Pedais Revv G3 e G4 - Melhores pedais de distorção pesada de todos os tempos?

    Autor Mensagem
    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 25/abr/19 09:34


    Fuçando no YouTube fiquei impressionado com esses pedais da Revv, o G3 e o G4.

    Ambos os pedais são baseados nos canais 3 e 4 (respectivamente) do amplificador Revv Generator 120, carro-chefe da marca canadense Revv.

    O G3 parece ser um overdrive com toneladas de ganho e uma definição inacreditável. Acho que pode funcionar bem para empurrar distorções.

    Já o G4 em minha opinião é uma distorção para ser usada em amps limpos. É a coisa mais pesada e ao mesmo tempo definida que já ouvi em termos de pedal.

    Achei a definição com altos níveis de ganho, em ambos os pedais, algo de impressionante; nunca tinha visto isso num pedal.

    O que não gostei: o preço de 230 verdinhas... Aqui no Brasil, com o dólar a 4 mangos, ficaria impraticável.

    O que acham?











    Gabezorx
    Membro Novato
    # 25/abr/19 12:28
    · votar


    Felipe Stathopoulos

    O produto deles parece muito bom mesmo, mas o hype também é grande.

    Stauffenberg
    Membro Novato
    # 28/abr/19 00:45
    · votar


    Só o preço que de fato é muito caro....

    Mauricio Luiz Bertola
    Veterano
    # 28/abr/19 09:50
    · votar


    Pagar pequenas fortunas em pedais tá mais por fora que umbigo de vedete...
    Abçs

    rafael_cpu
    Veterano
    # 28/abr/19 19:29
    · votar


    Felipe Stathopoulos

    Nunca cheguei perto. Já tinha assistido, entretanto, a alguns reviews no YT.
    Caro demais para um pedal, como vocês já disseram :(

    T+

    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 30/abr/19 11:25 · Editado por: Felipe Stathopoulos
    · votar


    A GAS bateu foda e eu encomendei um Revv G3 com um camarada que vai pro USA.

    Chegando, posto aqui minhas impressões.

    BrotherCrow
    Membro Novato
    # 30/abr/19 12:24
    · votar


    Felipe Stathopoulos
    Cara... é caro, mas se é o que você curte, vai fundo. Eu não uso esse tipo de distorção, mas já gastei perto disso com um Crystal Dagger da Blackout Effectors hehehe.

    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 30/abr/19 12:50
    · votar


    BrotherCrow

    É, então, eu quero testar ele, principalmente empurrando a distorção do meu amp. Se der certo, fico com ele; senão, vendo por aqui mesmo e é capaz de ainda sair no lucro rsrs.

    Gabezorx
    Membro Novato
    # 30/abr/19 17:13
    · votar


    Felipe Stathopoulos
    Pior que hoje mesmo vi um clone do G3 feito pela Joyfx por menos de 700 dinheiros, but...

    rafael_cpu
    Veterano
    # 01/mai/19 07:45
    · votar


    Felipe Stathopoulos
    A GAS bateu foda e eu encomendei um Revv G3 com um camarada que vai pro USA.Chegando, posto aqui minhas impressões.

    Opa, show!
    Aguardando o review :)

    T+

    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 20/mai/19 12:15
    · votar


    Pessoal, meu pedal chegou e estou passando para dar minha opinião sobre o Revv G3. Vou tentar deixar de lado a emoção para passar o review da forma mais objetiva possível.

    A primeira coisa que impressiona é a beleza do pedal. Ele é simplesmente lindo, e se destaca no pedalboard. Vem numa caixinha de papel cartão rígido linda, cheia de adesivos, endereço para registro, garantia, um breve histórico da empresa e etc. O pedal é surpreendentemente leve, embora a carcaça seja de aço.

    Uma coisa que eu não gostei foi que não vem manual de instrução e/ou notas técnicas alguma. Pode ser preciosismo meu e, claro, é só um pedal (basta ligar), mas eu sou do tempo em que qualquer aparelho eletro-eletrônico vinha com manual, e eu gosto de ter um manual à disposição. O único ponto negativo que vi foi esse.

    Falando do som em si, comprei ele pensando principalmente em usá-lo para empurrar a distorção do meu Mesa Boogie DC-3. Eu queria uma distorção pesada única e moderna, fugindo um pouco da combinação amp + TS-9 que venho usando já faz um tempo. Isso porque o G3 é, no fundo, um overdrive. Mas um overdrive com mil e uma possibilidades e toneladas e toneladas de ganho extra. Pra empurrar a distorção do meu amp ele funcionou maravilhosamente bem: com o ganho zerado ele define a distorção do amp e elimina o "mud" de forma muitíssimo mais eficiente que o TS-9, dando um brilho e um timbre único: pesado, definido e moderno.

    Ele é a emulação do canal 3 do amplificador valvulado da Revv. Possui 3 estágios de ganho, que se altera com uma chavinha "agression" no centro do pedal. No meio temos o estágio "menos sujo", para cima um pouco mais de "agressão" e para baixo o inferno, as trevas e todos os seus demônios rsrs.

    No nível 1 ele funciona até mesmo para tocar um blues, com bastante brilho, lembrando um pouco o Boss Bluesdriver (só que tem que zerar o ganho). No nível 2 fica algo bem hard rock/meta tradicional, e no nível 3, aí sim, a coisa fica tenebrosa, e dependendo da quantidade de ganho fica um negócio trevoso, mesmo sem empurrar a distorção, ou seja, mesmo ligando no canal clean do amp, com o ganho em 3 horas.

    Ele tem 3 parâmetros de equalização, agudo, médio e grave, e todos respondem de forma muito satisfatória. É muito fácil achar o sweet spot da equalização dele, na verdade ele flat já soa maravilhosamente bem. No entanto senti que o grave a partir das 12 horas não dá tanta diferença assim, e tive que tirar bastante médio e um pouco do agudo pra encaixar no timbre que eu procurava. O agudo dele é potente pacas, se forçar no agudo dói até o ouvido.

    Uma palavra acho que define a distorção dele: "APERTADA"! É uma distorção "apertada", definida ao extremo do extremo; de fato, nunca tinha visto uma distorção tão definida como ela. Não sobra nada daquela "lama gorda" que tanto incomoda quem toca metal moderno extremo. É também uma distorção muito moderna, bem puxada pro thrash mais recente. Um amigo que ouviu também disse que lembra bastante Queens of The Stone Age em estúdio, mas mais pesado e ainda mais definido.

    Um detalhe interessante: o pedal é extremamente responsivo quanto à dinâmica. Na real, ele funciona como um amplificador valvulado de verdade, ou seja, com o volume da guitarra dá pra se cortar ganho sem perder o som na totalidade. E isso mesmo num solid state!

    Ontem ensaiei com ele num Hiwatt (solid state), com minhas duas bandas, uma de rock clássico e uma de thrash. Ficou simplesmente maravilhoso. Levei também meu TS-9 e meu ML-2 Metal Core, mas acabei só usando o G3, pra ambas as bandas e todas as músicas! A única coisa que mudei foi a chave de nível de ganho e o botão do ganho em si: pro rock clássico usei agressão 1 com o ganho em 9 horas, e pro thrash usei agressão 3 com o ganho em 3 horas. Senti que nos contextos das bandas ele cortou maravilhosamente bem. Nunca tinha escutado tão bem minha guitarra.

    Enfim, caras, é um pedal caro, acabei pagando tudo R$ 1.066 por ele, mas valeu cada mísero centavo. Na real a GAS bateu tão forte, mas tão forte, que estou até cogitando em torrar mais milão e mandar buscar o G4, que emula o canal 4 do Revv, nem que seja só pra matar a curiosidade.

    Abraços.

    Marquinho_Jackson
    Membro Novato
    # 25/jul/19 22:22
    · votar


    A única coisa que mudei foi a chave de nível de ganho e o botão do ganho em si: pro rock clássico usei agressão 1 com o ganho em 9 horas, e pro thrash usei agressão 3 com o ganho em 3 horas. Senti que nos contextos das bandas ele cortou maravilhosamente bem. Nunca tinha escutado tão bem minha guitarra.

    Felipe, acha que com pouco ganho e dependendo da regulagem o pedal tem versatilidade pra chegar num timbre mais oitentista, estilo marshall britânico, Plexi, JCM? Estou perguntando isso pq o forte do pedal é high gain claro, mas se ele tiver essa versatilidade, seria + do que perfeito... Uma coisa que percebi nos reviews, principalmente comparando o g3 com g4 foi a diferença de EQ... Talvez com pouco ganho e um EQ daria pra chegar nos tons que comentei... Ou acha impossível isso? Somente high gain e ponto.

    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 29/ago/19 21:54
    · votar


    Marquinho_Jackson

    Cara, eu acho que chega perto, como eu disse anteriormente, ele é na essência um overdrive com toneladas de ganho. Mas a proposta principal dele não é essa, mas sim ser um drive mais "moderno".

    Aliás, só atualizando, passados já três meses que estou usando ele, não me arrependo nem um único segundo da aquisição. Tenho tocado MUITO com ele, tanto no meu Mesa Boogie (com ganho do pedal no mínimo) como num Peavey Bandit (com ganho a 3 horas), e em ambos ele soa simplesmente sensacional.

    Ramsay
    Veterano
    # 30/ago/19 23:55
    · votar


    Nos vídeos comparativos o Revv G3 soa mais fechado e o Revv G4 soa mais aberto. Fora isso não existem grandes diferenças no peso e no som.

    Uéé, mas, o melhor pedal do gênero não é o Diezel VH4?
    Discordo, pq acho o som do VH4 fuzzy e rachado.

    Então, qual seria o melhor pedal de distortion/trash??
    Dizem que o melhor pedal atualmente é o Keeley Filaments, pq apresenta uma clareza de som que os outros não tem:


    Mas, pra mim, pessoalmente falando, o melhor pedal de distortion/trash é o Rivera Metal Shaman que é o que eu tenho, apesar de que atualmente (por falta de espaço) ele não faz parte do meu pedalboard:


    Felipe Stathopoulos
    Membro Novato
    # 02/set/19 21:22
    · votar


    Ramsay

    Sei lá, mas não gostei de nenhum dos dois. Acho que o G3 ttem mais definição que ambos. Aliás, o da Rivera achei abelhudo, com cara de Metal Zone.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Pedais Revv G3 e G4 - Melhores pedais de distorção pesada de todos os tempos?