Notificações Amigos pendentes

      Fórum Cifra Club - maior fórum de m&uacite;sica do Brasil

      Qual tipo de Fender stratocaster escolher?

      Autor Mensagem
      Drinho
      Veterano
      # mar/15 · Editado por: Drinho
      · votar


      Por tempos usei uma stratinho tagima, que era parecida de olhar com aquelas fenders cbs... ela não era grandes coisas, mas eu gostava dela, você vai pegando carinho, se acostumando a tocar nela e etc....

      E a guitarra era a típica rock machine, não tinha som de nada, mas você ligava num ampli high gain e a diversão corria solta, ligava direto no marshall, colocava um delayzinho e me achava o tal, ela tinha a mesma cor da guitarra do malmsteen, então escalopei a guitarra, coloquei trastes grandes, hot rails kkkk... e eu sou um périto em ferrar trastes, pq eu vivo dando bend e se a corda tá velha e nao troco pq nao quero gastar, tive um dia que trocar trastes, o "luthier tirou o traste e levou a escala junto", sim ele destruiu a guitarra, e pra mim aquilo foi uma facada nas costas porque eu tinha um relacionamento maravilhoso com a guitarra, (isso aconteceu em 2011 e desde lá eu não comprei guitarra, usei outras que eu tenho aqui mas não gosto muito mas coloquei na cabeça que minha próxima strato seria a mulher da minha vida que me tiraria do status de viúvo... foram muitos testes e pesquisa atés eu pensar num projeto que fosse viável ao meu bolso (essa é a pior parte) e tivesse resultados que fossem diferenciados (no meu ponto de vista) e só fui concretizar isso no final de 2014 depois de ter ido 500 vezes na two tone e na soulshine e testado praticamente todas as fenders suhrs e andersons que eles tem lá (que serviriam apenas como referência, pois não posso gastar nem 40% do que eles pedem nesses instrumentos), além de nzaganin, music maker e por aí vai.....

      MauricioBahia
      Moderador
      # mar/15 · Editado por: MauricioBahia
      · votar


      Drinho: não era grandes coisas, mas eu gostava dela, você vai pegando carinho, se acostumando a tocar nela e etc....

      Kkk. É exatamente isso! Eu olho pras minhas e sempre acabo parando "naquela". Sabe aquele olhar de cachorro pedindo algo e balançando o rabo?

      Tem guitarras que quase latem!!!

      :)

      PS. O luthier mandou mal hein!

      MMI
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Drinho

      só fui concretizar isso no final de 2014 depois de ter ido 500 vezes na two tone e na soulshine e testado praticamente todas as fenders suhrs e andersons que eles tem lá (que serviriam apenas como referência, pois não posso gastar nem 40% do que eles pedem nesses instrumentos), além de nzaganin, music maker e por aí vai.....

      Que maravilha foi essa?

      Drinho
      Veterano
      # mar/15 · Editado por: Drinho
      · votar


      MMI

      A cassias lá que você me indicou quando a gente tava conversando no facebook, porque eu fui lá, ele não fica longe aqui de casa (moro em santo andré).....

      E ele tinha um modelo dele meio no estilo da gibson/prs, e quando ele me deu a guitarra pra experimentar eu de fato constatei aquelas qualidades que vocë havia me falado..... e diferenciais que eu náo havia encontrado em nenhum instrumento do zaganin, music maker, e sinceramente, nem na two tone.....

      o instrumento dele de maneira geral eh ferrado, pode andar em qualquer loja tradicional, o que voce achar de mais proximo ainda esta longe, mas tem 3 pontos no instrumento dele que eu achei surreais....

      1 - o braço (que é concepção dele)... parece que ele criou aquele braço pensando em mim, sem me conhecer, extremamente rápido, articulado SEM SER IBANEZ, você brinca de blues nele com pegada, você consegue explorar várias linguagens com um conforto surreal.

      2 - afinação .... PARECE UM PIANO, e eu sou chato com isso, tanto é que mais passo tempo afinando do que tocando, pois qualquer coisinha me deixa irritado.

      3 - o split de um humbucker suhr dsv que ele colocou no braço, meu amigo é SOM DE VIOLÃO DE AÇO com corda nova com o mesmo volume do humbucker cheio, ele falou que faz umas doideras na parte elétrica pra matar os médios e manter volume para dar essa carcateristica de som acustico....

      detalhe os testes foram feitos num fender frontman de 25w no canal limpo

      esse cara não brinca em serviço....


      por um custo completamente dentro do possivel e uma flexibilidade de pagamento fantastica, quer dizer era a oportunidade para abracar...

      quando ela chegar eu vejo se gravo alguma coisa nem que seja com o celular.....

      mas assim, muito legal o trabalho dele, eh custom shop americano do lado de casa....

      mas acho que mais legal que o instrumento eh o cavalheirismo do cara.....

      Drinho
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      MauricioBahia

      exatamente, amor alem da musica kkkk

      MMI
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Drinho

      Ah, pensei que era outra... rs

      Cara, eu posso atestar que o Cassias e a Dunamiz são de altíssimo nível, raras custom shop americanas tem essa qualidade. O Cassias trabalhou com o Somogyi, instrumentos disputados e com fila de espera de preço entre 30 e 50 mil dólares, coisa que aqui a gente nem conhece. Esse é o nível do cara, a preços de Brasil, mas qualidade insuperável em nossas terras. Os caras da Dunamiz juntaram talento, estudo e dedicação. Hoje fazem instrumentos que as grandes fábricas não fazem mais, fruto de uma pesquisa que não vejo igual em nossas terras, a sonoridade que atingem é impressionante. Isso que ambos tem um trabalho de desenvolvimento e estudo para captadores nacionais superiores ao similar importado.

      São duas luthierias nacionais que batem de frente no mais alto nível da luthieria internacional, não tenho nenhum receio de afirmar. Conheço bem o trabalho deles, mas até agora não tenho nada pronto aqui comigo (minha guitarra do Cassias já tem 1 ano e meio de projeto, estudos, testes e execução). Mas tenho certeza que são instrumentos para aposentar instrumentos aqui de casa...

      Luisfelp FR1
      Membro
      # mar/15
      · votar


      Drinho

      Acho que eu finalmente entendi o seu ponto sobre as Fender MIM. Também acho que pagar 2.5k nessa guitarra, algo não muito vantajoso. Como disse paguei por volta de 2k na minha e acho isso o limite que essa guitarra vale. Fora que não é um "Investimento" que fará você lucrar bem no futuro, ao meu ver não vale a pena fazer isso com as Made in Mexico. Outro ponto que pelo que entendi, nós concordamos, é que pagar o preço que a American Standard tem não é algo tão vantajoso assim, eu também preferiria mil vezes ir atrás de alguma guitarra feita por algum luthier nacional, como as Music Maker (tem guitarras deles que me deixam sempre babando com o timbre que saem delas, porém nunca conseguir tocar em uma D: ), que pelo que conheço delas, tem uma qualidade primorosa.

      Agira outra coisa: Sinceramente eu acho que a minha deve ser meio que uma "mosca branca", porque o corpo dela e feito só com 3 peças, NÃO TEM FALHA DE ACABAMENTO (nem de traste, nem de pintura, verniz, acabamento, absolutamente nada, zero!) e os captadores mesmo que cerâmicos, tem uma dinâmica muito boa pra ser cerâmico (infinitamente melhor do que qualquer guitarra com single coil cerâmico tem). Agora o ponto que me deixa mais intrigado nessa história é que uma vez eu toquei numa Squier Deluxe HSS que se você olhar nos specs, ele tem OS MESMOS captadores que a MIM standard HSS, porém o som de uma pra outra é algo MUITO diferente, os da Squier são sem dinâmica, "sem sal", eles parecem que você ta sempre tocando em flat (não importando as configurações do amp), que é a mesma coisa que sinto quando toco em guitarras baratas com single coil cerâmico. Agora a questão é: O QUE RAIOS GERA ESSA DIFERENÇA?, o amp eu já comprovei que não é, nem os efeitos. A única coisa que muda é que essa Squier é feita de Agathis e a Fender em Alder, de resto é tudo igual e creio que a madeira não geraria essa diferença tão exorbitante. Enfim, é um mistério que eu quero descobrir.
      Por isso que eu sempre digo que eu sou muito mais satisfeito com a minha Fender MIM que paguei um preço relativamente justo (se considerar esse pais que se paga até as calças em impostos) do que com qualquer guitarra que tenha tocado com valor inferior à esta

      Drinho
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      MMI

      Eu conversei com o Felipe da dunamiz também e eu apostaria nele se fosse recriar algo da escola tradicionalista....
      Mas eu pedi um disco voador disfarçado de fender.....

      vamos ver como vai ficar kkkkk

      JJJ
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Luisfelp FR1

      Tem certeza que são os mesmos captadores?

      Luisfelp FR1
      Membro
      # mar/15
      · votar


      JJJ

      Pelo que o site informa é sim:

      A Squier que disse: http://www.squierguitars.com/guitars/stratocaster/black-and-chrome-sta ndard-stratocaster-hss-rosewood-fingerboard-black/

      A minha guitarra: http://intl.fender.com/en-BR/series/standard/standard-stratocaster-hss -rosewood-fingerboard-black-no-bag/

      Como está escrito nos specs ambas tem a mesma captação, pelo menos interpreto assim.

      NeoRamza
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Luisfelp FR1

      Os captadores, mesmo tendo o mesmo nome, não é garantia de que são iguais.

      Luisfelp FR1
      Membro
      # mar/15
      · votar


      NeoRamza

      Hm, já pensei nisso, mas sei lá acharia estranho caso eles tivessem o mesmo nome porém sejam diferentes, ainda mais sendo Fender em relação à uma Squier. Ainda tenho minhas dúvidas sobre o assunto.

      MMI
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Drinho

      Você encomendou com o cara certo. Vai ser um disco voador fenomenal.

      Luisfelp FR1

      Nada garante que sejam iguais. É difícil produzir captadores iguais, mesmo em linha de produção (diferença de um pentelhésimo, mas ocorre).

      Por algumas vezes já fiz e presenciei esse tipo de teste, colocando os mesmos captadores em guitarras diferentes. A diferença chega a ser brutal, algumas guitarras não chegam no som da outra com o mesmo captador de jeito nenhum. Um teste recente:

      Strato A, de luthier, pouco cuidada, ferragens chinesas mais baratas possíveis, som fenomenal contra strato B, uma Fender SRV original. Logo de cara, a coitada da B não chega na A de jeito nenhum com os mesmos captadores ou com um terceiro set de captadores instalados em cada uma. Foi tentado um outro amplificador, um Mark Kane Dumble regulado para a guitarra B - o problema foi que a A soou melhor, kkkkkkk.

      JJJ
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Realmente, muda-se alguma coisinha na "equação" e duas guitarras soam diferentes, ainda que usando peças "semelhantes".

      Como eu disse antes, os captadores que vieram na MIM não tinham "graça" nenhuma nela. Porém ao colocá-los em outra Strato (com uma construção altamente improvável de funcionar - pelo "senso comum") eles ganharam vida. Adorei o resultado. Vai entender...

      Luisfelp FR1
      Membro
      # mar/15
      · votar


      MMI

      Pois é, eu creio que seja algo desse tipo mesmo. Na minha opinião, devido ao estilo de produção estas guitarras (tanto as Squier como as Fender MIM) são feitas, isso é possível, o que explica o porque guitarras de um modelo X seja superior ou inferior a outra desse mesmo modelo X. O que me impressiona é o tamanho que essa diferença (tanto sonora como no acabamento) pode chegar.

      MMI
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Luisfelp FR1

      Só para deixar claro: no teste que citei, qundo disse os mesmo captadores são os mesmos, tira de uma e põe na outra.

      Sim a diferença fica bem grande.

      Alex guitar man
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Nao quero interromper o assunto, mas me tirem uma duvida, porque a strato nao tem o tone no captador da ponte??

      E mais uma rsrs Porque ninguém usa o captador do meio sozinho? Preferem mudar a ligacao entre ponte+braco do que ter ele na 3 posicao... rsrs

      boblau
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Alex guitar man
      E mais uma rsrs Porque ninguém usa o captador do meio sozinho? Preferem mudar a ligacao entre ponte+braco do que ter ele na 3 posicao... rsrs

      Cara, pode rir, mas eu nunca usei o cap do meio, porque eu tinha que abaixar ele para não atrapalhar a palhetada. Eu ficava batendo nele com a palheta....

      Filippo14
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Alex guitar man

      Quanto ao tone eu não lembro de não ter o do captador da ponte, não posso opinar sobre isso.

      Quanto a posição de usar só o do meio, muita gente usa cara!!! O captador do meio tende a ter mais estalado, usam muito, mas muito mesmo para blues, combina bem,

      Luisfelp FR1
      Membro
      # mar/15
      · votar


      Alex guitar man

      Na verdade o captador da ponte da strato tem sim controle de tone, porém não são todas as guitarras que vem com ele (coisa que gostaria de saber o por que). Sobre o captador do meio, um exemplo de guitarrista que o usa direto sozinho é o Eric Clapton. Eu gosto de usá-lo sozinho em determinados solos e bases, pois gosto do som dele, com esse "quak" com som balanceado.

      JJJ
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Alex guitar man

      Eu uso. Aliás, é a posição "default" do switch... Ligou, tá nela... hauhauhuahuahua

      Alex guitar man
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      undefinedFilippo14
      Luisfelp FR1
      JJJ

      Vivo vendo relatos de pessoas que nao gostam desse captador haushau so serve mesmo pra mesclagem kkk

      Alex guitar man
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Ja chega, eu realmente nao quero saber mais nada, pois tenho uma queda pela stratocaster e nao quero ativar o GAS, ADEUS!

      SkyHawk
      Membro
      # mar/15
      · votar


      Alex guitar man
      Kkkkkkkkkkkkkk !!!! Esse fórum tem esse efeito colateral mesmo !!!!

      Hitman
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Alex guitar man
      MMI ta pisando na bola com essas propagandas mesmo...
      Tentacao ta fogo... hahaha

      Luisfelp FR1
      Membro
      # mar/15
      · votar


      Alex guitar man
      SkyHawk

      Kkkkkkkkkkkkkk !!!! Esse fórum tem esse efeito colateral mesmo !!!!

      Esse fórum é realmente uma perdição! Caras ultimamente eu andei tendo umas crises de GAS por stratos SSS com com caps de alnico de baixa saída e braço e escala em maple, só que nem alimento essa GAS pois pra mim a minha guitarra já está suprindo maravilhosamente minhas necessidades: ensaios/apresentações/treinos e agora minha necessidade é outro amp com mais potência. Andei evitando até olhar para a parte de guitarras nas lojas de instrumentos, nem chego perto, porque tem umas por ai que são tentadoras demais!!!!!

      ogner
      Veterano
      # mar/15 · Editado por: ogner
      · votar


      Luisfelp FR1
      Strateiro que nao usa o cap do meio nunca, é herege e nao sabe oq esta perdendo!!

      Tone na ponte eu ate ja fiz mods para o tone atuou na posição, mas vi que isso é viadagi de quem toca em casa baixinho com amp xexelento. Soca um crunch nervoso num valvulado ALTO com bons falantes, que aquele estigma de captador magro e agudérrimo, vai pras cucuias!!! Sai quente e cheio de pressão o som!! hehehehe

      Mas ainda tenho essa MOD nas minhas stratos, hehehehe!! As vezes ajuda sim!! :)))

      Phillip Sayce passeia por algumas posiçoes e regulagens de volume nessa musica!!!
      https://www.youtube.com/watch?v=_TS9tvw9ZYE

      EDIT: Se nao me engano Eric Clapton usa muito a posição do meio!!

      MMI
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Hitman

      ta pisando na bola com essas propagandas mesmo...

      Não é a intenção. Foi mal...

      ogner

      A combinação certa de uma strato e bons captadores, o captador da ponte rola sim. Mas eu tenho a mod do tone na ponte (galera, isso é mod, originalmente não tinha mesmo), para mim é importante.

      O Clapton usa muito o cap do meio. Aliás, os timbres de 2 captadores (posição 2 e 4) são o que a strato tem de único e talvez de melhor.

      Luisfelp FR1
      Membro
      # mar/15
      · votar


      ogner

      Strateiro que nao usa o cap do meio nunca, é herege e nao sabe oq esta perdendo!!

      Concordo plenamente cara (e eu uso pra valer esse cap)!!!! É uma posição que até hoje não sei porque é desprezado por muitos guitarristas.

      Tone na ponte eu ate ja fiz mods para o tone atuou na posição, mas vi que isso é viadagi de quem toca em casa baixinho com amp xexelento.

      Po cara ai você acertou o fundo do meu coração... heheheheeh xD
      To ligado sobre ligar o captador da ponte com drive nervoso de valvulado, Mas acho que isso de usar esse cap sem tone só acaba sendo vantajoso com Strato com Single na ponte, se meter um lá Humbucker a história pode mudar (ou não).

      ogner
      Veterano
      # mar/15
      · votar


      Luisfelp FR1
      Hehehe, cara fui enfático e "causador" no post. Claro que cada um usa da forma como quer, hehehe!! mas eu realmente acho aquilo que escrevi no post. Mas cada set, cada amp, cada set de cordas faz diferença!! então...

      Como eu disse, ainda tenho a MOD de tone pra ponte e acabo usando algumas vezes sim!

      Pra Humbuker na ponte de strato ( Herege, hehe ) nao vejo muita utilidade de tone não....Não sei bem... Para strato com o single na ponte é que é mais vantajoso, pq de modo geral o cap da ponte é mais magro e agudo mesmo. Mas é uma característica né!!

      MMI
      Sabia que vc ia corroborar ou me corrigir sobre o Clapton!! hehehe!!
      o/

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Qual tipo de Fender stratocaster escolher?

      306.267 tópicos 7.905.157 posts
      Fórum Cifra Club © 2001-2018 Studio Sol Comunicação Digital