Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      A guitarra está morrendo lentamente?

      Autor Mensagem
      makumbator
      Veterano
      # 27/jan/18 22:38
      · votar


      tomcykman
      A guitarra está viva!!!!! heheh

      A guitarra eu não sei, mas você renasceu das cinzas hein? Sumidão! hahaha!

      Legal te ver aqui no fórum.

      Deji
      Veterano
      # 29/jan/18 12:43
      · votar


      Concordo que a guitarra esteja viva e muito presente na musica pop.
      O que está "morrendo" é o "Guitar Hero" e o Rock.
      Talvez o dia que o Rock voltar a ser uma música de atitude e rebeldia retome seu espaço.

      NeoRamza
      Veterano
      # 29/jan/18 13:21
      · votar


      Deji
      Hoje em dia o mundo está tão permissivo com tudo, que pra ser rebelde só se você apoiar putaria ou crimes. Nem apoiar uso de drogas é rebeldia mais.

      Deji
      Veterano
      # 29/jan/18 14:56 · Editado por: Deji
      · votar


      NeoRamza
      Não vejo essa permissividade toda, pelo contrário, vejo uma patrulha conservadora e pentenlha. Mas beleza, respeito seu ponto de vista.

      NeoRamza
      Veterano
      # 29/jan/18 15:38
      · votar


      Deji
      vejo uma patrulha conservadora e pentenlha

      Mas isso são grupos isolados, não é "toda a sociedade", sacou?

      tomcykman
      Veterano
      # 08/fev/18 17:47
      · votar


      makumbator

      kkkkkk bateu aquela vontade de ver o que que ta passando por aqui! bom te "ver" por aqui também makumba!

      Casper
      Veterano
      # 16/fev/18 09:24
      · votar


      http://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/160807/queda-nas-vendas-o- futuro-incerto-da-guitarra.htm

      SteveRayMorse
      Veterano
      # 16/fev/18 16:47 · Editado por: SteveRayMorse
      · votar


      O problema é que avaliar o mercado brasileiro de instrumentos é triste. Meio que não se aplica ao resto do mundo.

      Você vai querer dar uma guitarra pro seu filho, chega na loja e o que tem de guitarra pangaré custando R$ 1500 conto não tá no gibi. Daí uma bacaninha vai sair de R$ 2000 conto pra cima. Não é de se admirar se o mlk acabar tocando pandeiro.

      Buja
      Veterano
      # 16/fev/18 16:51
      · votar


      SteveRayMorse
      Não é de se admirar ser o mlk acabar tocando pandeiro.

      Ou acabar tocando app de celular, ou pedindo com esses dois mil, a entrada num pc gamer ou um console da microsoft...quando nao, um yphone ou um tenis da nike e um bone de aba reta da guepard. Por que incentivar jovens a pegar numa guitarra hoje tá uma tarefa de heroi.

      JJJ
      Veterano
      # 16/fev/18 18:04
      · votar


      Buja
      incentivar jovens a pegar numa guitarra hoje tá uma tarefa de heroi.

      Assino embaixo...

      xmarhunterx
      Membro Novato
      # 16/fev/18 20:57
      · votar


      Pra não faz diferença se a guitarra está morrendo ou não. Vou tocar do mesmo jeito. E acho muito difícil um instrumento "morrer" a harpa existe há uns 3 mil anos e ainda tem nego que toca. Vou além, a flauta existe há 30 MIL ANOS e ainda tem muita gente que toca flauta. A guitarra é jovem demais pra morrer.

      xmarhunterx
      Membro Novato
      # 16/fev/18 20:59
      · votar


      incentivar jovens a pegar numa guitarra hoje tá uma tarefa de heroi.

      Eu discordo, o que mais tem é nego aprendendo violão (acoustic guitar) pra tocar uns sertanojo universiotário e catar umas minas.

      JJJ
      Veterano
      # 16/fev/18 22:23
      · votar


      xmarhunterx

      violão é uma coisa, guitarra é outra

      fernando tecladista
      Veterano
      # 16/fev/18 22:30
      · votar


      http://cbn.globoradio.globo.com/media/audio/160807/queda-nas-vendas-o- futuro-incerto-da-guitarra.htm

      Venda de guitarras despenca quase 80% em cinco anos no Brasil
      As possíveis causas passam pelos preços altos e o atual cenário musical, além de mudanças nas formas de aprendizado das novas gerações.

      metal_ofender
      Membro Novato
      # 16/fev/18 22:34 · Editado por: metal_ofender
      · votar


      fernando tecladista

      Eu vi isso dai, e acho que esse preço alto ai conta muito também. Quando o assunto é primeira guitarra tem muita coisa barata sim, mais do que antes, mas, decidindo partir para um nível maior, na compra da segunda guitarra os preços já vão lá em cima pra pegar algo bom, e, a maioria, ou desiste ou acaba pegando uma usada. E cá pra nós, o que tem de instrumento usado não é brincadeira.


      "A música pop hoje em dia não é uma música tocada mecanicamente. Em boa parte, ela é executada no computador. E acho que há um perfil da sociedade também, porque o rock é uma música contestatória. Existe uma atitude de contestação que não vejo muito hoje em dia. Essa moçada fica no computador e no videogame, acho que a juventude anda muito preguiçosa. As pessoas não têm nem muita paciência para ler uma coisa longa, quanto mais pegar uma guitarra, sentar numa cadeirinha e ficar treinando"

      Palavras do Scandurra na matéria, acho que também conta muito.

      Quais as influencias para pegar numa guitarra/violão hj ? John Mayer? Jason Mraz ? Acho que são os únicos que conseguem chegar pra um público maior e influenciar né ?
      Aqui no Brasil nem um Detonautas da vida nós estamos tendo ultimamente mais, tem aquele tal de Tiago York mas sinceramente, aquilo ali não influencia muita gente a começar tocar não. Lembre-se que o público comum não sai procurando bandas e guitarristas no youtube, igual nós, tem que aparecer na mídia !!

      makumbator
      Veterano
      # 16/fev/18 22:47
      · votar


      porque o rock é uma música contestatória

      Hahaha! Estamos nos anos 70 ainda? Não é mais nada de contestatório.

      Essa moçada fica no computador e no videogame,
      As pessoas não têm nem muita paciência para ler uma coisa longa, quanto mais pegar uma guitarra, sentar numa cadeirinha e ficar treinando"


      Me parece contraditória essa parte da fala dele, pois o que tem de gente que fica sentado na cadeirinha treinando videogame não é pouca coisa. Videogame não pode (é do mal), mas guitarra tudo bem né...

      JJJ
      Veterano
      # 17/fev/18 10:08
      · votar


      makumbator
      Videogame não pode (é do mal), mas guitarra tudo bem né...

      Claro! A menos que o game seja o Guitar Hero, o Rocksmith... aí tudo certo! hehehe

      entamoeba
      Membro Novato
      # 17/fev/18 12:05
      · votar


      Contestatório, hoje, é ficar falando merda nas redes sociais e no youtube.

      Do fim do século para cá, muita coisa mudou. A gente só vai poder fazer o balanço disso quando os resultados começarem a sedimentar.

      renatocaster
      Moderador
      # 17/fev/18 20:20 · Editado por: renatocaster
      · votar


      Sei lá, para mim a guitarra meio que "morreu" um pouco. Não, não parei de tocar. Esse prazer eu ainda tenho e ele permanece intacto. Digo mais por tudo que envolve, tudo que está ao redor.

      O que quero dizer é que tenho procurado ficar alheio a toda essa "hype" que se hospeda em torno do instrumento. Uma coisa cansativa, enfadonha, massante. Horas e horas debatendo sobre equipamentos, madeiras, efeitos, guitarristas, técnicas, piriri, pororó...não tenho mais nem 1% de paciência para essas coisas. A não ser que seja um assunto que realmente me chame atenção.

      Acho que posso resumir da seguinte forma: Hoje eu enxergo a guitarra "apenas" como um instrumento para fazer música. É isso, enxergo mais como uma ferramenta mesmo. E não como algo essencial, que se sobrepõe, que excede...enfim, todas essas viagens, que nós sabemos que é muito comum rolar entre os guitarristas.

      Inclusive, tenho percebido cada vez mais que dá para fazer muita coisa legal à serviço da música SEM PRECISAR DE GUITARRA.

      makumbator
      Veterano
      # 17/fev/18 21:29
      · votar


      renatocaster
      Hoje eu enxergo a guitarra "apenas" como um instrumento para fazer música.

      Eu sempre enxerguei os instrumentos que toco dessa forma. Sempre achei chato o papo excessivo sobre equipamento e tudo mais que cerca esse universo.

      renatocaster
      Moderador
      # 17/fev/18 22:03
      · votar


      makumbator

      Eu sempre enxerguei os instrumentos que toco dessa forma. Sempre achei chato o papo excessivo sobre equipamento e tudo mais que cerca esse universo.

      Pois é, sorte a sua que nunca se ligou muito nessas coisas. E eu tô desapegando cada vez mais.

      Engraçado que eu não vivo de música, na verdade estou bem distante disso. Só que hoje, me sinto muito mais inclinado para o lado musical do que para o lado hobbista, quando o assunto é guitarra. Apesar de ser um mero músico hobbista, hahaha.

      Quero dizer que levando a guitarra como um hobby, essa questão da "perfumaria", das "grifes", fica muito mais aflorada. Leva ao consumismo, bem desenfreado em alguns momentos, mesmo que esse aspecto seja naturalmente inerente ao hobby. Ou seja, é bem comum as pessoas que tem um hobby despender de uma grana considerável para alimentar o seu hobby.

      Só que hoje eu encaro esse meu hobby da guitarra muito mais no sentido de tocar, apenas. Não fico mais naquela neura de trocar captadores, trocar efeitos, pedais, etc...Hoje eu plugo a guitarra nesses VST da vida e fico tocando amarradão. É isso.

      JJJ
      Veterano
      # 18/fev/18 10:23
      · votar


      makumbator
      Sempre achei chato o papo excessivo sobre equipamento e tudo mais que cerca esse universo.
      renatocaster
      E eu tô desapegando cada vez mais.

      Por isso que as fábricas estão falindo, seus desinteressados!

      .
      .
      .

      Calma, tô brincando... Mas levei uma resposta desse tipo (só que a sério!) num fórum estrangeiro, sobre o fim do Cakewalk Sonar... Disse que ficava chateado por não ter a oportunidade de fazer o upgrade (já que pararam de vender) para a versão Platinum (que era a top, já que tenho a versão intermediária, a Professional). Daí um feladapota me mandou essa, dizendo algo como "por que não fez isso antes?! se mais pessoas tivessem feito, talvez não tivesse falido!", pagando maior geral... Pode isso? kkkkkkkk

      tomcykman
      Veterano
      # 18/fev/18 13:32
      · votar


      makumbator
      JJJ
      renatocaster

      fala rapazeada, mesmo que de alguma forma exista esse sentimento em torno da guitarra, acho que cabe a nós a erguê-la da maneira que quisermos e levá-la a quaisquer contextos em que ela possa fazer parte da história. acho que por ser um instrumento tão recente, ainda haverá muitos lugares sonoros ainda não explorados em que ela chegará! ta ai a guitarra bahiana ganhando novamente os carnavais de salvador em cima de música eletrônica (Baiana System), etc, por exemplo!

      makumbator
      Veterano
      # 18/fev/18 14:06
      · votar


      JJJ
      "por que não fez isso antes?! se mais pessoas tivessem feito, talvez não tivesse falido!", pagando maior geral... Pode isso? kkkkkkkk

      Hahahah! Foi falar e acabou tomando! Hhehehe!. Mas quando uma empresa precisa que os clientes comprem produtos ou serviços por "pena" ou pra ela não fechar é que a coisa está mal mesmo!

      tomcykman
      acho que por ser um instrumento tão recente, ainda haverá muitos lugares sonoros ainda não explorados em que ela chegará!

      Pode ser! Desde que ela não desapareça antes (e por desaparecer quero dizer que vire um nicho ainda mais fechado, tipo como hoje é a comunidade de viola da gamba). Os instrumentos também tem ciclos de nascimento, vida e morte. Muitos instrumentos interessantes ficaram pelo caminho e hoje são nota de rodapé na música. Acho que a guitarra não chegará a tanto, mas penso que ela provavelmente ainda vai cair mais do que hoje.

      Adler3x3
      Veterano
      # 18/fev/18 20:50 · Editado por: Adler3x3
      · votar


      Bem eu acho que musicalmente estamos passando por uma forma de transição.
      E o cenário e modelo econômico no mundo esta em transição também, e queiram ou não queiram isto afeta tudo.

      E o modelo econômico e de boas práticas nas áreas industriais e de gerência estão ultrapassados.
      A Gibson é um exemplo de má administração, estes "CEOS" e modelos de investimentos são uma distorção.
      O modelo ocidental quebrou.

      São vários os motivos, muitos dos quais destacados nos posts anteriores.

      O problema não esta ocorrendo somente no Brasil e com a guitarra em particular, mas também com outros instrumentos musicais.
      Os preços praticados no Brasil são absurdos, o que piora ainda mais a nossa situação em relação aos demais países.

      Fomos mais afetados pela crise econômica que os outros países e principalmente pelo contínuo aumento dos impostos, muito embora o discurso e a mídia dizendo outra coisa.

      Cometemos muitos erros, elegemos um analfabeto funcional corrupto, que por sua vez elegeu um poste, numa chapa de corruptos, que começaram a brigar entre si, que virou uma Cleptocracia.

      Os principais estados e municípios estão quebrados, a violência tomou conta, e o medo faz parte do nosso dia a dia.

      E não conseguimos encontrar soluções e nos afundamos mais ainda, lembrem que ainda existem milhares e milhares de servidores públicos em seus cargos nesta nefasta era socialista, todo o tipo de corrupto esta lá no cargo.

      Não cabe aqui discutir a política mas o efeito negativo na cultura e na educação no país foi profundo, e estamos colhendo o que foi plantado.
      A banalização da arte e da cultura e os níveis de educação nem se fala.

      Problemas financeiros e violência levam a um stress que se reflete na nossa produção musical.
      E como produzir bem com a autoestima lá embaixo?
      Como se divertir livremente com medo?
      O efeito de práticas e decisões erradas tem o seu custo, e a nossa liberdade esta em sério risco.

      Até os guitarristas estão de moral baixa e não conseguem protestar com a sua arte, estão sem força, foram engolidos por toda esta baixaria, perderam o sentido.
      Não existe mais aquele ambiente e clima para inovar na guitarra.

      Todos empobreceram do mais rico ao mais pobre e a classe média foi a mais afetada em todos o sentidos.
      É a triste realidade.

      Sofremos um grave queda em todos os setores, e não vai ser no curto prazo, nem no médio prazo, que vamos conseguir nos recuperar, ainda estamos em queda vertiginosa.

      E o pior empobrecimento além do financeiro foi o cultural, além da queda da moral e dos bons costumes, sem falar da queda das religiões que viraram um balcão de negócios.

      E do jeito que esta vai piorar mais ainda, vai demorar para acontecer uma recuperação, nem vai haver recuperação, mas sim uma adaptação, é a lei da sobrevivência em ação.

      E a guitarra tem o seu espaço, mas tudo esta em transformação.
      A evolução tecnológica é constante e a parte virtual ainda não chegou lá, mas muita coisa ainda vai ser acrescentada e vai afetar mais ainda o modo de fazer música, que só vai parar quando alcançar um nível mais elevado, quase que um limite, onde uma novidade não vai afetar tanto, mas os instrumentos tradicionais vão continuar a ter o seu espaço como sempre tiveram, alguns esquecidos mas outros recuperados pelos puristas, que sempre vão existir, e é gozado comentar e falar sobre guitarrista purista, mas o tempo é o senhor das respostas.
      E nesta parte tecnológica estamos atrasados, a nossa internet é lenta e a tendência vai ser ditada lá de fora mas com um agravamento cultural, mais do que aconteceu no passado.

      TendTudo
      Membro Novato
      # 19/fev/18 08:02
      · votar


      Adler3x3
      Concordo contigo.
      Criticar o capitalismo quando se é bem sucedido é fácil.
      Sim. Estou criticando quem liga rebeldia a modelos chiques de conteúdo em detrimento ao supérfluo.
      Como uma guitarra por exemplo.

      Casper
      Veterano
      # 19/fev/18 08:09
      · votar


      Caros makumbator, Adler3x3, JJJ,
      tomcykman, renatocaster, entamoeba,
      e metal_ofender

      Tem um elemento importante na equação.
      Tem muita, mas muita gente que comprou
      o instrumento, não foi feliz e passou ele para
      um conhecido, por preço zero. Eu mesmo
      me desfiz de muita coisa e peguei muita
      coisa sem troca monetária. Periodicamente
      aparece alguém oferecendo algum instrumento
      (geralmente violão empenado ou guitarra idem).
      Oras, se eu posso adquirir um instumento com
      preço zero (e com pouco investimento deixar
      ele tocável) porque vou investir em um equipamento
      novo? Evidentemente isso destrói o mercado.

      JJJ
      Veterano
      # 19/fev/18 09:35
      · votar


      Casper

      Pois é, se bem tratada, uma guitarra dura mais que o dono!

      Não levaram a obsolescência programada para o mundo dos instrumentos musicais... tsc tsc tsc... amadores...

      fernando tecladista
      Veterano
      # 19/fev/18 18:33
      · votar


      http://www.tenhomaisdiscosqueamigos.com/2018/02/19/gibson-falencia-rum ores/amp/

      Alex guitar man
      Veterano
      # 23/fev/18 12:02
      · votar




      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a A guitarra está morrendo lentamente?

      305.751 tópicos 7.895.444 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital