Tópico sobre regência - Alguém aqui manja?

    Autor Mensagem
    Bolo de laranja
    Veterano
    # nov/08


    Recentemente fotocopiei um livro de regência do raphael batista,comecei a me interessar pelo assunto.

    Não quero ser um daqueles regentes mestres,quero fazer arranjos e regê-los em uma orquestra de violões,ou um pequeno quinteto de choro,algo pequeno assim.

    Mas,antes de me mergulhar,tenho medo de ser coisa de maluco e tiver de ralar além da conta.Dá pra aprender regência sozinho?

    Abraço

    TG Aoshi
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Bolo de laranja
    Acho que pra grupos tão pequenos, um regente é desnecessário.

    makumbator
    Veterano
    # nov/08 · Editado por: makumbator
    · votar


    Bolo de laranja

    Tenho esse livro(Tratado de regência), e também um de regência coral do Oscar Zander,ambos são bons.

    Não quero ser um daqueles regentes mestres,quero fazer arranjos e regê-los em uma orquestra de violões,ou um pequeno quinteto de choro,algo pequeno assim.

    Mas como vc deve estar ciente, para fazer arranjos não é preciso saber reger. Apesar que o conhecimento de arranjo para um regente é quase que uma obrigação, mas o inverso não é verdade.

    Mas,antes de me mergulhar,tenho medo de ser coisa de maluco e tiver de ralar além da conta.Dá pra aprender regência sozinho?

    Sozinho realmente não. Mas pode-se aprender e praticar os movimentos pelos livros. Aprender os termos técnicos dos principais instrumentos(material que não se encontra em livro de regência, e sim em material de orquestração, instrumentação, métodos de cada instrumento, métodos de arranjo, etc...), e é claro ouvir e analisar muita música lendo a grade completa. Para a formação de um bom regente, o candidato tem que desenvolver-se em várias áreas:

    harmonia, contraponto, orquestração, conhecimento histórico sobre os estilos e seus maneirismos, desenvolver um ouvido bem apurado(ouvido relativo em boa forma, no mínimo), história da música e da arte de uma maneira geral,etc...além de desenvolver e ter o dom da liderança e saber lidar muito bem com as pessoas.
    Mas para completar o aprendizado, além de praticar regendo grupos pequenos, médios e grandes de várias formações e repertórios, há toda uma bagagem "não-escrita" de macetes e truques que se aprende se tornando assistente de um regente já estabelecido.

    Claro que um curso de regência proporciona tudo isso(com exceção do dom de liderança).

    Mas independente de se tornar ou não um regente, nada o impede de estudar todos esses assuntos, o que o fará um músico muito melhor e mais completo.

    Pardal
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Bolo de laranja

    Cara, como o makumbator disse acima, dá pra você aprender alguma coisa. Eu estou terminando o segundo semestre de uma matéria de regência, que tenho no meu curso. É regência para côro, então é muito voltado a essa área. O mais recomendável é você procurar um regente e aprender com ele.

    Mas para grupos pequenos, como você citou, não há a necessidade de um regente.

    Minow
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Pardal
    Você gosta dessa matéria? Penso em puxar várias matérias de regência e composição.
    Ano que vem pretendo pegar orquestração e contraponto como eletivas.

    Pardal
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Minow

    Você é de Belô também? Acho que um tempo atrás conversei com alguém que era da Fundação, não lembro...

    Pega sim, mas a regência de côro é muito interessante. Você precisa apenas resolver problemas correlatos à voz, um instrumento com o qual você nasceu. É muito bom pra começar, pegar as primeiras coisas...

    O mais complicado, porém, são as diferentes escolas de regência, que ensinam formas diferentes de marcar o tempo, de gestual. Em geral, o regente mesmo escolhe seu gestual de acordo com sua experiências, mas há um gestual básico, como o de marcação de tempo, apesar de divergir, como já disse.

    Minow
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Pardal
    Não, eu sou do Rio...
    Devo pegar alguma dessas matérias, tem muitas que me interessam, e pouco tempo! Hehehe
    Vou ver se pego duas de eletiva e assisto a outras como ouvinte mesmo, só não vai constar na minha grade, mas eu aprendo do mesmo jeito.

    Pardal
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Minow

    só não vai constar na minha grade, mas eu aprendo do mesmo jeito.

    Com certeza. E nada de complacências: faça todos os exercícios!!

    tem muitas que me interessam, e pouco tempo!!

    Você acabou de entrar, né?

    Bolo de laranja
    Veterano
    # nov/08 · Editado por: Bolo de laranja
    · votar


    Tenho esse livro(Tratado de regência),

    é esse mesmo o nome!

    Valeu aí pelas dicas,vou pegar umas aulas de ouvinte lá na minha escola.

    o chato é que é as segundas e quartas e vou sair tarde de lá,e sabe,passar um moleque de 13 anos pelos pivetes da lapa é defecel....

    Abraço

    TG Aoshi
    Veterano
    # nov/08 · Editado por: TG Aoshi
    · votar


    Minow
    Pardal
    Onde vocês cursam? Que ano estão?

    Pardal
    Qual a diferença de regência coral e instrumental?
    EDIT: Tirando o óbvio, é claro... =p

    Pardal
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    TG Aoshi

    Qual a diferença de regência coral e instrumental?
    EDIT: Tirando o óbvio, é claro... =p


    Bom, o gestual basicamente, o regente desenvolve pra si. Dar entradas, olhar para os membros do terno em questão... São muitas as semelhanças. Mas numa orquestra, os problemas a serem resolvidos musicalmente o são de uma forma diferente que num côro. Mas acho que isso é o óbvio, né?

    TG Aoshi
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Pardal
    uehaue!
    Pra mim, nem tanto...

    Fiz a pergunta, por causa da divisão de estudo entre regência coral, e regência instrumental.

    Pardal
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    TG Aoshi

    Fiz a pergunta, por causa da divisão de estudo entre regência coral, e regência instrumental.

    Em geral é por causa disso. Claro, os instrumentistas em geral vão estar olhando ou pra partitura, ou pro instrumento. então o regente serve mais pra organizar a música antes da apresentação, e só dá as entradas no concerto, basicamente. Auele gestual todo serve pra lembrar os músicos a hora em que eles vão fazer o quê.

    No caso dos cantores, eles podem olhar para a partitura e para o regente ao mesmo tempo. Isso diminui o tempo de ensaio necessário, em média, considerando um bom côro e uma boa orquestra. Assim, o côro tem uma regência mais fácil, mas seus princípios são aplicáveis à regência de outras formações.

    Dogs2
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Bolo de laranja
    cara, como que a gente vai voltar a bater papo? cria um outro MSN de algum jeito e entra só pelas lanhouses véi

    Minow
    Veterano
    # nov/08
    · votar


    Pardal
    Você acabou de entrar, né?

    Faltam 2 anos, mais um com as didáticas da Licenciatura. Mas eu me interesso por muitas matérias de regência e composição.

    TG Aoshi
    No Conservatório Brasileiro de Música.

    jacare_sax
    Veterano
    # dez/08
    · votar


    Regência instrumental difere muito de coral. O regente tem que ter conhecimento de todos os instrumentos que está regendo; a extensão de cada instrumento, a tonalidade de cada instrumento, as diversas dificuldades particulares de cada instrumento.
    Boa sorte!!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Tópico sobre regência - Alguém aqui manja?