Behringer GMX212 (review)

Autor Mensagem
HYBRID PRS
Veterano
# jan/08
· votar


não sei o que quero ainda, primeiro to vendendo o meu, dai to pensando em um Behringer, Laney, Peavey e assim vai...

laemcasa
Veterano
# jan/08
· votar


diego gr

comprei um, tem um puta gravão

Sou suspeito pra falar, mas excelente compra man! E só pra reforçar, tem um PUTA grave mesmo esse ampli! Outra coisa legal q tb ode ser feita é usar o return do loop em estéreo: send (mono) e return (estéreo), já usei a GT8 só com efeitos no loop e ficou MUITO foda, o canal "limpo" desse ampli é bem bunito e se bem regulado deve ficar show com uma distorção antes xD Abraços!

diego gr
Veterano
# jan/08
· votar


laemcasa
Só acho uma pena a controladora midi fcb1010 ser tão cara, se fosse uns 300 eu até comprava, porque iria aumentar muito a funcionalidade dos efeitos, mas não pago R$600 nem a pau!!
Aliás, tu não sabe se é possível construir uma pedaleira midi dessa em casa?

laemcasa
Veterano
# jan/08
· votar


diego gr

Tb acho esse preço MUITO salgado pra uma coisa q não faz nada sozinha hehe. Pior q o ampli sí tem MIDI IN, bem q a Behringer podia ter feito um software meia-boca pra gente editar os efeitos pelo PC :(

Aliás, tu não sabe se é possível construir uma pedaleira midi dessa em casa?

Não faço idéia velho, acredito q seja possível, mas não viável (além de ser difícil deve sair meio caro, ainda mais se quiser colocar 2 pedais de expressão e tal...). Tava fuçando no ML e vi um amluco vendendo um v-amp + FCB por 650 conto(!), separado acho q ele quiria 380 no foot. Um preço quase lá, se bem q a parada é usada....

diego gr
Veterano
# jan/08
· votar


laemcasa
e será que rola usar outra pedaleira midi no gmx? mas acho que daí não pode controlar os efeitos com 100% de eficiencia

HYBRID PRS
Veterano
# jan/08
· votar


alguem que tenha esse ampli, eu agradeceria se gravasse alguma coisa para a galera escutar. (som limpo, leve e pesado) valeu!!!

diego gr
Veterano
# jan/08
· votar


HYBRID PRS
se eu não usasse a placa de som onboard no PC eu até gravava...
não adianta nada eu gravar com essa placa lixo, vai mudar muuuuito o som...

diego gr
Veterano
# jan/08
· votar


e outra: o ampli tá no meu quarto e o Pc fica aqui no segundo andar, eu não vo carregar os 30kg do bichinho, ainda mais que a joça não tem aberturas laterais pra carregar

diego gr
Veterano
# jul/08
· votar


porraaaaaaa!
troquei as cordas velhas por Daddario, e aumentei de 0.08 pra 0.09

aquela distorção do modo Tweed (simula Fender) que eu achava sem brilho ficou do caralho agora! com certeza é o meu timbre preferido de tocar é com a distorção Tweed > Hot > US
muito bom esse amp!

felipegoffi
Veterano
# jul/08
· votar


Estou precisando muito de um ampli... mas tou muito em duvida se eu pego um Behringer GMX212, ou Laney LV300T, ou então um LANE RC-15 ( acho q é esse o nome ) Valvulado de 15w

será q valvulado de 15w não fica muito baixo não o volume???

diego gr
Veterano
# ago/08
· votar


será q valvulado de 15w não fica muito baixo não o volume???
não, 15W é mais do q você pensa cara!
mas não vai ter clean em volume alto, por causa que vai saturar cedo, isso é ótimo pra quem toca com distorção porém ruim pra quem toca clean
quais as características desse laney? falantes, tem reverb, loop? acho que vale mais a pena pegar o laney se tiver grana, porque os laneys tem um clean excelente e aceitam muito bem pedais de distorção
o Behringer (por mais que tenha um GT2 embutido e tal) é um equipamento de nível médio, quebra o glaho mas vai chegar uma hora que ele não vai mais oferecer timbres satisfatórios
acho que nesse quesito o laney se dá melhor

ABATANGERINA
Veterano
# ago/08
· votar


laemcasa
depois de 01 ano, o amp tá aguentando o tranco direitinho? os falantes não tão chiando quando tu aumenta o volume naum? e os knobs, botões e entradas p10, ainda estão beleza? li num forum internacional muita gente reclamando das entradas imputs dizendo q são de plástico (inclusive os p10) isso é verdade?

olha aqui: http://reviews.harmony-central.com/reviews/Guitar+Amp/product/Behringe r/GMX212+V-Tone/10/1

diego gr
Veterano
# ago/08
· votar


ABATANGERINA
É o seguinte: eu uso o amp 90% do tempo pra escutar música somente, já que não toco p** nenhuma hehehe
Eu coloco os dois volumes (aux no painel traseiro e master na frente) em 50%, e eu uso equalizador do dvd player que faz com que fique mais grave ainda o som (menos médios)
Frequentemente eu escuto umas "tremidas" nos falantes nos trechos mais graves da música (creio que seja isso o tal "rachar" q tanto falam), mas depois volta ao normal
Isso só acontece quando eu uso volumes extremos, ou seja, maior parte do tempo .o/

Uma coisa estranha que eu percebi é que o MASTER dele atua mais forte entre os volumes 3 e 4, depois disso não aumenta muito

laemcasa
Veterano
# ago/08
· votar


ABATANGERINA

Fala brother, blz?

depois de 01 ano, o amp tá aguentando o tranco direitinho? os falantes não tão chiando quando tu aumenta o volume naum? e os knobs, botões e entradas p10, ainda estão beleza?

Bom, vamos lá...tive muitas poucas chances de tocar com esse ampli pra "valer" mesmo. Atualmente estou sem banda, e msm qdo eu ensaiava direto eu preferia usar os amplis do estudio msm, por praticidade (levar 2 guita + pedaleira + cabos + suporte já é osso...). meu ampli tá novo, zerado, só não é cabaço pq já fiz algumas pequenas apresentações com ele xD Nunca ouvi rachar o falante, toco direto com a pedaleira (GT8) então nem sei como são os controles dele, e continuo achando o ampli extremamente grave. Os knobs são normais, de plástico-não-tão-resistente como qq um nesta faixa de preço, nem é tão ruim, o q eu achei frágil foram as chavinhas pra mudar as simulações de ampli e afins. Até hj não tive nenhum problema com nenhum dos jacks tb, nem mal contaoto nem nada - e nem são de plástico, issso deve ser coisa da leva nova. O acabamento dele é normal pra qq produto feito em larga escala, é bem feitinho e tudo no lugar certo, só não tem aquele detalhe q dá o capricho final. Fui tirar o pezinho de borracha pra ver se rolava colocar rodinhas (30 kg) e notei q o parafuso está direto na madeira, na hora q vc tira fica aquela sensação de coisa meia-boca, mas é puramente visual, msm pq a parada está bem fixada (mas tb não ficaria tirando e colocando toda hora). ENfim, o lance é q o ampli é bom e inspira confiança, mas tem q ser cuidadoso pq se abusar com certeza alguma coisa vai quebrar xD Falou, abraços.

diego gr
Veterano
# ago/08
· votar


o q eu achei frágil foram as chavinhas pra mudar as simulações de ampli e afins
esqueci de mencionar isso, eu mexo naquilo com um meeeedo hhahaha

otra coisa boa nesse amp são os reverbs, muito bons e não alteram o timbre
os delays e tremolos são legais também, mas não se pode alterar o tempo entre repetições do efeito, ou seja, só pra brincar mesmo
o pitch shifter ("oitavador" né?) é bonzinho também
os phasers dele que eu achei ruim (ou não soube regular)

ABATANGERINA
Veterano
# ago/08
· votar


diego gr
eu uso equalizador do dvd player que faz com que fique mais grave ainda o som (menos médios)
Frequentemente eu escuto umas "tremidas" nos falantes nos trechos mais graves da música (creio que seja isso o tal "rachar" q tanto falam), mas depois volta ao normal

cara, usar EQ externo pra puxar NOS GRAVES é perigoso, pode ser feito, mas com MUITO cuidado e SEM EXAGERO, pq cobra demais dos falantes e pode de fato estraga-los. O Solon do Valle fala bastante sobre isso no seu livro manual da acústica.

Agora quando vc só usa o EQ do próprio amp puxando razoavelmente nos graves (não totalmente) os falantes chiam (ou racham)??

diego gr
Veterano
# ago/08
· votar


ABATANGERINA
A EQ do amp não afeta o som quando usado pra tocar música de CD, e eu nunca toquei com a amp em volume maior que 30%.
Mas te digo uma coisa: uma vez eu coloquei os graves no 100% (com simulação Clean Tweed) e o volume tava no 20%. Tremia tudo cara! É muito grave, isso que eu tava com as cordas novinhas ainda.

Outro detalhe: eu não uso o combo no chão, deixo ele mais ou menos 40cm do chão em cima duma mesinha pra evitar pegar poeira do chão e que as baratas invadam ele de noite huewaheuwhueue

diego gr
Veterano
# ago/08
· votar


ABATANGERINA
cara, usar EQ externo pra puxar NOS GRAVES é perigoso, pode ser feito, mas com MUITO cuidado e SEM EXAGERO, pq cobra demais dos falantes e pode de fato estraga-los

o equalizador do DVD tem um recurso que impede clipping, ou seja, quando a música fica mais alta ele abaixa o "volume master" pra que não fique muito alto o nível do sinal
o problema dele é que esse filtro demora cerca de 3 segundos pra começar a atuar, mas nunca ouvi barulho de clipping nos falantes do Behringer, mas nos fones sim, treme tudo quando entra a bateria hahaha

diego gr
Veterano
# ago/08
· votar


Galera, esse Behringer GMX212 tem um custo x benefício tão grande que vou comprar outro, pro meu irmão plugar a Condor RX30 dele.
As simulações de amp dele são realmente muito boas, coloca cordas 0.10 então que não precisa mais nada.
Só os efeitos que são ruins, mas o reverb é bom e independente nos canais.

diego gr
Veterano
# ago/08
· votar


laemcasa
Tu sabe se os efeitos do GMX212 são os mesmos de alguma dessas pedaleiras: V-Amp1, V-Amp2, XV-Amp, V-Amp Pro?

diego gr
Veterano
# ago/08 · Editado por: diego gr
· votar


Esqueci de postar isso aqui antes:
escrito pelo laemcasa por recado:

Entendi, vamos lá então. O afinador é bom, nada mais do q isso. Se ele é confiável ou não vai depender do seu critério, na minha opinião pra tocar ao vivo, ensaiar, estudar, tirar musica ele funciona 98% bem; se vc for gravar uma demo, show, tb acho q dá pora cinfiar de boua. Agora, se vc for gravar uma coisa de responsa em um baita estudio, nesas condições eu não confiaria muito não. Tenho uma gt8 e o afinador dela é bem superior, o afinador do ampli não é tão sensível (preciso) qto os dedicados. Por isso q eu digo, é um "bom" afinador, mas não é 100% preciso mas funciona muito bem de acordo com sua necessidade. Se vc for fazer um show qq pode afinar pelo ampli q tá de boa, talvez demore um pouco por conta da falta de precisão do afinador, mas funciona!

Em relação a ouvir música no ampli, embora eu não ache muito bom não acho q vá dar problemas se vc usar de boa. Eu não gostei de usar pra ouvir áudio pq fica muito mas MUITO grave msm, e qdo começa a "rachar" eu fico noiado e desligo tudo. Eu tenho uma bateria eletronica q qdo eu ligo no amp´li o falante quase salta pra fora na batida do bumbo, fica meio ruim na minha opinião. O q eu queria tentar fazer é colocar um EQ entre o player e o ampli, pra ver se consigo domar esses graves. A princípio, se tá rachando significa q algo não vai bem, e se vc ficar insistindo uma hora vai rachar o falante. "chiado" é relativamente normal, mas não deve ser algo bom, vc tá ouvindo bem alto pelo jeito (AUX no máx e MASTER no 5). Vc comentou q abriu um tópico pra discutir isso, vou até dar uma procurada e qq coisa posto por lá tb. Qq coisa entra em contato ae..abraço.

Faceol
Membro Novato
# 13/fev/20 17:48
· votar


Então, de repente alguém aqui pode me esclarecer uma dúvida... Tenho uma zoom G9, Belo dia deu um defeito nela e tiver que levar pra um técnico resolver. Quando fui buscar a pedaleira ele me emprestou uma guitarra (que não me lembro qual era, acho que uma Tagima ou ando menor) e me emprestou exatamente esse ampli da beringher gmx212 pra fazer um teste. Me impressionou muito o sustein desse ampli, realmente um dia melhores que já vi, a vivem de deixar a boa correr sem perder praticamente potência nenhuma.
Dúvida.... É desse amplificador esse sustein??? Junto com a G9 o som ficou realmente bom, com um timbre bem melhor do que o caidaço atomic driver meteoro que tenho, mas melhor a muitos níveis. Alguém já usou esse ampli com essa pedaleira pode dar uma opinião? Principalmente sobre o sustein "infinito" dele?

macaco veio
Veterano
# 13/fev/20 19:05
· votar


Foi o amplificador de guitarra mais bem feito da Behringer, era uns dos primeiros e ela queria impressionar. Tem um circuito balanceado na entrada que só vi em um amplificador Yamaha mais antigo, se voce observar ele não da Pop na hora que liga, da muito menos ruido na entrada quando não tem sinal, este circuito ele tira um pouco o ataque da nota pois ele praticamente fecha quando não há sinal e abre quando é aplicado sinal, mas o tempo pra ele abrir faz cortar um pouco o sinal do ataque e quando o sinal termina ele fecha de uma vez, isso faz parecer que a nota tem mais sustain, é um noise gate meia boca. O primeiro estagio do pre é um Fet que eu acho que da um som melhor na guitarra do que os integrados usado e todos amplificadores de guitarra. O desenho do circuito não tem nem como comparar com um meteoro, é muito mais sofisticado. O único problema é a montagem com jacks fracos tudo muito reduzido e econômico embora o transformador interno seja um dos mais bem construidos que já vi. A Behringer não faz sofisticado assim mais.

Faceol
Membro Novato
# 16/fev/20 12:56
· votar


Saquei... Depois que toquei nesse beringher me desiludi com meu meteoro, não que já não soubesse que ele é fraco, mas o som do estranho.
Eu estou com uma Gibson e uma G9 (além de alguns pedais como vintage overdrive, us deram, feedback Boss e cry baby) e sinto que o meteoro não entrega o som fiel que isso poderia me proporcionar, dessa forma comecei uma busca pelo gmx212 por ter ficado impressionado com o sustein.... Mas não encontrei mais em lugar nenhum pra comprar... Outra opção seria qual na opinião de vcs? Já vi Marshall de 15cd mas não consegui testar o ampli.

macaco veio
Veterano
# 17/fev/20 01:01
· votar


Esse Behringer eu conheço bem o som e internamente. Estou meio por fora da sonoridade de outros mas de esquema eu conheço bem. O Hartke GT60 tem um senhor esquema, tem uma válvula 12ax7 mais a frente do pré com circuito de filtro, alem de reverberador. A Hartke só faz coisa boa mas nunca vi este amplificador (conheço bem de som os de contrabaixo). Também gosto do esquema do Vox AC15VR, o circuito é mais bem bolado ainda, também tem uma válvula 12ax7 mas mais bem colocada, com ela fizeram um circuito semelhante ao do Behringer só que depois do pré e assim o sinal satura ela, gera a segunda harmonica e tende a reduzir o ruido quando não há sinal. Não gosto dos Marshal transistorizados o circuito é pobre, pra quem gosta de distorção aconselho os Crates, o circuito parece uma porção de pedalzinho um atraz do outro. Crates eu conheço o som de alguns modelos, é distorção pura e um clean distorcido e cheio de médios. Toquei num fender a um ano atras, desses transistorizados novos frontman grandes (toquei um tempão com ele em ensaio), que merda, um som horrivel, com uma guibson não tinha regulagem que ficava bom, já uns dos anos 90 tinha um som legal.

Faceol
Membro Novato
# 17/fev/20 16:59
· votar


Outra dúvida.... Geralmente esses modelos são escolhidos se não me engano pela maioria devido a seus efeitos embutidos, o gmx212 não parece ser diferente. Mas estava buscando este por conta do sustein infinito e a qualidade da distorção e efeitos no ampli que soaram muito diferente e muito melhor do que no que tenho. Na prática eu uso pedais, logo não me interessa muito os efeitos do amplificador por hora. Da mesma forma certa vez fiz um ensaio num estúdio e o som da g9 ficou incrível. Enfim, é uma particularidade de amplis melhores ter o som mais interessante, como no gmx212, mas na falta desse qual buscar sem ter esse foco em efeitos próprios?

acabaramosnicks
Membro Novato
# 17/fev/20 17:06
· votar


Faceol
Cara, tenha em mente que o meteoro atomic é um amplificador DE ESTUDO de nível medíocre (sendo bem generoso). A proposta não é ter um timbre foda. Meio que qualquer amplificador decente vai soar melhor.

Faceol
Membro Novato
# 18/fev/20 08:57
· votar


Meteoro é medíocre isso eu aprendi na prática rsrs mas minha dúvida está exatamente nisso, por qual substituir. Gmx212 foi um que consegui testar e me agradou demais. Infelizmente é um ampli difícil de encontrar atualmente, pesquisei outras marcas como peavy, vox, Marshall de 15cd ou especificações aproximadas e Fender, mas testar na prática não consegui ainda. Já ouvi falar bem e mal de todos o que me ajudou e atrapalhou aí mesmo tempo. Qual ampli de estudos relativamente bons vcs podem sugerir?

acabaramosnicks
Membro Novato
# 18/fev/20 21:04
· votar


Faceol
minha dúvida está exatamente nisso, por qual substituir

Já te adianto algumas coisas: que não existe resposta certa porque o que é bom pra um não é pra outro; que amp de estudo normalmente não é essa coca cola toda; e que equipo bom normalmente é caro.

Gmx212 foi um que consegui testar e me agradou demais.

Então tu já sabe qual deve pegar. Vai atrás desse, meu amigo! Você escutou e gostou, já era, esqueça dos outros.

Já ouvi falar bem e mal de todos o que me ajudou e atrapalhou aí mesmo tempo. Qual ampli de estudos relativamente bons vcs podem sugerir?

Vish... eu vou falar bem ou mal de certos amplis baseado no meu gosto, e provavelmente não vai te ajudar muito, mas já que pediu, vamo lá...

Marshall de 15cd
esquece essa merda, é mais fácil ficar com teu merdeoro

peavy, vox,
Melhorou. Eu gosto dos bandit e dos valvetronix de maneira geral. Os bandit são mais secos, confiáveis e "pedal friendly", os valvetronix são uma solução generalizada pra estudo que consegue soar bem.

Fender
Os de entrada eu acho tudo uma bosta, os irmãos maiores deles como os frontman maiores são bons. Povo fala bem dos mustang mas nunca vi de perto. Os princeton são bacaninhas também. Os deluxe são bons. De maneira geral, os Fender bons custam caro, e os baratos são ruins.

macaco veio
Veterano
# 19/fev/20 01:00
· votar


Faceol
tente achar o GMX210 o circuito é exatamente o mesmo, só que os alto falantes são menores e é de menor potência, o resto é igual.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Behringer GMX212 (review)