Kemper Profiler Floor!

Autor Mensagem
LDSX
Membro Novato
# 21/jul/19 11:19 · Editado por: LDSX


Fora da NAMM Summer 2019, é anunciado no canal oficial da empresa um novo produto, ao que tudo indica se trata de um modelo do Profiler seguindo os moldes de uma pedaleira assim como a AX8 / FM3 da Fractal..

É o que muita gente ao longo desses anos todos pediram por parte da empresa uma versão como essa do produto.



O Guitarrista Jakob Schulze da Banda Alemã Swiss & Die Andern! postou em sua conta no Instagram o que parecia ser uma versão Protótipo do produto, a postagem foi retirada logo em seguida, mas conseguiram printar a antes da exclusão.

Kemper Profiler Floor

Quais são suas expectativas galera?

rhoadsvsvai
Veterano
# 21/jul/19 11:22
· votar


vai ser a "pedaleira" mais cara do mercado.... a questão é se a diferença de preço vai compensar pegar o kemper normal ou o de chão.. qual seria mais caro e quanto mais caro?

LDSX
Membro Novato
# 21/jul/19 11:26
· votar



vai ser a "pedaleira" mais cara do mercado.... a questão é se a diferença de preço vai compensar pegar o kemper normal ou o de chão.. qual seria mais caro e quanto mais caro?


Ao que tudo indica também haverá possivelmente a ausência do recurso de fazer "Profile", presente nas versões comuns.. TEORICAMENTE deveria ser mais barata por conta disso, mas não conto muito com isso também não.

SteveRayMorse
Veterano
# 21/jul/19 23:14 · Editado por: SteveRayMorse
· votar


LDSX
rhoadsvsvai

Provavelmente mais cara que o head e mais barata do que o Head + Controller.

Se não tiver como fazer profile é meio zoado e não sei porque não teria também.

No instagram já tem vídeo revelando o Kemper Stage(nome oficial) da parte da Kemper. Mas só mostra a cara e não dá detalhes

LuanCesar1
Veterano
# 22/jul/19 11:34
· votar


https://www.kemper-amps.com/stage
https://shop.kempermusic.us/kemper/profiler/profiler-stagetm.html

Agora é oficial, por 1700 trumps, mais barato que o head

EduJazz
Veterano
# 22/jul/19 11:36
· votar


Muito massa.

Eu tenho, contudo, uma crítica: o design. Sem scribble strips, tela pequena... poxa, por esse preço dava pra ter ficado melhor.

CLARO que isso é perfumaria, o que importa mesmo é o som e, nesse aspecto, o Kemper é o Kemper...

SteveRayMorse
Veterano
# 22/jul/19 16:08
· votar


EduJazz

Poisé...mas mesmo assim, por esse preço e formato, o nome vai pesar contra os concorrentes.

Só que ainda acho que o FM3 da Fractal vai ficar pau a pau pois é ainda mais compacto e, aparentemente, tem praticamente todos os recursos do FX3.

SteveRayMorse
Veterano
# 22/jul/19 16:09
· votar


Saiu o overview da Kemper sobre o brinquedo novo:



LDSX
Membro Novato
# 22/jul/19 16:14 · Editado por: LDSX
· votar


Deduzi que o Stage iria vir de certa forma "Capado" por vir nesses moldes de floor, assim como ocorreu com a AX8.. mas muito pelo contrário, todos os recursos foram preservados, aparentemente tem mais I/O que as versões Rack / Head também, uma reorientação nos botões por razões obvias de design.. ficou bem interessante e atrativa.


EduJazz

Poisé...mas mesmo assim, por esse preço e formato, o nome vai pesar contra os concorrentes.

Só que ainda acho que o FM3 da Fractal vai ficar pau a pau pois é ainda mais compacto e, aparentemente, tem praticamente todos os recursos do FX3.


A FM3 ela assim como a AX8 veio capada fisicamente com menos I/O que a versão Rack dos mesmos, tecnicamente há o mesmo Hardware/Software rodando na FM3 como na FX3.. porém há esse adendo.

SteveRayMorse
Veterano
# 22/jul/19 18:09
· votar


LDSX

A FM3 ela assim como a AX8 veio capada fisicamente com menos I/O que a versão Rack dos mesmos, tecnicamente há o mesmo Hardware/Software rodando na FM3 como na FX3.. porém há esse adendo.

Sim, mas é muito mais barata que a FX3. E, nesse caso, acredito que a opção por uma unidade dessa é a praticidade. Ou seja, I/O não é tão determinante, penso eu.

PS: me parece que nem esse Kemper Stage vai ter interface de audio integrada. Isso é uma coisa que deveria ter em pleno 2019.

LDSX
Membro Novato
# 22/jul/19 18:41 · Editado por: LDSX
· votar



Sim, mas é muito mais barata que a FX3. E, nesse caso, acredito que a opção por uma unidade dessa é a praticidade. Ou seja, I/O não é tão determinante, penso eu.

PS: me parece que nem esse Kemper Stage vai ter interface de audio integrada. Isso é uma coisa que deveria ter em pleno 2019.


Verdade, esse de fato seria um recurso bem útil a ser agregado.

[EDIT] pelo que estão falando lá nos fóruns na gringa parece que não vem com interface não, parece que vai contra a filosofia da empresa.. o que é uma pena.

Algo que ainda não foi revelado é se vira com PowerAmp embutido ou não, já que as edições rack / head existem versões com e sem.

MatheusMX
Veterano
# 22/jul/19 19:23
· votar


Algo que ainda não foi revelado é se vira com PowerAmp embutido ou não, já que as edições rack / head existem versões com e sem.

Pelo preço e pelo tamanho, certeza que não.

Del-Rei
Veterano
# 22/jul/19 19:46
· votar


SteveRayMorse
Cara, eu acho que estou ficando velho mesmo, rsrs.
Quando vejo essas "pedaleiras" que mais parecem um painel de avião, com tantos parâmetros ajustáveis, tenho até medo... Acho que por enquanto vou continuar no bom e velho pedal analógico com knobs, rsrs.

Um aceno de longe!!!

SteveRayMorse
Veterano
# 23/jul/19 22:59
· votar


Del-Rei

Poisé kkkk...também sou dessa onda mas to precisando de espaço em casa e, convenhamos, como agora é só praticamente hobby pra mim, eu raramente uso os amps em sua "plenitude" e isso da até tristeza. Se for pra ficar usando atenuador ou outras paradas melhor partir pra praticidade de uma vez.

Daí pensei e vender boa parte(quase tudo!) e pegar uma parada mais parruda dessa que possa substituir praticamente tudo e sossegar (ao menos por um tempo kkk)

LDSX
Membro Novato
# 23/jul/19 23:36
· votar


Frisando que amanhã 24/07 começa a distribuição na gringa, ai já teremos uma noção mais solida dos valores aqui quando o importador oficial começar a distribuir pra cá também.

Se vier um pouco mais barato ou no máximo o mesmo valor que praticam no profiler head / rack já compensa ir direto no stage, levando em consideração que só o foot controller a parte do bicho já beira os 4K.

MatheusMX
Veterano
# 24/jul/19 11:19
· votar


Se vier um pouco mais barato ou no máximo o mesmo valor que praticam no profiler head / rack já compensa ir direto no stage, levando em consideração que só o foot controller a parte do bicho já beira os 4K.

Pode compensar pra quem toca em palco, como o próprio nome já diz.
Para todas as outras ocasiões acho que o head ainda é mais interessante por ter melhor acessibilidade aos controles. Principalmente para quem detesta pedaleiras, como eu, rs.

Buja
Veterano
# 24/jul/19 12:08
· votar


Eu sai de pedais, fui pra pedaleira, e achei outro mundo. Muito melhor no meu caso, em som e praticidade. Mas tem 2 tipos de "pedaleira". A que voce pisa em cima, e tem todos os knobs no pé, tendo que abaixar pra mexer, e a que voce poe na mesa, mexe tudo em cima, e so pisa pra mudar patches. É esse que eu gosto.

Dai essas monstruosidades que fazem de tudo, mas tem que mexer nos knobs com a ponta do dedão nao serve pra mim. Tem que ser estilo rack mesmo. Na mão. Nao toco em palco, entao, tudo que da pra mexer na mão, é o melhor.

EduJazz
Veterano
# 24/jul/19 15:53
· votar


No fim de 2017 eu resolvi comprar um destes modeladores que hoje são os, digamos assim, padrões da indústria. Fiquei entre três opções: Kemper, Fractal AXE-FX (na época estava na versão 2) e Line 6 Helix.

HeadRush, Mooer GE300 e Boss GT1000 não eram uma realidade na época.

No que se refere ao som, eu sempre os entendi como equivalentes: se você entregar os três equipamentos pra três guitarristas muito bons e que tenham o mesmo talento para o "tweak", você necessariamente chega a três timbres maravilhosos. Basta ver a quantidade de timbres mágicos que se tem no YouTube com os equipamentos em questão.

No que se refere ao preço, a diferença existe, mas não é grande. Por exemplo, um Head Kemper custa USD1800,00, enquanto a Helix custa USD1600,00. Assim, embora 200 Trumps seja um bom dinheiro, acaba não sendo o fiel da balança, dado o tamanho do investimento.

No que se refere à portabilidade, havia, à época, uma diferença grande. Embora exista a versão da Helix em rack, era a única que oferecia uma versão floorboard totalmente capaz. A Fractal tinha a AX8 à época, mas, embora seja um excelente aparelho, não tem o mesmo poder do AXE-FXII (friso, à época não existia o III). Esse foi um dos motivos que me fizeram optar pela Helix, um dos critérios de desempate.

No que se refere à capacidade de edição
, sempre achei um dos grandes calcanhares de aquiles do Kemper. Um aparelho profundo como ele tinha necessariamente que ter um software de edição robusto, o que, ao que parece, só vai ser resolvido este ano.

No que se refere à capacidade de integração, tanto o Axe FX quanto a Helix dão um banho no Kemper no sentido utilização conjunta com amplificadores valvulados. Tenho os que gosto, e, de vez em quando, gosto de usar em conjunto com a Helix. Ela controla os amps, e funciona muito bem em 4CM. Claro que, pela concepção do Kemper, isso era evidentemente esperado;

No que se refere à edição "ao vivo", o que me seduziu na Helix foi o display enorme e a facilidade de compreensão dos knobs. O Kemper poderia ter um display BEM melhor, mas por ser um amp, é também muito fácil de editar. Já o Fractal, pra mim, perde muitos pontos neste particular. Muita coisa só se acha fácil no PC.

No que se refere à capacidade de expansão, o Kemper é soberano. Por mais que seja o aparelho mais "velho", é o que mais muta, pois sempre que surgir um amp novo pode surgir um profile novo. São infinitas as possibilidades, principalmente em se considerando o grande número de artistas que adotaram o produto. A cada dia surgem profiles novos e melhores, o que pode fazer com que o Kemper seja uma tecnologia MUITO duradoura. Este, pra mim, é o principal atrativo da máquina, e me faz querer pegar um até hoje. Não me interesso em eu mesmo fazer meus profiles, pela falta de um "ambiente" próprio. Já Helix e Fractal dependem de atualizações de firmware para a adição de novos modelos. Desde que tenho a Helix, passei por várias, e as adições são sempre interessantes (atenção especial ao firmware 2.80, lançado recentemente, que trouxe amps e drives MARAVILHOSOS). Todavia, o dia que lançarem uma Helix 2 da vida, será que os updates continuam? Acho que não, ponto pro Kemper.

Enfim, somando isso tudo, e mais outros pontos que à época eram importantes, principalmente com relação ao uso ao vivo que dou pra esses aparelhos, acabei me decidindo pela Helix. Se fosse hoje... talvez teria ido no caminho do Kemper Stage...

Mas, enfim, sou feliz!

EduJazz
Veterano
# 24/jul/19 15:53 · Editado por: EduJazz
· votar


Drupo.

Buja
Veterano
# 24/jul/19 17:18
· votar


Mas, enfim, sou feliz!

Disso nao temos duvidas hehehe

LDSX
Membro Novato
# 24/jul/19 18:37
· votar


No que se refere à capacidade de expansão, o Kemper é soberano. Por mais que seja o aparelho mais "velho", é o que mais muta, pois sempre que surgir um amp novo pode surgir um profile novo. São infinitas as possibilidades, principalmente em se considerando o grande número de artistas que adotaram o produto. A cada dia surgem profiles novos e melhores, o que pode fazer com que o Kemper seja uma tecnologia MUITO duradoura. Este, pra mim, é o principal atrativo da máquina, e me faz querer pegar um até hoje. Não me interesso em eu mesmo fazer meus profiles, pela falta de um "ambiente" próprio. Já Helix e Fractal dependem de atualizações de firmware para a adição de novos modelos. Desde que tenho a Helix, passei por várias, e as adições são sempre interessantes (atenção especial ao firmware 2.80, lançado recentemente, que trouxe amps e drives MARAVILHOSOS). Todavia, o dia que lançarem uma Helix 2 da vida, será que os updates continuam? Acho que não, ponto pro Kemper.


EduJazz foi exatamente ai nesse ponto que eu optei ir de Kemper a pouco mais de um ano, ele é digamos "resistente ao tempo" de fato, uma metamorfose constante, já são 7 anos de mercado exatamente com o mesmo produto sofrendo inúmeras mutações... a tecnologia ali é fora da curva do que a gente sempre foi acostumado a ver no meio digital.

A Line 6 com a Helix e a Fractal o meu maior receio era o fato de sempre lançarem um produto com um algoritmo de modelagem mais avançado.. ano após ano, assim como sempre foi no âmbito da modelagem.. e o investimento nesses equipamentos sempre são altos, então o receio da desvalorização.. de um produto obsoleto.. sempre foi um obstaculo.

Quase no inicio fui indo contra tudo isso e indo de Helix também, tanto pela interface de edição que eu acho que é a melhor a mais intuitiva de todas.. algo realmente muito bem trabalhado e o algorítimo de modelagem bem robusto também... porém a tecnologia Profile acabou falando mais alto

Anunciaram um Update pro Kemper que agora ganhará um editor aos moldes da Fractal para Windows/MAC o que me deixou muito empolgado, irá melhorar e MUITO a experiencia pra quem utiliza, era algo bem negativo no kemper.. um editor inexistente para gerenciamento dos Profiles.. o Rig Manager por si só era muito fraco e simples.. agora isso tende a mudar pra muito melhor

MatheusMX
Veterano
# 24/jul/19 21:45 · Editado por: MatheusMX
· votar


Esse potencial do Kemper de não depender exclusivamente de atualizações para gerar novos profiles, junto ao fato da equipe ainda estar trabalhando forte nas atualizações, mesmo após 7 anos do lançamento, também me fizeram optar¹ por ele há pouco mais de um mês.
Tinha receio de estar adquirindo um produto prestes a ser descontinuado, mas quando analisei melhor percebi que não era algo com que deveria me preocupar.

¹ na verdade eu nem cheguei a cogitar os concorrentes, e ainda fui bastante relutante quanto ao Kemper. Mas acabei cedendo à essa tecnologia absurda, rs.

LDSX
Membro Novato
# 25/jul/19 18:39
· votar


na verdade eu nem cheguei a cogitar os concorrentes, e ainda fui bastante relutante quanto ao Kemper. Mas acabei cedendo à essa tecnologia absurda, rs.

haha idem.. comigo também foi muito estudo e analise pra chegar nessa decisão, a Fractal e a Helix entrou nesse nicho de opções por serem muito interessantes de fato.. mas pra mim apenas foi especulação.. não teria coragem de investir nesses caras não.

SteveRayMorse
Veterano
# 25/jul/19 19:36
· votar


EduJazz

Para mim, o maior atrativo do Kemper realmente é a sua "não" necessidade de update. Mas convenhamos, até surgir o Fractal Axe-FX3 e o futuro FM3, o FX2 e o AX8 já eram(e são) considerados concorrentes à altura. Com a nova interface e novos adendos e funções, os novos modelos da Fractal devem ter longa vida. Provavelmente maior que a última geração, e quem tem as versões anteriores não parecem necessitar trocar tão cedo também, a menos que a Fractal pare de dar suporte (ainda assim tem muita coisa nessa versão anterior)

A Helix não parece ter limitações físicas a ponto de ter uma nova Helix 2.0. O hw atual parece aguentar um bom tempo visto a quantidade de updates que houve nessa última atualização (não só amps e efeitos), e suportar praticamente todas as situações pra um guitarrista profissional.

Mesmo com esse Kemper stage, eu ainda não teria certeza se seria (ou quem sabe será) a minha escolha quando chegar a hora. Ainda prefiro esperar a disponilidade da FM3.

LDSX
Membro Novato
# 25/jul/19 21:23
· votar


SteveRayMorse

Por partes dessas empresas eu não confio muito não, pois nunca fez parte da filosofia deles esse tipo de approach.. pela Line 6 desde lá atras com os POD's... foram lançadas pelo menos 5 POD's, ai hoje temos a linha Helix.

A Fractal lança 2 ou 3 variações do mesmo produto , acompanhei na época da AXE FX veio logo em seguida a FX ULTRA... um pouco depois vem FX II .. FX II XL e FX XL+ e a variação em forma de pedaleira AX8.. agora temos a FX III e já em seguida a variação dela FM3.

O último firmware Ares roda de forma parcial na FX II XL+ já nas anteriores não, droparam o suporte, e nem na AX8..

não da pra crer em "longa vida" nesses produtos, entende-se que são muito dependentes de tecnologia.. é a lei de moore em vigor nesses casos.

SteveRayMorse
Veterano
# 25/jul/19 22:53 · Editado por: SteveRayMorse
· votar


LDSX

Entendo, mas como eu falei, se tu tem uma AXE-FXII (ou até mesmo a AX8) tu tá longe de ter um produto "desatualizado". Mesmo que pare o suporte, tu vai ter coisa pra tocar pro resto da sua vida, provavelmente. Claro que pode ser frustante, mas longe de bater arrependimento em quem o adquiriu recentemente.

O mesmo pra Helix que saiu em 2015/2016, e não dá sinais de troca. Ao contrário, ainda investem na plataforma com o HX Effects e o HX stomp lançados recentemente. Isso é um sinal de que o modelo usado para fazer as modelagens deve durar um bom tempo ainda.

As variações rack pra "pedaleira" é comum. Kemper que demorou pra fazer.

E como foi dito, a parada do Kemper não precisar necessariamente de um update para ter novos amps é primordial, mas os outros tbm tem atrativos interessantes e as vezes se encaixam melhor em certos casos. Isso se a gente não entrar nos modelos mais em conta como a Helix LT, Boss GT-1000, modelos da Ampifire (só importando por aqui) e, recentemente, Mooer GE300. A verdade é que qualquer um desses certamente iria me atender kkkk

Eu mesmo não gosto de comprar nada no lançamento, sempre tem um probleminha ou outro e as coisas se ajeitam depois de algumas atualizações.

EduJazz
Veterano
# 26/jul/19 09:41
· votar


Uma coisa que eu acho inevitável é, um dia, surgir um Kemper II. Tá demorando, eles ainda me parecem estar expandindo o original, mas a gente sabe: computador é computador. Um belo dia vão criar um algoritmo novo de profile que o hardware do Kemper não segura, e surge um novo aparelho. Não sei se vai ser rápido, mas que vai acontecer vai.

De toda forma... não sei a idade de vocês, mas eu toquei em Zoom 505 (a primeira, quadradona) em show ao vivo, direto num Staner Kute 16, e era aquilo. Hoje a vida é boa demais.

SteveRayMorse
Veterano
# 26/jul/19 12:22 · Editado por: SteveRayMorse
· votar


EduJazz

kkkk...pdc

Eu toquei com uma Zoom 1010 num amp que não tinha grave (não lembro a marca) kkk...tive que reconfigurar tudo pra tentar compensar e obvio que ainda ficou uma bosta...e essa 1010 me acompanhou por um tempo ainda.

Qualquer desses brinquedos ai hoje tá bom pra kct.

LDSX
Membro Novato
# 26/jul/19 12:23 · Editado por: LDSX
· votar


Entendo, mas como eu falei, se tu tem uma AXE-FXII (ou até mesmo a AX8) tu tá longe de ter um produto "desatualizado". Mesmo que pare o suporte, tu vai ter coisa pra tocar pro resto da sua vida, provavelmente. Claro que pode ser frustante, mas longe de bater arrependimento em quem o adquiriu recentemente.


SteveRayMorse Quanto a qualidade desses equipamentos é inegável que a tecnologia ao longo desse tempo proporcionou níveis de modelagens absurdos no bom sentido, hoje a FX III é um tanque, é inacreditável o tanto de parametrizações que podem efetuados naquilo.. O Torao soltou um video um dia desses mexendo no bicho.. até ele se perdeu kkk no meio de tanta coisa... é muita.. mais MUITA coisa mesmo.

De fato, da pra manter bem uma FX II / AX8 ainda que nos tempos de hoje.. de boa, porém torna-se frustante mais pelo investimento feito nessas peças, pois não são equipamentos baratos quando chegam aqui, pra dois ou três anos lançarem outra sabe, e consequentemente não ter mais atualizações e suporte... esse é o ponto de frustração mesmo.

Uma coisa que eu acho inevitável é, um dia, surgir um Kemper II. Tá demorando, eles ainda me parecem estar expandindo o original, mas a gente sabe: computador é computador. Um belo dia vão criar um algoritmo novo de profile que o hardware do Kemper não segura, e surge um novo aparelho. Não sei se vai ser rápido, mas que vai acontecer vai.

EduJazz creio muito que isso não vá ocorrer, mas não coloco minha mão no fogo não rs.. o Algorítimo de Profiling é muito sólido.. é mais dependente dos usuários que fazem os Profiles do que a empresa em si, eles providenciaram a tecnologia mas o encargo de qualidade e disponibilidade estão com os terceiros que fazem os profiles..

Essa é uma das razões que explica o porque hoje temos muitos profiles que são disponibilizados de forma paga por estúdios.. pois se tem uma atenção maior sobre as técnicas do profilling..

Ou seja, ao longo desse tempo todo eles lapidaram o algorítimo dentro do mesmo hardware apenas para melhorar a experiencia.. até um tempo atrás não era possível efetuar um clone de um amp de forma seca (DI) .. ai através de uma atualização eles disponibilizaram essa forma de profile onde o gabinete e os microfones são jogados por fora da equação..

Buja
Veterano
# 26/jul/19 12:25
· votar


EduJazz


Negocio é isso mesmo. Tecnologia sempre avança e sempre vai avançar.
Se a gente ficar esperando pra comprar sempre o ultimo, apple chega no iphone 50, sansung chega no J71, a wolks lança o novo gol g38 e a gente nao compra nada.

Eu toquei muito em zoom 505. E tocaria até hoje, tranquilo.
Os efeitos nao mudaram durante 50 anos. So ficaram melhores, mas recursos, mais facilidade.

Mas garanto, que se eu plugar minha guitarra numa zoom, botar overdrive puro, tocar pra minha esposa ouvir, e depois plugar num kemperzão desses ai, overdrive puro, ela pode até notar diferença, mas vai ser pouca, e se bobear, pode achar o da zoom melhor.

A gente compra, investe e tudo, é porque é bom pra nós, seja hobbysta ou profissional. Faz parte é a vida.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Kemper Profiler Floor!