Começando a dar aula: Quais os melhores métodos?

    Autor Mensagem
    Belfalas
    Veterano
    # 18/dez/18 11:45


    Bom dia, gente.

    Uma amiga muito querida está pedindo para que eu dê aulas de violão, que pagaria e tudo o mais. Eu disse que farei de graça, levando em conta que seria um aprendizado pra mim mesmo. Eu exigi somente o comprometimento dela.

    Porém eu não sei como começar, alguém tem métodos pra indicar? Achei alguns tópicos sobre o assunto, mas muito antigos e com links expirados de material.

    Levem em conta que eu mesmo não sou expert, tenho uma teoria musical fraca ainda e MUITO longe de qualquer músico desse fórum. A diferença é que sei tocar o essencial e já tenho algumas noções, por isso que eu vi nessa empreitada uma oportunidade de eu mesmo me empenhar em aprender mais pra repassar o conhecimento desse instrumento tão bacana que é o violão.

    Qualquer ajuda ou dica agradeço muito!

    ejames
    Membro Novato
    # 18/dez/18 13:40
    · votar


    Belfalas
    tenho uma teoria musical fraca ainda
    sei tocar o essencial e já tenho algumas noções,

    Se você não é profissional, não queira fazer o trabalho de um. Então passe o essencial para ela - postura, acordes básicos, introdução de teoria (tons, semitons e acidentes) e algumas musiquinhas simples. Se ela gostar e não desistir, que siga em frente estudando (o que não falta é material e métodos na internet) ou procure um professor de fato.

    Lelo Mig
    Membro
    # 18/dez/18 14:25 · Editado por: Lelo Mig
    · votar


    Belfalas

    Se tem pouco conhecimento teórico não ensine teoria... nem o básico. É melhor não ensinar teoria alguma do que ensinar errado. Até porque, não há necessidade (obrigação) de fundamentos teóricos no início.... tanto faz se uma colcheia é 1/8 de uma semibreve ou 1/2 de uma semínima para quem não vai ler partitura.

    Iniciantes geralmente só querem tocar algumas canções e se divertir.

    Então, foque no gosto dela, e ensine canções simples que ela goste e queira tocar. (Respeite o gosto dela, mesmo que você não goste, ela quer aprender a tocar, não curtir o que você acha bom)

    Montagem e nomes dos acordes, levadas, dedilhados/arpegios básicos, exercícios simples para desenvoltura (1,2,3,4 - 2,3,4,1 e etc.), postura, ritmo e etc. (exercícios para mão direita e para mão esquerda que girem em torno de aprimorar este "café com leite", qualidade do som (digitação) acordes e dedilhados).

    Suponho que esse básico você domine...

    Então foque nisso, e em fazer ela tocar, sem muita ladainha de escalas e exercícios chatos, que isso para iniciante é um porre.

    Se ela tiver gosto, prazer e vocação irá por si mesma exigir mais e melhores aulas, aí você a encaminha para quem de direito.

    Só não cometa o erro que 9 entre 10 "supostos professores" de música cometem. Transformar aula de música em um tédio cheio de exercícios chatos e uma teoria enfadonha e tirar o tesão de tocar do aluno iniciante. Moleque só quer tocar um Legião "3 acordes" no churrasco e professor fica enchendo o saco com um exercício do Tarrega.

    Abraço, boa sorte.

    Buja
    Veterano
    # 18/dez/18 14:48
    · votar


    Ensine como amigo faria, e não como um professor faria.

    Ensine como um violão pode ser legal e pronto.

    Ja ensinei amigos assim. Ensine postura (sem ficar chato), montagem e troca de acordes, e as musicas que ela quer aprender.

    So isso já ta bom demais.

    90% de quem toca violão nao quer sabe mais do que isso.

    Beto Guitar Player
    Veterano
    # 19/dez/18 08:17
    · votar


    Belfalas

    Tente o site www.descomplicandoamusica.com
    Lá tem um material bem legal para iniciantes e você ainda pode comprar a apostila deles com todo o conteúdo por um valor irrisório. O conteúdo é bem abrangente e de fácil entendimento.

    Belfalas
    Veterano
    # 19/dez/18 09:19
    · votar


    Valeu as dicas, minha preocupação era justamente passar um conteúdo que eu ainda não domino, mas pelo jeito rola passar a introdução e a base pra ela mesma se desenvolver sozinha futuramente ou buscar um profissional.

    entamoeba
    Membro Novato
    # 19/dez/18 09:55
    · votar


    A melhor coisa que um professor de iniciante pode fazer é ser paciente e ajudar seu aluno a ser paciente e a persistir. Muitas pessoas desistem rápido porque têm expectativas irreais sobre o seu progresso (e praticar sem ter resultados é muito chato).

    As vezes estar acompanhando de alguém que se interessa pela sua aprendizagem é a motivação que a pessoa precisa para ir adiante. Por outro lado, se tiver alguém ansioso ao lado do aprendiz, isso aumenta a possibilidade de desistência.

    E não ensine teoria se você não usa teoria, ensine o que você faz!

    Belfalas
    Veterano
    # 19/dez/18 12:35
    · votar


    Pode deixar, quero fazer isso mesmo! Aliás, nem começamos mas já deixei claro pra ela: precisa de comprometimento e dedicação. Sem treino não se chega a lugar algum.

    Também quero prepara-la para ter resiliência, para conseguir lidar com a frustraçao que eventualmente sempre abate quem pratica. Para persister que ela pode alcançar o objetivo de tocar.


    Poxa, to bem feliz! Achei que não teria respostas pelo fórum estar bem mais parado que outros anos, mas vocês já me ajudaram demais.

    fernando tecladista
    Veterano
    # 20/dez/18 21:41
    · votar


    Porém eu não sei como começar, alguém tem métodos pra indicar?
    O mesmo que você usou para aprender no início

    Belfalas
    Veterano
    # 21/dez/18 14:43
    · votar


    Fernando Tecladista

    O mesmo que você usou para aprender no início

    Eu jamais indicaria o que eu fiz haha: uma mistura de youtube, com aulas gratuitas da prefeitura, com pdfs aleatórios. Eu queria algo mais estruturado pra ela, porque não quero que ela desista.

    rd11oterrivel1996
    Membro Novato
    # 31/dez/18 19:07
    · votar


    O melhor método para iniciar a dar aulas de violão é ter um conhecimento pelo menos intermediário a respeito, senão como vcs querem passar esse conhecimento para outras pessoas?

    O segundo passo, então, é buscar conhecer os seus potenciais alunos. Que pessoas são? Qual o nível cultural delas? O que querem aprender, com as aulas de violão? Cada aluno é único, e portanto requer métodos únicos para o aprendizado. Alguns têm maior facilidade de aprendizado, outros menos, requerendo assim mais paciência.

    Conhecendo então os seus potenciais alunos, é hora de trazê-los ao ambiente de aulas. Onde você pretende dar aulas de violão? Na sua casa? Numa loja? Num galpão? O local onde acontecerão as aulas precisa ser bem pensado, para que o aluno não desista das aulas por dificuldade de acesso, um lugar desconfortável para as aulas ou algo similar.

    Qual o preço a se cobrar? Isso depende do seu grau de conhecimento e do quanto seus potenciais alunos pretendem gastar com aulas de violão. Uma pessoa de classe média ou baixa vai procurar um professor de violão que lhe faça um preço mais em conta, enquanto uma pessoa de classe média-alta ou alta vai poder pagar um pouco mais. Qual é o perfil econômico dos seus potenciais alunos?

    E agora o principal: Qual o seu maior diferencial? Pois hoje em dia as pessoas podem aprender violão pela internet, com centenas ou até milhares de professores dando aulas detalhadas e em altíssima qualidade de transmissão dos vídeos. Qual a vantagem que você tem a oferecer, que os professores online ou presenciais da concorrência não possuem?

    Tendo pensado nessas questões, é hora de trazer seus alunos às aulas!

    E então? Por onde eu começo?

    Meu professor de violão, em 2007, começou a me ensinar sobre o instrumento ensinando o nome de cada corda. Isto é importantíssimo pois, mais tarde, caso o aluno vá comprar/trocar uma corda do violão, é importante ele saber qual corda deseja, e a melhor forma de saber é sabendo o nome das cordas. Depois ele me ensinou a afinar o violão de ouvido, e eu acho esse um diferencial interessante. A maioria esmagadora dos professores de violão que eu conheço, e isto inclui o professor que deu aula para dois dos meus sobrinhos, só ensinam a afinar o violão por meio de afinadores eletrônicos (diapasão). A única vantagem do diapasão, a meu ver, é que o diapasão mostra se a afinação utilizada está deixando as cordas frouxas demais ou tensas demais. De resto, a afinação de ouvido é a melhor alternativa, pois há sempre o risco de o aparelho estragar, ser perdido etc., e neste caso, sabendo a afinação de ouvido, o violonista não fica refém de um aparelho para afinar o seu instrumento.

    Tendo ensinado os métodos de afinação, é hora de partir para o bê-a-bá dos acordes. O professor começou me ensinando os acordes nesta ordem, se não me engano: C (Dó), G7 (segunda de dó), D (Ré), A7 (segunda de Lá), Am (Lá menor), A (Lá maior), E (Mi maior), Em (Mi menor), F (Fá maior, primeira pestana que aprendi), B7 (segunda de Si), Gm (Sol menor), Dm (Ré menor) e Cm (Dó menor). Daí pra frente eu fui caminhando com as próprias pernas, e já venho tocando por conta própria há 11 anos.

    Tendo ensinado os acordes, é hora de alguns exercícios para os seus alunos pegarem agilidade ao trocar de acorde. Ao pedir para trocarem de acorde, bote pressão para que troquem rápido, e faça isto até perceber que eles trocam de acorde com rapidez. Com o tempo isto se torna um hábito, se eles praticarem.

    Sabendo alguns acordes e tendo agilidade para trocá-los, é hora de ensinar a eles alguma música, de preferência de cada um. Geralmente dá para aprender alguma música relativamente fácil, de preferência sem pestanas no começo.

    Bom, estas dicas eu estou dando com base em meus conhecimentos e no que aprendi com meu professor lá em 2007, mas claro que tem mais coisas. Você pode ensinar dedilhado, escalas, solos e um monte de outras coisas interessantes de acordo com o grau de dificuldade. É só ir aumentando o grau de dificuldade conforme o aprendizado deles, e aplicar métodos individuais para cada um, se possível.

    Espero poder ter ajudado. Boa sorte e abraços!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Começando a dar aula: Quais os melhores métodos?