Home Studio - Produtos para gravação 'silenciosa' (Multi-instrumental)

    Autor Mensagem
    R. Carvalho
    Membro Novato
    # mai/14


    Fala meu povo. Continuando a ideia de um tópico anterior, gostaria de saber... tenho aqui uma M-Track, alguns microfones, algumas guitarras e outros instrumentos.

    Decidi deixar a gravação de guitarra e baixo, em linha apenas. Bateria, já tive uma eletronica, e já tive uma acustica. Simplesmente não rola para mim, na minha situação é mais jogo programar e usar o Superior Drummer mesmo. Para Synths e cia, uso um controlador midi. Mas o resto dos instrumentos acusticos, pretendo microfonar com o que tenho aqui. A idéia era saber:

    1 - Para a guitarra e baixo, venho usando plugins + impulses. Algum hardware seria mais ideal para isso? Torpedo Cab + preamps ou alguma outra solução? Para guitarra, qual seria um preamp bem completo com muitas opções de timbres e canais? E para baixo, pesquisei o MXR Di M80. Seria condizente com a minha proposta? Hoje, a maior vantagem que consigo ver usando hardware externo para gerar estes sons é a monitoração em tempo real, sem latência, mas além disso, realmente é um gasto válido?

    2 - Apesar da minha interface ter preamplificadores, para microfonação dos instrumentos acusticos (Voz, Violao, flauta, violino), é ideal ter um preamplificador externo ou é chover no molhado?

    3 - Sobre fones, devo preocupar-me com a resposta de frequencias ou apenas com durabilidade? Pois descarto a mixagem com headphones, a idéia básica seria usa-los para monitoração.

    4 - Par de bons monitores para gravação. O que é bem falado hoje em termos de qualidade a preços acessíveis?

    Sim, pretendo fazer um investimento nisso no decorrer dos anos, mas sempre mantendo em mente a palavra "homestudio", ou seja, não quero gastos exorbitantes hahahah

    Um abraço a todos.

    R. Carvalho
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    E também, que gravar os timbres prontos, apesar de "engessar" o timbre, pois depois não posso fazer reamp ou modificar livremente os timbres como faço com VSTs, me economizarão CPU. Apesar de ter uma máquina potente, quando começo a trabalhar com muitas tracks e muitos plugins, chega uma hora que tenho que começar a usar freeze nas tracks, senão fica difícil.

    makumbator
    Veterano
    # mai/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    R. Carvalho


    Para o baixo você pode comprar pequenos pré amps dedicados ao instrumento (muitos deles tem inclusive drive, e permitem dividir o som e gravar o sinal limpo e o processado em pistas diferentes para poder misturar depois à vontade).

    Tenho esses 3 que gosto bastante (e estão na sua faixa de "home estúdio"):

    Hartke Bass attack
    http://www.samsontech.com/hartke/products/accessories/pedals/vxlattack /

    Eden WTDI
    http://www.edenamps.com/products/pedals/WTDI.html

    Aguilar Tonehammer (esse é um puco mais caro, mas compensa):
    http://www.aguilaramp.com/products_preamps_tonehammer.htm

    R. Carvalho
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    makumbator
    Eu achei estes muito interessantes! Quando pesquisei o MXR M80 achei estes, bem interessantes. Neste caso, precisa ligar eles numa simulação de power e cabinets ou é só ligar direto?
    Hoje em dia, estou gravando meu baixo com cabinets da RedWirez e o Ampeg do Pod Farm!

    makumbator
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    R. Carvalho
    precisa ligar eles numa simulação de power e cabinets ou é só ligar direto?

    Pode fazer dos dois jeitos. Eu normalmente prefiro não usar simulação de caixa no baixo. Mas gravo o sinal "limpo" direto (nas saídas extras que os prés disponibilizam) + uma pista processada com a saída do pré. Depois misturo até obter o som que me agrada.

    Em outras vezes uso um Bass V amp Pro pra gravar usando simulação de caixa (ele tem uma opção digital e uma analógica)

    MMI
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    Bom minhas idéias postei num outro tópico, mas vale a referência. Minhas ideias estão lá.

    R. Carvalho
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    MMI
    Cara, estou lendo tudo e absorvendo uma coisa!
    Só posso dizer isso - ANIMAL!
    Putz, muita dica boa.... então, sobre as guitarras, venho gostando do timbre dos VSTs... mas o load na CPU é foda. Aí entraria equipamento externo!
    Sobre os violões, ando fazendo o seguinte... microfonando em um canal e no outro gravando em linha. Mas acho que um preamp bom para o microfone pode ser ainda melhor né? Ou um aura pra ligar em linha, não sei!
    Sobre baixo, muita gente me falou que até estes preamps mais baratos da MXR ou da Ampeg, em forma de pedal funcionam muito bem!
    Agora sobre a guitarra... já considerei muita coisa. Preamp em forma de pedal com impulses, valvulado + torpedo, Pod HD + Impulses. Mas com guitarra o buraco é mais embaixo né? hahahah
    E sobre os monitores, o que você ve hoje em dia no mercado que vale o investimento? Pouca potencia, 20 a 40w, com ligações RCA, P10. E com uma resposta de frequencias flat!

    MMI
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    R. Carvalho

    Sobre os violões, ando fazendo o seguinte... microfonando em um canal e no outro gravando em linha.

    Isso! Meu melhor resultado em casa é assim. Em estúdio já gravei com 4 microfones tops, mas isso é confusão.

    Sobre baixo, muita gente me falou que até estes preamps mais baratos da MXR ou da Ampeg, em forma de pedal funcionam muito bem!

    Vai na do mestre Makumba que sabe tudo.


    Mas com guitarra o buraco é mais embaixo né? hahahah

    Na verdade não é. É que guitarrista é mais chato, acha que ouve a formiga que andou na árvore que virou a guitarra.

    E sobre os monitores, o que você ve hoje em dia no mercado que vale o investimento?

    Depende do investimento. Que vale mesmo são os Genelec, mas po... Tem que se pensar a respeito.

    R. Carvalho
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    MMI
    https://soundcloud.com/rafael-bandeira-de-carvalho/crafter-fx550eq-tes t
    Atualmente é este o som que venho conseguindo. Foda que o violão estava com cordas finas e velhas, tinha acabado de pegar ele. Vou botar um setup de Elixir mais grossas, vai ficar um tesão.
    Mas mesmo assim, ficou bom o resultado fazendo assim como lhe falei...

    Sobre os monitores tinha pensado em coisas mais baratos, como o Rokkit ou Yamaha, ou até M-Audio. Valem o gasto?

    MMI
    Veterano
    # mai/14
    · votar


    R. Carvalho

    Não posso avaliar, escutei no notebook. Achei que você tocou bem, só isso... rs

    Monitores... Acho que depende de muitos fatores, o principal é o amibiente que você vai colocar.

    R. Carvalho
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    MMI
    Hahahahah nada, pensei numa parada qualquer pra tocar e rodei no Cubase, tava doido pra gravar qualquer coisa com esse violão, que apesar de não ser de madeira (O fundo dele é naquele material, tipo uma fibra, como os ovation), achei muito legal o timbre dele, tem volume pra carai.

    yr_ssl
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    Amigo,

    O meu equipamento atual é muito parecido com o seu. Eu fiz inúmeros testes e percebi que a placa M-Track melhora quase nada a questão do ruído e da qualidade da gravação de guitarra em linha. A melhora é mais significativa na latência, e claro, no fato de ser 48khz 24 bits. Mas para o meu ouvido, não mudou quase nada em relação a placa on-board. A parte boa fica por conta de poder colocar dois condensadores ao mesmo tempo, e fazer um som voz e violão. Fica bom mesmo! Se não fosse por este recurso, eu não recomendaria a ninguém.

    Fora isso, quanto as suas perguntas, e muitas delas eu também já me fiz e já pesquisei bastante, posso te dizer que tenho aprendido que o grande segredo da clareza do som está na mixagem. Evidente que ruído toma espaço no som e atrapalha qualquer mixagem, mas uma mixagem bem feita consegue colocar cada instrumento no seu lugar. Isso vale muito mais que equipamentos caros. Tenho certeza que se der sua gravação para um desses gurus produtores musicais famosos, eles vão fazer melhor com sua música do que você faria hoje com ótimos equipamentos. Portanto minha dica é essa: invista seu tempo em aprender, e pare de gastar até ter certeza que já faz o melhor que se pode fazer com o que tem.

    Entre um som caseiro de qualidade zero, e um profissional de qualidade dez, se você não entrar pra gravar num estúdio de verdade, seu som não passará do 3 ou 4. Não tem artimanhas, por mais que a gente se empolque pra caramba com cada pequeno avanço que conseguimos em nossas gravações, logo nos damos conta que existem vários pontos a melhorar, e quase sempre caímos na questão do equipamento. No fim sempre fica um abismo de diferença entre uma gravação semi-profissional de uma profissinal. Não tem como comparar uma gravação de home-studio com uma gravação em um local que gasta o preço do seu PC só com cabos, não é verdade?

    Resumindo, eu não sei qual o seu verdadeiro objetivo com suas gravações, mas eu dividiria em duas situações:

    1 - "Quero tocar e gravar com alta qualidade"
    Se este é o seu caso (é o meu também), já te adianto que a busca por equipamentos cada vez mais caros e da moda não leva a nada. O ideal é se superar na execução, se aprimorar no instrumento, gravar com máximo de qualidade com o que tem, e não se iludir em querer qualidade de estúdio. Trabalhe bem as os arranjos e mixagens, procure manter o foco na ideia da música, como se um dia ela pudesse ser regravada com melhor qualidade.

    2 - "Quero oferecer serviço de gravação para terceiros"
    Aí neste caso meu velho, não tem jeito mesmo, tem que meter a mão no bolso e investir pesado, porque ao meu ver, uma vez que você cobrar por algo, tem que oferecer qualidade superior aquela que o fulano conseguiria em casa com esforço. Ou seja, você tem que ser profissional, não apenas um cara que entende do negócio, mas que oferece meios de a pessoa gravar com equipamento que ela não poderia ter em casa. É claro que com sua interface e um bom condensador você já pode gravar vozes, locuções e este tipo de coisa, mas quando nego aparecer com baixo acústico, saxofone, sanfona etc o bixo pega mesmo. Tem que gastar e muito!

    Abraços!

    R. Carvalho
    Membro Novato
    # mai/14
    · votar


    yr_ssl
    Cara, sobre ruido te confesso que não tenho. Os preamps dela aqui são bem silenciosos e tem um bom som. É mais a vontade de ter preamps e simuladores analógicos para o timbre de guitarra. Hoje em dia, estou muito satisfeito com os timbres, isso considerando que antes estava microfonando um valvulado. Mas acho que ainda da pra melhorar, por isso trouxe as perguntas a tona!

      Você não pode enviar mensagens, pois este tópico está fechado.
       

      Tópicos relacionados a Home Studio - Produtos para gravação 'silenciosa' (Multi-instrumental)