Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      "Casamento" ruim entre amps e pedais. Até onde isso é fato?

      Autor Mensagem
      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/11 · Editado por: MauricioBahia


      Olá!

      Mais um tópico para reflexão e debate. :)

      Tenho visto muita gente dizer que o amp "X" não "casa" com pedal "Y". Eu, particularmente não consigo entender o motivo dessa afirmação.

      Pra mim, um amp com um clean bonito (e esse "bonito" é gosto pessoal) soará bem com qualquer pedal, até pq pedais são pré amps e sendo assim, temos colorações diferentes.

      No meu entender, importa mais o lado do guitarrista e sua timbragem, do que culpa do equipo em si.

      Abs

      Stalingrado
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Pra mim, eu resumo assim:
      Amp "x" não "casa" com pedal "Y" para a pessoa "A".
      Se essa pessoa "A" for influente, uma legião de pessoas vai achar que isso é a verdade incontestável, mesmo nunca tendo testado tal configuração.

      Enfim, é questão de percepção e de gosto.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/11 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Stalingrado

      Eu nunca pluguei num amp e achei que ele não "prestasse". Talvez eu seja mais ponderado com relação à timbres. Só sei que eu considero a questão "casamento" entre amps e pedais um mito. Simplesmente o casamento pode não ser o "tempero" do momento, para determinada situação.

      A meu ver, muita gente usa pedais sem objetivo ou por simples teste em casa. Mas onde está a musicalidade nesse contexto? Onde está a sutileza do momento de acionar um Fuzz por exemplo?

      Como utiizar os pedais, no meu entender é questão de saber onde você quer chegar na música. Veja o caso do Wha-Wha. Ele é um pedal ocasional, na maioria das vezes e, se bem usado o clima da música ganha muito com isso. Assim vale pro Whammy!

      Falando de distorções, os hi-gain num amp clean fazem um som comprimido. Não tem jeito! Pra passar mais dinâmica um distortion ou overdrive talvez sejam uma solução mais "da hora".

      Isso tudo, depende do guitarrista, pois ele é o maestro. Pisar no compressor pode ser uma saída perfeita em certos momentos. O amp tá lá quietinho, recendo mensagens do guitarrista!

      Bem, acho que falei demais! :)

      Miguelito.
      Veterano
      # jul/11 · Editado por: Miguelito.
      · votar


      MauricioBahia
      Stalingrado
      Acho que os dois mataram a questão em 2 comentários, pelo menos na minha opinião!
      Muita gente vai pelo blábláblá alheio, quando a questão é puramente sentar a bunda e timbrar. Pra mim simplesmente não existe isso de um pedal bom em um amplificador legal não casar por simples vontade do destino!

      É questão de gosto, opinião pessoal! =)

      dieguito guitar
      Veterano
      # jul/11 · Editado por: dieguito guitar
      · votar


      Concordo com vcs dois !!!

      Na minha opinião qualquer pedal "Y" casa com amp "X" !!! Basta saber timbrar !!!

      Aí chega um que não sabe timbrar e fala que o amp "X" não combina com o pedal "Y" tenha dó né !!!

      abrçsss !!!

      rafael_cpu
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Stalingrado
      Pra mim, eu resumo assim:
      Amp "x" não "casa" com pedal "Y" para a pessoa "A".
      Se essa pessoa "A" for influente, uma legião de pessoas vai achar que isso é a verdade incontestável, mesmo nunca tendo testado tal configuração.

      Enfim, é questão de percepção e de gosto.


      Concordo!
      E isso acontece muito aqui no FCC.

      MauricioBahia

      Só sei que eu considero a questão "casamento" entre amps e pedais um mito. Simplesmente o casamento pode não ser o "tempero" do momento, para determinada situação.

      Pois é, eu sempre pensei isso: basta fuçar e regular. Mas posso estar errado, porque tem tanta gente dizendo o contrário...

      Penso que a comunidade que frequenta o FCC é composta por uma grande variedade de músicos. Uns são amadores outros profissionais. Uns gostam muito de equipamento (talvez até mais do que tocar e compor - e não há mal algum nisso). Outros não ligam tanto para equipamento, se importam mais com a musicalidade. Tem os que são ferozes caçadores de timbre e também aqueles que nem sequer sabem qual a madeira da sua guitarra. Tem os tiozões e a molecada também.
      Eu, p.ex., sou super chato com ruídos e chiados, entretanto, gosto de usar um compressor (lá vem as pedradas...uahuahauah.... calma, não é um paradoxo: basta saber regulá-lo).

      Talvez por causa dessa imensa diversidade as experiências sejam tão diferentes e por vezes contraditórias.

      T+

      lrsorafael
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      putz Stalingrado flw tudo

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/11
      · votar


      Miguelito.
      dieguito guitar
      rafael_cpu

      Um adendo:

      O objetivo do tópico não é julgar (não que estejam fazendo isso), mas exercitar o pensamento e, por fim usarmos o fórum como ferramenta autêntica de debate, sem "melhores" ou "piores", até pq são adjetivos subliminares. :)

      Obrigado!

      Bog
      Veterano
      # jul/11 · Editado por: Bog
      · votar


      MauricioBahia

      Cara, existe sim pelo menos duas situações nas quais amps e pedais não "casam" direito. Já adianto que as duas situações podem ser atenuadas/contornadas com um bom equalizador. Mas aí já estamos colocando um novo elemento na história, e as situações valem para quando você NÃO tem um bom equalizador "por fora".

      Situação 1:
      Você disse que:

      Pra mim, um amp com um clean bonito (e esse "bonito" é gosto pessoal) soará bem com qualquer pedal

      Pois bem, isso não é necessariamente verdade. O problema aqui está nos *falantes*. Alguns falantes deixam passar mais agudos que outros - particularmente, falantes menores. Esses falantes podem produzir um som clean mais cristalino, e que muitos considerariam "bonito".

      Bom, ocorre que distorções pesadas costumam ser abarrotadas de agudos. Isso faz com que certos falantes soem extremamente abelhudos com distorções pesadas. E muitas vezes não dá para regular isso apenas nos controles do amp ou do pedal, porque esses agudos nunca ficam exatamente no meio dos controles de treble ou tone. Acaba que ou o som fica muito abelhudo ou muito abafado - e nunca fica pesado. O clean fica bom, mas distorção só com uma equalização mais detalhada.

      Este problema é tão conhecido que é um dos motivos pelos quais muita gente acha que amp com falante de 8" ou menos não presta. Não é uma coisa sutil. Qualquer iniciante pode ouvir - e aí vem aqui no fórum e cria tópicos como "meu amp é uma merda". Em circuitos tradicionais, no qual o sinal vai direto para o falante, esses falantes simplesmente não seguram bem distorção. Alguns ampzinhos pequenos usam filtros para atacar este problema - e nenhum fabricante minimamente esperto gastaria dinheiro com componentes (ou instruções, no caso de filtros digitais) invisíveis para o público em geral se o problema não existisse.

      Situação 2:
      pedais são pré amps e sendo assim, temos colorações diferentes

      A rigor, qualquer pedal que mude a impedância ou o nível do sinal da guitarra é um preamp. Ou seja, quase qualquer coisa, tirando pedais true bypass em bypass.

      PORÉM, quando se fala em "preamp de guitarra", normalmente se está falando do estágio de pré de um amplificador, ou de um pedal/unidade de rack que desempenhe o mesmo papel. Estes preamps costumam ter coloração muito mais forte do que um overdrive qualquer. Por isso, mesmo que a rigor um Tube Screamer seja um preamp, ele não conta como um "preamp de guitarra" - é transparente demais para isso, e é ótimo que seja assim. Por que? Simples, porque pedais com coloração forte demais podem não casar bem com a coloração do amp. Particularmente, se o pedal e o amp tiverem ambos coloração com picos e vales nas mesmas frequências, você pode ter coisas como som "oco", "lamacento" ou "estridente" demais. Você mesmo tem um preamp da AMT, e pode conferir isso com ele. Preamps em forma de pedal costumam dar muito trabalho para regular quando colocados no input de um amp.

      Às vezes, dá para resolver o problema com os controles de equalização do pedal/amp, mas muitas vezes não - novamente, você pula do estridente demais para o abafado sem conseguir passar pelo "no ponto" no meio do caminho. Acaba que só com uma equalização mais detalhada você pode caçar a frequência xarope e resolver o problema.

      maspn
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      MauricioBahia

      e sobre os falantes, bahia?
      tem amp barato com falante de 8' por exemplo que dá um excelente clean... mas na distorção, é outra coisa.

      edalko
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Interessante a discussão.

      Eu acho que alguns amps (e/ou regulagens) que soam na linha Fender, ou seja, com muito brilho, ficam com muito fizzzzzz quando se liga um pedal de drive com mais ganho.

      Ja numa regulagem mais flat, o amp aceita melhor um pedal de drive.

      Podia verificar isso muito bem no Giannini Thunder Sound e mesmo no Mesa Boogie que tem chave de brilho. O clean ficava maravilhoso, mas ao acionar um pedal de drive mais nervoso, vinha um enxame de abelhas.

      Outra questão bem apontada pelo Bog é em relação aos falantes. Teve uma fase que eu buscava um substituto para o V30 no Mesa e pesquisei e adquiri varios falantes no mercado, e eles mudam radicalmente o som final do amp, sendo ora mais agudo, com mais medios, mais fechados, etc e isso interfero no som final com pedais.
      Tudo depende da frequencia de atuação. Mas geralmente os falantes de guitarra são os tais Mid/Bass que encontramos no mercado, ou woofers, que abrangem frequencias médio/grave.

      Uma boa dica é olhar o topico que fala do sistema FrFr, ou seja, de usar caixas full range que abrangem todo o aspecto sonoro captado pelo ouvido humano.

      J. S. Coltrane
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      MauricioBahia

      o meu amp [LV100] tem um botão chamado bright, que dá um plus nos agudos. Quando eu uso ele com o cap do braço com o tone zerado da minha guita, aparece um som muito estranho, como se o som estivesse distorcendo, mesmo no canal limpo.

      Enfim, o efeito do amp não casa com a guita [les paul]. Em strato esse problema não acontecia.

      Jafet
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Bom, sem me colocar contra ou a favor por enquanto, conto minha experiência:

      Minha pedaleira sempre falou muito bem em um Peavey bandit que eu tinha, um dia tive a chance de testar um Fender 2x12 que quando liguei minha guitarra pura ficou perfeito, que som!!! Imaginei logo minha pedaleira nele... foi uma bomba, eu cortava medio e agudo de todos os lados e não conseguia, ou matava o timbre ou largava com aquele monte de agudo sobrando!! Troquei ele por um Laney, e olha meu timbre querido de novo!!! Então sempre que eu chegava em, um studio que tinha um Fender eu fazia esse teste e olha o timbre agudão... aí sempre evitei os Fenders quando vou usar pedais ou pedaleiras

      Fernando
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Existem vários amps com som limpo ótimo que não ficam bons com muitos modelos drives. Isso de amp com "som limpo bonito" ficar legal com qualquer pedal não se confirma na prática... Timbre limpo é uma coisa, drive é outra.

      Um amp Fender tem um corte nos médios que, dependendo do pedal de drive, torna o som ultra abafado, "rachado", com fizz. Aí você pluga num Vox (um amp naturalmente cheio de médios) e vem aquele timbre quente, definido, '3D'. É só fazer o teste lado a lado, o pedal vira outro.

      Quem já tocou com vários amps diferentes por aí ao longo dos anos sabe que "casamento" rola, sim... É totalmente verdade.

      andreteixeira
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      no estúdio que ensaio uso um fender frontman 65r com um proco rat2, no começo tive muita dor de cabeça.

      problema: ligava no canal limpo do ampli e som ficava totalmente agudo e com um médio irritante, cheguei a zerar o agudo do ampli ou praticamente fechava o tone da guitarra e mesmo assim que, som feio.

      solução: liguei no canal drive do ampli, com o botão drive do ampli praticamente zerado e o volume mais alto, dessa maneira consegui controlar o ampli, os botões tone e volume da guitarra respondem perfeitamente, consigo deixar o som quase limpo,(abaixo o tone e o vol. da guita), crunchado (abaixo o vol. da guita), e um drive agradável para solo ( aumentando quase todo vol. da guita e deixando o tone da guita entre 6 e 8).

      jpdiman
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Acho que rola um pouco sim desse "casamento", e também pode acontecer o que muitos comentam por aí, o tal de "Testa em um valvulado pra você ver o timbrão", querendo ou não, isso é um casamento, favorável, melhor que o casamento entre o pedal e um transistorizado, o que também pode acontecer o contrário, algum pedal soar melhor em um transitorizado do que em um valvulado, hehe.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/11 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Fernando: Um amp Fender tem um corte nos médios que, dependendo do pedal de drive, torna o som ultra abafado, "rachado", com fizz. Aí você pluga num Vox (um amp naturalmente cheio de médios) e vem aquele timbre quente, definido, '3D'. É só fazer o teste lado a lado, o pedal vira outro.

      Qual pedal (ou pedais) que não "casa" com amps Fender? Fiquei curioso! Então quer dizer que Vox "aceita" melhor pedais?

      maspn: e sobre os falantes, bahia?

      Pra mim, tem aplicações distintas e soam diferentes! :) Se formos falar de falantes, que é válido, então o mesmo vale pra caixas 4x10'', etc...

      _____________________________________________


      Talvez fosse uma boa o pessoal citar os pedais e amps que não casam, já que isso foi posto como verdadeiro por alguns.

      E a guitarra, não conta? hehe

      Abs

      Fernando
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      MauricioBahia
      Existem muitos pedais que se dão melhor com certo tipos de amps e vice-versa. Um amp Fender que tem fama de ser "temperamental" com pedais de drive é o Fender Deluxe Reverb, muita gente reclama disso, sendo que o som limpo é divino. Nos fóruns pela net tem muitos relatos de gente que custa a achar um pedal que fique legal nele...

      Essa questão do Vox depende de cada um, claro, mas, para o meu gosto, é impressionante a diferença que dá ao plugar o mesmo pedal em um amp Fender (testei em um SuperChamp e em um clone do Deluxe Reverb) e no meu AC15. Já fiz esse teste lado a lado e fica BEM diferente... No Vox, o som é muito mais presente, mesmo estando mais baixo, o som é mais "pra fora" e natural.

      O Tonestack de um amp influencia muito na resposta de pedais de drives... Outro amp odiado por roqueiros é o Roland Jazz Chorus, justamente pelos drives não ficarem legais nele - que é conhecido pelo ótimo clean.

      Mas entendo a sua posição também, às vezes a gente coloca a culpa no amp, mas acabou faltando mais vontade/tempo/bom senso para fazer a regulagem. Isso acontece também, sem dúvida!

      Abração

      Fernando
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Ah, pra citar um exemplo, os pedais TS like são famosos por irem bem com amps Fender, justamente pelo pico de médios desses pedais, que acaba por compensar a falta dessas frequências por parte do amp.

      marcosshrp
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Eu tenho 2 amps, um tremendão t3 e um zepphir e tenho um pedal da onerr de distortion muito bom. Ele só soa bem no tremendão.

      Lucas Hatfield
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      MauricioBahia

      A unica coisa de "casamento" entre pedais e amps q acredito é que dependendo do falante o som pode sair ruim (Ex:Falante meia boca + alguma distorção = dependendo do pedal e do falante o som pode sair peidado), ou seja, eu acho que a única coisa que pode fazer com que um pedal não case bem com um certo amp é o falante.

      Lucas Hatfield
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Já no caso de valvulados é um pouco diferente, eles são mais sensíveis.

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/11 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Só pra deixar claro, eu fiz o tópico pra gente pensar mesmo e trocar experiências, até pq é cansativo um fórum que só fala em "Qual guitarra comprar?", "Avaliem meu set." ou "Problema com isso ou aquilo", o tempo todo! hehe

      Valeu gente!

      Abs

      Jafet
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      MauricioBahia
      Só pra deixar claro, eu fiz o tópico pra gente pensar mesmo e trocar experiências, até pq é cansativo um fórum que só fala em "Qual guitarra comprar?", "Avaliem meu set." ou "Problema com isso ou aquilo", o tempo todo! hehe


      muito válido Maurício, gostei pq já tive problemas com isso e me falaram que era eu o problema, eu discordei, fiquei suando pra chegar no timbre que eu queria no Fender com a GT-8 e no Laney foi colocar e saiu o mesmo som do Peavey que eu gostava.

      Marcelo Bico
      Veterano
      # jul/11 · Editado por: Marcelo Bico
      · votar


      MauricioBahia
      Belo tópico, véio. Por esse, já vi um relato sobre Fender DeLuxe que me interessou.

      Fernando
      Cara, deixa eu te fazer alguns questionamentos sobre o Fender DeLuxe:
      eu tenho um Fender DeLuxe Plus e às vezes sinto que o som dele fica meio "magro". De pedais eu tenho um BBE Greenscreamer ( que aliás só comprei depois de ter consultado o MauricioBahia, excelente aquisição!! ), um BD-2, um DS-1 e um SD-1.
      Realmente, desses pedais todos, o que tem um som mais ao meu gosto, "cheio", é o Greenscreamer. Com o BD-2 tenho um timbre mais "irritado", mas ainda assim bom. Com o SD-1, já sinto falta de médios e agudos, e com o DS-1 o som vira uma abelhagem total, magrinho... tanto que esse eu passei a usar apenas prá empurrar os outros três.
      Considerando que eu já fucei os botões de tone dos pedais, tem alguma "magia" prá tentar resolver isso pelo amp? Seja usando no canal clean, no de ganho, acertando os de graves e agudos no amp... sei lá, véio, até hoje eu não acertei.
      Ah, eu tenho quatro guitarras diferentes: com uma Les Paul o problema nem incomoda, mas prá espetar Strato ou Tele é que sinto falta dos tais médios...

      Será que um Laney resolve? Eu tenho um TFX2 também...

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/11 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Galera, não vamos esquecer dos knobs da guitarra hein (inclusive o de volume)! Eles podem fazer o som/frequências mudarem bastante! O "Woman Tone" do Clapton que diga! eheh

      "Among the techniques used to replicate Clapton's sound is a technique by which the amplifier's volume is turned up to full, while the guitar's tone knob is turned down to zero or one.
      Perhaps the best examples of the "woman tone" are Clapton's famous riff and solo from Cream's 1967 hit "Sunshine of Your Love". Clapton has explained that he obtained the tone with his Gibson's tone control rolled all the way down, switching to the neck pick-up (closest to the fretboard) and the volume all the way up, with his distortion turned all the way up. The treble, mids and bass controls on the amplifier were also maxed out. Some versions of the "woman tone" may also have involved strategic positioning of Clapton's wah-wah pedal."


      Marcelo Bico
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      MauricioBahia
      Ôpa, boa dica essa da Sunshine Of Your Love. Isso eu toco com a banda!

      Fernando
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Marcelo Bico
      Essa falta de corpo não é resolvida colocando mais graves? Se não, talvez seja a resposta do amp que te incomoda mesmo. Tente testar seu set em outro amp, como esse Laney que você mencionou. Já usei muito um Fender Stage SS e dava para tirar bons timbres, apesar dos médios neutros. Eu colocava os médios lá em cima, com poucos agudos e um pouco mais de graves.

      Fique atento também ao posicionamento do amp... Combo fora do chão sempre vai soar mais agudo e magro.

      MauricioBahia
      Boa dica! Às vezes um tapinha no botão de tone da guitarra resolve tudo... Gosto muito dos seus tópicos! Nós, guitarristas, temos que pensar mais, ter a cabeça mais aberta. Principalmente com essa questão de timbre, já que regular som de guitarra é difícil mesmo, TUDO interfere, é impressionante.

      Marcelo Bico
      Veterano
      # jul/11
      · votar


      Fernando
      Às vezes um tapinha no botão de tone da guitarra resolve tudo
      Pois é, a partir de um tópico dele mesmo eu passei a mexer mais com os knobs da guitarra. Impressionante como a gente fica "engessado" se tocar o tempo todo com o volume abertão. Já se começar a explorar entre o 6 e o 10, aparece um monte de possibilidades. Explorando os de tone então...

      Cara, vou voltar a usar o Laney. Quando eu deixei ele de lado o meu set era outro bem diferente. E esse lance da cadeira é uma boa!
      Valeu!

      MauricioBahia
      Moderador
      # jul/11 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Fernando: Às vezes um tapinha no botão de tone da guitarra resolve tudo...

      Em algumas das minhas guitarras, se tirar o volume do "10" e colocar no "9,9" já percebo uma queda drástica no "brilho". Mesmo as que tem Treble Bleed acontece isso, só que bem menos, óbvio. O Greg Koch, numa vídeo aula dele que tenho (ele sempre usa Fenders por sinal), diz que sempre dá um "peteleco" no volume pra não deixar no máximo.

      O fato é que, tenho percebido, que quase todos os guitarristas tocam om o volume de pot toatalmente aberto, ou seja, no 10. Essa configuração pode não ser ideal em certos amps mais agudos.

      Gosto muito dos seus tópicos! Nós, guitarristas, temos que pensar mais, ter a cabeça mais aberta. Principalmente com essa questão de timbre, já que regular som de guitarra é difícil mesmo, TUDO interfere, é impressionante.

      Tento fazer tópicos legais as vezes! hehe

      E no contexto de uma música, a coisa pode até soar bem, já que há outras frequência envolvidas!!! Acredito que o objetivo não é tocar guitarra sozinho, mas acompanhado. :)

      Marcelo Bico

      Adoro dicas!!!

      Abs

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a "Casamento" ruim entre amps e pedais. Até onde isso é fato?

      306.414 tópicos 7.907.363 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital