Sobre se sentir atraído por pessoas fora da relação

Autor Mensagem
Drinho
Veterano
# 08/out/19 10:22
· votar


Gansinho

Não tem desculpa nenhuma para traição, até porque traição não foi sugerida amigo.

É normal sentir atração por outras mulheres, você goste ou não, ache feio ou bonito, tão normal quanto ir ao banheiro.

Eu acho que ele deve respeitar a mulher dele e não trai-la, tem que ter controle.

Mas também acho que ele não tem que ficar criando um peso de culpa do tamanho de um elefante por uma coisa que sai das bolas dele e seu consciente não controla.

Só isso.

entamoeba
Membro Novato
# 08/out/19 14:46
· votar


valleytheman
Eu acho que ia pirar imaginando se minha parceira está com outra pessoa naquele momento. Acho que não tenho esse desprendimento todo. É claro que isso aí vale para as duas partes.

Pois é. As pessoas traem para evitar esse dilema. Particularmente, acho baixo demais!

Mas a monogamia tá longe de ser uma solução livre de dilemas. Imagine que sua esposa passe por umas mudanças e passe a ter interesse baixíssimo em sexo. Qual seria a saída? Não conversar sobre o assunto? Pedir divórcio? Se castrar quimicamente?

Acho que se ela te propusesse certa flexibilidade, nessas condições, você aceitaria. Ou não?

Lelo Mig
Membro
# 08/out/19 15:26
· votar


Drinho
entamoeba

A grande maioria nem quer comer a esposa. Se pudessem, a esposa faria o jantar, cuidava da casa e dos filhos, e o cara ia transar com putas, desde que a esposa não desse prá ninguém.

Aí os caras vêm aqui discursar sobre os "princípios sagrados da fidelidade".

Fui feliz e fiel (por opção pelo pacto) no casamento e conheço muita gente assim. Mas conheço mais hipócritas com relação ao assunto do que "maridos felizes".

brunohardrocker
Veterano
# 08/out/19 19:26
· votar


Dilemas, hipocrisias, vagabundagem nos relacionamentos, para mim tem uma ligação muito forte com problemas culturais.

Buja
Veterano
# 08/out/19 22:21 · Editado por: Buja
· votar


Pra mim se o cara nao é fiel com a mulher, nao é com o patrão, não é com a mãe, nem consigo mesmo.
Se gosta de pegar outras mulheres, que são muito mais faceis e baratas e descomplicadas, pra que casa então? Fica solteiro e pega geral.
Acaba que infidelidade e burrice andam de mãos dadas.

Lelo Mig
Membro
# 08/out/19 22:36 · Editado por: Lelo Mig
· votar


brunohardrocker

"para mim tem uma ligação muito forte com problemas culturais."

Exatamente. Mas não "problemas culturais" e sim com cultura.

Até muito pouco tempo atrás a poligamia (masculina) não só era aceita como incentivada, inclusive pelas religiões e não só o Islã.

A poligamia era praticada pelos judeus e pelos cristãos primitivos.

O velho testamento relata e incentiva e no novo testamento não há qualquer mandamento explícito de que o casamento deve ser monogâmico ou qualquer mandamento explícito proibindo a poligamia, e Jesus é irrelevante como modelo para os costumes matrimoniais porque ele não se casou e quase nada comenta sobre o assunto.

Foi a Igreja Romana que baniu a poligamia de modo a se adequar à cultura greco-romana que prescrevia apenas uma esposa legal, embora tolerasse o concubinato e a prostituição.

Hoje, principalmente as religiões, querem ser o baluarte da fidelidade.

Até pouco mais de 60 anos atrás a traição masculina era tolerada e a sociedade fazia vista grossa. O homem podia matar a mulher infiel, mas mulheres não podiam, igualmente, defenderem sua honra.

A cultura machista definiu o que era melhor para o homem.

Quem nasce no Islã e o pai têm um monte de mulheres acha normal. Se fosse a cultura de uma mulher e um monte de homens acharia normal também.

Algumas tribos indígenas não possuem parceiros fixos, outras sim, outras há poligamia, tanto de machos quanto de fêmeas... quem nasce na tribo acha natural.

Tudo isso é cultural.

Discípulo do fogo preto
Membro Novato
# 08/out/19 23:42 · Editado por: Discípulo do fogo preto
· votar


Esse quadrante verdinho é um porre

poligamia (masculina) não só era aceita como incentivada, inclusive pelas religiões e não só o Islã
Belo et moral

JJJ
Veterano
# 09/out/19 08:18
· votar


Carai... muita prosopopeia aqui...
Vai bater uma bronha e pronto.

sandroguiraldo
Veterano
# 09/out/19 12:42
· votar


Lelo Mig
e no novo testamento não há qualquer mandamento explícito de que o casamento deve ser monogâmico

O diácono deve ser marido de uma só mulher e governar bem seus filhos e sua própria casa. 1 Timóteo 3:12

mas, por causa da imoralidade, cada um deve ter sua esposa, e cada mulher o seu próprio marido. 1 Coríntios 7:2

É preciso que o presbítero seja irrepreensível, marido de uma só mulher, e tenha filhos crentes que não sejam acusados de libertinagem ou de insubmissão. Tito 1:6


Jesus é irrelevante como modelo para os costumes matrimoniais porque ele não se casou e quase nada comenta sobre o assunto.

https://www.bibliaonline.com.br/nvi/busca?q=marido&f=bookGroup%3ANT

acabaramosnicks
Membro Novato
# 09/out/19 12:47
· votar


sandroguiraldo
Matou a cobra e mostrou o pau (não leve por trás).
clap clap clap

Zebreiro
Veterano
# 09/out/19 13:02
· votar


A regra é clara: pode com a empregada ou secretária às sextas-feiras

Gansinho
Veterano
# 09/out/19 13:09
· votar


Lelo Mig
Aí os caras vêm aqui discursar sobre os "princípios sagrados da fidelidade"

Eu tô cagando pro "sagrado". Só acho que se você se comprometeu a ser fiel, seja. Senão termina o casamento e vai comer geral.

brunohardrocker
Veterano
# 09/out/19 13:10 · Editado por: brunohardrocker
· votar


Lelo Mig
Exatamente. Mas não "problemas culturais" e sim com cultura.

Problemas culturais, pois acho que a hipocrisia (enquanto incoerência entre valores e atitudes) tende a ser menor nos lugares mais desenvolvidos ou entre indivíduos com maior conhecimento.
Digo: por que eu colocaria algum tipo de status em ser o macho alfa reprodutor se eu estiver numa nação em que isso não dá nenhum status positivo? Por que eu preferiria quebrar o "contrato" com uma esposa se eu posso pensar que é mais coerente não ter uma? Por que eu rebaixaria um carro popular e colocaria um paredão de som na Suécia?

Essa é minha leitura, de que há ligações fortes entre problemas socio-culturais com hipocrisias, com o jeitinho, com quebras de contratos, com falta de planos a longo prazo.

Até muito pouco tempo atrás a poligamia (masculina) não só era aceita como incentivada, inclusive pelas religiões e não só o Islã.

No cristianismo, ao menos, não. Levando em conta que poligamia é o relacionamento/casamento estável com várias pessoas, não traição. No cristianismo não é aceito e nem incentivado, mas praticado.
Aí eu posso concordar: é praticado, mas não aceito. A traição e a poligamia são proibitivas tanto para o homem quanto para a mulher. Mas socialmente deu-se um jeito de se abrandar para os homens.

Foi a Igreja Romana que baniu a poligamia de modo a se adequar à cultura greco-romana que prescrevia apenas uma esposa legal,

O que é o correto, pois a poligamia e a putaria geral não fecha a conta do social. Tem que ter organização. Tem que se saber quem é o pai dos filhos. O crescimento populacional não pode ser tão estrondoso e desorganizado.
E sou de acordo que a cultura pressione sempre pela ordem. Embora não acredito que essa pressão sobreviverá por muito tempo.

Hoje, principalmente as religiões, querem ser o baluarte da fidelidade.

Fidelidade é correto. Não vejo porque haver incentivo ao contrário.

Até pouco mais de 60 anos atrás a traição masculina era tolerada e a sociedade fazia vista grossa. O homem podia matar a mulher infiel, mas mulheres não podiam, igualmente, defenderem sua honra.

O que deve ser mudado. Tem que ser pela ordem, sempre.

Quem nasce no Islã e o pai têm um monte de mulheres acha normal. Se fosse a cultura de uma mulher e um monte de homens acharia normal também.

Eu discordo do modelo deles porque não fecha a conta. Por mais que seja uma ordem estabelecida culturalmente. Acaba que ter varias mulheres seja mais viável a muçulmanos de mais alta renda.

Tudo isso é cultural.

Sendo ou não sendo, eu sou mais a eficiência e o incentivo cultural à monogamia.

entamoeba
Membro Novato
# 09/out/19 14:38
· votar


brunohardrocker
Acaba que ter varias mulheres seja mais viável a muçulmanos de mais alta renda.

Livre mercado, mané! E conservadorismo extremo! Vá pra Arábia Saudita!

brunohardrocker
Veterano
# 09/out/19 15:29
· votar


entamoeba

Isso não é livre mercado, é socialismo descarado: a família Castro pode ter um harém, enquanto o populacho não tem nem internet.

entamoeba
Membro Novato
# 09/out/19 15:35
· votar


brunohardrocker

A Arábia Saudita é socialista?

Jonas Kahnwald
Membro Novato
# 09/out/19 15:49 · Editado por: Jonas Kahnwald
· votar


lol fulano relacionando poligamia com livre mercado
é muito zé ruela

entamoeba
Membro Novato
# 09/out/19 16:19
· votar


Jonas Kahnwald

Jesus tá vendo você me perseguindo. Ele deve te achar um babaca!

Lelo Mig
Membro
# 09/out/19 16:45 · Editado por: Lelo Mig
· votar


sandroguiraldo

Diácono é sacerdote. Presbítero também. A bíblia deixa bem claro a condição de líder religioso nestas passagens.

brunohardrocker

Se a galera ler desde minha primeira postagem até a última irão constatar (pelo menos quem consegue interpretar um texto) que não estou fazendo apologia a traição. Tanto é que deixo explícita a minha condição de marido fiel por 12 anos.

Apenas, desviei propositalmente o assunto para questão da poligamia (que não é traição) para mostrar aos cagadores de regras que vieram armados com suas espadas morais, que eles são apenas fruto do que aprenderam ser. Se seus pais tivesse 10 mulheres numa sociedade onde isso seria aceito, neguinho não estaria aqui pagando de ser superior que não têm desejos mundanos.

(não foi seu caso, apenas aproveitei sua postagem com o tema "problemas culturais").

Gansinho

"Só acho que se você se comprometeu a ser fiel, seja. Senão termina o casamento e vai comer geral."

Repito, onde eu escrevi ao contrário a isso? De não cumprir o pacto de ser fiel?

st.efferding
Membro
# 09/out/19 16:56
· votar


Sei lá mano, bate uma bronha, depois vai carpir um lote que tu esquece.

Bando de moleque devoto de bucet@, putaquepariu

brunohardrocker
Veterano
# 09/out/19 18:47
· votar


entamoeba

>Livre mercado, mané! E conservadorismo extremo! Vá pra Arábia Saudita!

>Isso não é livre mercado, é socialismo descarado: a família Castro pode ter um harém, enquanto o populacho não tem nem internet.

>A Arábia Saudita é socialista?

='(

brunohardrocker
Veterano
# 09/out/19 18:49
· votar


Lelo Mig
(não foi seu caso, apenas aproveitei sua postagem com o tema "problemas culturais").

Pois é, acho que faltou eu ser mais específico sobre os problemas culturais que eu quis citar.

Gansinho
Veterano
# 09/out/19 19:09 · Editado por: Gansinho
· votar


Lelo Mig
Repito, onde eu escrevi ao contrário a isso? De não cumprir o pacto de ser fiel?

Só repeti o que tinha falado anteriormente, pra dizer que minha opinião não tem nada a ver com religião, inclusive não tô nem aí pra religião. Novamente não quis dizer que você falou o contrário.

Lelo Mig
Membro
# 09/out/19 20:34
· votar


Gansinho

Beleza!... tudo certo. Entendi.

entamoeba
Membro Novato
# 09/out/19 20:51
· votar


st.efferding
Bando de moleque devoto de bucet@, putaquepariu

Os anabolizantes tão te deixando baitola.

Lelo Mig
Membro
# 09/out/19 23:45
· votar


st.efferding

"Bando de moleque devoto de bucet@, putaquepariu"

É bom! Experimente uma quando tiver oportunidade.

sandroguiraldo
Veterano
# 10/out/19 11:20
· votar


Lelo Mig
Diácono é sacerdote. Presbítero também. A bíblia deixa bem claro a condição de líder religioso nestas passagens.

Conceito de sacerdote como eu penso que você colocou vem do catolicismo. E o seu argumento de que no "novo testamento não há qualquer mandamento explícito de que o casamento deve ser monogâmico" fica inválido. Porque há um mandamento explícito, embora ele se aplique diretamente ao diácono e ao presbítero. Se levar em consideração que um dos motes da Reforma Protestante foi justamente o sacerdócio universal de todos os santos...

Eu entendi que foi isso que você quis dizer.

sandroguiraldo
Veterano
# 10/out/19 11:22
· votar


Lelo Mig
É bom! Experimente uma quando tiver oportunidade.

Logo logo estaremos igual aquele filme da Stalone que as pessoas não transam mais...

valleytheman
Membro Novato
# 10/out/19 14:36
· votar


"Bando de moleque devoto de bucet@, putaquepariu"

Segura esse incel aí...

st.efferding
Membro
# 10/out/19 15:31
· votar


valleytheman

Olha o respeito, novato.

Sou incel esquerdista lacrador transexual. Tenho direitos.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Sobre se sentir atraído por pessoas fora da relação