Casio CT-638 demo song - versão original vs. meu arranjo

    Autor Mensagem
    mano_a_mano
    Veterano
    # 25/mai/17 19:27 · Editado por: mano_a_mano


    Quem porventura já teve aquele teclado Casio CT-638 (ou 637, 636 etc.), provavelmente como primeiro instrumento, talvez se lembre daquela musiquinha que tocava quando o botão "Demo" era pressionado. Essa aqui:



    Eu também já tive esse teclado, não sei se como primeiro instrumento, mas certamente foi um dos meus primeiros, e agora, muitos anos depois, resolvi fazer meu próprio arranjo da mesma, e ele ficou assim (link do SoundCloud):

    Casio CT-638 Demo Song - minha versão

    Tentei seguir mais ou menos a versão original, mas também adicionei meus próprios elementos. Ontem fiz toda a base no Rosegarden (software sequenciador MIDI para Linux) e hoje gravei os solos em apenas um take, usando o Audacity. Adicionei mais alguns efeitos de som e, por fim, juntei tudo.

    OBS. 1: Em breve também haverá vídeo no YouTube. Fazia tempo que eu não postava nada lá (exceto pequenos demos), e agora enfim voltei a fazer vídeos. Já tive diversos outros antes, mas alguns problemas me fizeram optar por apagar todo o material, então hoje comecei tudo do zero. Caso aconteça de algum material antigo ser encontrado novamente (meio improvável, mas...), coloco lá de volta.

    ATUALIZAÇÃO: Aí está o vídeo:



    OBS. 2: A obra original, na verdade, é de Piotr Tchaikovsky e faz parte da suíte "O Quebra-Nozes". Só para referência.

    jorget
    Membro Novato
    # 25/mai/17 22:40
    · votar


    Bonita adaptação (belo mix que voce tem). O nome da música se chama "March of the Toy Soldiers from the Nutcracker".

    Montou antes o background (fundo)?

    mano_a_mano
    Veterano
    # 26/mai/17 00:22
    · votar


    jorget
    Montou antes o background (fundo)?
    Se fala da base musical, montei no dia anterior, usando o Rosegarden, que é um software sequenciador MIDI para Linux. Gerei um arquivo .mid, que foi depois carregado no Yamaha MOX8, e uma vez na memória da workstation, ainda sofreu algumas edições de mapeamento de timbres, antes de se tornar a backing track para os solos, que foram gravados em apenas um take, simultaneamente com a parte principal do vídeo.
    Eu até queria ter pensado em outra coisa, como uma composição própria ou um arranjo de algo mais notório, mas essa demo song do CT-638 literalmente colou na minha cabeça e eu tinha que dar um jeito de fazer minha própria versão, então foi isso mesmo. Para o próximo vídeo já penso em algo bem mais complexo.

    jorget
    Membro Novato
    # 26/mai/17 01:35
    · votar


    Eu achando que voce estava precisando de um cantinho pra projetos/estudos pra fugir de perturbações e olheiros, mas no video 360º, mostra que voce já tem um quarto/estúdio com todo o teu set. Eu é que não tenho isso, alias, nem um quarto do teu set (e mesmo que tivesse, o "trampo" está me roubando todo o meu tempo, teria que vender tudo)

    mano_a_mano
    Veterano
    # 26/mai/17 01:54
    · votar


    jorget
    Eu achando que voce estava precisando de um cantinho pra projetos/estudos pra fugir de perturbações e olheiros, mas no video 360º, mostra que voce já tem um quarto/estúdio com todo o teu set.
    Agora posso dizer que tenho um espaço exclusivo só para mim. Antes eu tinha uma sala, com todo o equipamento, mas não havia qualquer privacidade, o que me desviava a atenção e me deixava travado, conforme aquele tópico de um tempo atrás. Mas agora está tudo certo, e nem precisei de qualquer isolamento acústico; bastou adequar o volume do som, de forma a ouvir o que faço, sem chamar atenção indevida.
    Esse vídeo foi minha forma de dizer "ó, estou vivo". A ideia é continuar fazendo vídeos, sempre aprimorando. Talvez um dia eu leve essas performances solo aos palcos, mas isso é bem mais adiante no futuro, se for o caso.

    fernando tecladista
    Veterano
    # 26/mai/17 11:26
    · votar


    o Herbie Hancock fez algo nessa ideia
    pegou um ritmo desses casios antigos e fez a gravação com banda
    o problema é lembrar do nome dá música

    JJJ
    Veterano
    # 26/mai/17 11:30
    · votar


    A versão do ELP:



    Lelo Mig
    Membro
    # 26/mai/17 11:44
    · votar


    mano_a_mano

    Cara muito legal! A sonoridade ficou encorpada, com peso. A demo original é tão "anêmica"....

    Muito bom, parabéns!

    JJJ

    Cara, o Emerson foi um monstro... podem falar o que quiser, prá mim nenhum tecladista de rock (principalmente os modernos) servem nem prá amarrar os sapatos dele.

    jorget
    Membro Novato
    # 26/mai/17 13:22 · Editado por: jorget
    · votar


    mano_a_mano
    A ideia é continuar fazendo vídeos, sempre aprimorando. Talvez um dia eu leve essas performances solo aos palcos, mas isso é bem mais adiante no futuro, se for o caso

    Como falou de vídeos e futuro, não sei se aqui alguém percebeu no teu vídeo, mas eu percebi e vou te recomendar profissionalmente, talvez um dia possa (não que vá) ter essa profissão:

    Apesar de voce ser músico de formação (como um dia disse por aqui), percebo que o teu forte, pelo menos nesse vídeo, é claro, além de montagem, criação de músicas, adaptação, etc, não é só a música, mas principalmente o conjunto: vídeo + música, ou melhor, trabalhar em estúdio de mídia., (desculpe citar isso, apesar da tua paixão, palco não te daria mais futuro que mídia, no que voce é bom.

    E mais: teu canudo está mais pra trabalhos assim do que palco (a não ser que voce seja o background de uma banda). Explico: voce está mais pra serviços de produções (mano-produções?), mídia, eventos, gravações, edições, etc, do que palco. Antes que me esqueça: ok, voce gosta de tocar em bandas, mas pelo histórico de 99, 999999% destas no Br, voce irá "passar fome" e nunca ter uma casa própria, familia, filhos, grana, etc. Lembre do meu fundamento de histórico, não que seja exatamente isso pra voce. E mais: em grandes bandas sempre será empregado e às sombras. Só cantor(es) se dão bem como o histórico prova (alguém conhece o tecladista do Zezé.C ou da Ivete?)

    Amigo, voce com essa tua aptidão, de montagens/edições de vídeo com mixagem, da imagem da guerra, teu set, tua edição e adaptação de uma música, etc, só pode se dar bem com trabalhos, inicialmente em freelance, pra estúdios de gravação, de propaganda e marketing (comerciais de tv/rádio), ate eleitorais, canais de tv, vários tipos de empresas e quem sabe um dia ter tua própria empresa de mídia, o que inicialmente pra tudo isso voce já tem um currículo de apresentação: formação universitária em música. Só isso já e muito como currículo.

    Exemplos: tive durante a universidade um vizinho em BH que a casa dele (um músico formado em propaganda), foi ex-empregado de um estúdio musical de empresa de marketing e montou nos fundos da sua casa enquanto empregado, um verdadeiro grande estúdio de música, com palco, cabine de controle de som, equipamentos de video/filmagem além de tudo de áudio. É claro, já tinha alguns clientes, algumas pequenas bandas que se mudaram com ele pois ele fazia trabalhos mais baratos que sua ex-empresa (e pediu permissão pra ela pois não lhe interessavam pequenas bandas, ou recém criadas). Se especializou em pequenas/diminutas bandas pra lançarem seu primeiro CD e vídeo-clip. Liguei pra ele e hoje ele não está rico, mas vive no que mais adora e ganha o suficiente pra ter reformado toda a casa nestes 5 anos que o conheço (e ninguém conseguia ouvir o que se passa dentro face a super-acústica do estúdio).

    Acredito que esse seja um bom futuro pra voce com tuas habilidades (posso estar enganado), mas te adianto que em cidades pequenas não daria muito certo (precisaria de grandes centros/capitais: ninguém vai a "Cabrobó" pra procurar um estúdio de gravação). Um exemplo inicial pra voce: poderia trocar teu MO por um XF8 pois este é o melhor que existe pra gravações/montagens com seu super editor de timbres (o melhor de todas as marcas), principalmente pelo super-sampler que tem super-memórias de ate 2gb de pente, onde hoje muitos estúdios fazem/montam sampleamentos pra bandas do próprio som, coisa que só o XF8 consegue no conjunto (timbres + samples) no seu Cubase (o MO faz algo, mas é inferior).

    Boa sorte nesse teu empreendimento que disse acima. Potencial (e muito), voce tem.

    mano_a_mano
    Veterano
    # 26/mai/17 14:09
    · votar


    jorget

    palco não te daria mais futuro que mídia, no que voce é bom
    voce gosta de tocar em bandas, mas pelo histórico de 99, 999999% destas no Br, voce irá "passar fome" e nunca ter uma casa própria, familia, filhos, grana, etc
    Tenho pensado muito nisso também, o fato de trabalhar melhor sozinho, mas ainda assim mantenho o trabalho com banda em paralelo, pois acho interessante poder trocar ideias com outros músicos, não apenas ficar numa sala tocando. Hoje tenho um projeto de banda para eventos, que está se desenvolvendo, mas não é a única coisa que quero fazer, pelas razões citadas acima. Andei percebendo que posso me dar bem compondo trilhas para cinema, rádio e TV, assim como lançando material próprio (aliás, foi para isso que fiz Bacharelado em Composição: compor), e há uma boa possibilidade de eu enveredar por esse meio em definitivo, caso o projeto de banda não vingue. Não que não haja como pegar algum trabalho freelance, naturalmente (o que é tendência atualmente: vai lá, ensaia, faz o show, recebe a grana e tchau).

    Amigo, voce com essa tua aptidão, de montagens de vídeo com mixagem, a imagem da guerra, teu set, tua edição, adaptação de uma música, etc, so pode se dar bem com trabalhos inicialmente em freelance pra estúdios de gravação, de propaganda e marketing (comerciais de tv/rádio), ate eleitorais, canais de tv, vários tipos de empresas e quem sabe um dia ter tua própria empresa de mídia, o que inicialmente pra tudo isso voce já tem um currículo de apresentação: formação universitária em música. Só isso já e muito como currículo.
    Sobre trabalhar em empresas de mídia, não sei, pois nunca fui adepto de 40 horas semanais e um salário (mal e porcamente pago) no fim do mês. Mas se o assunto for trabalhar para empresas de mídia, como um freelancer, aí podemos conversar. Gosto da liberdade de horário e de movimento, e podendo trabalhar em casa, com o meu equipamento, melhor.
    No entanto, prefiro, nesse caso, eu mesmo fundar uma empresa de mídia. Aliás, tenho dois amigos que são irmãos e trabalham direto nesse meio, um na parte de produção musical, outro na parte de vídeos. Talvez eu fale com eles para pegar umas dicas.

    Acredito que esse seja um bom futuro pra voce com tuas habilidades, mas te adianto que aí na tua cidade não daria muito certo
    Se não estou enganado, Canoas é a segunda cidade mais importante do RS, atrás somente da capital, Porto Alegre. Mas devo admitir que o Estado inteiro está "falido" quando o assunto é artes/cultura, e não sei se daqui a alguns anos não terei que morar em SP ou no RJ para poder trabalhar. Isso me assusta, pois nesse exato momento não tenho como sequer pensar em sair de onde moro, mas se um dia tiver que ser, será, fazer o quê...

    poderia trocar teu MO por um XF8
    Já faz tempo que venho pensando nisso, aliás, cogitei a versão branca dele (40th Anniversary Edition), mas por enquanto o MOX8 ainda segura o tranco. Se um dia for possível, vejo o que posso fazer.

    jorget
    Membro Novato
    # 26/mai/17 14:39 · Editado por: jorget
    · votar


    mano_a_mano
    pois nesse exato momento não tenho como sequer pensar em sair de onde moro

    Não precisa sair de casa por enquanto. Envie teu currículo por email para as grandes empresas de mídia de todo o pais, como trabalho freelance. Um exemplo seria voce montar um belíssimo trabalho no youtube para eles ver, como por exemplo o de uma famosa propaganda-jingle (tenho alguns website em casa, mas depois os citarei, me parece algo assim "top 10 music/jingles commercial" ou algo assim), como remontagem/edição de uma propaganda muito famosa americana (são como modelos/padrões mundiais, mas pode ser brasileira), faz uma super edição/montagem com um belo arranjo só teu e põe o endereço nos emails, oferecendo tal serviço (parte vídeo musical e parte voce o fazendo como prova e cite o modelo original como comparativo e sugira que aceita assuntos pra micro-modelos pra eles). Isso já é um GRANDE início. De 100 empresas que enviar, se uma ou duas te contatar, já somará ao teu currículo. Imagine as maiores empresas de marketing te contratarem, mesmo que a distância (se faz isso muito ate internacionalmente). Conselho: faça uma pós em propaganda e marketing, vai precisar pra toda a vida (impossível videos/propagandas sem isso, e só dizer que é aluno de propaganda, já te abre muitas portas nesse meio/mídia), eu fiz, entre outras, como administrador. Boa sorte.

    mano_a_mano
    Veterano
    # 28/mai/17 23:17
    · votar


    A empreitada dos vídeos continua, e para não ter que abrir outro tópico, resolvi usar esse mesmo, a fim de mostrar meu novo vídeo, uma interpretação de uma música do saudoso maestro Paul Mauriat:



      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Casio CT-638 demo song - versão original vs. meu arranjo