Notas da melodia tambem tem suas ''personalidades''?

Autor Mensagem
yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 01:08 · Editado por: yuuzinho2001


Ja usei a busca mas so encontrei no forum um comentario de alguem que dizia que as notas tambem possuem certas caracteristicas, foi tudo o que achei, entao criei esse topico pra pedir pra alguem me explicar isso.

Minha duvida é essa, estudei teoria, estudei funçoes harmonicas(harmonia funcional) ..e sei que os acordes possuem suas caracteristicas dentro do campo harmonico(tonica, dominante, subdominante) ..

As notas da melodia(notas de cada silaba de quem canta uma musica) tambem possui essa caracteristiva? Ou seja, se eu ouvir uma musica, posso nao saber o tom dela, mas é possivel saber em qual grau da escala as notas cantadas sao?

Por exemplo, se alguem cantar uma musica no tom de C, e a frase for ''Eu preciso te ouvir'' que as notas da melodia dessa frase forem ''Do(Eu) Do(pre) Mi(ci) Re(so) Mi(te) Sol(ou) Sol(vir)'', ou seja, os graus sao 1 1 3 2 3 5 5... É possivel alguem com um ouvido treinado, mesmo sem conhecer o tom da musica, e sem saber quais sao as notas, conseguir apenas saber os graus das notas dessa frase que foram cantadas(que no caso os graus seriam 1 1 3 2 3 5 5)? ..pois se as notas de cada grau da escala tiver uma caracteristicas diferentes das demais, isso seria possivel com um treino, certo? Se sim, alguem me da uma dica pra conseguir isso, por favor :)

macaco veio
Veterano
# 28/ago/18 01:53
· votar


Isso é treino de ditado musical, eu tive esse treino em conservatorio, a professora tocava notas aleatórias e a gente tinha escrever na partitura num tom que a gente escolhia, cada aluno escolhia um tom qualquer. No primeiro ano ela dava uma nota qualquer como referencia e a partir daquela nota a gente ia achando as demais tocadas pela referencia, Uns tres anos depois já não tinha nota referencial e as notas tocadas não tinham pé nem cabeça na melodia que ela formava completamente aleatoria. Logico que junto a isso tinha um treino maçante de escalas e solfejos em todos os tons. Tinha que escrever nas claves de sol, de fa e de do. Depois de 6 anos eu disse, chega, não dá mais. Eu ouvia uma buzina na rua e acertava o tom que tava.

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 10:22
· votar


Opa..obrigado pela resposta, kkkk parece um treino intenso e que realmente trouxe resultados, voce consegue, ao ouvir uma musica, saber quais os graus de cada nota cantada?

Eu agradeceria se alguem me desse uma dica pra eu conseguir isso.

JJJ
Veterano
# 28/ago/18 10:30 · Editado por: JJJ
· votar


4 notinhas podem caber em várias escalas de vários tons, portanto, a priori, não tem como saber o grau. Claro que, dada a frase, pela sonoridade, pela intenção e tal, o sujeito pode inferir o tom e, a partir dele, aí sim dizer os graus. Mas se for uma frase única curtinha, fora do contexto da música, é meio chute.

Achei que o tópico se referia à personalidade (no sentido emocional) de uma nota... Bom, solta, nenhuma, mas no contexto de uma melodia, sem dúvida, cada nota pode passar um sentimento.

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 10:43
· votar


Obrgd pelo comentario JJJ, mas se eu souber que a musica esta no primeiro grau do campo harmonico, mas nao saber o tom dela, teria como eu saber quais os graus das notas tocadas?
Se as notas tem esse sentimentos, e eu vi em um site uma explicaço rapida sobre isso, so nao vou dizer o site pois acho que nao pode fazer isso aqui, mas no site diz que assim como cada grau do campo harmonico tem sua caracteristicas(tensao, repouso..), os graus das notas da melodia tambem tem, e diz que a nota da melodia que mais traz sensaçao de tensao, é a nota de 7 grau, pois esta apenas a meio tom de distancia do 1 grau, diferente dos graus do campo harmonico onde o acorde que mais traz essa sensaçao de tensao é o 5 grau. Alguem pode me falar mais sobre os graus da melodia, a sensaçao que algum grau passe, ou qualquer coisa ou treino que poderia me ajudar a reconhecer os graus das notas cantadas.

JJJ
Veterano
# 28/ago/18 11:09
· votar


yuuzinho2001

Não entendi bem a pergunta... e também não sou o mais letrado a esse respeito (tem gente que entende bem mais que eu e logo aparecem).

Mas, sim, pode citar outros sites, sem problema.

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 11:25 · Editado por: yuuzinho2001
· votar


JJJ, voce disse nao da pra saber os graus das notas cantadas numa frase solta, mas e se eu souber que a musica esta no 1 grau do campo harmonico, tem como eu saber os graus de cada nota cantada apenas ao ouvir?

O site é ''terra da musica'' e o nome da postagem é ''Cada nota da escala com sua personalidade'', vou deixar o link pra facilitar, se nao puder deixar link me avisa que eu edito e apago
https://www.terradamusica.com/cada-nota-da-escala-com-sua-personalidad e/

Queria que alguem me desse mais dicas sobre esse assunto, ja que no site fala algo mais basico, ou entao me dissesse o que estudar pra entender sobre esses conceitos por completo(ou mais a fundo)

JJJ
Veterano
# 28/ago/18 11:41
· votar


yuuzinho2001

Se você sabe que tal nota corresponde a tal grau, acho que sim, mas isso me parece uma situação meio surreal... a não ser como mero exercício.

Mas, de novo, posso estar errado. Tem gente muito mais entendida do assunto por aqui.

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 11:41
· votar


Acabei de de ver em um pdf uma parte que dizia que as notas da melodia sao divididas entre notas de Tensao e notas de Resoluçao/Repouso, e que as notas de Repouso/Resoluçao sao as notas do acorde

exemplo ..no tom de C maior, no acorde de C, as notas Do Mi Sol sao notas de alvos(target notes) ..ou seja.. Repouso/Resoluçao e que as demais notas Re Fa La Si sao notas ativas, isso vale apenas pro acorde atual? Se nesse mesmo tom C, o acorde passar a ser Am, as notas alvos(Resoluçao e Respouso) passaram a ser La Do Mi, e as ativas passariam a ser Re Fa Sol Si?

Tem como eu saber mais reconhecer os graus de cada nota ds melodia ussndo algum outro conceito ou assunto a ser estudado dentro da teoria musical? Pois nesse exemplo que li, so da pra reduzir as possiveis notas que seriam, mas queria algo mais especifico que com treino me ajudasse a identificar quao grao a nota da melodia que foi cantada pertence

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 11:43
· votar


Surreal em que sentido? De ser dificil? Ou de nao ter necessidade de aprender? Voce sabe que tipo de assunto é esse na teoria musical?

JJJ
Veterano
# 28/ago/18 11:46 · Editado por: JJJ
· votar


yuuzinho2001

Surreal no sentido de que, a não ser como exercício teórico, você não sabe o grau de uma nota isolada no meio de uma música. Não existe essa informação isolada. Ou você tem uma partitura ou tablatura (e aí sabe tudo) ou tem as cifras (aí só sabe os acordes) ou só tem a música mesmo e, se quiser saber alguma coisa, tem que tirar...

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 11:53
· votar


Mas entao e impossivel saber isso sem pegar no instrumento? O colega ali em cima comentou que com treino conseguia fszer isso, e nesse site que mandei dizia que cada grau tem sua personalidade, agora vc me confunfiu rs heh ???????? ou eu entendi errado? Obrigado pelss respostas, cada resposts esta sendo util ♡♡ <3

singinglife
Membro Novato
# 28/ago/18 12:08 · Editado por: singinglife
· votar


yuuzinho2001 já li algumas vezes o post e cada vez entendo de forma diferente a sua dúvida...
A relação entre os graus tem "o mesmo som", só muda a altura.. I-V-I, por exemplo, vai soar de uma forma na tonalidade de C e, exatamente da mesma forma na tonalidade de D - só que um tom acima.
Há quem estude solfejo pensando nessa relação.. ao invés de cantar Dó-Sol-Dó, canta I-V-I, porque quando mudar para D, ao invés de cantar Ré-Lá-Ré, vai continuar cantando I-V-I, só que um tom acima.
Só que, por exemplo, em uma melodia, o fato haver as notas C-G-Fá-G-C, não quer dizer que esse Fá é um acorde de F, pq pode ser uma notinha rápida, pode ser uma nota melódica (escapada, appoggiatura, etc) e esse Fá não ser uma nota do acorde.. só que você acaba cantando I-V-IV-V-I porque na escala de C é onde a nota Fá está "posicionada".. mas isso não quer dizer que a harmonia da música será assim..
Existem algumas metodologias de solfejo.. como essa, pensando nos graus, outros usam o C móvel como referência, outros, vão nota por nota mesmo mas sem deixar de lado as relações entre os graus pq facilita.. exemplo, se vc está na nota Dó e vai pra Mi e Sol, lembra que aí tem um arpejinho.. aí lembra do I-III-V e puxa essa relação sonora.
Será essa é a sua dúvida?
Caso sim, isso é estudo de percepção musical (EDIT para ser mais precisa - havia escrito aqui solfejo.. solfejo é um dos pontos)...
Algumas relações trazem esses "sentimentos" (tensão, repouso, resolução, IV-I é conhecida como cadência do amém.., etc) mas, de forma geral, é um treino de audição mesmo. Não há um.. som da alegria, som do pazeamor, som da raiva, etc..
O ideal é quando esse treino é desenvolvido ainda criança (tem uns que aprendem as notas antes do alfabeto), na fase adulta é possível também mas é um treino bem lento, que leva anos e anos, o resultado dependerá de pessoa para pessoa.
Espero ter ajudado..

LeandroP
Moderador
# 28/ago/18 14:20
· votar


yuuzinho2001

Você nunca viu essas nomenclaturas sobre os graus?

1º grau: tônica

2º grau: supertônica

3º grau: mediante

4º grau: subdominante

5º grau: dominante

6º grau: superdominante

7º grau: sensível

macaco veio
Veterano
# 28/ago/18 15:36
· votar


yuuzinho2001
Existem 24 tons possiveis, 12 tons maiores e 12 menores dependendo da posição da mediante (ela é que media se o tom será menor ou maior), pois existem apenas 12 notas musicais (12 semitons). O que se faz com exercicios práticos é treinar o ouvido a fixar essa diferença de meio em meio tom. Se for tocado duas ou tres notas (ou mais) o ouvido treinado consegue distinguir a que distância (quantos semitons) estão distantes uma das outras em saber em que tom está essa melodia aleatoria.
Para estabelecer uma tonalidade terá sempre 3 possibilidades de tons possiveis mesmo que a melodia tenha apenas uma ou duas notas (repetidas ou não). Porque em qualquer melodia a primeira nota sempre sera a tônica, a mediante ou a dominante. Ex: uma melodia só com as notas do e ré. Se começou com a nota dó os tons possiveis serão C, E ou G independente de serem maiores ou menores pois não há mais notas na melodia pra identificar se os intervalos são maiores ou menores. A primeira nota pega-se como referência. (observe que eu uso do re mi para identificar notas e C D E etc para acordes). Eu costumava ouvir uma música no radio umas duas vezes e já identificava a música toda (com acorde e tudo dependendo da complexidade) e até escrevia o solo na partitura sem pegar no instrumento. É treino, já estou mais velho e distreinado e não consigo mais com facilidade.

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 18:23
· votar


singinglife
entao no caso sempre que for tocado uma sequencia por exemplo Do Sol Do no tom de C(graus I V I) ..vai ser os mesmos sons, mas por estarem em tons diferentes, vai soar diferente do que se o tom for em G e tiver essa mesmas notas e intervalos de Do Sol Do( graus IV I IV)?

Se nao entenderam, no campo harmonico de C, e se uma musica tiver os acordes C G C( graus I V I), tem uma caracteristica diferente de esses mesmos acordes tocados numa musica em que o tom é G( acordes C G C..mas desta vez os graus seriam IV I IV) ..na melodia acontece a mesma coisa?
Existem varios tons em que a melodia cantada poderia ser esse intervalo de notas Do e Sol, mas em cada tom esse intervalo vai soar diferente pois de um tom pro outro essas notas vao assumir outros graus, certo? Ou nao exatamente?

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 18:25
· votar


LeandroP, essas nomenclatura so e valida aos acordes do campo harmonico ou para as notas da melodia tambem?

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 18:30
· votar


macaco veio

Se a melodia de uma musica começa com a tonica, mediante ou dominante, e se a melodia começar com as notas Do e Re, entao os tons seriam C, G# ou F e nao C E ou G, certo? Ate porque nao tem Re na escala de E
pois os 3 acordes maiores que tem essa nota Do sao C, G# e (Mas na verdade nao poderia ser G# porque nao tem nota Re na escala de G#)
Claro que os tons seriam esses 2 (C ou F) se o primeiro acorde da musica for o 1 grau.

Voce disse que com o ouvido treinado é possivel saber a que distancia uma nota esta da outra, mss e possivel saber os graus dessas notas?

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 18:37 · Editado por: yuuzinho2001
· votar


Pessoal, alguem com um ouvido treinado nessa parte que consegue saber os graus das notas da melodia mesmo sem saber o tom?
ouvir uma frase com umas 5 notas e pensar '' Ah nao sei o tom/escala que ta essa musica mas essas 5 notas sao as notas em que os graus na escala sao 3 3 6 5 5''
Isso que eu queria, as notas da escala, assim como cada acorde do campo harmonico, tem uma caracteristica que da pra identificar o seu grau mesmo sem saber o tom(isso ja sei fazer com uma certa facilidade, mas queria muito saber as cararteristicas dos graus de cada nota da escala

Se for possivel, que conteudo eu aprendo na teoria? Qualquer sugestao ou resposta eu agradeço ♡

macaco veio
Veterano
# 28/ago/18 19:54
· votar


yuuzinho2001
voce so considera a primeira nota tocada, quando se começa uma melodia a primeira nota só pode ser considerada como I ou III ou V grau porque não tem jeito de começar uma melodia com alguma nota que não seja a primeira, terça ou quinta de uma escala. Então se é assim, por exemplo começou com dó, então o ton formado pode ser do, mi e sol (acorde de C), mas digamos que não queremos este, então consideramos o do como se fosse a terceira nota no acorde e tem-se la, do e mi (mas esse é acorde de Am que é a mesma coisa de C, é apenas o relativo), pode então considerar o do como terceira nota no tom de Ab (lab, do e mib) (não é o G#) e que pode ter o relativo Fm, ou então ainda pode-se considerar o dó como se fosse a quinta nota e tem-se Fa, la e do (acorde de F). é que eu tinha trocado nota por acorde e deu confusão na explicação. É apenas a colocação da nota dentro de uma escala em que ela seja a primeira, terceira ou a quinta, mas o acorde inicial (o tom considerado) terão progressões harmonicas completamente diferentes (Ab não se relaciona com C). Apenas considerando os tons quadrados sem dissonâncias porque é possivel por exemplo começar uma melodia com a nota Si no tom de C mas ai o acorde fica Cmaj7, complica mais ainda.

LeandroP
Moderador
# 28/ago/18 20:19
· votar


yuuzinho2001
LeandroP, essas nomenclatura so e valida aos acordes do campo harmonico ou para as notas da melodia tambem?


Campo harmônico é diferente. Essa nomenclatura se aplica às notas da escala.

No campo harmônico temos as funções tônica, subdominante e dominante.

Os graus I, III e VI são as tônicas. Os graus II e IV são subdominantes e os graus V e VII são os dominantes.

singinglife
Membro Novato
# 28/ago/18 22:17 · Editado por: singinglife
· votar


yuuzinho2001
Se nao entenderam, no campo harmonico de C, e se uma musica tiver os acordes C G C( graus I V I), tem uma caracteristica diferente de esses mesmos acordes tocados numa musica em que o tom é G (acordes C G C..mas desta vez os graus seriam IV I IV) ..na melodia acontece a mesma coisa?
Se você tocar somente os três acordes Cmaior-Gmaior-Cmaior sempre a audição vai levar a crer que a tonalidade é Cmaior. Pra que haja alguma diferença na percepção desses acordes, é necessário que haja mais acordes e mais contexto harmônico para firmar a tonalidade de Gmaior, e, mesmo assim, nesse momento, a tendência é soar como se estivesse se direcionando para Cmaior, ou seja, modulando, transformando em nova tônica. O que pode mudar isso é o contexto, com apenas os acordes soltos não dá pra saber. Até a posição métrica (tempo forte, tempo fraco) vai influenciar nessa sonoridade.

Outra coisa, pra facilitar o solfejo, normalmente usa-se números arábicos (123..) para melodia e romanos para harmonia (I II III...), onde 1 é a fundamental da tonalidade. É bom separar porque são coisas diferentes e acho que você está misturando algumas coisas.

Pessoal, alguem com um ouvido treinado nessa parte que consegue saber os graus das notas da melodia mesmo sem saber o tom?
Voce disse que com o ouvido treinado é possivel saber a que distancia uma nota esta da outra, mss e possivel saber os graus dessas notas?

Com certeza. Ouvido treinado ouve tudo - notas da melodia, acordes e a relações harmônicas entre eles, e não precisa ter ouvido absoluto pra isso. Precisa de treino, muito treino. Como disse, é estudo da área de percepção musical e há várias metodologias/técnicas e formas de estudar isso.. pensar em graus para as notas da melodia é uma delas.

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 22:19
· votar


macaco veio

Isso me ajuda se eu soubesse qual a primeira nota que foi cantada, se eu souber que a melodia começou na nota La entao os tons poderiam ser A, D ou F se for acorde menor, ate ai tudo bem, nada de teoria complicada nem algo que precisa ouvido treinado, mas tem como eu saber se a primeira nota cantada foi tonica, terça ou quinta? Mesmo sem saber que nota é essa, apenas saber se foi a tonica, terça ou quinta ouvindo a nota?

se a pessoa começar uma melodia com uma nota X e depois a proxima nota for uma nota Y de um tom acima da nota X e depois cantar a nota X outra vez, logo poss deduzir que a nota X nao é a terça, pode ser somente a tonica ou quinta ja que essas sao as unicas que tem outra nota da escala a 1 tom acima

Se nao entendeu vou explicar, levando em conta que a primeira nota da melodia e a tonica, terça ou quinta, e se a pessoa cantou primeiramente a nota Sol, e depois cantou outra nota 1 tom acima dessa nota Sol (no caso La), e depois cantou a nota Sol denovo, entao obviamente esse Sol nao é a terça, pois somente a tonica e a quinta que tem uma nota a 1 tom de distancia, nao tem como Sol ser a terça, porque o quarto grau esta a 1 tom e meio acima da terça, que no caso é a nota A#

Mas se fosse o contrario, se a pessoa começou a melodia com uma nota e depois cantou outra a meio tom acima(ou 1 tom e meio acima) ...ai de certo que essa nota seria a terça, pois so ela que tem uma nota depois que esta a meio tom(ou 1 tom e meio) de distanciaa nota de 7° grau tambem uma nota a meio tom de distancia, mas visto que a musica começa na tonica, terca ou quinta, da pra eliminar o 7° grau).

Mas e meio chato ter que pensar nos intervalos, como deixei um link la em cima com um site explicando que cada nota da escala tem uma caracteristicas das demais, acho mais viavel aprender em cima disso, mas no site nao fala nada mais abrangente, gostaria que alguem me ajudasse, mesmo que nao tenha essa habilidade, mas que saiba como conseguir, ou o que estudar.
Obrigado pelas respostas, mais alguma sugestao ou comentario? Tudo e bem vindo, e ainda to indeciso do que fazer

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 22:25
· votar


LeandroP

Agora to confuso, mediante, tonica, sobretonica, etc...sao para as notas da escala tambem? Ou so para o campo harmonico?
No campo harmonico, o V e o VII grau tem funcao de dominante, mas o 5 grau tem essa funçao mais forte do que o VII grau, mas que na melodia a nota de VII grau tem essa funçao de dominante mais forte do que a quinta, ja que essa nota de VII grau esta a meio tom da tonica, foi mais ou menos isso que li, algo assim tambem muda com as outras notas da escala? Tipo..elas tem outras caracteristicas diferentes?

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 22:37
· votar


singinglife

Desculpa nao ter explicado direito, quis dizer numa musica completa, com instrumentos e tudo, se nas 3 primeiras frases os acordes forem C, G e C
da pra reconhecer se esta no tom de C ou de G usando harmonia funcionao, se a primeira frase for repouso e depois musica dar uma subida e depois voltar e dar uma relaxada, da pra ver que esta no tom de C, agora se ela ja começar com uma certa ''animaçao'' e depois repousar, e subir um pouco denovo, ai ja deu pra deduzir que o tom e G

Mas realmente vc esta certo, se for tocado os acordes C, G e C sem ninguem cantando, simplesmente solto, nao da pra saber o tom

Mas e com a melodia? Se for cantado as notas Do Sol La Sol Re Sol, ha algumas escalas em que tem essas notas, como por exemplo as escalas de C, F e G
mas em cada uma dessas 3 escalas, essa sequencia vai soar um pouco diferente devido a essas notas estarem em graus diferentes comparado as outras escalas?


Que tipo de treino é esse que vc sugeriu no final do seu comentario? Vc disse ''percepcao musical'' mas isso é algo muito amplo eu acho, tem algo mais especifico pra esse assunto?

singinglife
Membro Novato
# 28/ago/18 23:23 · Editado por: singinglife
· votar


yuuzinho2001
Mas e com a melodia? Se for cantado as notas Do Sol La Sol Re Sol, ha algumas escalas em que tem essas notas, como por exemplo as escalas de C, F e G

Acho que você está misturando as coisas. Uma coisa são os graus da harmonia, outra é a sequência de notas da escala em uma melodia.
Um melodia:
em dó maior: c g a g d g = 1 5 6 5 2 5
em sol maior: c g a g d g = 4 1 2 1 5 1
em fá maior: c g a g d g = 5 2 3 2 6 2
Vai soar tudo igual pq as notas são iguais.

Mas essas notas podem ser harmonizadas de várias formas.. nem todas vão soar bem, mas são maneiras possíveis:
1) em dó maior: I IV V; I vi V, etc
2) em sol maior: IV I ii...; ii IV vii˚ I, etc
3) em fá maior: I V I; I ii iii V..., etc
No primeiro caso, as notas Dó e o Sol estão soando como tônica e quinta do acorde I. A nota Lá está soando como terça do acorde de Fá maior e assim por diante.
No caso do uso em Fá maior, a nota Dó soa como quinta do acorde I e a nota Sol como quinta do acorde V.
Se a função da nota muda por alterar o acorde, a sonoridade muda.
Na hora que harmoniza as notas com esses acordes, elas passam a ter função dentro da harmonia escolhida.

Que tipo de treino é esse que vc sugeriu no final do seu comentario? Vc disse ''percepcao musical'' mas isso é algo muito amplo eu acho, tem algo mais especifico pra esse assunto?
Não existe uma área na música que estuda harmonia? É a mesma coisa, existe uma área da música que se chama percepção musical que é para treinar o seu ouvido; treinar escrita, leitura, percepção melódica, rítmica, timbre, etc.
Para ganhar a percepção do que você busca, vc precisa saber harmonia e treinar solfejo. Eu aprendi solfejo através da relação de intervalos mas há essa técnica através dos graus, que você vem citando.
Se você não tiver leitura de partitura, vai precisar começar aí desse ponto.
Na net tem vários vídeos mas treino auditivo é um trabalho bem lento; tem que ter paciência e perseverança. Recomendo buscar algum curso de teoria para começar do zero e ter alguma assistência. Não se estuda harmonia sem percepção e vice-versa.

yuuzinho2001
Membro Novato
# 28/ago/18 23:57
· votar


''Se a função da nota muda por alterar o acorde, a sonoridade muda.
Na hora que harmoniza as notas com esses acordes, elas passam a ter função dentro da harmonia escolhida''


Voce quis dizer que a nota em uma escala tem uma funçao, mss em outra escala tera outra funçao?
Ate ai tudo bem

Como assim treinar harmonia e solfejo, supondo que eu saiba solfejar as notas, mesmo sem ter gravado elas, e que eu saiba bastante de harmonia, como que isso me ajuda a reconhecer os graus de cada nota da escala?

Ainda nao entendi o que exatamente de percepçao musical tenho que aprender, pois fui aconselhado a aprender percepçao musical pra conseguir reconhecer intervalos e identificar os graus que uma musica estava, tudo bem..se eu escutar duas notas eu reconheço quantos tons uma esta distante da outra, as vezes erro mas é por meio tom, se eu ouvir uma musica pela 1 vez e me falarem so o tom dela, eu consigo saber os acordes dela(alguns posso ate errar ate pq ninguem e perfeito), ou seja..treinei e estudei sobre harmonia e percepçao musical

mas mesmo assim nao reconheco os graus das notas, entao por isso que digo que aconselhar percepçao musical ou estudar harmonia, nao ajuda muito no meu caso, porque acho que é algum tipo de teoria, vejo em sites e pdfs que as notas da melodia tem uma caracteristica diferente das drmais, so que nao sei quais sao essas caracteristicas, as do campo harmonico ja sei, tonica, sobretonica, mediante ..etc.. mas a da escala nao sei ainda

singinglife
Membro Novato
# 29/ago/18 11:00 · Editado por: singinglife
· votar


yuuzinho2001
Como assim treinar harmonia e solfejo, supondo que eu saiba solfejar as notas, mesmo sem ter gravado elas, e que eu saiba bastante de harmonia, como que isso me ajuda a reconhecer os graus de cada nota da escala?


Te garanto que uma pessoa com ouvido treinado e harmonia e percepção no nível necessário, é capaz de reconhecer auditivamente os graus de uma melodia.

Você já estudou condução de vozes e contraponto? Quando falo estudar harmonia é daí pra frente, a partir da base da base, não é estudar através de apostilas ou livros picotados que já apresentam a harmonia a partir de cifras. Qualquer livro de harmonia que não esteja baseado em condução de vozes vai deixar lacunas que irão te impedir de entender como realmente funciona a relação entre as notas. Essas apostilas picotam os assuntos na esperança de simplificar o conteúdo, mas acabam realmente deixando buracos para quem questiona e quer se aprofundar no assunto.

Em um curso de graduação em música, por exemplo, as pessoas estudam conteúdos de harmonia/contraponto/forma + percepção musical por pelo menos 4 anos para apenas começar a entender essas relações.

Como você já tem uma base de harmonia e percepção, como diz, aconselho então, buscar bibliografia de bons cursos de graduação em música (que sejam referência nessa área de teoria), lá tem uma série de referências, tais como, Kostka & Payne, Gauldin, Koechlin, Kenan, Kohs, Green.. todos esses são referências para estudar harmonia, contraponto e forma.
Estudar história da música também é indispensável, senão você vai começar a se confundir com os estilos. Ópera, por exemplo, não dá pra pensar Orfeo, de Monteverdi, e Tristão e Isolda, de Wagner, como "a mesma música".. ambas são óperas mas as estruturas musicais são muito distintas. O trítono, por exemplo, na idade média era sacrilégio, ida certa para a fogueira, no tempo de Wagner, já era lugar comum.

macaco veio
Veterano
# 29/ago/18 13:24
· votar


yuuzinho2001
se a pessoa começar uma melodia com uma nota X e depois a proxima nota for uma nota Y de um tom acima da nota X e depois cantar a nota X outra vez, logo poss deduzir que a nota X nao é a terça, pode ser somente a tonica ou quinta ja que essas sao as unicas que tem outra nota da escala a 1 tom acima
Seu raciocionio está certo, mas a maneira que voce quer descobrir estas distancias entre as notas não é a melhor porque existem diferentes escalas. Voce raciocinou considerando apenas escalas maiores e menores tradicionais. Logicamente qualquer melodia é criada em cima de uma escala. Mas existem escalas mais avançadas que dão outro sentido musical, são chamados modos, modo dórico, modo lidio, mixolidio, etc, Neste mesmo exemplo que voce deu existe um caso em que a nota será possivel ser a terça do acorde pois a melodia foi criada em cima de uma escala de um desses modos (não me lembro exatamente qual) . Se voce ouvir a musica de introdução do desenho animado Os Jetsons (uma desenho antigo de hanna barbera sobre uma familia no futuro) a melodia é exatamente contrario a isso que voce raciocinou e a nota é a terça porque foi criada em cima de uma escala de um desses modos. Esse mesmo sentido melódico esta presente em alguma musicas nordestinas no estilo baião (o que dá uma caracteristica especial ao estilo) .
Voce deve estudar a sonoridade das escalas pois essa "personalidade da nota" só tem sentido dentro de uma escala. Tem-se que conseguir entoar as escalas sem precisar de instrumento (com ajuda do instrumento no inicio) e pulando as notas aleatoriamente (com as notas fora de ordem), depois um ditado musical (que precisa de alguem para ditar as notas) acho o melhor estudo. Isto faz parte do estudo de percepção musical (geralmente só conservatorio que ensinam isso bem). Isto praticamente não tem quase nada a ver com estudo de harmonia que basicamente envolve formação de acordes e a progressão destes acordes (que chamam de campo harmonico e que não é o melhor nome pra isso).

singinglife
Membro Novato
# 29/ago/18 14:37 · Editado por: singinglife
· votar


macaco veio
Eu havia entendido como você mas, pelo que parece, ele não está querendo apenas solfejar os graus da melodia; está querendo também entender o porque das relações de tensão, consonância, dissonância, resolução, etc que há entre as notas - até onde entendi, é isso que ele está chamando de "personalidades das notas da melodia".
Para compreender esse tema, além de percepção, ele também tem que estudar harmonia, só que tem que ser à partir da base da base mesmo, que é contraponto e condução de vozes - é aí que essas relações são desvendadas.

Enviar sua resposta para este assunto
        Tablatura   
Responder tópico na versão original
 

Tópicos relacionados a Notas da melodia tambem tem suas ''personalidades''?