Qual a guitarra dos seus sonhos????

Autor Mensagem
T-Rodman
Veterano
# 24/jul/20 12:23
· votar


MatheusMX

Esses caras sempre tem umas duas ou três guitarras de estimação, e mais umas outras mil escondidas, haha.

onde que vi que a guitarra do Slash (que ele gravou Appetite for Destruction) num era nem uma Gibson Les Paul, e sim uma guitarra que algum luthier lá da california fez imitação, rs.
A Gibson Explorer do the Edge tem headstock remendado porque todas que ele testou pra tentar repor a perda não agradou ele, rs.
Clapton manteve a blackie por anos antes de leiloar que era um juntadão de 3/4 fenders que ele havia ganhado, e ele desmontou as guitarras e montou a dele do jeito que ele quis com o melhor braço e corpo entre as três, rs.

Tem umas par de história engraçada de guitarrista e suas guitarras - mas infelizmente meu naipe de "colecionador" só chega a ponto de conseguir ter um ou outro modelo que curtia e que quando toquei acabei levando no dia - de marcas e modelos consagrados, por ter me agradado. Nada de custom shops, signatures e afins.
BrotherCrow
belo porão!
tem umas caixinhas de board games tb, rs . tenho algumas, mas faz tempinho que a gente não junta a galera pra jogar. Eu só tenho alguma coisa mais básica, mas os amigos se matam pra importar os lançamentos.

MatheusMX
Veterano
# 25/jul/20 18:11
· votar


T-Rodman
onde que vi que a guitarra do Slash (que ele gravou Appetite for Destruction) num era nem uma Gibson Les Paul, e sim uma guitarra que algum luthier lá da california fez imitação, rs.
A Gibson Explorer do the Edge tem headstock remendado porque todas que ele testou pra tentar repor a perda não agradou ele, rs.
Clapton manteve a blackie por anos antes de leiloar que era um juntadão de 3/4 fenders que ele havia ganhado, e ele desmontou as guitarras e montou a dele do jeito que ele quis com o melhor braço e corpo entre as três, rs.


Já ouvi essa história da LP do Slash também, e parece que é real.
Eu acho muito bacana essas guitarras de guerra que esses caras tem.
Além dessas que citou, tem várias stratos icônicas que não vieram prontas, mas são "partscasters", como a Number One do SRV, que tem o braço de uma 62 e o corpo de uma 63, a Black Strat do Gilmour, que sofreu várias modificações, a Frankenstein do EVH...
Mas acho que a história mais fantástica que tem é a da Red Special do Brian May.

felipe bento pereira
Membro Novato
# 28/jul/20 15:17
· votar


eu achei que ia conseguir um das guita dos meus sonhos, squier classic vibe, mas o vendedor no ML é tão ruim que nem as perguntas o infeliz responde!! e é loja ein!!
é bom que eu deixo de gastar o dinheiro que não tenho!...

pra quê que anuncia então??

Buja
Veterano
# 28/jul/20 15:35
· votar


squier classic vibe

Nova? Por quanto?

felipe bento pereira
Membro Novato
# 28/jul/20 16:56
· votar


Nova? Por quanto?

usada, mas está como nova, até então era 2500!!

https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1574225816-squier-by-fender-te lecaster-e-stratocaster-classic-vibe-_JM#position=11&type=item&trackin g_id=bad525b0-359b-4eba-b14e-848b463b70b1

Edmarcio
Membro Novato
# 28/jul/20 17:17 · Editado por: Edmarcio
· votar


Na descrição dessa squier o vendedor fala que é superior a muitas mexicanas. Mercadologicamente falando, eu acho muito difícil. Pode até ser uma boa guitarra e estar no mesmo nível de uma mexicana, mas superior não faz sentido uma empresa fazer isso.
Seria como a Fiat fazer um uno superior a algumas ferraris, ou então pra ser mais realista, superior a um alfa Romeu. Só porque são dos mesmos donos e grupo... o posicionamento de mercado nesse caso não faz sentido.
A fender american tradicional tem a história de ser uma fender mexicana std finalizada nos eua. Pode até ter alguma falcatrua nas fábricas, vendendo algo barato como sendo superior, mas o contrário eu duvido muito.

Felipe

Fica em busca no mercado livre e olx que sempre aparece negócios interessantes. Tenha sempre a preferência de testar antes de comprar.

felipe bento pereira
Membro Novato
# 28/jul/20 19:35
· votar


Tem um na cidade vizinha a minha que também tem uma, porém anunciada na Olx, outro ruim de venda, falou que um cara ia comprar ela a vista, mas até hoje tá lá!
Eu também já escutei muito essa história de que essa linha da squier bate de frente com as mexicanas! kkkkkk
Eu não sei, nunca toquei em nenhuma das duas!!
Eu quero uma guita que é plugar e tocar, no máximo uma regulagem básica! Essas squiers me atenderiam perfeitamente!!

T-Rodman
Veterano
# 28/jul/20 19:59 · Editado por: T-Rodman
· votar


se ver vários videos do youtube dá pra ver bastante gente falar que as Squier acima das bullet e afinity são outra categoria, mas, infelizmente, o preço dessas acima das de entrada nunca foi muito chamativas.
Antes do dolar estourar tinha Squier dessas acima por 4k e umas fender mexicana por 5k fora umas alternativas da fender mexicana (duosonic e afins) por uns 4,5k.
ou seja, pelas faixas de preço antigas era difícil escolher entre uma Squier de gama acima frente a uma Fender mexicana.
No final, bem ajustadas, parece que são 'iguais' (diz-se a lenda, rs).

Minha última squier tele eu cheguei a desmontar inteira e quase jogar no lixo. Um amigo pegou as peças, reformou, ajustou e está muito feliz com ela.
ela antigamente:
https://photos.app.goo.gl/zGUVqWQCL5CsfwnbA
ela hoje em dia:
https://photos.app.goo.gl/soFhxdxcrAUR7ipV8

Esse cara é um master build da Fender, e ele mesmo se impressionou com as Squier hoje em dia


amplexos

T.

Buja
Veterano
# 29/jul/20 08:34
· votar


ela antigamente:
https://photos.app.goo.gl/zGUVqWQCL5CsfwnbA
ela hoje em dia:
https://photos.app.goo.gl/soFhxdxcrAUR7ipV8


Desculpe a sinceridade da opinião, mas ele conseguiu literalmente K-H com a sua guitarra.
Tava linda do jeito que tava hehehe, e ele fez essa M com ela....meo deos

Fisherman
Veterano
# 29/jul/20 08:54
· votar


Tenho duas Classic Vibe.
Uma tele 50 e uma Strat 50.
Já tive Mexicana e posso assegurar que as Classic Vibe são melhores que as standart Mexicanas.
Só para começar, os caps das Classic são de alnico.

BrotherCrow
Membro Novato
# 29/jul/20 09:36
· votar


Fisherman
Eu ia comentar essa parada do alnico. Mas as mexicanas estão vindo com alnico ultimamente, se não me engano. Engraçado que a minha tele mexicana veio com cerâmicos, troquei por alnico da Fender mesmo e acabei trocando de volta porque preferia os cerâmicos. Mas sim, alnico em geral são superiores.

A Squier por um lado anda fazendo milagre em termos de qualidade. Mas os preços também estão subindo. Penso seriamente de comprar uma dessa série Paranormal que saiu agora... mas tá próximo do preço de Fender.

fontes_rio
Veterano
# 29/jul/20 11:16
· votar


A Ibanez PIA dourada.
Infelizmente, custa mais de 4500 dólares lá nos EUA.
Se chegar aqui será o preço de um carro.

felipe bento pereira
Membro Novato
# 29/jul/20 16:23
· votar


Desculpe a sinceridade da opinião, mas ele conseguiu literalmente K-H com a sua guitarra.
Kkkkkk! Também achei
Se Deus quiser! Eu vou conseguir vender a minha Califórnia, juntar mais uma grana e pegar a classic vibe! Uma usada bem conservada, ou então pego uma peavey antiga! kkkkkk gosto de umas guitarras exóticas também!!! hahaha

T-Rodman
Veterano
# 29/jul/20 17:45
· votar


tinha uma época que eu encanei em pegar uma Park, lol.

bom, eu não ligo. ele faz isso nas guitarras dele de deixar a namorada dele pintar a guitarra, rs. a guitarra até então tava desmontada e as peças iam pro lixo. Então tá bem aproveitada, rs. As minhas eu não pinto, mas comprei uma telecaster branca pra ela tb desenhar - e o intuito é pregar ela na parede msm (uma benson).

felipe bento pereira
Membro Novato
# 29/jul/20 18:21
· votar


Hummm!! Boa ideia!!
Arrumar uma guitarra branca e pedir pra criançada fazer uns desenhos!! hahahahah
Eu tô ansioso pra minha Jackson voltar, depois de 6 meses, vai chegar uma jdr94 totalmente reformada!
Tarraxas novas, as antigas quebraram e esse foi o principal motivo pra reforma!
Captadores malagoli 59, repintura amarela em nitro!
Acho que vai ficar top demais!!...
Ou não! kkkkkk

GabrielFerreiraBlues
Membro Novato
# 29/jul/20 21:51
· votar


Já tive Mexicana e posso assegurar que as Classic Vibe são melhores que as standart Mexicanas.

Não tem muito mistério em pegar uma squier classic vibe melhor que uma fender mexico, primeiro porque os preços estão parecidos (parecidos, não identicos) e onde a mao de obra chinesa economiza da para investir em peças melhores etc. e tambem tem o fato de que ja houve uma linha da fender chinesa, que mesmo tendo saido de produção, eu nao duvido que tenha sido feita nas mesmas fabricas das squiers, corts, ibanez etc

T-Rodman
Veterano
# 30/jul/20 09:19
· votar



Eu tenho essa Fender vermelhinha do video.
E hoje em dia depois de uma bela regulagem, ela tá tinindo igual ao video ai - mas até o dia que regularam ela decentemente, eu queria jogar ela fora, de tanto desgosto que ela causava.
Daí tirar uma Squier mais recente e ter uma impressão melhor logo fora da caixa, parece ser um negócio melhor. Mas acho que tanto a mexicana quanto as Squier 'deluxe' melhoraram muito recentemente (a minha acho que é 2010/2011 - e acho que não deve ter sido um bom ano pras mexicanas, ou pelo menos, melhoraram muito depois de 2017 algo assim, já que hoje pouco importa ter uma mexicana ou americana, rs.)

Sobre as Classic Vibe, acho que não agradam a todos não. O braço é pouco mais grosso, tem verniz glossy e é mais arredondado o fret (raio de 8,5º). Mas tem gente que curte esses atributos, então ela existe e tem quem curta.

BrotherCrow
Membro Novato
# 30/jul/20 10:15
· votar


Eu não gosto de comparar séries e marcas. Acho que guitarra tem que comparar caso a caso (a não ser que a diferença seja brutal, tipo uma Fender Custom Shop contra uma Shelter). Como eu disse ali em cima, a minha guitarra preferida é uma Fender Jazzmaster Blacktop, que é mexicana. Mas tive que mexer bastante pra ficar no ponto. Já tive uma Jazzmaster da Squier, signature do J. Mascis, que na época era a Squier mais cara do mercado, e acabei botando num rolo porque não me desceu bem.

Eu ainda acho que, entre mexicanas e Squiers da mesma época, a mexicana ganha. Muita gente que eu vejo dizendo que Squier é melhor está comparando as Squiers novas com as mexicanas antigas.

Uma coisa que eu vi quando fui à fábrica da Fender USA é que quase só tem mexicano trabalhando lá. Entendam isso como quiserem, hehehe.

Mas no geral sim, Squiers e Fenders Mexicanas melhoraram demais. Engraçado que as Fenders americanas passaram a oferecer mais opções top de linha, mas a linha básica não me parece ter melhorado na mesma proporção.

Edmarcio
Membro Novato
# 30/jul/20 11:30 · Editado por: Edmarcio
· votar


Pra mim ainda continua sendo uma questão mercadológica.

Criaram a squier pra ser segunda linha. Se a fábrica sabe como fazer uma guitarra boa gastando pouco, ela cria uma linha abaixo. Não faz sentido eles fazerem uma squier superior a uma fender.

Cada um tem suas preferências de sons e claro que pode achar que tal som, pra si, é melhor que outro. Que o braço assim, o corpo assado, é melhor. Aí entramos na área da preferência.

Mas a questão é que sempre vemos essa discussão entre squier superior a fender ou Epiphone superior a Gibson. Mercadologicamente falando, não faz sentido. O top (high end) da segunda linha ou o básico da primeira linha? É aí que os preços se aproximam.

Características diferentes, materiais diferentes e gostos diferentes...

Comparar uma guitarra “padrão” com uma com características “clássicas” entra na questão de gosto, porque as propostas são diferentes.

HortaRates
Membro
# 30/jul/20 11:38 · Editado por: HortaRates
· votar


Edmarcio
Não faz sentido eles fazerem uma squier superior a uma fender.

Em primeira instância pode até parecer não fazer sentido, mas a qualidade de um instrumento não é a única coisa que os compradores avaliam na hora de escolher um modelo de determinada marca. Guitarristas, principalmente, se deixam levar muito pelo emocional e por dezenas ou até mesmo centenas de mitos na hora de escolher o equipamento.

Além disso, ainda há questão do "orgulho nacional" americano na hora de comprar uma guitarra. Mesmo que duas guitarras sejam feitas com a mesma qualidade, muitas vezes o americano vai preferir comprar o instrumento que foi feito "em casa" do que comprar um asiático ou mexicano. Mesmo se a qualidade dos componentes for igual e o preço da "Made in the US" for 3x maior.

No que tange a comparação entre instrumentos asiáticos e mexicanos, há também o fator preconceito quando se trata de produtos que vem do oriente. Mesmo que a Squier produza uma guitarra tão boa na China quanto a Fender produz uma no México, a tradição ainda dirá que o instrumento mexicano é superior ao chinês, e a marca poderá vendê-lo por um preço maior.

BrotherCrow
Membro Novato
# 30/jul/20 12:38
· votar


HortaRates
Mesmo que duas guitarras sejam feitas com a mesma qualidade, muitas vezes o americano vai preferir comprar o instrumento que foi feito "em casa" do que comprar um asiático ou mexicano.
Entre mexicanas e americanas a diferença entre os componentes é bem grande. As americanas costumam vir com os string trees já de roller, os carrinhos de metal dobrado, captadores melhores... mas nada que justifique o preço. Essas coisas são relativamente baratas de trocar, e as peças que você acha no mercado são melhores que as originais da Fender na maioria dos casos (e mais baratas).

Uma coisa que eu tenho visto aumentar muito é o preconceito contra tudo que é asiático. Não só guitarra. Você entra na Amazon e vê resenhas reclamando dos produtos simplesmente pelo fato de serem chineses, independente da qualidade, com comentários do tipo "quem compra tal produto está financiando o regime chinês"... o que é uma babaquice gigante. Na prática as multinacionais (não necessariamente sediadas na China) fabricam em fábricas chinesas porque é mais barato, simples assim. Mas não quero entrar nessa discussão porque é um buraco negro...

Mesmo que a Squier produza uma guitarra tão boa na China quanto a Fender produz uma no México, a tradição ainda dirá que o instrumento mexicano é superior ao chinês, e a marca poderá vendê-lo por um preço maior.
Acho que no caso específico da Fender (que é única marca ultragrande que fabrica no México), a fábrica mexicana é muito interligada com a americana. A proximidade não é só geográfica, rola uma troca de pessoal e de conhecimento muito intensa. Já nas fábricas chinesas, acho que a Squier usa os fabricantes genéricos que fazem as Cort, etc. Isso vai necessariamente fazer uma guitarra melhor? Não, mas tem seu peso em termos de tradição e não dá pra descartar isso como se não valesse nada.

E a Fender usa tanto a fábrica mexicana quanto a Squier pra criar os modelos menos tradicionais. Se não me engano a Cabronita nasceu como uma série mexicana, e fez tanto sucesso que criaram uma versão USA. E tem essas séries como a Paranormal e a Vintage Modified da Squier, ou a Blacktop mexicana, ou até a Pawn Shop japonesa, fazendo coisas que de repente a Fender não faria sob a marca principal americana.

felipe bento pereira
Membro Novato
# 30/jul/20 13:24
· votar


Sobre as Classic Vibe, acho que não agradam a todos não. O braço é pouco mais grosso, tem verniz glossy e é mais arredondado o fret (raio de 8,5º). Mas tem gente que curte esses atributos, então ela existe e tem quem curta.


Nossa! esse é um dos motivos pra eu ter uma!! kkkk
Braço muito fino da dor na palma da minha mão, e apesar de falarem que esse verniz do braço agarra muito, pra mim seria uma boa, porque minha mão soa muito e esse verniz dura uma eternidade!

A california que eu tenho o dela já está começando a desgastar, se eu não conseguir vender ela até a outra chegar, vou mandar refazer o verniz e trocar os trastes!

T-Rodman
Veterano
# 30/jul/20 13:29 · Editado por: T-Rodman
· votar


é o tal 'processo de auto convencimento', rs
Tem diferença entre gente que faz, qualidade do processo, produtos utilizados, tem.
Mas na hora de ir na loja, sentar e tocar, vendo o preço na etiqueta, dá-se pra se convencer que uma custa 1000, outra custa 3000, outra custa 5000 e por ai vai. E dá pra ficar contente pagando o que você pode levar, sabendo que você testou todas? até que dá, rs.

Uma vez fui numa loja pra levar uma Gibson Les Paul daquelas Dark Red aquelas que vinha com auto-afinador (vamos dizer R$ 8000). Foi 30min tocando nela que decidi que não compensava o crime, rs. Daí fui tocar numa Gretsch Jet Duo algo assim, a mais 'cara' dessa linha (R$ 5000). Daí toquei na versão electromatic Jet chinesa. Com as duas na mão, me convenci naquele momento que eu conseguia me satisfazer com a jet chinesa. E foi ela que levei, na época pagando cerca de R$ 2300. E até hoje, nunca mais fui ter vontade de ter uma Les Paul, rs.

Hoje, com o dólar nas alturas, tá fácil de se convencer que uma Squier pode te satisfazer. E bem regulada, trocando as tarraxas talvez, acho que dá sim pra ser feliz com ela. Além das tarraxas e pots no máximo, não tem o que melhorar mais. É só estar reguladinha que ela dá pra servir bem.

falando em Gibson e Epiphone, sim, tem gente que jura que prefere uma Epiphone de série mais premium do que muita Gibson de série normal. Dizem eles que é porque a Gibson não altera nada em suas linhas standard enquanto as inovações e melhoras estão todas nas Epiphone premium. Aqui no Brasil, eu nunca vi essas Epiphone no mercado, e as que testei, nunca me deram nenhuma vontade de levar pra casa

Felipe Bento Pereira
minha má experiência com braço 'taco de baseball' vem de uma Fender Jaguar MIJ reissue 70. Num tem mais o que faça eu curtir essa guitarra. Tem dia que ela é até aceitável, mas não é minha queridinha, rs. Braço no geral, eu curto as Fender modern C 9,5º traste niquel médio mesmo (nunca toquei num 'modern D' composite como estão as mais novas hoje em dia).

BrotherCrow
Membro Novato
# 30/jul/20 14:00
· votar


falando em Gibson e Epiphone, sim, tem gente que jura que prefere uma Epiphone de série mais premium do que muita Gibson de série normal.
Uma coisa que já vi muita gente dizer, e inclusive vi o Herbert Vianna falando numa entrevista, é que a Epiphone tem um controle de qualidade mais consistente (veja bem: não estou dizendo que a qualidade é melhor!! apenas que é mais consistente). Se você testar várias Epis do mesmo modelo, elas serão bem parecidas. Com Gibson, a variação é muito maior, pro bem e pro mal. Então, pra comprar uma Gibson, tem que correr atrás, testar várias, não dá pra comprar online só porque gosta do modelo e achar que vai vir tudo certo.

T-Rodman
Veterano
# 30/jul/20 14:07
· votar


a 'correção do ângulo do headstock' você encontra nas Epiphone, por exemplo. Nas Gibson, caiu no chão, quebra, rs.

Edmarcio
Membro Novato
# 30/jul/20 14:43
· votar


A Gibson ao menos é mais consistente com suas linhas. Tem a primeira linha e a segunda com a Epiphone. Apesar de ser sempre muito fechada em termos de inovação, eu vejo ela trazendo algumas coisas novas ao longo dos anos.

A Fender também tem duas linhas sendo a Fender a primeira e a Squier a segunda. O problema é que a Fender fabrica no EUA, México, Japão e China, além de já ter fabricado aqui no Brasil. A Squier também já foi feita, no mínimo, no México, Japão, China, Indonésia, Coréia, EUA, Indonésia, Taiwan e Índia.

Agora se prefere uma ou outra, já é questão de gosto. Em termos de hardware e madeiras, a conversa é outra.

BrotherCrow
Membro Novato
# 30/jul/20 14:56
· votar


Edmarcio
A Gibson ao menos é mais consistente com suas linhas. Tem a primeira linha e a segunda com a Epiphone. Apesar de ser sempre muito fechada em termos de inovação, eu vejo ela trazendo algumas coisas novas ao longo dos anos.

A Fender também tem duas linhas sendo a Fender a primeira e a Squier a segunda. O problema é que a Fender fabrica no EUA, México, Japão e China, além de já ter fabricado aqui no Brasil. A Squier também já foi feita, no mínimo, no México, Japão, China, Indonésia, Coréia, EUA, Indonésia, Taiwan e Índia.

Não é bem assim. Tem as "Orville by Gibson" japonesas, a Epiphone já fabricou em outros locais da Ásia (Japão, Coreia), e mesmo a Gibson, que sempre foi feita nos EUA, ao que tudo indica usa muitas peças asiáticas. Diria até que a Gibson é menos consistente, porque raramente é 100% sincera sobre as origens dos insumos.

Sem falar que ser feito nos EUA não é garantia de qualidade. Coisas feitas nos EUA são caras porque a mão de obra é cara, mas não quer dizer que seja melhor. Faz sentido pra americano vender essa ideia, mas a gente é brasileiro. Não tem que pagar pau pra gringo.

MatheusMX
Veterano
# 30/jul/20 15:15
· votar


Sobre a mão de obra...
As Fenders, desde a década de 50, eram fabricadas por "mexicanos" na California, e naquela época o negócio era muito menos profissional.
Hoje as guitarras de 50/60 são lendárias.

felipe bento pereira
Membro Novato
# 30/jul/20 15:25
· votar


eu acho que essa linha premium da epiphone são aquelas chique, que são todas acima de 7 mil, tem uma que ela é toda colorida a ultima vez que eu vi ela tava 10 mil!! salgada não?!

brunoeZ
Membro Novato
# 30/jul/20 15:57
· votar


variax shuriken

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Qual a guitarra dos seus sonhos????