempo ali. Mas não estava falando para ninguém colocar uma cabine dessa dentro do quarto não, me referia mais a isso aqui. :)

erico.ascencao

A informação deve estar certa. Mas queria falar que o caminho não é por essa interface da ART não. Vai de Focusrite Scarlet, Presonus, Mackie, Tascam, as feitas para homestudio e tradicionais no FCC, e se quiser sofisticar e pegar uma interface pequena, mas profissional (pré espetacular, bons conversores etc), pode pegar da Apogee, RME ou talvez a melhor do ramo no momento, da UA. Essas últimas se aproximam de ser interfaces profissionais, como de grandes estúdios, só que pequenas.

MMI
Veterano
# abr/15
· votar


Acho que isso é uma das coisas que posso um dia me arrepender de ter falado, mas vamos lá...

Os prés das interfaces padrão, simples, não são ruins de forma geral. Não dá para esperar grandes diferenças entre as Tascam, Focusrite, Presonus etc. Qual é a dos prés, especialmente quando você fala em homestudio? Vamos lá...

Logo de cara, a gente pode separar os prés entre os mais coloridos e os mais transparentes. Tem um bom artigo, antigo já, que trata bem deste assunto, se bem que não é voltado para homestudio propriamente. Qual é mais "versátil", já que a ideia não é comprar um montão de prés? Eu acho que são os transparentes, SS, digitais, exatamente como os que vem nas interfaces. Isso porque nem sempre se quer saturação, harmônicos a mais, frequências ressaltadas e quando se quer, alguns bons plugins fazem o trabalho. Mas é bem diferente do que se pensa quando se fala em pré de guitarra, valvulado.

A vantagem de se ter um pré em casa é um pouco mais avançada do que se dizer simplesmente "tem som melhor" para gravar. A maioria, em casa, vai pensar num SM57 ou SM58. Para guitarra, você vai colocar um destes mics (ou mesmo algum condensador), cardióides, apontados na cara do falante berrando nele a 100 dB fácil, fácil. Então vai ser uma fonte bem alta apontada para a região mais sensível do mic, enquanto um eventual ruído vem de trás, na região que o microfone quase não tem nenhuma sensibilidade. Quando se vai gravar voz ou um violão a diferença entre a fonte e o ruído é menor, mas um armário aberto, uma manta ou edredom podem ajudar (para isso que eu falei do vocal booth). Quero dizer com isso que para estas aplicações, o ganho do pré vai ser baixo ou se muito chegando no médio. Ou seja, em matéria de ganho, ninguém que se limita a este uso precisa de muito, os prés simples das interfaces de entrada dão conta.

Estes usos não precisam de muito ganho no pré e o ruído geralmente não se torna um problema. Um ganho maior, chegando mais no limite, vai ser necessário quando se usa um microfone ribbon - mas não vejo o pessoal do FCC investindo neles, apesar de serem muito legais. Aí já é uma aplicação mais crítica e mais difícil, porque a relação sinal/ruído é mais crítica, os ribbon não são cardióides, são figura 8, a acústica entra muito mais em questão. Ok, mas não é uma aplicação comum e muita gente aqui talvez nunca faça uso disto.

O fato é que os prés dessas interfaces comuns são de pouco ruído, a alimentação do USB (eventualmente Thunderbolt) é menos problemática que a tomada para interferências. A desvantagem, especialmente em se tratando de USB, é que a alimentação é pouco confiável. Especialmente quando se usa um USB hub ou mesmo se usar 2 ou mais condensadores, é possível que a interface jogue menos energia no mic que deveria - vai funcionar, mas não adequadamente e no melhor que o microfone pode fazer.

Outra questão: boa parte das interfaces, até mesmo prés, tem apenas entrada em linha e HiZ para instrumentos. Isto nem sempre proporciona o melhor som, são apenas 2 impedâncias de entrada e alguns microfones casam melhor com pequenas alterações, disponíveis em alguns prés mais sofisticados. Mas estou falando de microfones mais sofisticados, maior nível de exigência no resultado. Para a maioria das aplicações da galera, um mic condensador chinês simples numa interface mais ou menos, fornecendo uma energia mais ou menos, resolve - e resolve bem!

Prés externos podem ter funções extras. Alguns são channel strip, que tem equalizador e/ou compressor. É melhor, de fato, se a pessoa consegue acertar perfeitamente o som já na captação, mandando já comprimido e equalizado. Mas isto pode ser feito na DAW com mais tentativas e erros, é mais difícil para quem não tem bastante prática. Dependendo do pré pode ter funções diversas como Reamp, Load Dump (dummy load ou speaker soak) e outras funções, o que pode ajudar. Mas tudo isso se refere a prés bem mais sofisticados que o pessoal costuma olhar aqui no fórum.

Talvez a grande vantagem de ter um pré externo para os guitarristas de homestudio seja na hora de microfonar um amp. Com algum colega tocando ou mesmo um reamp (quem tiver o equipamento), fica mais fácil plugar o mic no pré e com um fone ligado nele, achar o sweet spot. Mesmo assim, não acho que valha o investimento num pré simples para isto, porque os mais simples são equivalentes os da interface.

erico.ascencao
Veterano
# abr/15
· votar


MMI

Cara, muito obrigado pelas dicas! Definitivamente, agora não é a hora para comprar um pré-valvulado para home studio.

A todos

Achei a M-Audio M-Track Plus muito interessante. Basicamente, tem os mesmos recursos da Tascam US-2x2, inclusive MIDI IN/OUT, que as concorrentes não têm. A grande sacada desta M-Audio é o Pro Tools Express, assim eu não preciso ficar correndo atrás de softwares piratex por aí.

A dúvida é: há alguns anos, a M-Audio Fast track era a grande moda nos home studios. Ela foi descontinuada e substituída por esta série M-Track?

MMI
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao

Essas interfaces na questão pré e conversores são equivalentes. Se você precisa de MIDI, então é uma boa pedida.

Quanto ao Pro Tools, essas versões simples não valem a pena, são muito limitadas. Pega alguma interface e se precisar de DAW, vai de Reaper - é a melhor DAW para quem não quer investir grana nisso. Ela não é freeware, pede uma doação, mas não expira (não trava funções).

Del-Rei
Veterano
# abr/15 · Editado por: Del-Rei
· votar


MMI
Hum, captei, rs. Esse tipo sem dúvida é bem melhor que uma cabine sem ventilação. Aliás, a ideia do armário com portas abertas... Achei ótimo também, rs.

Achei seu post explicativo fantástico, cara. Estou com umas ideias, e prestes a fazer umas aquisições e vou precisar de uns conselhos seus, rs. Em breve.
:)

Um aceno de longe!!!

MMI
Veterano
# abr/15
· votar


Del-Rei

No que eu puder ajudar, estou à disposição. Só chamar.

Ismah
Veterano
# abr/15
· votar


No que eu puder ajudar, estou à disposição. Só chamar.[2]

erico.ascencao
Veterano
# abr/15 · Editado por: erico.ascencao
· votar


MMI

Legal, boa ideia esta do Reaper! Ele tem uns plugins básicos (reverb, compressor...)? Hospeda bem VSTs como o Addictive Drums?

ogner
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao
Ele tem uns plugins básicos (reverb, compressor...)? Hospeda bem VSTs como o Addictive Drums?
Tem sim!!!

Muita gente usa, aqui no forum da galera ativa que posta som e gravaçoes acho que a maioria usa Reaper...tem topicos muito bons sobre ele!
Pode ir tranquilo nele... :)

MMI
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao

Tenho pouca experiência com o Reaper, mas é uma DAW completa, com bons plugins, hospeda VST e trabalha MIDI. Dá para trabalhar até profissionalmente.

erico.ascencao
Veterano
# abr/15
· votar


Outra pergunta - meio fugindo do assunto inicial do tópico, mas ainda relacionado com meu projeto...

Que software vocês me indicam para edição de vídeo? Basicamente, preciso de um software para sincronizar a imagem com o áudio gravado. Um software com esta função substitui uma DAW como o Reaper? Ou o processo seria preparar todo o áudio numa DAW e transferir a(s) faixa(s) pronta(s) para o software de edição de vídeo somente para a sincronia com a imagem?

Se esta pergunta for muito impertinente, abro outro tópico só pra este assunto amanhã.

makumbator
Veterano
# abr/15
· votar


erico.ascencao
Um software com esta função substitui uma DAW como o Reaper? Ou o processo seria preparar todo o áudio numa DAW e transferir a(s) faixa(s) pronta(s) para o software de edição de vídeo somente para a sincronia com a imagem?

Eu faço todo o áudio no Cubase e apenas quando finalizo a parte sonora abro o arquivo final no Vegas studio Platinum (que é uma versão intermediária, acima do Vegas studio e abaixo do Vegas Pro) para fazer a edição de vídeo. É assim que trabalho melhor.

Um programa multipista de vídeo (como o vegas) possui várias ferramentas de áudio também (inclusive abre os plugins VST para o som), faz cortes, fades, pan, etc...mas é muito, muito mais restrito que um programa multipista de áudio.

erico.ascencao
Veterano
# abr/15 · Editado por: erico.ascencao
· votar


MMI

Vi no site do Reaper que uma licença básica custa US$60. Diz o site que o software só tem uma versão... mas aí cita uns upgrades disponíveis para a licença integral. Pô, então não é o mesmo!

makumbator

Já ouvi falar no Vegas. Achei no site do produto dois itens que o Platinum tem a mais do que o Studio que, de antemão, considerei significantes:
- Advanced Edit Mode;
- Comprehensive window docking options, recallable window layouts.

Você sabe me explicar estes diferenciais? O Studio, por US$45, eu acho razoável.

makumbator
Veterano
# abr/15 · Editado por: makumbator
· votar


erico.ascencao

Vi no site do Reaper que uma licença básica custa US$60. Diz o site que o software só tem uma versão... mas aí cita uns upgrades disponíveis para a licença integral. Pô, então não é o mesmo!

Só há uma versão do programa, e dois tipos de licença, a não comercial e a comercial. A comercial é para estúdios profissionais e empresas, enquanto a não comercial (mais barata) é para indivíduos (mas que pode ser usada por uma pessoa para gravar e lançar comercialmente seu trabalho).

Leia a explicação do site que fica claro.

Já ouvi falar no Vegas. É caro este software?

O Pro é caro, mas pra mim tem recursos que não uso. A versão intermediária é bem mais barata, e muito mais que suficiente pra mim (na verdade nunca precisei de algo em matéria de vídeo que ele não fizesse).

A versão mais básica é ainda mais em conta, e pode servir pra muita gente. Na verdade isso depende de cada usuário.

Aqui o quadro comparativo:

http://www.sonycreativesoftware.com/vegaspro/compare

erico.ascencao
Veterano
# mai/15
· votar


Atualizando o pótico...

Comecei o projeto home studio erico.ascencao. Comecei a compra das tranqueiras e, passada minha temporada em João Pessoa, pretendo começar os testes para a nova era de vídeos no YouTube. Até lá, vou experimentando gravações simples para testar os equipamentos - uma delas que eu pretendo fazer é um review comparativo entre o GPA 570 e o Shure SM57.

Vou manter este tópico aberto porque o problema central dele pode aparecer ao longo das primeiras experiências.

Valeu pelas dicas pessoal!

Del-Rei
Veterano
# mai/15
· votar


erico.ascencao
Opa!
Bacana. Gostei das ideias de comparação.
Acho que esse tipo de vídeo ajuda muita gente.

Ficamos no aguardo dos vídeos.
Hehe.

Um aceno de longe!!!

Ismah
Veterano
# mai/15
· votar


Ajuda mesmo... Mas... erico.ascencao... Teu canal leva esse nome certo?! Achei um vídeo e compartilhei no face com o Bahia, nem me percebi qual o canal. Aí o Bahia quando viu, me perguntou.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Gravações de guitarra e violão microfonados em casa: como lidar com ruído?