Gibson Les Paul Double Cutway

    Autor Mensagem
    quenaiplei
    Veterano
    # jan/13 · Editado por: quenaiplei


    Tava "zapeando" no Youtube e encontrei uns vídeos com um modelo da Gibson Les Paul chamada Doble Cutway (ou simplesmente LP DC). Achei a proposta desta guitarra interessante pois, como uma cópia da PRS, tem menos regulagens de volume e tone (no meu ponto de vista são menos coisas para dar defeito -hehe!) mas com um toque da Gibson.





    Alguém já teve a oportunidade de compará-la com uma Les Paul normal para descrever as diferenças entre elas?

    astrataranis
    Veterano
    # jan/13
    · votar


    nunca nem tinha ouvido falar.. mas que as DC sao mais bonitas que as SC isso sao!

    essas duas ai sao bem diferentes nos shapes hein!

    Schenker
    Veterano
    # jan/13
    · votar


    como uma cópia da PRS


    Les Pauls DC existem desde 1960, começaram como JR e depois foram sendo aprimoradas. se alguem copiou aqui foi exatamente o contrário . . .

    O som e o feeling são um pouco diferentes, pois as DC tem 24 fretes contra 22 das "normais". O som do pu braço não é tão gordo, por conta do seu posicionamento.

    Natanael_DM
    Veterano
    # jan/13
    · votar


    quenaiplei

    As DC contavam, originalmente, com P90s.
    Naquela vibe ultra vintage das Les Paul Special e tal, isso tudo no fim dos anos 50.

    renatocaster
    Moderador
    # jan/13
    · votar


    Durante um bom tempo o Samuel Rosa do Skank usou muito essa LP DC (e ainda usa) quando era endorsee da Gibson (não sei se ainda é). Talvez a proposta da Gibson (ou da importadora oficial da marca) era de popularizar esse modelo aqui no mercado brasileiro, através de um frontman de uma banda que fazia sucesso.

    Mas acho que não surtiu muito efeito, vejo pouquíssimos exemplares dessa Gibson DC em circulação por aqui. Eu pessoalmente acho bacana, e não acho que seja cópia da PRS não, como disseram aí.

    Natanael_DM
    Veterano
    # jan/13 · Editado por: Natanael_DM
    · votar


    renatocaster
    Certamente as DC não são cópia das PRS. Primeiro, porque pintaram uns 30 e tantos anos antes de a PRs existir! Hehehehehe.
    E segundo, porque o shape das double cuts da PRS, exceto o modelo do Santana, é beeeeeeem diferente das Lespas DC.

    E eu também acho muito bacana. Teria uma DC com P90s facinho, facinho.

    Ah, e as DC que o Samuel Rosa usava tinham um headstock diferente do normal da Gibson (também diferente das séries Melody Maker). Por isso levei um tempão até sacar qual era a guita...

    quenaiplei
    Veterano
    # ago/13
    · votar




    A Gibson Les Paul DC Standard tem muito do som do modelo LP clássico em um instrumento mais leve e gostoso de tocar.

    Como uma Les Paul tradicional, a DC Standard apresenta um corpo em mogno com cobertura de maple. Entretanto este corpo possui cavidades internas e a traseira é chanfrada, proposrcionando maior conforto. O tampo escavado de maple de duas partes tem acabamento em laca nitrocelulose.

    O braço colado de mogno tem um shape "59 Slim Tapered", o que significa que tem as dimensões de um braço '59, mas com um perfil mais fino. É confortável e rápido ao mesmo tempo, e os dois cutways proporcionam fácil acesso aos registros altos. A escala de jacarandá com friso oferece 24 trastes jumbo muito bem acabados(as Les Paul em geral têm 22), e as marcações são em madrepérola com formato trapezoidal.

    Esta guitarra tem o clássico sistema de ponte Tune-o-matic e cordal separado. As tarrachas são as excelentes Grover de metal.

    Há dois captadores humbuckers de alnico, um 490R (braço) e um 498T (ponte), ligados a um par de potenciômetros de volume e tone por intermédio de uma chave seletora de três posições, localizada a poucos centímetros do cordal. É um sistema de controle simples e prático, se comparado ao de dois botões de tonalidade/dois de volume das Les Paul tradicionais.

    Seu som amplificado é ótimo, oferecendo boas texturas para base e solo. Se você procura um som limpo consistente, um timbre estupidamente distorcido ou a sofisticação do jazz, a DC Standard proporciona tudo isso sem firulas. Este instrumento dá a sensação de que pode fazer qualquer aplificador soar bem, e o potenciômetro de tonalidade apresenta um corte bem definido de agudos durante sua rotação inteira. Não importa como você ajuste os controles desta obra-prima, são enormes as chances de conseguir um timbre apurado.

    O convidativo shape do braço da DC faz desta guitarra um excelente intrumento de se tocar. Tem uma pegada mais macia do que uma Les Paul tradicional, especialmente se for uma com braço'58 estilo taco de baseball. Apesar de braços robustos favorecem os timbres cheios, o da DC Standard apresenta balanço perfeito entre vintage e moderno.

    astrataranis
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    eu adoro as DC, vivo torrando o saco do MMI sobre elas, o visual, o som td é muito bem feito, mas de fato tem um som bem mais agudo que normalmente encontramos, um pouco menos LP e mais Super strato. mas diferente de uma SG.

    obviamente se da pelo posicionamento dos caps por causa dos 24 trastes...

    renatocaster
    Moderador
    # ago/13
    · votar


    Acho essa guitarra mega bacana...mas não consigo olhar pra ela e associá-la ao modelo Les Paul (embora de fato seja).

    laurimttll
    Veterano
    # ago/13
    · votar


    Copia da PRS? Esse design de LP veio em 1959, na Gibson Les Paul JR/Special double cut..

    quenaiplei
    Veterano
    # out/13
    · votar




    Alex guitar man
    Veterano
    # jun/14
    · votar


    Galera, essa guitarra é perfeita, menos na eletrica, diferente da SG ela não tem aquele corpo de tabua e sim arredondado como nas lespaul mesmo, qual foi o motivo de seu lançamento? apenas a aparencia?

    Aé, a ideia de tirar dois pots ai não é legal não..

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Gibson Les Paul Double Cutway