Gravação analógica. Ainda se faz isso?

    Autor Mensagem
    Música de Preto
    Veterano
    # mai/07 · Editado por: Música de Preto


    Estou com uma idéia meio absurda para gravação analógica que depois eu posto aqui. Estava pensando também na eterna lenda de que o som analógico é melhor que o digital. De qualquer forma terá que ser digital no final. Mas o que vocês me dizem? Analógico nunca mais ou ainda há espaço para uma gravação desse tipo?

    tomatinho
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    depende de como vc vai gravar em analogico
    no caso ainda tem algumas poucas bandas que devem gravar em fita

    mais hj em dia os caras gravam tudo em digital, e creio que nao existe mais essa de analogico eh melhor que digital, só a lenda

    até pq a gravação de um pro tools 192 eh uma coisa abusrda de boa

    falo!!

    sarpa
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    Música de Preto, existe sim! E como existe!!!
    É nas gravações analógicas que estão a 'quentura' do som. Felizmente eu já tive a oportunidade de trabalhar algumas vezes em gravações analógicas.

    É claro que o meio digital veio para nos facilitar a vida, e com 99,9% de qualidade, sem dúvida .. mas o lance de gravar em fita ainda é outro mundo. Envolve toda aquela 'mítica' que existe num estúdio, como diria o Ed Motta.
    Certamente, com o passar do tempo as gravações em rolo foram perdendo espaço, mas ainda há estúdios de médios e grande portes que trabalham com esse método, ou ainda, 'híbridos' fazendo parte em analógico e parte em digital.

    Tenho um amigo que possui uma banda de detath metal (não é nem perto da minha praia de som, mas serve como exemplo), o disco deles (gravados a menos de um ano) foi feito INTEIRO, desde a captação até a mixagem em processo analógico, em fitas. A única coisa digital foi a masterização. Tudo feito em SP-capital.

    Tenho uns outros amigos de uma banda de reggae, chamada "Nação Nesta", onde o atual disco deles também foi todo gravado, mixado e masterizado via processo analógico, em fitas. O som ficou excelente!

    Como eu disso, o sistema digital veio para nos facilitar a vida ... tomando como exemplo a banda de reggae "Nação Nesta", creio que o disco deles gravado totamente digital poderia ter um resultado até mesmo melhor que o analógico. Porém não teria a mesma 'coloração' da fita, não teria o som igual ... talvez melhor, mas nunca igual. E as vezes, é essa 'coloração' que procuramos para o trabalho em questão (isso esquecendo o lado 'pop' da música, esquecendo a 'compressão', volume exagerado e ondas achatadas).

    Essa é minha humilde opinião.

    Abraços,
    Juninho Sarpa.
    Blog - "Áudio, Música e afins..." Visite!!

    ataqueperiferico
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    sarpa
    Tenho um amigo que possui uma banda de detath metal (não é nem perto da minha praia de som, mas serve como exemplo), o disco deles (gravados a menos de um ano) foi feito INTEIRO, desde a captação até a mixagem em processo analógico, em fitas. A única coisa digital foi a masterização. Tudo feito em SP-capital.

    mas masterizar em digital não comprometeria a captação analógica?

    ataqueperiferico
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    sarpa
    Tenho um amigo que possui uma banda de detath metal (não é nem perto da minha praia de som, mas serve como exemplo), o disco deles (gravados a menos de um ano) foi feito INTEIRO, desde a captação até a mixagem em processo analógico, em fitas. A única coisa digital foi a masterização. Tudo feito em SP-capital.

    mas masterizar em digital não comprometeria a captação analógica?
    esse estudio q vc citou seria o DA TRIBO?

    Música de Preto
    Veterano
    # mai/07
    · votar


    Gravar em analógico e mixr em digital quer dizer transcrever pista a pista da fita para o meio digital - o PC? Dessa forma não seria vão gravar em analógico? Eu não perderia todo o colorido que quis preservar quando grvei na fita? De qualquer forma eu acho muito interessante aquela leve saturação que se pode ouvir em alguns discos de vinil antigos. Coisa que nem pensar em fazer digitalmente. Receio também que aquele leve chiado seja inaceitável hoje em dia... O que vocês me dizem?

    djangomaloka
    Membro Novato
    # mar/15
    · votar


    Para mixagem e masterização analógica, quais os equipamentos realmente nesessários?
    Compressor, Equalizador, Limiter e Gravador de rolo daria para um trabalho perfeito?

    Tenho um estúdio e pretendo investi nisso!!

    Ismah
    Veterano
    # mar/15
    · votar


    djangomaloka

    Na real, tudo que vc puder ter será bem vindo... N efeitos são usados...

    O reverb dá pra fazer no esquema de reproduzir o sinal numa sala. Fora isso, só com circuitos...

    Mas basicamente é isso que falou. Acrescento só um gate.

    MMI
    Veterano
    # mar/15
    · votar


    djangomaloka

    Para mixagem e masterização analógica, quais os equipamentos realmente nesessários?
    Compressor, Equalizador, Limiter e Gravador de rolo daria para um trabalho perfeito?


    Primeiro você precisa definir quantos canais precisa. Para um estúdio, no mínimo uns 24 canais... vamos pensar para um projeto modesto de 24 canais. Primeiro você vai precisar de gravadores, dependendo do modelo chegam até a 8 canais, então você vai precisar de 3 para começar. Cada rolo de fita, que dá para 1 ou 2 músicas no máximo, se você buscar nos EUA e trouxer sem impostos, vai ficar entre 150 e 200 dólares (trazendo legalmente ou comprando aqui isso chega a 1.000 reais cada, fácil). Então você precisa de um mixer analógico de pelo menos 24 canais.

    Com plugins, você tem facilmente equipos como compressores, equalizadores e efeitos de marcas famosas como Neve, Teletronix, Empirical labs etc. Não tem sentido em fazer mix/master em analógico se não puder pelo menos igualar o que teria em digital, então será necessário pelo menos uns 3 compressores, equalizadores e efeitos, todos das melhores marcas. Se for oferecer analógico para perder muita qualidade, melhor ficar no digital.

    A questão é que no digital não perde para o analógico. Mesmo como estratégia de marketing, é um tiro no pé. Você vai ter que gastar o preço de um imóvel para equipar e cobrar do seu cliente pelo menos 3.000 reais por música a mais de custo de fitas, isso fora que vai dobrar o número de horas para cada trabalho, já que o tempo para rebobinar, sincronizar e acertar tudo é no mínimo o dobro do digital, que é só apertar um botão do mouse. Tudo isso para um resultado que não é melhor, definitivamente. Por isso os estúdios que eu vejo com esse equipamento não usam mais...

    Lelo Mig
    Membro
    # mar/15
    · votar


    djangomaloka

    Cara, além do que o MMI descreveu é preciso fazer um exercício de lógica, com algumas considerações:

    - Vamos supor, hipoteticamente, que uma boa gravação analógica seria melhor que uma digital, ok?

    - E vamos supor, que por uma questão "romântica" aliada a suposta qualidade alguém estivesse disposto a investir nisso.

    > Se for hobbie, um sonho pessoal... é até compreensível, ainda que não recomendado.
    > Se tem intenção de estudio profissional... esquece! Para você ter um equipamento analógico de boa qualidade você irá gastar uma fortuna.

    a) Os equipamentos de qualidade são caríssimos, difíceis de conseguir, complicados de importar.

    b) Dão manutenção, a mão de obra para mantê-los é cada dia menor, mais cara e mais difícil.

    c) No digital você fuça, erra, aprende, deu merda apaga. O espaço virtual é "grátis". O analógico não permite fuçadores, tem que saber o que se esta fazendo, não pode ficar regravando fitas "ad eternum" e "comparando" mixagens diferentes.

    d) Profissionais para lidar com analógicos são os mais experientes, cada dia mais raros no mercado e mais caros.

    e) Se um estúdio digital exige o melhor de tratamento acústico que possa ter, num analógico é ainda mais critico. Isso porque o virtual permite alguns consertos "pós gravação", que o analógico não tolera.


    Não vou entrar no conceito "melhor vs pior".........mas o que posso afirmar é que um analógico "meia boca", não é barato, e é muito pior que um digital de baixo custo.

    Se estiver disposto a gastar uma pequena fortuna e uma década de aprendizado... vá em frente. O difícil vai ser achar artistas para pagarem pelo custo de uma gravação destas.

    Slash_1989
    Veterano
    # mar/15
    · votar


    Slate VCC = novo analógico

    djangomaloka
    Membro Novato
    # mar/15
    · votar


    Obrigado Lelo Mig,MMI e Ismah,

    A parte de custo eu sei que é muito elevado pra qualidade boa de mixagem, por é necessário investimento e experiência mas a visão comercia infelizmente é um obstáculo enorme pra quem quer ser um bom produtor!!

    Eu faço pelo hobby mesmo e sempre quis saber como fazer a mix analógicamente!!

    papillon
    Veterano
    # mar/15 · Editado por: papillon
    · votar


    Galera, uma coisa que tenho feito eh mixar inbox (dentro da propria D.A.W com plug-ins) dps de mixar exporto em LR e ai faço uma master passando pelo racks
    EQ > Compressor > pré valvulado > retorna pro pc.

    isso já da uma colorida massa no som na minha opinião, e vc não precisa gastar milhares de reais, apenas uma unidade stereo para passar o L e o R.

    o ideal era ainda ter um gravador de rolo, de 2 canais apenas bastava, mas ainda não tenho mas pretendo assim que puder....

    Slash_1989
    Veterano
    # mar/15
    · votar


    papillon
    isso já da uma colorida massa no som na minha opinião, e vc não precisa gastar milhares de reais, apenas uma unidade stereo para passar o L e o R.

    Qualquer plugin com modelagem analógica faz isso aí. Principalmente os da Slate Digital. Besteira você tirar o áudio da DAW pra passar por uma mesa behringer e achar que isso é melhor que qualquer emulação digital.

    Hoje em dia gravar em analógico é por hobby, prazer, esporte... Tipo jogar golfe. Não cola mais a desculpa da qualidade. Essa "qualidade" pode ser recriada dentro do computador com muita fidelidade.

    Adler3x3
    Veterano
    # mar/15
    · votar


    É polêmico, mas no final tudo acaba sendo digital.
    E assim não é analógico.
    Podem chamar de modelagem analógica, mas no fundo é digital mesmo, é eletrônico.
    Este processo mascara o som e resolveram chamar isto de analógico, pois no meio do procedimento se usa algum equipamento analógico.
    Mas de um jeito ou de outro vai no processo se transformar em dígitos.

    papillon
    Veterano
    # mar/15
    · votar


    Slash_1989

    Ah cara, não concordo na moral =S
    eu tenho o slate digital eh fodão, o magma efx tbm da nomad factore, o izotope 6, bias positive grid...
    prefiro passar pelo analogico...

    a questão de ser convertido pro digital fatalmente vai ocorrer em quase todos os casos, qm eh q hoje em dia ecuta vinil ou rolo de fita??

    o pior eh que no fim de tudo acaba sendo convertido pra mp3 ai pronto fode tude rsrsrs

    mas eh bem essa parada do fetiche mesmo... ou não...

    abraço

    djangomaloka
    Membro Novato
    # mar/15
    · votar


    Parece uma boa aposta papillon!!! :D

    MMI
    Veterano
    # mar/15
    · votar


    Slash_1989

    Qualquer plugin com modelagem analógica faz isso aí

    Não acho que é qualquer não, mas tem os que fazem.

    Besteira você tirar o áudio da DAW pra passar por uma mesa behringer e achar que isso é melhor que qualquer emulação digital.

    Absolutamente certo! Vou mais longe, é difícil bater quando se usa bem os bons emuladores. Não é um gravador de rolo qualquer que faz isso... Está cheio de neguinho com fetiche de gravador de rolo, mas na verdade não é essas coisas não...

    Hoje em dia gravar em analógico é por hobby, prazer, esporte... Tipo jogar golfe. Não cola mais a desculpa da qualidade. Essa "qualidade" pode ser recriada dentro do computador com muita fidelidade.

    Não penso bem assim.

    Há uns 30 anos, na era do analógico, um estúdio era muito caro, gravar era caríssimo, quem gravava geralmente tinha qualidade e era meio caminho para uma gravadora distribuir. Quem trabalhava nesses poucos estúdios era bastante selecionado, caras realmente muito bons via de regra.

    Veio o digital, qualquer biboca com um computador virou estúdio, um monte de mané virou engenheiro de áudio, produtor, especialista em áudio. Gravar não é problema mais, todo mundo pode gravar seu CD sem ter qualidade, sem recursos, no improviso.

    Virou uma salada hoje. Restaram alguns poucos estúdios com equipamento analógico, apesar que a maioria abandonou os gravadores de fita. Ainda assim, tem estúdios desses que são tocados por uns manés, não é porque é um super estúdio com equipamento analógico que os caras sabem tirar som daquilo. Mas ainda tem raros caras que sabem fazer a diferença e explorar esse equipamento.

    Mas tá bom, em boa parte dos casos, a "qualidade" pode ser recriada no computador sim.

    Ismah
    Veterano
    # mar/15
    · votar


    papillon
    qm eh q hoje em dia ecuta vinil ou rolo de fita??

    Que fique claro, rolo de fita não é analógico.

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Gravação analógica. Ainda se faz isso?