Recuperação da Registration Memory Yamaha Psr-Sx700

    Autor Mensagem
    pesquita69
    Membro Novato
    # 30/set/21 11:51


    Boa tarde amigos. Gostaria de saber se me poderiam ajudar numa questão que a qual me está a partir a cabeça há algum tempo.
    Adquiri há cerca de 1 ano o teclado da Yamaha PSR-SX700 com o qual desde já estou muito satisfeito. Acontece que desde logo cedo fiz o registo de 8 sons diferentes no Registration Memory os quais estavam perfeitamente customizados a meu gosto a nível de afinação, volume, etc... Desde há umas semanas para cá que perdi completamente estes sons. A única coisa que fiz foi ter baixado uns ritmos para o teclado e cada um ter o seus sons pré-definidos. A partir daí nunca mais recuperei os meus sons. Fiquei a saber que para além de os registar também teria de os gravar no Banco de Dados, algo que eu não sabia e nunca tinha feito.
    A minha pergunta é se existe alguma forma de recuperar estes sons que pelos vistos perdi para sempre e jamais conseguirei afinar da mesma maneira. O próprio software do teclado não tem nenhum sistema de backup interno onde possa ter ficado estes instrumentos?
    É uma situação muito complicada para mim pois estou com um canal de Youtube parado por não conseguir manter o mesmo registo que tinha.
    Agradeço a vossa preciosa ajuda!!!

    P.S. - É bom de salientar que nunca fiz nenhum reset para os parâmetros de fábrica ao teclado.

    edsm100
    Membro Novato
    # 30/set/21 12:49
    · votar


    Oi, o RM é memória volatil, onde facilmente se perde tudo se nao tiver cuidado. Sobra refazer tudo de novo, nao tem jeito e nem como recuperar. De outra vez, GRAVE tudo num pendrive, assim como se grava ritmos, timbres (config), midis, etc. Eu em qualquer marca de teclado, gravo tudo que fiz, tipo backup (ate em PC se faz, face a virus). abç

    sereanes
    Membro Novato
    # 30/set/21 17:49
    · votar


    pesquita69

    O nosso amigo edsm100 deu bons conselhos, do tipo: "Precaução e água benta nunca são demais." Devemos observar.

    Mas, se me permitem, farei algumas observações, já que possuo um.

    A única possibilidade plausível é você ter importado ou "baixado" 400Mb de samples. A memória do SX-700 é de 400 Mb... aí, estourou tudo. Sem contar, é claro, o "pen drive", que é ilimitado... Mas, é duro; hein? Haja samples... Recentemente, importei a biblioteca do Bösendorfer Imperial 290 do site da Yamaha para o MODX. Foram 413.241Kb = 400Mb, e veio coisa pra caramba. E com "waveforms" de primeira linha...

    Agora, quanto a "O próprio software do teclado não tem nenhum sistema de backup interno onde possa ter ficado estes instrumentos?", a resposta é tem: o proprietário... mas, quando o próprio proprietário dá "tilt", só nos resta lamentar...

    Os seus timbres devem estar em algum lugar que você não está sabendo procurar. São 3 grandes regiões ou áreas: User, USB1 e Expansion.

    Os teclados modernos, e o SX-700, também, usa linux e o sistema de diretórios e sub-diretórios e sub-sub-diretórios, etc. O diretório ou pasta "defaut" é New First Registration Bank. E você pode criar infinitas estruturas de pastas ou diretórios. Vamos criar um exemplo hipotético: você customizou seus timbres preferidos e salvou numa pasta de um determinado bank, que você criou com a seguinte estrutura de diretórios:
    O Português --> Burradas da Maria --> Coisas Importantes --> Meus Timbres Preferidos.

    pesquita69, na sua opinião, qual a probabilidade de você ter baixado os samples na mesma pasta "Meus Timbres Preferidos", no mesmo bank e com os mesmos nomes dos seus timbres favoritos?

    edsm100, nos teclados atuais, de 2000 pra cá, é cada vez mais raro memórias voláteis. No caso em tela, como o próprio nome sugere, e dada a definição abaixo,

    "The Registration Memory function allows you to save (or “register”) virtually all panel settings to a Registration Memory button, and then instantly recall your custom panel settings by simply pressing a single button. The registered settings for eight Registration Memory buttons are saved as a single Registration Bank (file)." (Página 15 do Owner's Manual).

    O SX-700 oferece 3 áreas para gravação de suas customizações e com 6 níveis de segurança, a saber (pág.88 e 33 do Manuel, recomendo a leitura a partir da pág.86):

    1) Registration Bank Selection display;
    2) File Edit;
    3) Save;
    4) Select the location to which you want to save the file;
    5) Touch [Save here], para escolher aonde quer salvar a sua customização e
    6) Character Entry window to enter the file name.

    edsm100, você realmente acredita que o SX-700, neste caso em tela, tem memória volátil? Depois de passar por 6 fases obrigatórias para poder "guardar" uma customização?

    Memória volátil é para preservar os "presets".

    Abraços.

    edsm100
    Membro Novato
    # 30/set/21 18:46
    · votar


    sereanes
    você realmente acredita que o SX-700, neste caso em tela, tem memória volátil

    Caro, SIM, nao ó ele, pois há vários tipos de MV e a prova é justamente nosso amigo prejudicado. Não se pode comparar tais memórias RAM as reais e concretas formas de armazenamento, praticamente nunca afetadas por nenhum "acidente" externo de manuseio, como ocorreu neste prejudicado, tal qual armazenamentos fixos, rígidos e invioláveis como HD, CD, pendrive (questionável), etc, onde praticamente em nada sao afetados por manuseios, falta de energia, mas principalmente por alterações de cargas e voltagens (o que certamente pode ter acontecido), dai a tal VOLATILIDADE, dito no dicionários, NAO CONFIÁVEIS, pois quem no mundo já nao teve perdas assim, celulares apagando todos os dados dentro, teclados de repente voce liga e se vê que tudo se perdeu apenas por se ligar, etc. Impossível alguém no mundo nao ter passado por isso, pois o afetado é somente a memória RAM (ate a ROM), e nada acontecendo com seu HD interno, CD/DVD na unidade, pendrive, etc. Dai a absoluta desconfiança (nada confiável) da memória RAM e o único termo para isso, SIM, é sim o termo "volatilidade" (ou fragilidade ou desconfiança), longe de ser um HD, CD/DVD, pendrive (questionável, RAM), etc, pois tudo pode lhe acontecer e ate voce nunca saber. Essa é a tal "volatilidade" dita. Portanto na sua pergunta: sim, acredito e muito e já sofri e perdi muita coisa nessa memória absolutamente nada confiável. Também pode de a chamar de "memória não confiável". Não se deve acreditar em tudo que se ouve por ai, pois o prejuizo é grande, como nosso amigo teve, ou não existiria HD externo, CD/DVD, backup, etc.

    Mas aconselho a perguntar a um expert em equipamentos digitais (engenheiro), pois nao sou da área e nao posso estender/alongar a respeito (e nem vamos), pois ainda aqui não é forum disso, só superficialmente como ate aqui falamos. Deixemos o assunto para experts em outros foruns, nao aqui (respondi por cordialidade, mas sem estendermos)

    abç.

    sereanes
    Membro Novato
    # 01/out/21 14:37
    · votar


    edsm100

    Meu querido, na sua afirmação "Mas aconselho a perguntar a um expert em equipamentos digitais (engenheiro), pois nao sou da área e nao posso estender/alongar", sou engenheiro há 40 anos e com pós-graduação "strictu-sensus" pela COPPE/UFRJ e pelo ITA/CTA. Sou especialista, portanto.

    E quanto à sua colocação "pois ainda aqui não é forum disso, só superficialmente como ate aqui falamos.", acredito que os foruns, e o FCC, principalmente, por sua excelência, são os ambientes legítimos para discussões técnicas de média e alta complexidade no que tange à música e instrumentos musicais.

    Voltando para os teclados e suas memórias, nas décadas de 70 e 80, devido à dificuldade e custo das memórias, a maioria dos teclados possuíam somente memória volátil. Um caso emblemático era o famoso Yamaha DX7, de 1983. Nesta época, já estava formado e fazendo meu mestrado em Engenharia na COPPE/UFRJ, edsm100.

    Estes teclados armazenavam toda a configuração que você fazia (equalização, "cut-off", ressonância, layers, etc.) somente durante o período em que permaneciam ligados. Ao se desligar o teclado, perdia-se toda a programação ou "customização". Na próxima vez que você ligava o teclado, tinha que fazer tudo de novo. A isso, chama-se de memória volátil.

    Em 2001, com o advento dos Yamaha Motif's, e Roland Triton's (um pouco antes), e com a generalização do emprego de memórias, seu barateamento e diferencial de valor agregado, os teclados passaram a ter memória não volátil: os famosos e desejados pentes de memória DIMM (inicialmente, com apenas 512Kb) e memória Flash.

    Hoje, os teclados vêm de fabrica com 4Gb de memória interna não volátil e infinita capacidade através de "pen-drives" de 32Gb, 64Gb e até 1 Tb de memória não volátil.

    Agora, vamos ao caso do nosso amigo pesquita69.

    Segundo relato dele, "Adquiri há cerca de 1 ano o teclado da Yamaha PSR-SX700 com o qual desde já estou muito satisfeito. Acontece que desde logo cedo fiz o registo de 8 sons diferentes no Registration Memory os quais estavam perfeitamente customizado". Então, salvo engano, durante 1 ano esta customização estava salva na memória não volátil do SX-700. E, de lá não sairia, com todas as vênias, sem "barberagem" do tecladista. Salvo ação intencional.

    Também, ele colocou que: "Desde há umas semanas para cá que perdi completamente estes sons. A única coisa que fiz foi ter baixado uns ritmos para o teclado e cada um ter o seus sons pré-definidos.".

    Não me está parecendo defeito do equipamento, falha das memórias não voláteis, interrupção acidental de energia durante o processo de gravação, etc.

    O que me está parecendo é erro de operação, por falta de prática. E, para isso, os únicos remédios são atenção, prática e experiência.

    Um abraço.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Recuperação da Registration Memory Yamaha Psr-Sx700