Contemporary Modal solos: Lídio, Hexafônico e Lócrio(contrabaixo e piano)

    Autor Mensagem
    makumbator
    Veterano
    # fev/14 · Editado por: Moderador


    Gravei mais três pequenas peças para contrabaixo e piano, da coleção de 12 solos modais de Milton Weinstein(compositor e arranjador antigo de Hollywood, morto em 2002). São miniaturas para contrabaixo acústico (com arco) e piano. Já havia gravado as 3 primeiras delas há algum tempo, e publicado aqui mesmo no FCC

    Escrevi e editei o piano no Sibelius 7, e utilizei para o playback o VSTi Alicia's keys, da Native Instruments.

    Aqui a quarta peça da coleção, o solo modal Lídio, nesse caso o sol lídio:
    http://www.youtube.com/watch?v=_p75y99dGcU



    apenas o áudio da peça anterior:
    http://app.box.com/s/pehpzj0ufkapmxs95tvv


    Aqui a quinta peça, o solo modal Hexafônico (ou Hexatônico), nesse caso o fá hexafônico:
    http://www.youtube.com/watch?v=NPTYLCW-c1s



    apenas o áudio da peça anterior:
    http://app.box.com/s/mpmstd8qdv6mnif93vkn


    E por fim a sexta música, o solo modal Lócrio nesse caso o si lócrio:
    http://www.youtube.com/watch?v=M_VOHyxI7JE


    apenas o áudio da peça anterior:
    http://app.box.com/s/vdonzm0p62aqsb2vuk0r


    Logo abaixo disponibilizo os links do material de estudo das peças:

    Piano Lídio:
    http://app.box.com/s/mm1dqpgdzi785nlbika2

    Piano e metrônomo Lídio:
    http://app.box.com/s/2vsz913qdfr8o5lopfaa

    Parte de contrabaixo Lídio:
    http://app.box.com/s/l0m9u2n11e3hzcj3i0uf

    Piano Hexafônico:
    http://app.box.com/s/qc2jg2hepxlk01wxlfiq

    Piano e metrônomo Hexafônico:
    http://app.box.com/s/bipn84d3dxdzbu3ctv2x

    Parte de contrabaixo Hexafônico:
    http://app.box.com/s/wh78yryfokmf3cqyziml

    Piano Lócrino:
    http://app.box.com/s/br3j0p716432br108cjf

    Piano e metrônomo Lócrino:
    http://app.box.com/s/lr5i0i97yuec7i6j8a1r

    Parte contrabaixo Lócrino:
    http://app.box.com/s/4hmycvey7zkyztjf003s

    Partitura e partes da coleção completa à venda:
    http://www.sheetmusicplus.com/title/Contemporary-Modal-Solos/19293202


    Para quem tiver curiosidade, aqui os links das peças anteriores:

    http://forum.cifraclub.com.br/forum/13/292630/
    http://forum.cifraclub.com.br/forum/13/251186/

    TG Aoshi
    Veterano
    # fev/14 · Editado por: TG Aoshi
    · votar


    Muito bom (como sempre)! =]

    Não conhecia nem as peças, nem o Milton Weinstein. Gostei da V e acho que a VI meio que tem a minha cara, huashuahsua! =p

    Vou escutar as anteriores mais tarde! (Aliás, teve umas performances suas que eu escutei, mas acabei esquecendo de comentar, a exemplo da "Pavane pour une infante défunte")

    Lelo Mig
    Membro
    # fev/14
    · votar


    Marcando prá ouvir depois..........

    Jabijirous
    Veterano
    # fev/14
    · votar


    Não conhecia essas músicas, muito bonitas!

    Gostei do timbre do baixo, muito bem gravado!

    Parabéns doutor!!

    makumbator
    Veterano
    # fev/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    TG Aoshi

    Obrigado!

    Não conhecia nem as peças, nem o Milton Weinstein.

    É, ele era um tanto obscuro. Até onde sei ele exercia mais a função de arranjador em Hollywood do que compositor, além de integrar equipes de trilhas sonoras ( e com isso acabava aparecendo menos do que o compositor principal).

    As peças foram feitas em resposta à campanha do eminente baixista da Filarmônica de Nova Iroque (aonde era chefe de naipe), professor da Julliard e editor Frederick Zimmerman (morto em 1967). Ele instigou vários compositores a escreverem novas peças para contrabaixo (e direcionadas a vários níveis, de ultra iniciantes a super avançados). Essa coleção (finalizada em 1971, foi dedicada à ele).

    Gostei da V e acho que a VI meio que tem a minha cara, huashuahsua! =p

    A quinta é a que mais gosto em toda a coleção (só faltam gravar 2, vou publicando aos poucos), é ao mesmo tempo melódica, estranha e misteriosa.

    Vou escutar as anteriores mais tarde! (Aliás, teve umas performances suas que eu escutei, mas acabei esquecendo de comentar, a exemplo da "Pavane pour une infante défunte")

    Beleza!


    Lelo Mig

    Opa! Fico aguardando!

    Jabijirous

    Essas peças além de soarem muito bem ainda são muito legais de se tocar.

    Gostei do timbre do baixo, muito bem gravado!

    Parabéns doutor!!


    Valeu!!!

    JotaEmidio
    Veterano
    # fev/14
    · votar


    makumbator

    Gostei das peças. E você mandou bem como sempre, bela execução!

    Die Kunst der Fuge
    Veterano
    # fev/14
    · votar


    makumbator

    Muito bom, makumbator! Gostei bastante das interpretações e das gravações. A peça que mais gostei foi a Hexafônica. Tanto o clima dessa quanto o fato de ser um contrabaixo solando me lembraram alguns momentos da Cracow Klezmer Band, que gosto muito.

    O único porém é que eu preferiria ver um vídeo de você tocando, como nas anteriores, do que as partituras.

    Parabéns e abraço!

    makumbator
    Veterano
    # fev/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    JotaEmidio

    Muito obrigado!

    Die Kunst der Fuge

    Valeu amigo!

    A peça que mais gostei foi a Hexafônica. Tanto o clima dessa quanto o fato de ser um contrabaixo solando me lembraram alguns momentos da Cracow Klezmer Band, que gosto muito.

    Ela é estranha e bonita ao mesmo tempo. É minha preferida das 12 peças da coleção (apesar que pentatônica, que já gravei mas ainda não lancei também é muito expressiva).

    O único porém é que eu preferiria ver um vídeo de você tocando, como nas anteriores, do que as partituras.


    É, eu também preferia ter o vídeo completo comigo tocando, mas como resolvi gravar todas as peças da coleção em pouco tempo (só falta uma), fiquei com preguiça de registrar e editar o vídeo comigo aparecendo...hashashsa!

    Mas em compensação, no Outono Portenho e na Milonga del Angel, do Piazzolla eu vou aparecer.

    Adler3x3
    Veterano
    # fev/14 · Editado por: Adler3x3
    · votar


    Gostei de todas.
    Muito bem feitos os vídeos das partituras.
    O que mais importa aqui é a didática.
    É muito prazeroso escutar a música vendo a partitura.
    Neste caso do contrabaixo tocado de verdade.
    Uma coisa é ver isto com instrumentos virtuais outra coisa é com instrumentos reais.
    Muito gostoso ouvir sincronizado com a partitura, uma das melhores formas de escutar música, o cérebro trabalha melhor assim, ligando o visual com o som, unindo estes dois importantes sentidos.
    Para você que toca melhor ainda pois adiciona mais um sentido o tato, ao tocar o instrumento.
    E se tocar num ambiente cheiroso e com um ingrediente salutar na boca, fica completo.
    Um bom gosto e aromas pode adicionar muito mais expressividade e sentimentos a execução musical.
    É melhor do que jogar xadrez e outros jogos para manter o cérebro em treinamento, e evitar doenças futuras como perda de memória e outras, que vão chegando com a idade.

    Por isto que quando usamos uma DAW e Editores de Partitura, percebemos a música por dentro.
    Tanto a DAW com o Editor fazem bem a saúde.

    Usar os sentidos de forma sincronizada faz um bem, experimente adicionar o olfato e o paladar, escolhendo elementos (cheiros e sabores de qualidade, nada muito forte ou radical) que combinem com a ambiência da música.
    Talvez isto explique em parte porque muitos músicos também fumam enquanto tocam, pois o tabaco de qualidade adiciona sabor e cheiro, muito embora os ambientes de música pop/rock sejam muito carregados e nocivos.

    Civilizações que tem uma escrita complicada cheia de símbolos faz com que a inteligência se desenvolva mais.
    Isto é comprovado cientificamente.
    E usando todos os sentidos ao mesmo tempo melhor ainda.
    Por isto que é importante todo músico , não importa o estilo aprender a ler partituras, e pelo menos deixar dois sentidos ligados.
    É muito raro constatar um maestro idoso com problemas de raciocínio mental, a maioria quando sai desta vida para a outra esta de bem com o seu cérebro.
    Até hoje não vi um maestro caduco.
    Já o mesmo não acontece com outros músicos que só se contentam em executar.
    E o sexo bem feito é importante, pois todos os sentidos ficam aguçados, e adicionando amor então melhor ainda.
    O mesmo para a música sempre adicionar amor.
    Nos dias de hoje vemos muitos guitarristas e outros instrumentistas virtuosos, que tocam bem, mas sem sentimento.
    E fica difícil escutar uma música completa destes músicos.
    Esquecem dos outros sentidos, principalmente dos sentidos do interior da mente, o amor e outras virtudes.
    Tem que ir além dos sentidos físicos.

    Voltando as músicas, o piano no caso é virtual esta com um timbre bom, e por ser um VST muito bom, o piano acabou por ficar com mais presença que o baixo.
    Bem todo o trabalho esta muito bom.
    Individualmente os dois instrumentos estão soando bem, mas o piano , muito embora de boa qualidade não esta totalmente integrado (na sonoridade) com o contrabaixo, sei lá o reverb, , a ambiência , o eq,
    É bem difícil adequar um instrumento real com um virtual.
    A execução do instrumento real o contrabaixo esta muito boa.
    No mundo virtual quando temos uma música com um instrumento, bem dizer na mixagem basta ajustar poucos parâmetros com volume reverb e outros.
    O problema começa quando inserimos um segundo instrumento e na sequência outros.
    E os samplers dos Vsts muitas vezes são gravados em outros ambientes, e a mixagem fica muito difícil e complexa.
    E fica quase impossível humanizar, pois os sentidos no seu real sentido não podem ser reproduzidos virtualmente, e quando podem é uma tarefa que exige muito trabalho.

    Mas todo o trabalho esta acima da média.
    Mais uma grande colaboração para a comunidade musical com o material de apoio, as faixas separadas, o que demonstra muita dedicação e esmero.
    Um trabalho bem feito.
    Estou compondo umas "Reflexões Noturnas" e quero fazer uma peça para o contrabaixo.
    O Contrabaixo, o Violoncelo e o Cravo são os meus instrumentos favoritos.
    E adoro órgão de Igreja, mas este no mundo virtual é um dos mais difíceis de humanizar e obter uma boa gravação, tenho órgãos virtuais (várias opções) muito bons, mas até agora não consegui um resultado bom.
    Desculpem pelo longo post, mas é que quando escuto músicas agradáveis vem a inspiração para escrever mais.
    E neste sentido! os sentidos tem uma importância, e as partituras com áudio neste tópico muito nos ajudam a manter a nossa saúde física e mental.

    Lelo Mig
    Membro
    # fev/14
    · votar


    makumbator

    Marquei para ouvir depois e voltei......

    Como já era de esperar, de sua parte, trabalho de qualidade. Execução, capricho, dedicação e acima de tudo bom gosto.

    Pois é, eu costumo achar que conheço, razoavelmente bem, música e compositores diversos, mas confesso, que nunca tinha ouvido falar em Milton Weinstein.

    Gostei das peças... vou ouvir mais vezes e procurar algumas referências, não consegui "rotular" direito, ora achava moderno, ora meio barroco...hehehe. Quando isso acontece é bem prazeroso.

    Parabéns pelo trabalho, pela execução e, também, por apresentar algo "novo", pelo menos prá mim.

    makumbator
    Veterano
    # fev/14 · Editado por: makumbator
    · votar


    Adler3x3
    Gostei de todas.
    Muito bem feitos os vídeos das partituras.


    Opa! Fico feliz que você tenha gostado!

    O que mais importa aqui é a didática.
    É muito prazeroso escutar a música vendo a partitura.


    É, eu também gosto disso!

    Individualmente os dois instrumentos estão soando bem, mas o piano , muito embora de boa qualidade não esta totalmente integrado (na sonoridade) com o contrabaixo, sei lá o reverb, , a ambiência , o eq,
    É bem difícil adequar um instrumento real com um virtual.


    Pois é, isso é aquele velho problema que a gente volta e meia discute aqui, sobre como fazer VSTi soar o mais real possível e principalmente como fazer com que eles "colem" nos instrumentos reais (principalmente quando eles não estão só no fundinho, escondidos na mix, e sim bem à frente).

    E fica quase impossível humanizar, pois os sentidos no seu real sentido não podem ser reproduzidos virtualmente, e quando podem é uma tarefa que exige muito trabalho.


    Nesse ponto eu tenho tentado muitas coisas, mas são todas muito trabalhosas (como você bem sabe). No Outono Portenho que já gravei (mas ainda não lancei) emprego um pouco de uma certa "anti-quantização" em determinados pontos, e fiz uso moderado de um plugin midi do Cubase para gerar micro variações (controladas) de afinação no bandoneon (e nele uso a afinação hermode, que dá um caráter mais real).

    Nos próximos meses vou comprar mais um mini controlador da Steinterg só para me permitir editar o andamento das peças em tempo real e de maneira mais natural (quase como se eu regesse a peça). Essa melhoria acho que vai ter um grande impacto de humanização, e com muito menos trabalho que fazer isso "na mão".

    Também tenho investido em samplers com muitas articulações (como os da Vienna), que já tem até mapas prontos para Cubase e Sibelius, com dezenas de articulações e alterações midi legais (então já escrevo com elas em uso, sem pensar muito).

    Mas é claro que mesmo com tudo isso, no fim nunca vai ser a mesma coisa de um piano real com uma pessoa real tocando...hsahsahsa!


    Sobre essa questão do andamento eu fiz uma coisa legal em uma das peças dessa coleção, pois eu havia gravado a III (Mixolydian) com o backing track de piano real. Pois bem, como eu resolvi gravar todas decidi substituir o piano real pelo sampler (para deixar a peça com a mesma unidade das demais, que eu não tenho backing track real) sem refazer o baixo.

    Foi interessante, pois usei o warp do Cubase para analisar o andamento do piano real e apliquei no midi, que por sua vez se transformou em uma versão espelhada do que a pianista havia gravado. Ficou tão perfeito que eu pude usar o mesmo contrabaixo que já estava gravado com o novo piano. Com isso esse acompanhamento em sampler tem muito mais liberdade de tempo (verdadeiramente humana, pois é o reflexo de uma gravação real).


    Desculpem pelo longo post, mas é que quando escuto músicas agradáveis vem a inspiração para escrever mais.
    E neste sentido! os sentidos tem uma importância, e as partituras com áudio neste tópico muito nos ajudam a manter a nossa saúde física e mental.


    Não se desculpe! E para não ficar atrás também escrevi só um "pouquinho " nesse post...hashsahsa! Sofro do mesmo "mal"!

    Lelo Mig
    Marquei para ouvir depois e voltei......

    Valeu!

    Como já era de esperar, de sua parte, trabalho de qualidade. Execução, capricho, dedicação e acima de tudo bom gosto.

    Só posso agradecer e me sentir honrado com seus comentários!

    mas confesso, que nunca tinha ouvido falar em Milton Weinstein.

    Ele é obscuro mesmo...hsahsasa!

    Gostei das peças... vou ouvir mais vezes e procurar algumas referências, não consegui "rotular" direito, ora achava moderno, ora meio barroco...hehehe. Quando isso acontece é bem prazeroso.

    É, o curioso é que algumas peças soam "antigas" e clássicas (principalmente as de modos mais conhecidos), e outras ficam mais modernas (como a Hexatônica, ou a Pentatônica que ainda não lancei). E muita gente aqui sabe que eu sou apaixonado por miniaturas, e essas peças que tem em torno de 1 a 2 minutos de duração ainda assim contém bastante música!

    Parabéns pelo trabalho, pela execução e, também, por apresentar algo "novo", pelo menos prá mim.

    Mais uma vez obrigado!

      Enviar sua resposta para este assunto
              Tablatura   
      Responder tópico na versão original
       

      Tópicos relacionados a Contemporary Modal solos: Lídio, Hexafônico e Lócrio(contrabaixo e piano)