Muitos instrumentos com sons embolados

    Autor Mensagem
    Torquato Neto
    Veterano
    # fev/15


    Pessoal,

    Faço algumas gravações de musicas por hobby a algum tempo, porém como não tenho tanto tempo disponível para isso, meio que fico em fases estudando assunto e gravando e depois passo um bom tempo sem gravar nada.

    Sempre fazia umas musicas Voz e Violão, e ficava razoável a qualidade.. uso um mic condensador at2020 e uma fast track pro, microfono o violão e canto.
    Porém comprei um controlador (UMX 610) para colocar mais instrumentos nas músicas.

    Ai faço a bateria no EzDrummer 2, o baixo com o Broomstick Bass, e teclado com Truepiano que vem no sonar mesmo ( Uso o Sonar x3) e coloco alguma outra coisa com o kontakt, com os instrumentos nativos que vem nele mesmo.

    O lance é, sempre acho o som meio embolado, ou um instrumento tomando o espaço do outro.
    Tipo.. faço assim para gravar:

    1- configuro o tempo da musica, gravo uma faixa guia voz e violão com o metrônomo só para poder montar a musica.
    2 - Monto uma bateria no Ezdrummer2 ou coloco uma percursao pra musica toda.
    3 - Gravo o baixo ao vivo com o controlador (depois ajusto para encaixar direito com o bumbo)
    4 - Gravo violões (sem o metrônomo, agora me baseio a partir da bateria mesmo) e teclados.
    5 - Gravo voz

    Depois faço as equalizações, retiro as frequências sujas da voz e violão, tudo que for microfonado, os instrumento virtuais não equalizo.

    Ai meio que os instrumento que quero dar mais evidência, colocar o som na frente, jogo uma compressão e quando quero que fique mais no fundo, coloco um reverb de leve.

    Na voz, eu tenho uma duvida danada como editar, mas geralmente eu equalizo, tiro ruido, coloco um desser, um compressor, e tou testando usar uns plugins de tape da waves.

    O que noto é que muitas vezes se tem violão e teclado, meio que fica uma briga entre os sons e não fica legal.
    Outra coisa, onde é bom usar os compressores ? só violão e voz ? em tudo ?
    Reverb, usar em canal separado ou só na master, ou não usar?
    Esses instrumentos vituais precisa equalizar?? bateria ? baixo?

    Minha intenção é gravar musicas estilo acústico e ter uma qualidade razoável. Ex dos artistas.. jack johnson, jason mraz , etc...

    Obrigado pessoal...

    Fernando
    Veterano
    # fev/15
    · votar


    Você trabalha o PAN dos instrumentos?

    Outra coisa: muitas vezes, misturar instrumentos virtuais com reais torna difícil a coisa ficar homogênea.

    BJAofficial
    Veterano
    # fev/15 · Editado por: BJAofficial
    · votar


    onde é bom usar os compressores ? só violão e voz ? em tudo ?

    eu particularmente uso em tudo, para cada instrumento uma compressão diferente, em um nivel diferente, que seja mais adequado.

    Reverb, usar em canal separado ou só na master, ou não usar?

    na voz e na caixa da bateria, acho fundamental, no resto, é relativo.

    Esses instrumentos vituais precisa equalizar?? bateria ? baixo?

    sim


    E como disse o amigo, uma boa solução seria pan entre guitarra e teclado, no começo da medo usar o pan achando que vai 'desequilibrar' o som, mas não se preocupe, é só psicologico.
    Fora isso, EQ e qualidade do audio capturado.

    JJJ
    Veterano
    # fev/15 · Editado por: JJJ
    · votar


    Cara, tem um livro (que obviamente não lembro o nome... mas acho que é "a arte da mixagem" ou algo assim) que dá uma abordagem bacana ao posicionamento "tridimensional" do som para que cada instrumento fique "no seu quadrado". Você já falou sobre algumas coisas aí, não sei se faz por "instinto", se aprendeu na marra ou se estudou alguma coisa, mas...

    Se me lembro (tem tempo que vi, posso estar errando algo), resumindo estupidamente a ópera, temos três variáveis fundamentais para que cada instrumento/voz fique no seu lugar: volume, pan e profundidade. A analogia é com as três dimensões espaciais. O volume é a altura - vertical, o pan é o posicionamento horizontal e a profundidade é... a profundidade mesmo... rs

    Existe ainda a equalização, que faz com que cada instrumento/voz fique no seu "reino". Uma coisa é você ouvir sua guitarra no seu ampli. Você vai querer bons graves, ok? Mas, numa gravação, talvez os graves da sua guitarra coincidam com o baixo! Então você deve suavizar esses graves da guitarra, pra não embolar, porque os graves são mais do "reino" do baixo.

    Até aqui, talvez esteja falando o óbvio pra você... se for o caso, desculpe, mas não sei o seu nível de entendimento da coisa.

    Agora, vou descrever a minha abordagem pra isso: se você não é o super hiper phodão da mixagem e/ou não tem os monitores top, fones top, prés top, interfaces top e top top top top etc, não parta do zero. Use e abuse das ferramentas de mixagem e seus presets, que te dão uma ajuda pra começar e depois vá lapidando a coisa, conforme seu gosto. Pacotes de mixagem (ezmix, t-racks, etc), ferramentas da DAW (eu uso o SONAR, então lembro do Pro-Channel, mas tem outros em outras DAWs), plugins de mixagem (NOMAD, WAVES, etc, etc, etc). Use os presets adequados para cada instrumento como ponto de partida! É a minha sugestão. Só de fazer isso (mesmo usando os presets puros, sem mexer em nada) é impressionante como a mix ganha vida. Afinal, os presets foram feitos por quem entende (supõe-se, né?... rs).

    bondtecla
    Veterano
    # fev/15
    · votar


    Torquato Neto
    Precisa ter bastante cuidado com o compressor e reverb nos tracks para não ficar o som "pesado", "preso", sufocando sua mixagem ou dando aspecto de está cantando num banheiro e é como Fernando questionou sobre o PAN que é importantíssimo na sua mixagem. Tenho o PAN como o cara que separa a briga do vizinho, cada um pra seu lado. Claro não vá exagerar porque se alguém for ouvir num sistema mono não vai ouvir os instrumentos deslocados totalmente para o lado oposto ao seu sistema. Não existe o uso do PAN numa mixagem com 100% pada "L" ou "R". Equalização é o fio porque dar a frequência correta a cada instrumento. Os instrumentos virtuais precisam sim ser trabalhados como se tivessem acabados de ser captados por mics. De ouvido atento nos seus monitores e cuidado com as pegadinhas da fadiga auditiva meu amigo, cansou os ouvidos, ta misturando muito, então é hora de deixar para o outro dia. vlw,,, um abraço

    bondtecla
    Veterano
    # fev/15
    · votar


    agora Fernando acho que é difícil realmente mas é possível. Tem que ter o cuidado de usar o mínimo possível, não encher de tracks o projeto e depois se perder. É porque envolve uma série de fatores, eu sei, tipo execução no controlador, hora de editar o miditrack e coisa e tal, enfim... mas com paciência fica um trabalho bacana. É preciso ter "ouvido de grilo."

    makumbator
    Veterano
    # fev/15
    · votar


    Torquato Neto

    Além do que o pessoal já comentou (aspectos técnicos de gravação e mixagem), é sempre importante lembrar que o arranjo propriamente dito influi bastante nisso, uma vez que ele é o que chamo de "primeira camada" da "mix".

    Se o seu arranjo concentra muita informação de vários instrumentos na mesma região há a tendência de embolar. Por isso uma parte do estudo de arranjo/instrumentação/orquestração é justamente saber dosar e combinar bem os instrumentos e suas linhas, de forma a que trabalhem juntos e não um atrapalhando o outro.

    Analise os aspectos de mixagem como já foi dito, mas observe também o que você está fazendo no arranjo que pode estar contribuindo para o problema.

    bondtecla
    Veterano
    # fev/15
    · votar


    ouça bem as palavras sábias do mestre makumbator.
    saudações amigos e bem vindos.

    Torquato Neto
    Veterano
    # fev/15 · Editado por: Torquato Neto
    · votar


    Fernando
    Você trabalha o PAN dos instrumentos?

    Uso sim, ou pelo menos tento rsrsr Ex: quando gravo só violões, coloco 2 bases, uma 50% para um lado e 50% para o outro, as vezes tento equalizar diferente os violões, ex: um mais com agudos outro com mais graves... ou gravo em linha e microfonado, ai vai um para cada lado.
    Quando coloco o teclado numa musica, sempre acho tomando o espaço do violão, e vice-versa, mesmo colocando o teclado para um lado. Acho que somente fica "amiguinho do violão" quando joga o reverb no teclado.

    Outra coisa: muitas vezes, misturar instrumentos virtuais com reais torna difícil a coisa ficar homogênea.

    BJAofficial

    Vou testar colocar compressão nos outros instrumento para ver como fica. Geralmente não fazia isso, por achar que ficaria tudo muito na frente do som. Mas vou tentar variar o Ratio. Só não sei se tem regra para onde deixar mais dinâmica e onde tirar, heheh.


    JJJ


    Meu nível é eterno iniciante (iniciante veterano), rsrs Faz uns 3 a 4 anos que leio e gravo algumas coisas, como sou da area de computacao tenho uma facilidade para os softwares, porém o que sei foi alguns cursos de net mesmo, videos tutoriais, algum material da net... ou seja... iniciante, heheh

    O lance do embolar, era pior quando não sabia que tinha que equalizar e retirar os ruídos, ai sim fica embolado, principalmente o baixo.
    O lance do equipamento, são simples mesmo, fast track pro, mic at2020, fone akg, controlador Umx610 e violões... mas acredito que dá para fazer umas gravações bacana.

    Uso o Sonar x3 também, os plugins do waves (esse era tanto plugin que demorei um tempo para sair testando o que diferenciava rsrs), ezdrummer2, o kontakt para instrumentos diversos, grand piano, truepiano, e algum avulso que achar legal.

    Gostei da dica do ezmix e t-racks, vou instalar eles para testar, pelos videos que vi no youtube tem vários present prontos...



    Sinto uma dificuldade de encontrar pessoas que também tem esse hobby ou mexe com isso, ehehe ai sempre fico nos testes de plugins, lendo, dando uma procurada eheheh

    Valeu pelas dicas pessoal....

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Muitos instrumentos com sons embolados