Em relação a resolução de notas singulares (b7)

    Autor Mensagem
    Guilherme_Vieol
    Membro Novato
    # 03/abr/19 08:22


    Em um campo harmônico maior, a sétima nota sozinha tende a se resolver um semi-ton acima e fica até estranho (se não for proposital), deixa-lá jogada no ar. Porém, o que me deixa intrigado é como funciona essa relação *tensão-resolução* no modo eólico ou mixolídio, tendo em vista que temos um b7 na escala. Esse b7 resolve onde exatamente? Porque, imagino eu, ele cria a mesma tenção, só não sei onde resolve-lá.
    Agradeço desde já, abraço!

    LeandroP
    Moderador
    # 03/abr/19 11:47
    · votar


    Guilherme_Vieol

    Trítono é uma boa, heim?!

    Mário Sampaio
    Veterano
    # 03/abr/19 13:26
    · votar


    Em regra, a questão de tensão/resolução existe num ambiente tonal. Se você está num contexto modal, o normal é que não haja a relação dominante/tônica.

    Guilherme_Vieol
    Membro Novato
    # 03/abr/19 15:29
    · votar


    Pode me mandar links sobre o assunto? da relação tensão/resolução (ou a falta dela) em contextos modais e tonais

    Ken Himura
    Veterano
    # 13/abr/19 11:08
    · votar


    Guilherme_Vieol
    Porém, o que me deixa intrigado é como funciona essa relação *tensão-resolução* no modo eólico ou mixolídio, tendo em vista que temos um b7 na escala. Esse b7 resolve onde exatamente?
    Resolução de tensão é geralmente por grau conjunto, pra cima ou pra baixo. No modalismo puro, não seria um problemão, mas dificilmente você teria uma cadência dessas, principalmente com tétrades e tensões. Exemplos de modalismo puro: música Renascentista e Medieval, ars antiqua, ars nova, música folclórica ocidental em seu contexto, músicas que sobreviveram da Antiguidade, Bartók, Palestrina, Machaut, Ockeghem etc. Se olhar com cuidado, vai ver que não tem praticamente nenhuma tétrade nesses contextos, as sonoridades são mais cruas - tríades, geralmente - explorando as diversas cores/características de cada modo, é a estética do modalismo. Tensão aqui tem outro significado.

    Já no tonalismo com escalas modais (jazz e toda essa prática aí, comum na linguagem da guitarra), um b7 não é considerado tensão, mas sim consonância; é nota fundamental do acorde tanto quanto a terça e a quinta. Dito isso, você pode encadear sétimas em sequência sem o menor problema.

    Mas se você quiser considerar a sétima como dissonância, não tem problema também, é só trabalhar a preparação - resolução num cenário mais restrito ou só a resolução, no cenário menos amarrado. E resolução, no cenário ideal, é sempre por grau conjunto (é o voicing mais eficiente). A preparação idealmente também é por grau conjunto, mas é muito comum também por movimento oblíquo ou pequenos saltos.

    Ken Himura
    Veterano
    # 13/abr/19 11:08 · Editado por: Ken Himura
    · votar


    Duplicado.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Em relação a resolução de notas singulares (b7)