Novo Roland Fantom

    Autor Mensagem
    TrebleH
    Veterano
    # 05/set/19 07:50 · Editado por: TrebleH


    Nasceu a criança minha gente.

    Finalmente a Roland lançou o substituto do Fantom

    Ele me lembra muito o Montage

    https://youtu.be/ELYQKUdIayg

    RMota
    Membro Novato
    # 05/set/19 08:52
    · votar


    Foi um lapso muito grande. Será que o pessoal do R&D da Roland ficou estudando o montage antes de desenvolver esse Fantom?

    Outra coisa, ele não sai por menos de 20 mil bolsos no Brasil, considerando o preço, a cotação atual do dólar ($3699 para o F6 e USD1.00 = BRL4,09), os impostos e o lucro dos lojistas

    TrebleH
    Veterano
    # 05/set/19 12:15
    · votar


    Não é multisample :(

    Poxa Roland!

    Esse cara não vai substituir um Fantom G. Tá mais pra um Júpiter tunado
    Tudo bem que ele é synth, mas a linha Fantom me levava a pensar em workstation. Não faz sentido na minha cabeça lançar a linha tirando recursos, captando o sequencer e o multisampler.

    Parece que lê samplers apenas nos pads e tem apenas 8 notas de polifonia

    johnxx3
    Membro Novato
    # 05/set/19 12:15
    · votar


    Maravilhoso:

    https://www.roland.com/br/products/fantom_series/

    https://www.roland.com/us/products/fantom_series/

    elnobre
    Veterano
    # 05/set/19 12:45
    · votar


    São os tijolões da Roland. A versão 88 teclas pesa 27 kg.

    kokada
    Veterano
    # 05/set/19 19:07 · Editado por: kokada
    · votar


    Achei bem interessante esse Fantom 6! Adoro botões, e esse tem muitos! kkk O que mais curti foi o modo de montar o ritmo, lembra bem aqueles módulos de ritmos. E claro, o visor touch, que demorou mas enfim chegou nos teclados da Roland! A praticidade do touch é incomparável!

    johnxx3
    Membro Novato
    # 05/set/19 19:36 · Editado por: johnxx3
    · votar


    kokada
    curti foi o modo de montar o ritmo

    Montar ritmos/style? Mas é um sintetizador, tal qual a linha anterior, nunca arranjador. Deve estar confundindo com arpeggio, performance, frases, pad, etc, nada a ver com ritmos/styles, é isso?

    O que me interessou é este ter timbres na base do V-Piano além de muitos samples internos. Será samples/timbres do RD-2000? Ou veio pra substituir os FA8/7/6 ou se saem de linha? Mas aí tem tela menor e nada sabemos das especificações, detalhes, quantidade de timbres, funções, etc, se veio pra concorrer com os novíssimos Yamaha-Montage ou MODX, etc. E o maior medo: seu preço (se o RD2000 está na faixa do R$ 20mil, apesar de ser SP, já imagino este!)

    Imagens:

    https://extraimage.net/image/S8BB

    https://extraimage.net/image/S8p5

    https://extraimage.net/image/S8pD

    TrebleH
    Veterano
    # 05/set/19 19:48
    · votar


    John, ele tem um sequencer, logo da pra montar ritmos.

    Enfim a Roland entendendo a importância do touch. Coisa que a Korg dá palestra há décadas. Uma pena ele realmente não ser multisampler, mas que máquina meus amigos

    johnxx3
    Membro Novato
    # 05/set/19 19:57 · Editado por: johnxx3
    · votar


    TrebleH
    Nao sou especialista em arranjadores, mas que eu saiba, ritmo/style é item exclusivo de arranjadores, ainda pra se tocar, se precisa de variações e viradas, além de fill-in e fiil-out, intro e finalizações, coisa impossível num sinth, mais ainda na memória do ritmo tudo isso (var, fill, etc), ou mesmo se estar confundindo com estar confundindo com arpeggio, performance, frases, pad, etc? Sim, em varios sinth e neste, vem descrito "rhythm" mas nunca montados em sequenciadores, é outra coisa e diferente do arranjador. E sequenciador (esse acho que conheço), nao tem nada disso, é play mesmo, um midi, de ate 16 canais, sem paradas, viradas, intro, etc, é tocar do inicio ao fim e sem precisar controlar a música/acorde como se faz num ritmo/style, alias, num midi nao se pode fazer acordes (obs: nao confundir com song/audio/mp3, nada a ver, é outra história). Apenas comentei a relação ritmo-sequenciador dito acima. No resto é isso? Estou enganado?

    TrebleH
    Veterano
    # 05/set/19 21:36
    · votar


    É, mas falamos montar ritmos, não tocar acompanhamentos :). Isso dá pra ser feito e inclusive importado de algum MIDI. Agora as funções avançadas de arranjador não dá mesmo. Dá pra improvisar algumas viradas como variações de ritmo, mas n é a mesma coisa. E se tiver pads, da pra montar frases em diferentes tons e disparar como arranjos de instrumentos, tendo controle individual desses instrumentos, mas é outra coisa mesmo e dá um trabalho do cão.

    johnxx3
    Membro Novato
    # 06/set/19 02:09 · Editado por: johnxx3
    · votar


    Sairam as Especificações:
    (e com peso de monstrengo, 28kg e maior que a linha RD (143cm) que é um SP, e que já é gigante na versão 8, mas este vem com mais de 3500 timbres (contra 2440 do FA8), que este deve ser recordista entre todas as marcas (??) <<e quantos samples? igual aos 1100 do RD2000?>>)

    Teclado:

    88 Teclas (PHA-50 Estrutura híbrida de madeira e plástico, com Escape e Sensação de Marfim/Ébano e Aftertouch)
    Sound Generator
    Motor Sonoro
    ZEN-Core
    Tecnologia V-Piano
    Partes
    16 Zonas (Internas + Externas)
    Cenas
    128 Cenas x 4 Bancos
    Timbres
    Mais de 3.500 Sons
    Mais de 90 Kits de bateria
    Efeitos
    Multiefeitos: 16 sistemas, 90 tipos
    EQ para parte: 16 sistemas
    COMPRESSOR para parte de Bateria: 6 sistemas
    Efeitos Inserção: 2 Sistemas, 90 Tipos
    Chorus: 8 tipos
    Reverb: 6 tipos
    Compressor Master
    EQ Master
    Reverb Entrada Microfone: 6 tipos
    Filtro Analógico
    STEREO
    Tipo: LPF1/LPF2/LPF3/HPF/BPF/Bypass
    Drive
    Amp
    Sequencer
    Pistas MIDI
    16 (Interna/Externa)
    Grupos: 16
    Pattern:
    8 (per each Track)
    Tamanho dos Patterns
    32 compassos
    Métodos de Gravação
    Gravação em Tempo Real, Gravação por passos, TR-REC
    Sampler
    Formato
    Arquivo WAV/AIFF, 16 bits lineares, 44.1/48kHz
    Polifonia Máxima: 8
    Número de Samples
    16 Pads x 4 Bancos
    Outros
    Rhythm Pattern
    Sim
    Arpeggiator
    Sim
    Chord Memory
    Sim
    Controles
    Pitch Bend/Modulation Lever
    Botões Assinaláveis x 2 (S1/S2)
    Knob de Controle x 8
    Slider x 8
    USB Audio Slider
    Roda de controle x 2
    Knob de função x 6
    Knob de Modificação de Som x 11
    4 x 4 Pad
    Display
    Tipo Gráfico, 7", Wide VGA (800 x 480 pontos), LCD com backlit (Colorido/Touch screen)
    Conectores
    Conector Headphones: P10 Stereo
    Conectores MAIN OUT (L/MONO, R) (tipo P10)
    Conectores MAIN OUT (L, R) (Tipo XLR)
    Conectores SUB OUT1 (L, R) (tipo P10)
    Conectores SUB OUT2 (L, R) (tipo P10)
    Conectores ANALOG OUTPUT (1,2) (tipo P10)
    Conectores Mic/Line Input Jacks: (1,2) (Tipo Combo XLR/P10)
    2 x CV OUT, 2x GATE OUT
    Conectores FOOT PEDAL (HOLD, CTRL1, CTRL2, CTRL3)
    Conectores MIDI (IN, OUT1, OUT2/THRU)
    Porta USB MEMORY
    USB COMPUTER Port (AUDIO/MIDI)
    Porta para Dispositivos Externos x 3
    Memória Externa
    Pen drive (vendido separadamente)
    Fonte de Energia
    AC 117–240V 50/60Hz
    Consumo de Energia
    50 W
    Acessórios
    Manual de Usuário
    Cabo de força
    Opcionais (vendido separadamente)
    Estante de teclado: KS-G8B, KS-10Z, KS-12
    Pedais: Série DP, RPU-3
    Pedal de Expressão: EV-5
    Pen drive (*)
    Dimensões
    Width
    1,432 mm
    56-7/16 inches
    Depth
    439 mm
    17-5/16 inches
    Height
    153 mm
    6-1/16 inches
    Weight
    27.7 kg
    61 lbs 2 oz

    https://www.roland.com/br/products/fantom_8/specifications/

    Harva
    Veterano
    # 06/set/19 10:21
    · votar


    Neste video o especialista da Roland Scott Tibbs explica o funcionamento do novo Fantom!
    Muito top esta máquina.
    Assistindo, tive um entendimento diferente de alguns amigos.
    Sim, ele tem um sequenciador que você pode gravar tocando ou step, mas ele demonstra as novas possibilidades.
    Sim ele é multisample, novo motor de virtual analogic, possui os filtros do Jupter 8, filtro analógico, e uma interface impressionante de edição e o workflow para realizar os trabalhos muito bacana.



    Synth-Men
    Veterano
    # 06/set/19 12:32
    · votar


    Esse cara não vai substituir um Fantom G. Tá mais pra um Júpiter tunado


    Também tem os Jupiter X e o Xm, baseados no Jupiter 4, segundo eles.

    Provavelmente, virá um Fantom após este, com o Multsampler.

    TrebleH
    Veterano
    # 06/set/19 15:06
    · votar


    Onde vc viu que ele é multisample Harva?

    johnxx3
    Membro Novato
    # 06/set/19 15:49 · Editado por: johnxx3
    · votar


    TrebleH
    Que eu saiba, o termo "mutisamples" derivou dos antigos teclados "multisampler" onde no inicio só se usava samples no sampleador interno (amostras em wav) no carregamento e os primeiros eram monosamples, ou seja, só conseguia se carregar um um único, tal qual os primeiros Roland com isso como o FantomX , ou anteriores como o S, ou JunoG, etc. Depois vieram com carregamentos de vários samples (multisamples), como o Motif XF, Fantom G, etc. Por último, o termo multisamples também é descrito hoje pra amostras internas já de fábricas, como no caso dos Roland que aqui se fala, de terem tais timbres sampleados de " Supernatural", antes restritos ao V-Piano (motivo da sua criação) e agora repassados aos posteriores como a linha RD a partir do 700NX, 800 e o 2000, além do Jupiter, FA, entre outros e agora este novo Fantom com "supernatural" ate com samples do Steinway D, Bosendorfer Imperial, Yamaha CFX, etc, é claro sem poder os citar face a direitos autorais, mas bem audíveis pra quem conhece bem e em alguns teclados citado-os como "Germany", "Japanese", etc. Basta ver nas especificações ao os inserirem o termo "motor sonoro Supernatural (samples + chip que os opera face a sua modelagem interna: edição exclusiva de samples, dita "Designer" pela Roland, ver manual), entre outros, conferindo a lista de timbres e insinuações "SN", ou "s" nesses 27 do RD2000 só de pianos (a maior coleção de pianos sampleados de todas as marcas), fora outros, isso no manual ou na tela do teclado e outros termos noutras marcas (PC4, NS3), como da Korg (Kronos, SV1) e agora os novos Yamaha Genos, Montage, MODX (todos com pianos do maravilhoso CFX entre outros), etc, entre tantas marcas. Hoje virou um "básico", obrigação em todas as marcas incluir timbres sampleados (ninguém quer ficar pra trás e sem), ate nos inferiores e ate em arranjadores low-cost, como intermediários da Korg (linha PA), Yamaha. Kurzweil, Nord,etc e não só tops (a Yamaha foi a última a incluir samples a partir do Genos e Montage). Logo todas as marcas só terão timbres sampleados e esse termo "multisamples" ou muitos carregamentos/varios de samples, se extinguirá esse termo pois nao existirá mais os tais "patches", timbres sintéticos (excluso os clássicos, é claro) e somente timbres de gravações reais e sem compressão nenhuma, tal qual são espremidos os patches (dai a serem sintéticos e não reais ou "naturais" e daí aos SN) por absoluta falta de memória na época e caríssima, deteriorando a qualidade do timbre, como por exemplo: antigos e péssimos timbres de pianos, tocados num antigo Roland XV, JV, etc, ou D50, M1, DX7, etc. Quanto mais real, melhor, e isso tem preço (e qualidade).

    Foi o que ví no google (e ate aqui), principalmente sobre historias dos Synths, talvez alguém saiba mais.

    Synth-Men
    Veterano
    # 08/set/19 20:03
    · votar


    Nos vídeos que vi, e descrições que li, também não vi nada informando que é multisampler.

    Pode ser que seja. Até o EA-7 é multisampler. Será que o novo Fantom também não? Não vi nada informando que seja.

    Quando falamos multisampler, nos referimos na capacidade que o equipamento tem de carregar amostras diferentes em cada tecla e ainda camadas em uma só tecla de acordo com diferentes níveis de toque, velocity ou sensibilidade.

    johnxx3
    Membro Novato
    # 08/set/19 21:34 · Editado por: johnxx3
    · votar


    Synth-Men
    multisampler, nos referimos na capacidade que o equipamento tem de carregar amostras diferentes em cada tecla e ainda camadas

    Amigo, não existe no mundo, que eu saiba, nem em nenhum teclado carregamentos de uma única amostra/parte/trecho de um kit, se voce diz alguma parte, pedaço de wav, alguma NOTA, isso nao existe de se carregar uma única nota (procure aqui e no google), isso por exemplo de um kit de 88 teclas e centenas de notas, audio-wav de cada nota, efeito, etc (na verdade, cada nota tem um conjunto de sons/wav que perfazem seu som todo, toques curtos, longos, efeitos, etc). Eu por exemplo tenho um kit de amostras/samples do Steinway D de absurdo tamanho de mais de 500Mb e nao dá pra separar um únca nota nem carregar (se foi isso de dizer sobre monosample, um única nota ou então multisamples das 88 notas), isso nao existe nem aqui e nem no google e nem no estoque inteiro do histórico deste forum. Multisamples significa carregar vários KITS de samples, por exemplo, um do pianos do Steinway, noutra memória o do Yamaha CFX, noutra do Bosendorfer, etc, e num um único toque das funções, carregar o kit que se quer ou programar por exemplo partes nas teclas direitas ou nas esquerdas a partir de certo ponto (split), onde por exemplo, o Motif XF8 faz isso, desde que se instale 2Gb de pente de memória, carregando vários samples e os separando da memória constante, coisa que um Fantom S ou X antigos nao fazem, só carregam um único kit (nem pense em carregar uma única nota" como citou...rsrsrssr). Multisamples que perguntaram, é poder dos novos sampleadores com essa função de carregar varios kits e se memorizar, coisa que os monosamples nao conseguiam fazer e sim, desde o FG, XF8, Kronos, etc, que se faz isso, mas exige muita memória, diferente de um Korg PA600 de pouquíssima memória que só consegue carregar um único kit de samples, pequeninho e de baixa qualidade (ate 30Mb, que nada significa em wav-qualidade). Ou um Kross de 128mb, pouco melhor e carregamento multisamples, varios kits,, mas as especificações sao bem claras dos timbres internos da memoria PCM de serem multisamples (muitos kits) como ditos acima, como samples internos de timbres:

    Preset PCM Memory
    -Approximately 128 MB (calculated as 48 kHz / 16-bit linear PCM data equivalent)
    -496 multisamples (including seven stereo), 1014 drumsamples (including 49 stereo)


    Ou seja, além de um RD2000 citado acima, ser sem dúvida um teclado multisamples, como detalhado acima, ainda tem muitíssimo mais samples incluidos (supernatural), isso no meio de 3500 timbres. E o novo Fantom também. É isso o tal de "multisamples", hoje corriqueiro ate num teclado básico, nomenclatura em extinção face a maioria dos teclados já sr multisamples, muitos timbres sampleados (nao se diz mais sobre carregamentos, mas sobre timbres internos). E nada diz do que sugeriu de ser somente sobre "carregamentos" de samples, como o Kross nada cita sobre isso e apenas os 128Mb de memória (monosamples se extinguiu, nao precisa mais ficar citando sobre poder de carregamentos de 1kit ou mais). É isso o que os sites das marcas de teclados citam claramente, nada meu inovado, acrescentado ou "fabricado", basta procurar e ver, assim aprendi com eles.

    Curiosidade do inglês: samples (no plural): amostras (já diz o que voce citou). Multi: varias. Juntemos: "várias-amostras", ou seja, os dois no plural, só pode ser "varios-kits".

    Abç.

    Synth-Men
    Veterano
    # 10/set/19 13:19
    · votar


    johnxx3

    ...Amigo, não existe no mundo, que eu saiba

    Meu caro!
    Talvez o amigo não tenha compreendido que estamos referindo-se ao usuário carregar as próprias amostras. Isto já é antigo e não é novidade para muitos daqui. Por este mesmo motivo, não entrarei em termos técnicos e históricos.

    Há 25 anos, se você quisesse ter um workstation e sampler, teria que comprar separadamente os dois. e há 25 anos os teclados sampler já faziam muito mais que os de hoje fazem. Hoje os sampler nos workstations da vida só tem as funções básicas e já faz muita gente feliz.

    ...isso nao existe de se carregar uma única nota (*procure aqui e no google), isso por exemplo de um kit de 88 teclas e centenas de notas, audio-wav de cada nota,...

    O Goolgle te informou o que já sabemos a anos, antes mesmo do google existir. Até mesmo o tecladinho PCM mais chinfrim é multisampler, no ponto de vista técnico. Na prática você procurou saber como é?

    Prezado, talvez você não tenha tido a *experiencia lúdica (mas um dia irá descobri o "estrago" (no bom sentido) que você pode fazer com apenas 128mb de espaço total para o usuário carregar as próprias amostras em um teclado destes qualquer.


    Eu por exemplo tenho um kit de amostras/samples do Steinway D de absurdo tamanho de mais de 500Mb e nao dá pra separar um únca nota nem carregar (se foi isso de dizer sobre monosample, um única nota ou então multisamples das 88 notas), isso nao existe nem aqui e nem no google e nem no estoque inteiro do histórico deste forum.


    Bem vindo ao mundo das teclas meu caro. Um mundo onde muitos aqui já estão vivenciando há 10, 15, 20, 30 anos ou mais. Com todo o tipo de aparelhagem. Samplers, Sintetizadores, Workstations, Arranjadores, Analógicos, Híbridos, Digitais, Módulos, Placas de Expansões, Analógicos, Híbridos, Digitais,

    E caso você não tenha sido apresentado a está tecnologia e método, nada novo (... - nao dá pra separar um únca nota nem carregar...), abaixo um vídeo de um teclado relativamente mediano, com recursos simples e um profissional respeitado, que muitas vezes já participou e contribuiu com este fórum, inclusive com este assunto. Caso não compreenda, pode perguntar a qualquer um dos usuários acima, onde muitos já tiveram a experiencia com a linha Fantom. Ou diretamente ao profissional do vídeo, nos comentários do mesmo.

    Caso compreenda, pense nas possibilidades infinitas ou quase infinitas que terá de fazer patches de tudo quanto é modo, tipo e ocasião.

    Abraços.



    johnxx3
    Membro Novato
    # 10/set/19 23:29 · Editado por: johnxx3
    · votar


    Synth-Men

    Realmente esse método de carregar samples "uma nota por vez" nao conhecia (haja cansaço e perda de tempo, e sem do "precisar levar horas" do teu video), pois entao já que nao sou "desse teu tempo e época"...rsrsrs, nem os teclados HOJE encontrados em lojas o são também, "aprenda" (exagerei?...rsrss) a carregar O KIT TODO EM 10s, isso mesmo, menos de 10 segundos (o meu Steinway de 520mb leva bem mais tempo), como mostrado abaixo:



    altura 2'20"
    https://www.youtube.com/watch?v=vBZHUKZi17Y

    Obs: há muitos videos e de várias marcas ATUAIS no youtube que ensinam a carregar em 10s, botei o mais "simplezinho" de todos (Korg Krome, poderia ser do Kronos, etc).

    Valeu, um aqui ensinou o outro o que ambos não sabiam.

    abç

    TrebleH
    Veterano
    # 11/set/19 15:47
    · votar


    Acho que o amigo Synth man já explicou o que eu falaria.

    Todo teclado tem multisamples nativamente, com exceção daqueles que são feitos para serem carregados (Roland W30, por exemplo). Porém, essa função é assim atribuída quando o USUÁRIO pode inserir amostras externas, observando a capacidade do teclado E isso É uma função nativa dele. Ou seja, vc não tem que abrir teclado, mexer em memória interna nem nada, basta carregar com um pendrive, cartão de memória, HD etc para funcionar, esse teclado é chamado multisampler. São exemplos desses
    Os Fantom S,X e G, Motif (com as placas devidas) Korg Triton (com as placas devidas) etc.

    O novo Fantom , pelo manual e pelas especificações apresenta apenas o recurso de sampler nos pads (tal como o FA), não parecendo ser possível (a princípio) inserir/mapear nas camadas das teclas. Logo, ele não se enquadraria na categoria de multisampler, como os Fantom citados

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Novo Roland Fantom