USP - Educação Artistica - Licenciatura e Música

    Autor Mensagem
    Mulder
    Veterano
    # ago/07


    Oi pessoal, tudo bem? Bom, o caso é que eu estarei em outubro em São Paulo (moro no Pará) para fazer o teste habilitatorio em música.

    Talvez seja uma pergunta recorrente (apesar disso, não achei por aqui) mas o que vocês me dizem sobre o teste? Não deu pra ter muita noção pelo programa. Mas eu queria saber se ele vai ser como aqueles que estão disponiveis no site do curso de música de ribeirão preto. Tem coisas bem dificeis por ali. He.

    Comentários sobre a Usp ou outra contribuições eu também estou aceitando. ^^

    Valeu a atenção.

    Mulder
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    Ah, a proposito, eu vou tocar baixo elétrico na audição. ^^

    Prelurdio em g Maior para Cello. =~

    luiz_sjrp
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    Mulder

    Te indico dois dos melhores (na minha opinião) para responder a sua pergunta:
    makumbator e Pardal.
    Eu não sei te dizer.

    makumbator
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    Mulder

    Olha, se vc vai fazer o curso de licenciatura em artes, o teste é BEEEM máis fácil que os de bacharelado em música(instrumento, canto ou regência). Mas é lógico que o nível de dificuldade vai do seu nível de conhecimento.
    A maioria dos testes para bacharelado tem duas partes principais teórica e prática, há teste de ditado rítmico, melódico(tonal e atonal, mas é dada a primeira nota), peça solista de livre escolha, peça solista de confronto(indicada pelo edital), leitura a primeira vista, as vezes leitura de trechos orquestrais indicados no edital, e há cursos que pedem descrições sobre aspectos de estética e períodos de música ao longo da história.
    Os que eu já vi de Licenciatura(UFRJ e UFMG), eram até fáceis. Dê mais detalhes do edital...

    luiz_sjrp
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    makumbator

    Eu falei.......................

    Mulder
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    2.1. Para o Curso de Licenciatura em
    Educação Artística com Habilitação
    em Música
    (a) Entrevista.
    (b) Leitura à primeira vista cantada
    de melodias indicadas pela banca
    examinadora.
    (c) Execução, ao instrumento indicado
    pelo candidato, de uma peça erudita de
    livre escolha, pertencente aos períodos
    Barroco, Clássico, Romântico, ou
    Século XX.

    Isso que consta lá.

    E quanto a min, eu só comecei de fato a dar atenção a solfejo e perpecpção de alguns meses pra cá, então esse meu lado não é muito desenvolvido. Quanto a execução da peça, t´amelhorzinha, vou ver se eu disponho um videozinho do youtube para alguem ai avaliar.

    mas, diga-me, o curso vale a pena ou, tal qual a dificuldade, é besteira comparado aos outros?

    Ken Himura
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    mas, diga-me, o curso vale a pena ou, tal qual a dificuldade, é besteira comparado aos outros?
    Valer a pena, vale sim! Porém, vai te formar como professor de música.

    Mulder
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    Bom, acho que o meu objetivo é ser instrumentista. Seria então uma perda de tempo na tua opnião?

    makumbator
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    Mulder

    Se vc quer ser um instrumentista, acho que vc devia fazer bacharelado em música com habilitação no instrumento que vc toca(e não licenciatura em artes com habilitação em música). Após entrar na faculdade, vc pode fazer também as matérias de licenciatura em música(parte de pedagogia, etc..) e ter as duas habilitações, mesmo que isso te atrase um ou dois semestres para se formar.
    Pela sua descrição da prova, é como te falei: melzinho na chupeta para quem toca e estuda música(imagino que esse seja o seu caso). A leitura a primeira vista cantada, nada mais é que o solfejo(mas sempre pedem coisas primárias, ainda mais em se tratando de curso de artes).
    Mas em cursos de música, e ainda mais em bacharelado, te aviso que tanto o nível da prova de aptidão, quanto o curso em si é bem maior, no entanto, o aprofundamento é muito melhor!
    Como acho que seu instrumento é baixo elétrico, vc só teria algumas restrições em faculdades públicas para fazer o curso, pois que eu saiba, apenas a UNICAMP tem curso de música popular(incluindo baixo), a maioria das federais e estaduais tem os cursos voltados a área erudita. Faça uma busca na internet sobre isso.
    Mas como vc vai sair do Pará mesmo, tanto faz se é para ir para Campinas, ou São Paulo. Caso vc tocasse o contrabaixo acústico, te diria para fazer na federal de seu estado mesmo(conheço um dos professores do curso, e também uma ótima aluna que estudou aí).

    luiz_sjrp

    hehehe...obrigado pela confiança!

    luiz_sjrp
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    makumbator

    hehehe...obrigado pela confiança!

    Obrigado nada ..................

    Minow
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    há teste de ditado rítmico, melódico(tonal e atonal, mas é dada a primeira nota)

    Nem sabia que davam a nota, o que eu sempre treinei era assim:
    O cara me dá um lá no piano, e depois toca um acorde (tríade simples). Aí eu devo escrever a armadura já daquela tonalidade, mas ele pode começar a tocar a melodia a partir de qualquer nota da escala, é um pouquinho mais complicado.

    makumbator
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    Minow

    Varia de faculdade para faculdade, mas na UFRJ e UFMG, eles sempre dão a nota de saída(tanto do atonal quanto no tonal, sendo esse último também identificado pela armadura já escrita na prova), e ao fim todo o exercício é repetido para que se possa tentar pegar notas que passaram em branco antes.
    O teste que vc faz é até melhor para percepção, justamente porque é mais complicado, se vc se sai bem nesse, os que tem nota de saída vc tira de letra...
    Acho que muitos lugares dão a nota de saída para evitar que se diga que o ouvido absoluto é exigido nesses testes(pois então vc teria que acertar não apenas os intervalos do exercício), com nota de saída, quem tem ouvido relativo também pode se dar bem sem esforço extra.

    Minow
    Veterano
    # ago/07
    · votar


    makumbator
    armadura já escrita na prova

    Que moleza amigo! \o/

    Legal saber disso, valeu cara! Eu vou prestar UFRJ agora, depois vem a UNIRIO. =)

    makumbator
    Veterano
    # ago/07 · Editado por: makumbator
    · votar


    Minow


    Olha o que achei na Internet sobre a prova atual:


    Este ano, entre as novidades do concurso de ingresso para 2008, está a inclusão da prova de filosofia entre as cinco não específicas para a carreira. As outras não específicas são: biologia, matemática, física e química. Cada uma das provas não específicas é composta de 4 questões somando ao todo 20 questões não específicas. Todas serão realizadas no primeiro dia de prova, marcada para o dia 11 de novembro, quando serão aplicadas ainda as provas de língua portuguesa e redação. O segundo dia de provas está marcado para o dia 25 de novembro, quando serão aplicados os exames de língua estrangeira, geografia e história.

    Os candidatos aos cursos de Bacharelado e de Licenciatura em Música deverão fazer o Teste de Habilidade Específica (THE), no qual serão avaliadas algumas habilidades essenciais aos dois cursos.

    O THE é aplicado pelos próprios professores da Escola de Música e consta de uma prova teórico-prática; uma prova de emissão (solfejo e leitura rítmica a uma voz); uma prova de percepção com grafia ao piano (reconhecimento auditivo); e uma prova de conhecimentos teóricos (notação musical, acordes, intervalos, tonalidades e modulação a tons vizinhos).

    O curso de Bacharelado em Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) oferece a possibilidade de aprimoramento técnico e de aprofundamento teórico nas habilitações de Canto, Composição, Regência e para os seguintes Instrumentos: Clarineta, Contrabaixo, Cravo, Fagote, Flauta, Harpa, Oboé, Órgão, Piano, Percussão, Saxofone, Trombone, Trompa, Tuba, Viola, Violão, Violino e Violoncelo, conferindo aos formandos o título de Bacharel em Música.

    A Escola de Música é formada por sete Departamentos: de Instrumentos de Teclado e Percussão; de Composição; de Instrumentos de Arco e Cordas Dedilhadas; de Musicologia e Educação Musical; Vocal; de Instrumentos de Sopro; e de Música de Conjunto. Cada departamento é responsável por uma área específica da organização acadêmica da Escola de Música, e seus professores atuam nos cursos desde a iniciação musical até a pós-graduação.

    O Curso de Licenciatura em Música, um curso com a marca de qualidade que caracteriza também a Escola. As disciplinas são ministradas na Escola de Música, mas o currículo prevê abertura para o aluno cursar disciplinas em outras unidades, sobretudo na Faculdade de Educação.





    A prova de emissão é a leitura rítmica e o solfejo, se não mudaram dos anos anteriores, há o tonal e atonal, com as nota de saída(se não mudaram nada...)
    A prova de conhecimentos teóricos é escrita(coisas fáceis: transpor melodias, nomear intervalos escritos, reconhecer acordes escritos e nomeá-los, inversão de acordes, corrigir notas erradas em acordes propostos, mudança de clave, regras de escrita , etc...)
    A prova de percepção com grafia é para vc reconhecer intervalos tocados(harmônicos e melódicos), acordes básicos, percepção e escrita de rítmos, etc...
    Se eu encontar uma prova da UFRJ que eu tinha aqui em casa te aviso e te digo o que tem exatamente(mas pelo que me lembro, era fácil).

    Minow
    Veterano
    # ago/07 · Editado por: Minow
    · votar


    makumbator
    È, eu tinha lido isso, valeu.
    O que eu tou estudando é solfejo, reconhecimento de intervalos, arpejar tríades e tétrades tocadas no piano, reconhecer os graus de uma certa escala tocada, ditado (tonal)... e creio que seja isso.
    Acho que o solfejo é onde o bicho pega mais, no mais eu acho que me viro. Espero, tou com um puta medo dessa prova! Hahaha

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a USP - Educação Artistica - Licenciatura e Música