Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Boss GT-100: Finalmente Boss lança pedaleira top pra bater a POD HD 500

      Autor Mensagem
      Bog
      Veterano
      # jun/12 · Editado por: Bog
      · votar


      alanstu
      o som é igual da gt-10

      Desculpa, mas você fez alguma coisa de errado. O som não é igual. Nem de longe. E eu não falo simplesmente com base em lembranças antigas - tenho aqui um JS-8, que tem os mesmos algoritmos da GT-10.

      enquanto tiver esse COSM vai ser sempre isso ai

      Isso já foi batido até não poder mais, mas COSM não é um nome técnico. É um nome de fantasia. Em princípio, eles poderiam mudar 100% das linhas de código, usar uma abordagem radicalmente diferente, e continuar chamando de COSM. O nome COSM na verdade não diz nada. Ele é absolutamente genérico.

      Delson
      Veterano
      # jun/12
      · votar


      alanstu
      o som é igual da gt-10
      Eu não achei igual...

      A gr-55 que eu tinha era muito melhor e ainda tinha entrada para pendrive para colocar as backtrack, fazer backup
      Não sei falar sobre o processador da GR-55, mas me PARECE que é de outra geração. O Bog sabe melhor que eu.

      enquanto tiver esse COSM vai ser sempre isso ai
      Essa questão já foi debatida nesse tópico mesmo...

      Por esse preço tinha que ter pelo menos a entrada de pendrive para tocar as backtrack.
      Na época do lançamento da GT-10, o preço era mais ou menos igual. Ela não tem entrada pra pendrive, mas tem uma entrada P2 que quebra um galhão pra sua necessidade. A entrada USB da GT-100 é a mesma da GT-10, que serve para a comunicação do equipamento com o computador, para, entre outras finalidades, fazer backup de seus patches.

      As pedaleiras mais antigas antes do COSM, percebe até nos videos a qualidade do som e melhor.
      Aí eu já não sei te falar...

      vou ver se pego do meu colega emprestado e ficar uns dias
      Aconselho isso mesmo. Explore ao máximo a GT-100, se possível com a GT-10 ao lado, pra comparar as duas.

      Não estou defendendo a GT-100, mas eu achei realmente estranho você falar que o som "é igual da gt-10".

      Delson
      Veterano
      # jun/12
      · votar


      Bog
      Enquanto eu escrevia, você postou tudo o que eu queria falar, hehe...

      Bog
      Veterano
      # jun/12
      · votar


      Delson
      Não sei falar sobre o processador da GR-55, mas me PARECE que é de outra geração.

      A GR-55 implementa uma parte dos algoritmos da GT-10, com ligeiras mudanças (como a inclusão de um parâmetro extra no equalizador), mais um punhado de algoritmos vindos dos teclados da Roland. Mas tem também funcionalidades próprias, que a GT-100 não tem.

      alanstu
      Veterano
      # jun/12
      · votar


      Desculpa, mas você fez alguma coisa de errado. O som não é igual. Nem de longe. E eu não falo simplesmente com base em lembranças antigas - tenho aqui um JS-8, que tem os mesmos algoritmos da GT-10.

      pode ser a qualidade do amp pois usei numa loja , e pra mim ficou igualzinho para pegar outra pedaleira da boss so mundando muito mesmo, tem gente vendendo gt-10 por metade do preço da gt-100, para pegar quase a mesma coisa, por esse preço teria quer ser muito melhor que isso, muito mesmo, mas essa é minha opinião, vou testar o equipamento antes de dar minha opinião final.


      sso já foi batido até não poder mais, mas COSM não é um nome técnico. É um nome de fantasia. Em princípio, eles poderiam mudar 100% das linhas de código, usar uma abordagem radicalmente diferente, e continuar chamando de COSM. O nome COSM na verdade não diz nada. Ele é absolutamente genérico.

      Mas alguem tem algum termo técnico para afirmar isso sobre o COSM, que foi divulgado pela boss?

      alanstu
      Veterano
      # jun/12
      · votar


      Não estou defendendo a GT-100, mas eu achei realmente estranho você falar que o som "é igual da gt-10".
      Não é isso, é que achei tão pouca a diferença no caso em que usei na loja que se fosse comprar naquele momento teria desistido da compra.

      alanstu
      Veterano
      # jun/12
      · votar


      Não estou defendendo a GT-100, mas eu achei realmente estranho você falar que o som "é igual da gt-10".
      Não é isso, é que achei tão pouca a diferença no caso em que usei na loja que se fosse comprar naquele momento teria desistido da compra.

      Bog
      Veterano
      # jun/12 · Editado por: Bog
      · votar


      alanstu
      tem gente vendendo gt-10 por metade do preço da gt-100, para pegar quase a mesma coisa, por esse preço teria quer ser muito melhor que isso

      Pelo menos no Japão, a GT-100 saiu com um preço muito próximo daquele que a GT-10 custava quando foi lançada. Levando-se em conta a inflação, é de se esperar uma pequena diferença para cima.

      Mas alguem tem algum termo técnico para afirmar isso sobre o COSM, que foi divulgado pela boss?

      COSM é simplesmente um nome de fantasia para o conjunto de técnicas de processamento digital de sinais usado pela Roland. Este tipo de nomezinho é comum na indústria, porque o que realmente existe por baixo é um aglomerado de muitas técnicas clássicas e adaptações mais específicas. Eles obviamente não iriam descrever o seu engine por uma lista de 256 nomes como "multiplicação dos coeficientes no domínio da frequência por valores em um vetor de ajuste derivado de uma função Gaussiana com sigma=1.6, centralizado no ponto F". Mesmo que eles mudem o sigma, mesmo que usem no lugar de uma função Gaussiana uma janela de coeficientes derivados de medições experimentais, mesmo que eles usem uma coisa radicalmente diferente para a mesma tarefa, ainda vão poder colocar isso sob o guarda-chuva COSM.

      espman
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      pode cre

      marqueswell
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      AJUDA. Comprei uma gt 100 e não sei como atualizar o firmware e saber se precisa de atualização. Como faço isso? tenho receio de fazer errado e detonar a pedaleira. (não sei ingles e o manual apesar de ter comparado a gt no Brasil é em ingles). Obrigado.

      tiaguinhobrasil
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      marqueswell


      segue o link

      http://forum.cifraclub.com.br/forum/7/285814/

      rafael_cpu
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      marqueswell
      Aqui neste vídeo o grande Alex explica:



      T+

      Lord-g
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      O Cara é madrugador hein ->11/07/2012 00:01 .

      Mas pode se dizer que youtube só dá ele nos tutoriais da GT 100 em portugues , esse sabe fazer tutorial.

      Parabéns alexromachado ^^

      alexromachado
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Valeu, galera...

      Só na madruga que posso gravar msm rsrsrs...

      Lord-g
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      alexromachado
      Cara nós que agradecemos!

      Sua contribuição vai alem do FCC tem ajudado gente do Brasil inteiro !

      Abração cara !

      alanstu
      Veterano
      # jul/12 · Editado por: alanstu
      · votar


      marqueswell
      tenho receio de fazer errado e detonar a pedaleira.
      Por experiencia propria, o unico problema que pode dar em uma atualização dessas seria acabar a energia ou soltar o cabo ou o micro travar e reiniciar, no meio do procedimento.
      A memoria principal onde se concentra todo o sistema basico de entrada e saida pedaleira e uma memória ROM (Read Only Memory (memória somente de leitura)), e a memoria onde se faz as atualizações é uma memória variação da EPROM pode ser a Ferroelectric RAM (FeRAM ou FRAM), como se fosse um pendrive, esse programa que esta na Rom é o "sistema operacional da pedaleira o mesmo das placas mae de computadores" e o que esta na variação da EPROM é onde fica todo o sistema que se usa na pedaleira como se fosse o "windows no HD do compudador".
      Tem pedaleiras que tem uma copia da EPROM NA ROM, quando acontece um desastre como a acabar a energia no meio do procedimento, voce pode resetar, que ela volta o sistema básico original de fabrica que esta como backup na ROM regravando automaticamente na EPROM, mas isso depende do fabricante, algumas marcas de placa mae de compudador tem esse backup e outras não vc acaba perdendo o equipamento.
      O correto seria fazer o procedimento em algum no-break, e com um notebook com bateria cheia para não correr o risco de ter que levar a pedaleira na assistencia, como aqui em SP a Eletopaulo não funciona me dá medo de fazer isso sem no-break.

      OBS: O que eu coloquei sobre memorias acima é minha experiencia com computadores, são só suposições, mas como os erros e acertos que acontecem nas pedaleiras são praticamente identicos tirei essa conclusão, se alguem tiver algo mais concreto sobre esses tipos de memórias e tals, posta ai pra gente ficar sabendo.

      Ela atualiza como se tivesse um pendrive, isso deixa bem mais segura a atualização, provavelmente se der algum erro no meio é so fazer novamente que dá certo, na gr55 tb achei mais seguro, é feita direto no pen drive. Muito bem feito o esquema mesmo.

      Mas o mais importante que é o procedimento da atualização o alexromachado ja fez que foi postado acima pelo nosso amigo rafael_cpu.

      marqueswell
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Blz. rafael_cpu e alanstu, valeu pelas dicas. Já consegui atualizar. Um abraço.

      Melquib2
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Quanto à "controlabilidade", a GT 100 é a líder em relação às outras pedaleiras em evidência?

      Practus
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Melquib2

      Acredito que sim... A GT-10 já era animal nesse quesito, e a GT-100 parece que ficou melhor ainda. Não que a HD500 e demais concorrentes sejam ruins, mas pelo pouco que pude ver nos reviews do Alex e de tantos outros, a GT-100 tem coisas bem interessantes nesse quesito. Dá uma olhada nesse vídeo do Alex Machado:



      Esse é apenas 1 dos mil vídeos que rolam no youtube sobre controlabilidade.... É só fuçar que você encontra N outros tantos sobre isso...

      Melquib2
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Se nós fôssemos colocar (A Gt 100 e POD HD500) em um tipo de avaliação, analisando os seguintes quesitos (Controlabilidade, Resistência, Versatilidade, Qualidade Sonora...) Qual pedaleira vocÊs colocariam como melhor em cada um?
      Na minha mente eu tenho isso:
      Controlabilidade: GT 100
      ResistÊncia: GT 100
      Versatilidade: GT 100
      Qualidade Sonora: POD hD500
      Como vocÊs avaliariam? (coloquem outros quesitos também;)

      Bog
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Melquib2

      Eu discordo em certos pontos. Para mim, ambas são igualmente versáteis. E a "qualidade sonora" é variável. Não dá para dizer que todos os efeitos e simulações, tanto do Pod quanto da GT, estão no mesmo patamar. Por exemplo, não se pode afirmar que a simulação de Twin Reverb limpo no Pod HD está no mesmo nível dos spring reverb do Pod HD; nem que a simulação de Metal Zone da GT-100 está no mesmo nível do phaser da GT-100. Colocar 200 opções de algoritmo com qualidade variável sob uma única etiqueta é uma simplificação exagerada, ao meu ver.

      Melquib2
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Apenas uma questão de opinião ... ! hehehe ...

      Practus
      Veterano
      # jul/12 · Editado por: Practus
      · votar


      Melquib2

      O problema aqui é o seguinte: Não dá para comparar pedaleiras nesse contexto. Não dá para dizer qual é melhor em âmbito geral... E você mesmo disse isso ao dizer que é apenas questão de opinião... Consequência do que você mesmo disse, opinião é individual e cada um tem a sua... isso também se aplica para avaliar pedaleiras... Cada um vai achar uma melhor que a outra baseado naquilo que se busca na pedaleira.

      Se você busca simulações, pode ahcar a GT-100 mais redonda com os novos algoritmos, e outros tantos vão achar a HD500, e outros ainda a Tonelab, a G5, etc... E com efeitos pode ser completamente diferente... A Boss é conhecida como possuidora de efeitos de altíssima qualidade, mas não tem um simples Octoverb ou similar... Assim, uns vão achar a HD melhor, outros vão querer ficar mesmo com a Boss, e outros ainda juram de pé junto que para efeitos, boa mesmo é a G-System...

      Assim, é como você mesmo disse: É uma questão de opinião... Não dá para dizer qual é melhor e qual é pior...

      LucasGuitar9712
      Veterano
      # jul/12
      · votar


      Acabo de comprar uma GT100, paguei 1750,00 + 25,00 de Sedex, 1775,00, parece que até sexta-feira chega, agora sim :)

      LucasGuitar9712
      Veterano
      # ago/12
      · votar


      Já chegou, menos de um dia

      The Red Special
      Veterano
      # ago/12
      · votar


      Isso já foi batido até não poder mais, mas COSM não é um nome técnico. É um nome de fantasia. Em princípio, eles poderiam mudar 100% das linhas de código, usar uma abordagem radicalmente diferente, e continuar chamando de COSM. O nome COSM na verdade não diz nada. Ele é absolutamente genérico.

      Pelos sons que eu ouvi, do Alexromachado e dos outros, já consigo ver que é MAIS DO MESMO

      Não adianta virem falar, essa titica de COSM é tecnologia antiga que os caras recauchutam à todo lançamento. O mesmo cocked wah tone, os mesmos timbres fracos, sem personalidade, estão lá.

      Eu não compro mais pedaleira da BOSS caso o intuito seja simulações. Já tive:

      2 GT8, 2 GT10, uma ME70, já passei um bom tempo com uma GT6, e era praticamente a mesma coisa com ajustes nas equalizações. Mas o nível de qualidade e realismo das simulações não mudava era sempre mais do mesmo.

      Com uma Zoom G3 ou VSTs você estará timbristicamente anos luz à frente da Boss/Roland Corporation.

      Bog
      Veterano
      # ago/12 · Editado por: Bog
      · votar


      The Red Special

      Com uma Zoom G3 ou VSTs você estará timbristicamente anos luz à frente da Boss/Roland Corporation.

      Eu não discordo. Da geração atual, as simulações de amps da Roland são as que menos me agradaram. Mesmo com a GT-100 soando bem diferente da GT-10 em linha. Espero que isso deixe bem claro que eu não sou um "defensor" da Roland.

      Mas o ponto não é este. É simplesmente que o nome "COSM" não tem qualquer significado técnico. É um nome de fantasia. A Roland pode mudar duas vírgulas e dar um nome completamente diferente (Mamooth HD 4D!), da mesma forma que pode mudar tudo e continuar chamando de COSM. É um nome de fantasia. Tecnicamente, não diz nada.

      O problema não está no nome COSM, nem em uma suposta "tecnologia COSM" (que tecnicamente não existe). Está simplesmente na forma como a Roland faz/fez sua modelagem. Repetindo: eles podem mudar o processo inteiro e continuar chamando de COSM, assim como podem mudar um detalhezinho e dar um nome completamente diferente.

      The Red Special
      Veterano
      # ago/12
      · votar


      Bog
      Então! Essa é a minha frustração com a Boss. Eu já dei 5 chances pra marca, mas você acredita que com todos estes 5 produtos eu tirava os MESMOS timbres? Sério mesmo cara. E era algo muito fora dos padrões para o nivel de exigência de sonora praticado pelas outras fabricantes hoje em dia. Eu não sei como os caras não se tocam disso!

      Bog
      Veterano
      # ago/12
      · votar


      The Red Special

      Olha, a GT-100 soa sim diferente das anteriores. Ao meu ver, mudou para melhor. Mas mesmo assim, ainda acho que fica atrás da concorrência nas simulações de amps, EXCETO nos cleans (ironicamente, os cleans da Boss me soam bem superiores aos da Line 6 e da Zoom!). Eu só não fiquei frustrado com a GT-100 porque desde o primeiro momento, minha intenção era usar ela com simuladores analógicos no loop. Ou seja, eu já não esperava nada demais mesmo.

      Só é bom sempre lembrar que isso não tem nada a ver com o nome COSM, porque COSM não é uma tecnologia, e sim um nome de fantasia ("marca"). Eu na verdade até entendo por que os fabricantes de eletrônicos usam estes nomezinhos (a prática é geral, todo mundo faz). Não faria o menor sentido eles descreverem o produto usando uma lista de 500 técnicas de DSP - primeiro porque o público geral não entenderia, segundo porque isso "entregaria o ouro". O objetivo não é descrever uma tecnologia, e sim criar uma identidade visual/de marca. Neste sentido, o COSM está mais para o "i" da Apple do que para algo realmente descritivo, como "humbucker".

      alfacorrea
      Veterano
      # ago/12
      · votar


      Sabe qual é o problema: os equipamentos digitais vão chegar a 99,99% do timbre real e original, mas sempre vai faltar estes 0,01%.

      Não adianta, pode falar o que quiser da qualidade de conversão AD/DA de hoje em dia, mas sempre vai faltar alguma coisa. Tem algo de mágico, transcendental, mediúnico, religioso, vibrante, caloroso que o "digital" nunca vai conseguir atingir com perfeição.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Boss GT-100: Finalmente Boss lança pedaleira top pra bater a POD HD 500

      305.940 tópicos 7.899.551 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital