Andrea Spada - Luthier de contrabaixo

    Autor Mensagem
    makumbator
    Veterano
    # jul/14 · Editado por: makumbator


    Recentemente tive um acidente com o contrabaixo acústico aqui em casa. Infelizmente o instrumento caiu e quebrou a voluta (decepou totalmente a peça, separando-a do braço). Vejam nas fotos o estrago:

    http://i61.tinypic.com/2ntzg5f.jpg
    http://i57.tinypic.com/bej3tz.jpg
    http://i60.tinypic.com/nz12e.jpg

    Pois bem, a partir de então comecei a buscar luthiers que pudessem fazer o reparo, que apesar se relativamente comum no contrabaixo, costuma ser trabalhoso, e não é qualquer um que tem a habilidade para tal. O luthier que cuidava dele morreu em 2013 e não há mais ninguém aqui na cidade habituado a esse tipo de reparo em contrabaixo acústico

    Vendo comentários na internet e de amigos músicos cheguei ao nome do Andrea Spada, do Rio de Janeiro, que trabalha quase que exclusivamente com contrabaixo (construindo e consertando).

    Visitei o site dele, entrei em contato, enviei fotos e já me passou ótima impressão pela rapidez das respostas e no conhecimento demonstrado. Levei o instrumento até o atelier após combinar (ele atende no bairro de Santa Teresa). Havia a possibilidade de não ser possível aproveitar a voluta e então seria necessário fazer um novo braço, o que tornaria o conserto muito mais caro.

    Felizmente não foi preciso trocar de braço, e a única marca que se percebe do conserto é uma linha fina na voluta, mas que não compromete a estética, pois só é vista de perto.

    Mantive contato constante e então após algum tempo o instrumento estava pronto. O resultado foi fantástico! Vejam nas fotos a seguir o instrumento após o conserto:

    http://i61.tinypic.com/32ztmo3.jpg
    http://i58.tinypic.com/29bhrnp.jpg
    http://i57.tinypic.com/2lj1752.jpg
    http://i62.tinypic.com/1h9kzl.jpg

    Aproveitei e fiz com ele a troca de cavalete (e reguladores), espigão (por um modelo muito prático do atelier do Paulo Gomes) e quando cheguei em casa troquei o encordoamento, pois o anterior estava muito velho (instalei Pirastro Obligato, que é uma corda híbrida boa para arco e pizzicato).

    Pois bem, posso recomendar o Andrea a todos, pois além de ótimo de serviço, é bastante honesto, solícito e trabalha com um bom prazo (não é daqueles que ficam séculos com o instrumento para arrumar).

    Segue logo abaixo o site do Andrea (Há no site local para contato, e no Facebook o endereço e telefones):

    http://www.andreaspada.com/index.php/br/

    https://pt-br.facebook.com/contrabbassidautore

    Ele tem uma linha de contrabaixo "menores", chamados de contrabassetos, pensados como uma alternativa mais portátil do instrumento, principalmente para quem costuma tocar plugado (e com isso a perda de potência sonora e peso de um instrumento menor pode ser compensada na amplificação)


    Pra comemorar a volta á vida do contrabaixo gravei o baixo da Don't know why (Norah Jones) sobre um playback original de estúdio (sem a pista do baixo):

    https://www.youtube.com/watch?v=YrZb48skGLY


    Aqui a parte de contrabaixo em PDF:
    http://app.box.com/s/1cplroooxv499brssgib

    Esse playback é da Jammit:
    www.jammit.com

    Valeu!

    Slash_1989
    Veterano
    # jul/14
    · votar


    makumbator
    Meu que dor teve ter te dado!!! Ainda bem que ficou ótimo no final!!!

    Alias, bela música essa!

    Alex guitar man
    Veterano
    # jul/14
    · votar


    makumbator

    como é o volume do som desses contra-baixos? Eles acompanham facilmente voz e violão?

    JotaEmidio
    Veterano
    # jul/14
    · votar


    makumbator
    Como foi sua reação ao ver a voluta no chão separada do braço?
    Em relação a cover da Norah Jones... Ficou massa, gosto muito do som dela. Você mandou muito bem.

    makumbator
    Veterano
    # jul/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    Slash_1989
    Meu que dor teve ter te dado!!! Ainda bem que ficou ótimo no final!!!

    Sinistra a queda! O baixo caiu e o impacto foi todo na voluta (ele caiu "com as costas viradas para o chão). Até amassou um pouquinho as tarraxas (mas que incrivelmente só envergaram um pouquinho, o funcionamento delas continuou perfeito). Obviamente que a voluta não resistiu (e até por conta da pressão massiva que as cordas fazem tudo se rompeu).

    O braço não sofreu nada (nem o restante do instrumento). No resto nem parecia que havia caído.

    Alias, bela música essa!

    Essa música é muito gostosinha de tocar!


    Alex guitar man

    Você diz os contrabassetos? Com arco o volume "natural" (não amplificado) é muito bom, com pizz é obviamente menor. Mas é muito mais potente que um baixolão desplugado (para você ter uma base de comparação), e com som muito mais natural (tem som de contrabaixo mesmo, ao contrário dos baixolões, que tem som de contrabaixo elétrico).

    Como a caixa acústica é menor perde um pouco de projeção e peso no grave, mas nada assustador.

    No site do Andrea tem uns vídeos com os contrabassetos.

    JotaEmidio
    Como foi sua reação ao ver a voluta no chão separada do braço?

    Quase chorei... e ia sair para tocar com ele nesse momento (foi preparando para sair que caiu). Tive que pegar um baby bass que tenho aqui de reserva pra usar. Nem pude analisar muito logo que caiu, senão me atrasaria para tocar. Só abri um pouco da capa e vi a merda. Só quando retornei que pude ver o estrago total.

    Foi muito ruim ir tocar e saber que o baixo estava lá "morto" em casa...hashsah!

    Em relação a cover da Norah Jones... Ficou massa, gosto muito do som dela. Você mandou muito bem.

    Essa música é ultra fácil, mas muito boa de tocar e ouvir. Valeu!

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # jul/14
    · votar


    makumbator

    Gostei muito da gravação! O timbre casou perfeitamente na gravação.
    E a escolha da música ainda mostra seu ecleticismo. É consequência do seu trabalho de tocar em casamentos?

    Só uma sugestão: Acho que pra fazer o vídeo da maneira que você fez seria melhor ter colocado o seu vídeo deslocado ou todo pra esquerda ou para a direita e colocando a partitura adaptada para caber no espaço restante, assim daria pra lê-la por inteiro.

    makumbator
    Veterano
    # jul/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    Die Kunst der Fuge

    Gostei muito da gravação! O timbre casou perfeitamente na gravação.

    Valeu! Nem mexi muito em EQ nem nada. É basicamente o som natural do baixo (com corda nova...hehehe) somado a uns emuladores de fita e de console em plugin.

    E a escolha da música ainda mostra seu ecleticismo. É consequência do seu trabalho de tocar em casamentos?

    Acho que esse lance de tocar em casamento realmente ajuda a ouvir de tudo, apesar que nunca fui fechado em nenhum estilo. Aliás o trabalho de fazer arranjo para casamento me obriga não só a ouvir e criar minha parte, como também desenvolver toda a montagem do arranjo para o demais instrumentos (quarteto de cordas com contrabaixo no lugar no cello ou trio de cordas, com dois violinos e contrabaixo).

    Essa semana mesmo estou fazendo coisas totalmente diferentes, como "Mamãe", do Aguinaldo Timóteo, "Let it go" (do desenho Frozen, da Disney) e "Tudo diferente", da Maria Gadú.

    Ouço sem preconceito..hehehe!


    Só uma sugestão: Acho que pra fazer o vídeo da maneira que você fez seria melhor ter colocado o seu vídeo deslocado ou todo pra esquerda ou para a direita e colocando a partitura adaptada para caber no espaço restante, assim daria pra lê-la por inteiro.

    É uma boa mesmo. Eu até tinha pensado em fazer o meu vídeo mais translúcido, de forma a facilitar uma leitura da parte, mas separar também fica até mais fácil.

    MMI
    Veterano
    # jul/14
    · votar


    makumbator

    Esses acidentes deixam a gente abalado... Mas ainda bem que na mão de um cara bom as coisas se resolvem. Legal!

    Que música bacana! Soou bem legal, muito bem para trazer o contrabaixo de volta à ativa. Deu vontade, ficou faltando postar a linha sua sozinha... Valeu!

    Parabéns!

    Luiz_RibeiroSP
    Veterano
    # jul/14
    · votar


    makumbator
    doeu em mim essa porrada mano uheuhe. pior que instrumento tosco não quebra, cata uma tonante e bate no palco,pagando de Guitar Hero, ai veja o palco quebrar.

    Alex guitar man
    Veterano
    # jul/14
    · votar


    makumbator

    Legal a musica, ano procurando muito por um jazzinho com guitarra e vocal feminino, bem lentinho e gostoso de tocar e ouvir, se puder recomendar algo pra mim, pode mandar em recados pra nao disvirtur o topico

    makumbator
    Veterano
    # jul/14
    · votar


    MMI
    Esses acidentes deixam a gente abalado...

    Totalmente! Anos de cuidado ficam em risco por causa de um descuido momentâneo.

    Que música bacana! Soou bem legal, muito bem para trazer o contrabaixo de volta à ativa. Deu vontade, ficou faltando postar a linha sua sozinha... Valeu!

    Parabéns!


    Obrigado!


    Luiz_RibeiroSP
    pior que instrumento tosco não quebra, cata uma tonante e bate no palco,pagando de Guitar Hero, ai veja o palco quebrar.

    Hhsahsahas!

    Alex guitar man

    Nesse estilo procure por jazz mais pop, como a Própria Norah Jones, Diana Krall, entre outras. Até umas bossas ficam legais com guitarra jazzística e voz feminina.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Andrea Spada - Luthier de contrabaixo