"Espero que a guitar music tenha uma morte dolorosa."

    Autor Mensagem
    Julia Hardy
    Veterano
    # 17/out/19 10:04


    O autor dessa pérola é Tim Henson, guitarrista do Polyphia.

    Wtf is Polyphia? É uma banda instrumental que mescla métol com pop e rap e vem tende grande repercussão nesse nicho, digamos assim.

    Mais um teco do que o moço disse:

    "Eu acho que a guitarra se perdeu no que era cool nos anos 80. Você olha para aquilo e percebe que era muito ruim."

    Fonte abaixo:

    https://www.guitarworld.com/news/polyphia-hope-guitar-music-dies-a-pai nful-death-heres-why

    -

    Achei o rapaz pretensioso, apesar da banda ser interessante. E, oceis? Concordam? Discordam? Feijoada?

    entamoeba
    Membro Novato
    # 17/out/19 10:39
    · votar


    Acho legal artista que diz que o trabalho do outro é uma merda!

    00:36


    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # 17/out/19 10:52
    · votar


    Gosto do grupo musical, tenho a discografia toda (apesar de não gostar dela toda), mas não consegui compreender a intencionalidade do autor de tal citação.
    Talvez ele quis dizer que a guitarra deveria deixar de ser o núcleo da música e ser só mais um instrumento? Pq ele não critica a guitarra, mas a "guitar music" e o tal do glam e virtuose em volta da guitarra dos anos 80...

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # 17/out/19 11:29
    · votar


    Eu li o texto todo (rapidamente, mas inteiro). Concordo com tudo o que foi dito! Abaixo as guitarrices dos guitarristas! Quanto mais brega isso for percebido pela massa, mais isto será um nicho ridicularizado. A guitarra deve ser tocada em prol da música, não punh3tad4 em prol do ego.

    Lelo Mig
    Membro
    # 17/out/19 12:02
    · votar


    Julia Hardy

    Eu reclamo destes virtuoses chatos e sem objetivo artístico, as chamadas guitarrices, shreds e estes exibicionismos, e acho brega, há pelo menos 30 anos.

    Então posso dizer que este garoto concorda comigo.

    Gabezorx
    Membro Novato
    # 17/out/19 12:24
    · votar


    Att Whore à parte, faz mais de 40 anos que o shredding guitar tá aí, duvido muito que morra, vai se tornar cada vez mais um nicho restrito, vide música clássica e outros ~estilos~, esses moleques são muito pretensiosos pro meu gosto.

    makumbator
    Veterano
    # 17/out/19 12:26
    · votar


    Lelo Mig
    Então posso dizer que este garoto concorda comigo.


    O lance é que o grupo dele de certa forma pode ser visto por muita gente como do tipo de música com guitarra como centro (apesar se eu não achar que a música do cara e de seu grupo tenham alguma relação com a estética de guitar hero shred fritador dos anos 80).

    Pra quem não conhece, aqui vai:

    https://www.youtube.com/watch?v=9_gkpYORQLU

    Polyphia me lembra um animal as leaders mais centrado em um formato de canção mais tradicional (mesmo que instrumental), mais pop e menos extravagante.

    Julia Hardy
    Veterano
    # 17/out/19 13:01
    · votar


    Lelo Mig

    Pra mim, é tudo música. É como reclamar que a música do Rick Wakeman tem muito teclado.

    BrotherCrow
    Membro Novato
    # 17/out/19 13:05
    · votar


    Polyphia é bonzaço. Acho mesmo que o som deles abre caminhos legais pro futuro da guitarra. A declaração do Tim Henson é meio clickbait, mas fora isso concordo com o que ele falou.

    entamoeba
    Mike Patton é foda, Mondo Cane (o projeto de música italiana de que ele tava falando) é maravilhoso, e o Wolfmother parecia uma merda na época, mas o Greta Van Fleet colocou a ruindade do Wolfmother em perspectiva.

    acabaramosnicks
    Talvez ele quis dizer que a guitarra deveria deixar de ser o núcleo da música e ser só mais um instrumento?
    Pelo que entendi, isso foi exatamente o que ele disse.

    Gabezorx
    faz mais de 40 anos que o shredding guitar tá aí, duvido muito que morra, vai se tornar cada vez mais um nicho restrito
    Acho que já se tornou, desde pelo menos o fim dos anos 90.

    makumbator
    O lance é que o grupo dele de certa forma pode ser visto por muita gente como do tipo de música com guitarra como centro
    Acho que a guitarra tá no centro, mas sem ser a ótica através da qual a música é composta. O som de guitarra é tão processado que podia perfeitamente ser outro instrumento no lugar. As músicas não tem aquela estrutura de guitar hero.

    Julia Hardy
    Veterano
    # 17/out/19 13:10
    · votar


    Eu baixei o álbum mais recente do Polyphia e gostei bastante. É engraçado como eles são classificados: math rock.

    Mas, esse hate pra cima dos shredders dos anos 80 é bobagem. Até pq, aquele pessoal é responsável por muita coisa que está aí. Tem coisa ruim? Brega? Sim. Mas, quem não era assim nos anos 80. Eu era bebê praticamente, então, não participei daquilo.

    De qualquer jeito, tem coisa mais ridiculamente cool do que o Michael Ângelo tocando uma guitarra de quatro braços de cada lado?

    Lelo Mig
    Membro
    # 17/out/19 15:56
    · votar


    Julia Hardy

    "É como reclamar que a música do Rick Wakeman tem muito teclado"

    Você esta certa. Mas não é errado achar chato e reclamar. Ninguém esta pedindo a proibição da bagaça, só achando chato.

    No caso dele, de certa forma, profetizando que é o "mal que matou a música"... ou seja, mera opinião.

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 17/out/19 16:00
    · votar


    Julia Hardy
    O que mais tem nos dias de hoje é fulaninho falando bobagem por aí...
    Não me surpreende em nada...
    Aliás falar bobagem é pré requisito para aparecer...
    Abç

    T-Rodman
    Veterano
    # 17/out/19 16:09
    · votar


    bom, chegando agora, eles precisam de notoriedade - e falar umas bobagens faz parte, rs. não tamo falando deles?
    não precisam disso, mas o cara é mais 'glam rock' do que todos os glams dos anos 80 junto, rs - na parte visual.
    Tocando, toca muito bem fazendo par com o outro guitarrista, e eles fizeram tour esse ano pela Ibanez, tocando em exposições e eventos voltados para músicos.
    tem vários videos deles na Thomann Summer Camp por exemplo, e eles não deixaram de atender nenhum canal. Aliás, eles ganharam nesse evento a simpatia de quase todos que fizeram videos com eles.
    pelo menos guitarras eles sabem vender, rs. as Ibanez series AZ
    https://www.youtube.com/watch?v=c35DjBjA6zA

    Singles
    Membro Novato
    # 17/out/19 17:13
    · votar


    Poxa essa banda faz na verdade eh um pop rock, nao sei se foi intenção do rapaz polemizar, mas nao so a musica baseada em guitarras como o rock de maneira geral esta em baixa na molecada, parece q ele so quis surfar nessa onda, mais aposto q tem influencias de algums virtuoses da guitarra sim pq tem algumas passagens prog, fritaçoeszinhas e alavancadas no som deles, deu uma cuspidinha de leve no prato q comeu rsrs

    Julia Hardy
    Veterano
    # 17/out/19 18:15
    · votar


    Lelo Mig

    Eu sei que é opinião. No caso do moço do Polyphia, achei a fala um pouco pretensiosa e esnobe demais. Essa é a minha opinião. E, eu gostei da banda dele.

    makumbator
    Veterano
    # 17/out/19 19:15
    · votar


    Julia Hardy
    Pra mim, é tudo música. É como reclamar que a música do Rick Wakeman tem muito teclado.

    Ou melhor: é como se o próprio Wakeman reclamasse que tem muito teclado, ou que o Marcus Miller dissesse que hoje em dia tem slap em excesso na música voltada mais ao contrabaixo elétrico.

    Lelo Mig
    Membro
    # 17/out/19 20:00 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Julia Hardy

    "achei a fala um pouco pretensiosa e esnobe demais."

    Também não discordo de você neste ponto.

    Deixe-me explicar melhor.

    Não conheço muito deste Polyphia, mas ouvi algumas coisas. Gostei, diria que a primeira coisa que me veio a cabeça seria algo como um U2 Progressivo, mas têm bastante de DT. Aliás, diferente de algumas outras opiniões aqui, prá mim esta muito mais "comum" na linha DT do que no lado mais experimental e pesado do Animal As Ladder e pessoal do Djent.

    A guitarra do sujeito, timbre e execução, mesmo pela idade dele (que não deve ter mais de 25 anos) têm muita influência dos shreds dos 80 e 90. Com certeza ele ouviu muito Satriani, Vai, Malmsteen e Petrucci.

    Acho que ele quis colocar a coisa como "a guitarra fazer parte do todo, do conjunto" e não ter um destaque, não ser música de guitarrista.

    Mas, de certa forma é um contra-senso, porque quase tudo que ouvi deste Polyphia é instrumental e as guitarras estão a frente da coisa toda. Acho que ele se colocou mal e soou pretensioso ou soou pretensioso de propósito... aí já não saberia dizer.

    Eu "entendi" e concordo com partes do que ele diz, mas não acho que o som que ele faz condiz com o que ele disse, entende?

    Talvez ele devesse ouvir Morphine, para conseguir se situar melhor.

    Ismah
    Veterano
    # 17/out/19 23:25
    · votar


    Shred a 120 BPM? Tô tirando uns banjo rolls a 240... Guitarrista continua se achando o centro do universo... rsrs

    JJJ
    Veterano
    # 18/out/19 07:46
    · votar


    Bom... eu sempre preferi a guitarra dos 70 à dos 80...

    Feeling >>>> Técnica

    Bora começar a brigar de verdade agora!!!

    Beto Guitar Player
    Veterano
    # 18/out/19 08:29
    · votar


    Abri a notícia e vi a cara de coreano tocador de babymetal dele e desisti de ler a notícia.
    Acho que toda forma de música, por mais ruim que seja, sempre terá nichos. Desejar que um determinado tipo de música deixe de existir só porque não gosta é um tanto infantil. Eu gostaria que o funk carioca fosse extinguido da face da Terra, mas sei que isso não vai acontecer, pelo menos não por algum tempo. De qualquer maneira eu não saio por aí falando mal, apenas me abstenho de ter qualquer tipo de contato.

    Agora, o pior de tudo é um cara que, claramente, teve influência no estilo de música que critica é ainda pior.
    Eu, assim como o JJJ, prefiro a guitarra dos anos 70 e 80.

    Feeling >>>> Técnica
    2

    renatocaster
    Moderador
    # 18/out/19 09:07
    · votar


    Polyphia

    Não conhecia essa banda. Vou dar uma ouvida.

    Julia Hardy
    Veterano
    # 18/out/19 09:18
    · votar


    Lelo Mig

    Pra mim, soou como se a banda dele fosse a última coisa interessante do mundo. Menos, menos.

    Beto Guitar Player

    Julgar pela aparência é feio.

    Sobre técnica e feeling: nos anos 70, os guitarristas eram fritadores também. O pessoal dos anos 80 só elevou o nível da coisa.

    acabaramosnicks
    Membro Novato
    # 18/out/19 09:22
    · votar


    renatocaster
    Recomendo as músicas Bittersweet, Amour, GOAT e Crush, nesta ordem.

    JJJ
    Veterano
    # 18/out/19 09:57
    · votar


    Julia Hardy
    nos anos 70, os guitarristas eram fritadores também.

    Era diferente... Tinha uns mais rápidos, outros mais lentos, mas não se media competência de acordo com quantas notas por minuto o cara conseguia fazer.

    renatocaster
    Moderador
    # 18/out/19 10:17
    · votar


    acabaramosnicks

    Recomendo as músicas Bittersweet, Amour, GOAT e Crush, nesta ordem.

    Gostei de todas, mas a "Crush" é bacaníssima. Achei legal à vera.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a "Espero que a guitar music tenha uma morte dolorosa."