Michael Machado - Corisco

    Autor Mensagem
    Jabijirous
    Veterano
    # jan/16


    Depois de ter feito Lampião em 2009, hoje eu apresento o Corisco, seu comparsa.

    https://soundcloud.com/michaelmachado/michael-machado-corisco

    Adler3x3
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Gostei.
    A percussão ficou bem legal.
    E as cordas também, uma boa peça no estilo épico.

    Jabijirous
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Adler3x3

    Peguei o ritmo que a galera de hollywood faz e sempre disse que cairia bem um maracatu e aí saiu isso hehehehe

    De Ros
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Sensacional!!!! Tem o link da Lampião aí? Eu não me lembro se ouvi!

    Jabijirous
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    De Ros

    Olha aí

    https://soundcloud.com/michaelmachado/michael-machado-lampiao

    De Ros
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Jabijirous

    Velho, eu compro o teu CD na hora. Adorei!!!!!

    Jabijirous
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    De Ros

    kkkkkkk

    Brigado, quem sabe um dia eu tenha um cd. Vai saber hehehehehe

    De Ros
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Se tivesse como baixar esses sons, já estaria no meu mp3 (y)

    Eu tenho uma pasta de música épica, estilo Two Steps From Hell e E.S. Posthumus que escuto o tempo todo!!!

    Jabijirous
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    De Ros

    Two steps from hell é o bicho! Thomas é sinistro.

    Minha ideia é parecida com a dele, pegar elementos folclóricos e colocar na linguagem épica.

    Maracatu sempre cai bem, é épico por natureza.

    Jube
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Jabijirous
    Ficou muito bom cara, muito bom mesmo. Até me deu um animo a voltar com composições épicas.

    alem de twp steps, gosto muito de immediate music, ivan torrent, john dreamer, chris evans, sean beeson e vou longe listando.

    suas strings ficaram sensacionais, me contaria os detalhes para atingir essa sonoridade?

    Jabijirous
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Jube

    As cordas são do Vienna Dimension Strings! São do cacete, mas o som é magro para esse tipo de música. Para dar uma preenchida eu usei um pad de strings somente nos sons curtos (staccato).

    Trompa e trombone também são do Vienna. É o Dimension Brass. A ideia de ir montando seu naipe é do cacete, por isso escolhe a série Dimension do Vienna.
    Meu próximo passo é comprar as madeiras, aí fica "completa" a orquestra vienna kkkk

    makumbator
    Veterano
    # jan/16 · Editado por: makumbator
    · votar


    Jabijirous

    Muito show a música! Gostei principalmente do trecho em que a percussão retorna a figuração parecida com o início e entram as trompas com uma melodia épica.

    Fiquei curioso em escutar a do Lampião (não lembro se escutei). Você tem ela online? Planeja fazer mais músicas para outros cangaceiros do bando?

    série Dimension do Vienna

    Com essa alta do dólar pausei todos os meus planos nessa área. Tenho apenas os special edition da Vienna (e alguns instrumentos isolados, como a bateria de jazz, sopranos e cravo). Mas ao menos tenho todos os naipes do special edition com todas as articulações extras. Com o Vienna Mir Pro 24 já soa bastante bom.

    Planejava comprar o piano top deles (que é o mais caro entre todos os pianos em software) e começar a pegar naipes Dimension. Nem rola mais...

    Jabijirous
    Veterano
    # jan/16 · Editado por: Jabijirous
    · votar


    makumbator

    Pois é. As cordas eu peguei com o dólar a 2 e pouco, o brass com 3 e pouco...
    A minha sorte é que as madeiras vendem separadas, aí facilita! Tava pensando em pegar o MIRx, parece ser bom.

    O piano deles é fenomenal, assim como preço!

    Olha aí
    https://soundcloud.com/michaelmachado/michael-machado-lampiao

    makumbator
    Veterano
    # jan/16 · Editado por: makumbator
    · votar


    Jabijirous
    Tava pensando em pegar o MIRx

    É bem legal. Tenho o do Konzerthaus Grosser Saal. Mas o bom mesmo é o Vienna Mir Pro (infelizmente tenho apenas o primeiro pacote pra ele, com os teatros e salas, que uso no Mir Pro 24). Já rodei a demo do pacote de estúdios (e compraria se não estivesse tão caro na conversão).

    Pra você seria uma boa o Mir Pro 24 (que permite até 24 instrumentos no palco virtual, mas fora isso é idêntico à versão completa). A diferença entre um reverb comum é bem perceptível, e funcionam perfeitamente com qualquer instrumento da Vienna (que são por natureza bem secos, facilitando a integração com o reverb). Acho fantástico (e ainda vem com uns plugins de reverb mais simples que podem ser usados em combinação com o Mir ou sozinhos).

    O bom do Vienna Mir é que apesar de aparentemente complexo, o uso é muito simples e intuitivo (no fundo basta colocar o instrumento no palco virtual e posicionar de acordo com a preferência). Claro que tem muitas opções pra refinar, mas dá pra usar só fazendo esse básico. É bem diferente de reverbs ultra complexos com um monte de parâmetros.

    Olha aí
    https://soundcloud.com/michaelmachado/michael-machado-lampiao


    Legal! Vou ouvir e comento aqui depois!

    EDIT:

    Muito boa a peça! Ela realmente tem até uma conexão de clima com a do Corisco (o que é ótimo, é claro). A parte pesada ficou excelente (que se inicia com aquele tema "maldoso" nos metais). Show de bola!

    Adler3x3
    Veterano
    # jan/16 · Editado por: Adler3x3
    · votar


    Aproveitando o mesmo tópico já que estamos falando de reverb e considerando a crise econômica, as vezes conforme o caso estou fazendo a seguinte engembração:

    01- Uso o VirtualSoundStage2 Demo
    Que apresenta vários palcos diferentes para você aplicar o reberb.
    O programa em si não contém o reverb mas ajuda a distribuir os instrumentos facilmente no palco.
    02- Em cada track coloco uma instância do programa, que funciona assim, colocando em cada instrumento individualmente, mas o programa tem um controle que dá para editar numa só janela, isto é numa só track você pode mudar as outras tracks.
    Mas tem que adicionar o plugin track por track, mas a edição pode ser feita numa única track, pois aparece na janela todas as tracks.
    E é bem leve, não deixa pesado.
    Não se coloca o programa na master geral.
    03- Como já disse o programa na verdade não contém reverb, mas trabalha como reverb que você usar (qualquer um), e coloca uma certa coloração e faz bem a distribuição do pan e da profundidade.
    Assim cada track deixo sempre centrado.
    E uso os presets e faço mudanças manualmente simplesmente arrastando com o mouse no palco, e ajusto o x e y também manualmente para adaptar ao que quero.
    04- Como o programa é Demo, mas plenamente funcional, só que não salva as configurações, na tela principal do programa, depois de ter colocado todos os instrumentos no seu espaço e dou um printscreen, e salvo a tela na pasta do projeto.
    Depois quando eu volto a abrir a DAW, o progama esta la em cada track, e aí com base no que salvei no printscreen, rapidamente consigo voltar as configurações, pois o programa é bem intuitivo e fácil de usar, é só necessito abrir uma uníca janela de um track e editar todas as tracks.
    Perco poucos minutos para fazer esta operação, e o que não dá para anotar no printscreem , imprimo e anoto com lapiseira.
    Muito embora seja intuitivo e fácil de usar é bem complexo, tem muitas variações de microfones e muitas recursos que ainda tenho que aprender a usar.
    05- E aí quando fica bom, tudo testado track por track faço a master e exporto para o arquivo de áudio.
    O programa é mais indicado para a música clássica em geral, mas dá para ser criativo e usar na música pop, basta ter um pouco de imaginação.
    E o resultado muitas vezes é surpreendente, na maioria das vezes fica bom, as vezes nem tanto, e as vezes fica ruim depende do arranjo e dos instrumentos.
    Mas tem muitos projetos em que o som fica sensacional, com um equilíbrio muito bom entre os instrumentos, com aquela profundidade que tanto almejamos quando usamos reverb.
    E tem presets para várias bibliotecas de instrumentos de orquestra, inclusive para o Viena.
    Tenho o Viena que vem no Kontakt completo, e tenho muitas bibliotecas do Kontakt, e assim uso os presets do Viena, mas dá para experimentar com outros presets de bibliotecas diferentes, principalmente no caso de percussão, e o som fica bem legal.
    E na música ambiente também e até em rock.

    Futuramente quero comprar este software Virtualsoundstage2, mas enquanto isto não acontece vou continuar fazendo assim.
    Muitos elogiam o programa, outros nem tanto e criticam a certa coloração que adiciona, mas no geral a crítica é boa. (mas esta certa coloração, acredito que dá para mudar).
    Tem vezes que esta certa coloração deixa o seu áudio muito bom, você sente a melhoria de imediato, mas as vezes não.
    Claro não faço tudo exatamente assim, mas é mais uma boa ferramenta, as vezes nem uso, mas as vezes uso para certas partes, quando exporto e importo o áudio, quando fazemos e construímos um loop, que depois vai ser usado em outro projeto.

    Casper
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Caro Jabijirous:

    Bela peça, parabéns!
    Lampião também ficou excelente.

    Adler3x3
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    Também gostei do Lampeão.

    Você pode criar mais músicas sobre o cangaço , não que tenha que ser tudo no mesmo estilo.
    O estilo mais épico seria mais indicado para os momentos de tensão, e outras músicas podem ser melhor exploradas e no final pode sair um álbum bom.
    Pode ter músicas com temas mais regionais e até instrumentos modernos, mas tendo sempre alguma coisa de orquestra no fundo.

    Jabijirous
    Veterano
    # jan/16
    · votar


    makumbator

    Pra você seria uma boa o Mir Pro 24 (que permite até 24 instrumentos no palco virtual, mas fora isso é idêntico à versão completa). A diferença entre um reverb comum é bem perceptível, e funcionam perfeitamente com qualquer instrumento da Vienna (que são por natureza bem secos, facilitando a integração com o reverb). Acho fantástico (e ainda vem com uns plugins de reverb mais simples que podem ser usados em combinação com o Mir ou sozinhos).


    Eu cheguei a usar o período de demonstração, meu pc não aguentou. Muito pesado.

    Eu estou usando o mesmo plug in que o Adler3x3, o VSS na versão demo. Até pq eu só mixo depois que tudo estiver programado. E uso tb sem sala, apenas a posição do microfone, até pq o REVelation do cubase é MUITO bom.


    Adler3x3
    Você pode criar mais músicas sobre o cangaço , não que tenha que ser tudo no mesmo estilo.
    O estilo mais épico seria mais indicado para os momentos de tensão, e outras músicas podem ser melhor exploradas e no final pode sair um álbum bom.
    Pode ter músicas com temas mais regionais e até instrumentos modernos, mas tendo sempre alguma coisa de orquestra no fundo.


    Falta tempo pra desenvolver mais e aprofundar melhor. Sem falar que não é fácil programar um melodia cheia de síncopas e acentuações como a nossa.

    Nessas horas que a gente quer ganhar na loteria pra ter todo o tempo e dinheiro do mundo pra fazer o que a gente quiser kkkkkkkkkkkkk

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Michael Machado - Corisco